radical_pt

Obrigações de taxa fixa

33 publicações neste tópico

Qual a vossa opinião sobre uma estratégia de investimento em obrigações por estes dias?

normalmente os produtos são de capital garantido e têm uma rendibilidade mais atrativa do que as taxas dos depósitos a prazo, mas as oportunidades são mais escassos...

 será uma boa ideia apostar agora em fundos de investimento com predominio de obrigações, ou, pelo contrário, adquiri-las directamente, do tipo da oferta que a C.G.D. está a comercializar?

http://www.cgd.pt/Particulares/Futuro/Poupanca-Investimento/Estruturados/2009/Marco/Pages/Caixa-Fundo-Rendimento-FixoII.aspx

 Agradecem-se opiniões!

 Já aqui alguém falou em obrigações da C.G.D. comercializadas pelo Santander, mas creio que essa oferta já não se encontra subscrição...

 Por outro lado, também aqui foram referidas obrigações do Deustche Bank mas entre esse e as da C.G.D. o risco potencial destas últimas é quase nulo, ao passo que as outras nunca se sabe...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Pessoal

Gostaria de saber a vossa opiniao sobre estas obrigações da CGD que se encontram em comercialização

http://www.cgd.pt/Particulares/Futuro/Poupanca-Investimento/Estruturados/2009/Abril/Pages/Obrigacoes-Subordinadas-Aniversario.aspx

será que valerá a pena subscrever? ou esperar por novas oportunidades? é que hoje em dia são escassas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Info das cotações das obrigações de empresas portuguesas em 14 Abril 2009

Cimpor 2011: 94,50%

Brisa 2013: 97,50%

BES Finance 2011 (LT2): 101,75%

PT Finance 2012: 95,25%

CGD 2014: 102,00%

REN 2013: 105,85%

EDP 5,25% 2014: 104,00%

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Info das cotações das obrigações de empresas portuguesas em 14 Abril 2009

Cimpor 2011: 94,50%

Brisa 2013: 97,50%

BES Finance 2011 (LT2): 101,75%

PT Finance 2012: 95,25%

CGD 2014: 102,00%

REN 2013: 105,85%

EDP 5,25% 2014: 104,00%

Que siginificam essas percentagens?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Pessoal

Gostaria de saber a vossa opiniao sobre estas obrigações da CGD que se encontram em comercialização

http://www.cgd.pt/Particulares/Futuro/Poupanca-Investimento/Estruturados/2009/Abril/Pages/Obrigacoes-Subordinadas-Aniversario.aspx

será que valerá a pena subscrever? ou esperar por novas oportunidades? é que hoje em dia são escassas.

Acho este mt pouco atractivo, pois a partir do 2º ano a Caixa tem como opção pagar a euribor em vez dos 4,25, e por aí fora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Caixa rendimento fixo II parece melhor, mas há 1 coisa no prospecto que não faz sentido.

Liquidez

O FEI oferece liquidez permanente, ou seja são permitidos resgates.

Particularidades do FEI

Para que possa usufruir da garantia de capital e do rendimento, será necessário permanecer no Fundo até ao final dos 4 anos.

Por um lado dizem que tem liquidez permanente, por outro diz que para usufruir da garantia de capital é necessário permanecer no Fundo até aos 4 anos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho este mt pouco atractivo, pois a partir do 2º ano a Caixa tem como opção pagar a euribor em vez dos 4,25, e por aí fora.

Para as taxas que os dep. a prazo na C.G.D. costumam render esta remuneração é significativamente mais elevada, até porque não sabemos se daqui por 1 ou 2 anos a euribor já n recuperou para os 2,5/3%...é muito incerto...lá está, para quem não precisar do dinheiro, acho um produto mt interessante!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

elbmurcs essas percentagens são o preço de compra das obrigações por exemplo cada obrigação custa 1000eur o que corresponde a 100%, se estiver abaixo de 100% quer dizer que podes comprar cada obrigação por menos de 1000 euros, contudo na maturidade do produto recebes de novo os 1000 euros apesar de por exemplo só teres pago 980.

É claro que depois há as comissões e impostos que incidem sobre a rentabilidade mas para teres uma melhor ideia de quanto irias receber pede ao banco com quem trabalhas que te faça uma simulação de compra de obrigações.

Cada obrigação tem uma maturidade (data de vencimento) e todas essas têm taxas fixas de rentabilidade que são creditadas anualmente na conta à ordem do sujeito.

Tens aqui uma lista das rentabilidades, assim como os valores mínimos de investimento:

CIMPOR 2011 YTM 7,54% / Yield Líquida de 6,07%

Rating BBB- (Credit Watch 'negative' pela S&P desde 29 Janeiro 2009. Nesta data, a S&P comunicou que poderá efectuar novas reduções do nível de Rating. A acontecer este cenário, a qualidade de crédito da Cimpor poderá passar para a categoria de High Yield (Alto Risco).

Mínimo de investimento de 5.000 EUR.

BESFINANCE 2011  YTM 5,61% / Yield Líquida de 4,12%

Rating A- (com menor componente de custos associados, emissão GBES)

Esta emissão é Subordinada e tem a garantia do Banco Espirito Santo SA.

Mínimo de investimento de 5.000 EUR.

PORTugal ELecom 2012,  YTM 5,81% / Yield Líquida de 4,64%

Rating BBB-

Em Credit Outlook 'stable' por parte da S&P desde 20 de Maio de 2008

Mínimo Investimento – 50.000€

BRISA 4,797 2013 YTM 5,88% / Yield Líquida de 4,58%

Rating BBB (Em Credit Wacth pela S&P desde 24 de Dezembro de 2008)

Mínimo de investimento de 5.000 EUR.

REN 2013, YTM 5,20% / Yield Líquida de 3,64%

Rating A+

A 3 de Fevereiro de 2009 a S&P reiterou o Rating  de Long Prazo da REN em A+

Mínimo Investimento – 50.000€

CAIXA GERAL DEPÓSITOS 2014  YTM 4,98% / Yield Líquida de 3,67%

Rating A+ [nova emissão]

Em 21 de Janeiro de 2009 a S&P reviu o Rating da CGD de AA- para A+, atribuindo um Outlook 'Stable'.

Mínimo Investimento – 50.000€

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

tens o link do BESFINANCE e da CGD das respectivas obrigaçoes que indicas? onde posso consultar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Toda a informação que possuo é me enviado por mail pelo gestor do banco, aliás se fosse a pesquisar no site dos bancos demorava uma infinidade, pois esta informação nem sempre está acessível de forma tão clara e rápida.

O que aconselho é a fazerem uma simulação para um determinado montante junto do vosso gestor de conta e ficam logo a saber quais os valores que irão receber ao longo do período de vigência da obrigação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Caixa rendimento fixo II parece melhor, mas há 1 coisa no prospecto que não faz sentido.

Por um lado dizem que tem liquidez permanente, por outro diz que para usufruir da garantia de capital é necessário permanecer no Fundo até aos 4 anos.

Parece que já entendi o prospecto do produto. Pode-se resgatar antes dos 4 anos, mas nesse caso é muito provável que não se consiga resgatar o capital investido. Para ter capital garantido e juros é necessário que termine o produto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu queria começar a investir nas obrigações mas sem perda de capital, mas ainda não entendi bem este tipo de produtos...ando a pesquisar a ver se começo a perceber e tenho alguma dificuladade encontrar nos saites dos bancos estes tipos de produtos.

o gestor mandou-te o email á poucos dias? não sei se me podes ajudar mas este tipo de produtos que mencionaste encontra-se sempre em comercialização ou existem datas definidas?

queria começar a investir, pois pelo que percebi tem mais rentabilidade do que os depositos a prazo, mas claro têm mais risco...

Se alugem me poder ajudar agradeço

Toda a informação que possuo é me enviado por mail pelo gestor do banco, aliás se fosse a pesquisar no site dos bancos demorava uma infinidade, pois esta informação nem sempre está acessível de forma tão clara e rápida.

O que aconselho é a fazerem uma simulação para um determinado montante junto do vosso gestor de conta e ficam logo a saber quais os valores que irão receber ao longo do período de vigência da obrigação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ora bem vamos lá a ver se consigo explicar como funcionam as obrigações.

Ao comprares obrigações estás a comprar dívida de uma empresa ou do estado (ex. certificados de aforro), logo neste tipo de obrigações de taxa fixa a empresa compromete-se a remunerar o credor em determinado juro durante determinado tempo (período de vigência da obrigação).

Para além desta remuneração o valor da obrigação também varia (não tanto como as acções) fazendo com que o seu valor possa subir ou descer e isso poderá interessar se o sujeito não quiser manter o investimento até à data de maturidade e assim terá de as vender ao preço do dia em causa. Este valor da obrigação normalmente é inverso à taxa de juro ou seja quanto mais baixas as tx de juro mais altas as cotações das obrigação, pois pressupõem-se que o investidor qd a tx de juro (que rege os dep.prazo por exemplo) é baixa se refugie nas obrigações, e o inverso qd a tx de juro está + alta.

O risco destas obrigações que aqui menciono são o incumprimento por parte da empresa, quer a falência quer situação financeira de tal maneira débil que impeça cumprir com os compromissos assumidos. Contudo ao contrário das acções as obrigações têm prioridade numa hipotética situação de incumprimento. Logo não creio que o risco seja muito elevado pelo menos com as empresas portuguesas apresentadas anteriormente.

Os dados que disponibilizei foram-me fornecidos pelo Banco Best logo os montantes mínimos para aquisição de obrigações podem não ser iguais aos de outros bancos.

Info complementar

http://www.euronext.com/editorial/wide/editorial-2339-PT.html

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para esclarecer, o caso dos clientes BPP eram obrigações. Com capital e juros garantidos, o resultado final assemelha-se a um depósito a prazo. Só que está dependente da saúde do emitente o reembolso do capital. No caso de um depósito a prazo, existe o fundo de garantia e normalmente o Estado garante isso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Essa comparação com o BPP creio não ser muito bem conseguida por dois aspectos.

1- Quem se mete em obrigações tem de estar bem ciente do que elas são e da diferença para os depósitos a prazo, o que com alguma pesquisa se faz facilmente, logo só é engando quem quer.

2- E as obrigações que aqui estou a falar são obrigações de empresas e não fundos de obrigações (que creio ser o caso do BPP), o que é muito diferente, um fundo basicamente depende da performance da cotação de várias obrigações e aqui está-se mais focado na taxa fixa como fonte de rendimento e não tanto na evolução da cotação da obrigação.

Já agora o problema do BPP é mais obscuro e segundo informação do público: "nas estratégias de retorno absoluto os clientes aplicaram mais de 1,2 mil milhões de euros no banco que depois foram canalizados para veículos ‘off-shores’, através dos quais faziam as suas aplicações. Estes produtos estão desvalorizados."

Eu considero-me bastante conservador em termos de investimentos, mas actualmente as tx dos depósitos a prazo são ridículas, mais vale ter o dinheiro em casa! Logo no meu entendimento as obrigações (assim como as apresento aqui) serão o tipo de investimento que melhor conjuga risco/rentabilidade. Agora não se confundam fundos de obrigações com obrigações taxa fixa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

muito obrigado pela vossa ajuda, fiquei muito mais esclarecido, pois eu pensava que as obrigações era englobado nos fundos.

Para estar mais actualizado e para saber quando emitem obrigações se calhar a melhor opção é abrir conta no Best?

Eu tenho conta no Big mas penso que eles em relação a obrigações de taxa fixa não costumam comercializar.

Alguém sabe de alguma obrigação de taxa fixa que esteja a decorrer para além da CGD?

eu já tava a pensar em abrir conta no best, mas qual é a vossa opiniao em relação ao banco? sao crediveis?

Por exemplo o BCP emite obrigações, é preferivel fazer directamente no BCP ou por exemplo no BEST se tiver a comercializar? os custos são os mesmos?

mais uma vez obrigado pela ajuda e dicas

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo contrário, o BPP eram obrigações, não fundos. E há uns anos atrás ninguém pensava nisto da crise e dos bancos, eu provavelmente também teria suscrito obrigações do banif ou bpn, etc. Não sei se me faço compreender?

Quanto mais pagam pelas obrigações, maior o risco do emitente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Essa comparação com o BPP creio não ser muito bem conseguida por dois aspectos.

1- Quem se mete em obrigações tem de estar bem ciente do que elas são e da diferença para os depósitos a prazo, o que com alguma pesquisa se faz facilmente, logo só é engando quem quer.

2- E as obrigações que aqui estou a falar são obrigações de empresas e não fundos de obrigações (que creio ser o caso do BPP), o que é muito diferente, um fundo basicamente depende da performance da cotação de várias obrigações e aqui está-se mais focado na taxa fixa como fonte de rendimento e não tanto na evolução da cotação da obrigação.

Já agora o problema do BPP é mais obscuro e segundo informação do público: "nas estratégias de retorno absoluto os clientes aplicaram mais de 1,2 mil milhões de euros no banco que depois foram canalizados para veículos ‘off-shores’, através dos quais faziam as suas aplicações. Estes produtos estão desvalorizados."

Eu considero-me bastante conservador em termos de investimentos, mas actualmente as tx dos depósitos a prazo são ridículas, mais vale ter o dinheiro em casa! Logo no meu entendimento as obrigações (assim como as apresento aqui) serão o tipo de investimento que melhor conjuga risco/rentabilidade. Agora não se confundam fundos de obrigações com obrigações taxa fixa.

Então e nesse sentido, desaconselhas os fundos de obrigações de taxa fixa? é que estive a ver em várias instituições e naquelas em que tenho conta, Montepio, C.G.D. e BPI apresentam este ano boas rentabilidades neste tipo de produto...

Em relação às obrigações de empresas, não é frequente serem comercializadas directamente através dos bancos, pelo que nesse aspecto o Best será provavelmente uma excepção...

O BCP tem variadas opções nesta área, mas é um pouco confuso no site a explicitação das condições e a forma de as apresentar não é obvia para o investidor menos habituado à linguagem financeira..

Como sou cliente do Montepio tenho adquirido obrigações de caixa (idênticas às da C.G.D.) de subscrições já encerradas, de clientes que entretanto precisam do dinheiro e se desfazem das mesmas! Tenho-as comprado um pouco acima do par/cotação de subscrição é verdade, mas mesmo assim com as taxas a que remuneram considero que faço um bom investimento para um produto de capital garantido a médio prazo (até 3 anos...)

Por outro lado, temos ainda o caso do BPI que tem quase permanentemente subscrição de taxa variável e/ou fixa, consoante o prazo e o capital que o cliente queira investir, também me parece uma opção válida...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

elbmurcs- Tens razão quando dizes que a crise veio alterar a confiança das pessoas nas instituições, mas o que interessa aqui é conjugar alguma rentabilidade com risco aceitável. As empresas que me apresentaram (Cimpor, BES e Brisa) apresentam rentabilidades diferentes sendo que a maior é a Cimpor, mas quererá isso dizer que a empresa vai falir, ou é uma empresa de risco! Parece-me algo exagerado, mas para além do mais cada um tem que avaliar qual o risco que quer estar exposto. Só para exemplo para um investimento de 15.000eur a Cimpor proporciona taxa líquida até à maturidade 2011 de 5,66% ano, creio que é um bom rácio entre risco e rentabilidade.

santasnoites Em relação ao BEST eles são impecáveis, tens um gestor de conta disponível e  o atendimento é rápido e proporcionam sempre alternativas de investimento adequadas ao teu perfil. No que concerne às obrigações de taxa fixa de empresas portuguesas, o que eles disponibilizam já mencionei atrás numas tabelas, de qualquer forma é importante ressalvar o seguinte, este tipo de obrigações geralmente só estão disponíveis para elevados montantes tipo 100mil euros, o que o best faz é comprar lotes de obrigações e depois disponibiliza-as aos clientes em tranches mais pequenas, por isso é possível comprar obrigações da BRisa, Bes ou Cimpor a partir de somente 5000eur. Já as da CGD, EDP, REN são somente para 50.000eur.

radical_pt- Eu não aconselho nem desaconselho apenas estou a dar a minha visão das coisas, eu não sou especialista financeiro, apenas tento andar bem informado. O que acho em relação Às obrigações do BPI é que a remuneração delas mesmo para montantes mais elevados não é muito alta (máximo que vi foram 3.9% bruto) e para montante mínimo de 25000eur, contudo como as coisas estão em termos de taxa de juro é melhor que depósito a prazo. Por exemplo adquiri à pouco tempo obrigações do BES 15000eur a 4% líquido.

Em relação à comercialização de obrigações de empresas não sei se é comum outros bancos proporcionarem a aquisição directamente ao cliente, mas o Best faz isso e neste momento é onde tenho andado a aplicar o dinheiro.

Espero ter ajudado a elucidar alguns pontos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

clinger e outros membros

obrigado pelo esclarecimento, já deu para perceber mais ou menos como funciona as obrigações, já abri conta no Best, tou á espera que marquem comigo para reconhecimento das assinaturas, para estar tudo OK, vou fazer o deposito a 4% de 90 dias e o restante vou ver se já consigo aplicar algum em obrigações

BESFINANCE 2011  YTM 5,61% / Yield Líquida de 4,12%

Já agora o que significa  YTM 5,61% é a TANB?

e as Yield Liquida de 4.12%? é a taxa liquida?

è que não bate certo...não percebo pois eu só estava habituado a depositos a prazo

Podem-me ajudar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá e ainda bem que abriste conta no Best vais ver que não queres outro banco, pelo menos para investimentos.

Em relação às taxas que mencionas não te consigo dar uma explicação técnica, contudo o cupão é  de 6,25% o que depois de descontando comissões e impostos anda na ordem dos 4% líquidos. Mas assim que tiveres tudo tratado pede que te façam um mapa de cash flows para o montante que queres investir, aí tu vais ver em que datas és reembolsado anualmente e os montantes, já descontando impostos e comissões (se bem que neste caso não pagas comissões pois são obrigações do BES).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

tou com um pouco de receio...pois sou conservador no que toca a investimentos, gosto de ficar bem esclarecido, tou a lembrar-me agora que já investi á dois anos atrás no protudo da caixagest renda mensal, mas a partir de 6 meses começou a descer e acabei por resgatar e foi a partir daí que comecei tomar mais atenção e entao deste que encontrei este blog as minhas poucas poupanças foram bem rentabilizadas, estava sempre atento ás promoçoes do depositos a prazo e o dinheiro foi circulando por vários bancos.

vamos ver quais são as opções que o Best me vão apresentar...

também me aconselharem este da caixa credito:

http://www.credito-agricola.pt/CA/Oferta/Investimento/GestaodeActivos/FundosdeInvestimentoImobiliario/Fundo+CA+Patrimonio+Crescente.htm

o que acham?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOW_VIDEO&id=363928

Sabes que isto dos depósitos a prazo é o chamado "pão com manteiga" que toda a gente te oferece, depois quando as taxas andam perto do miserável (como é o caso) das duas umas, podes partir para produtos com risco implícito (seja ele ínfimo ou de provocar arritmias e tu é que tens de saber que tipo de coração tens).

Perto do chamado pão com manteiga, tens os certificados de aforro, que não são mais do que títulos de dívida pública, que por serem assegurados por todos nós (estado) têm taxas tb elas bastante baixas pois o risco é diminuto (a menos que estejas na finlândia! ;D).

Num patamar acima tens produtos de capital garantido mas sem garantia de taxa, que existem muito e têm tipos de aplicações diferentes desde obrigações a acções.

Depois tens estes que te apresentei (Obrigações empresas portuguesas) que em teoria podes ficar sem o capital, sendo uma hipótese que se formos a colocar então não confiamos em mais nada, mas cada um é que sabe com que aplicações é que consegue lidar.

Creio que o que tens a fazer é dividir o que tens por vários produtos, uns mais tradicionais mas com menor rentabilidade e outros "Menos convencionais" mas com remunerações a triplicar os depósitos (isto parece muito mas estamos a falar de cerca de 4% líquido).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso é um fundo de investimento, logo sem garantia de capital. Eu neste momento acho que os fundos de investimento ainda vão ter perdas, logo não acho bom.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

obrigado elbmurcs e clinger

eu tenho alguns depositos a prazo que ainda estão a decorrer com taxas boas, mas acabou um e ando a ver a melhor alternativa, vou aplicar no best no deposito a prazo de 4% a 90 dias e algum em obrigações de taxa fixa, mas sem ser em fundo, pois eu pensava que quando falavamos em obrigações taxa fixa pensei que era igual ao fundo de obrigações de taxa fixa.

Se render 4% liquido é muito bom e será uma boa aposta as obrigações dos besfinance?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead