Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Visitante hb12 (visitante)

IRS: junto ou separado dos pais?


8 publicações neste tópico

Bom dia.

Tenho 23 anos e até agora sempre integrei o IRS dos meus pais como dependente. No entanto, este ano comecei a trabalhar a recibos verdes em Agosto, auferindo um total de 600€ mensais o que corresponderá a 3000€ no global de 2015. Gostaria de saber se será mais compensatório manter-me no IRS dos meus pais (com quem vivo) ou fazer IRS de forma isolada. Li num artigo do Montepio que cada dependente com idade superior a 3 anos representa um abate automático de IRS de 325€, tendo o conceito sido alargado até aos 25 anos com rendimentos anuais inferiores ao salário mínimo (7070€) - onde me insiro por só vir a auferir 3000€ este ano. Uma vez que não tenho praticamente nenhumas despesas dedutíveis em IRS e tendo em conta a compensação de 325€ associada à minha integração no IRS dos meus pais (o que porventura compensará o imposto a pagar de 3000€ a recibos verdes), deduzo que talvez o melhor cenário seja manter-me como dependente deles. O meu raciocínio está correcto?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Faltam aí muitos dados para responder.

Metendo o IRS sozinho, e admitindo que estás no regime simplificado, numa atividade genérica de prestação de serviços, o teu rendimento tributável será de 3000€ * 75% = 2250€. Aplicando-lhe a taxa de 14,5% do primeiro escalão dá 326,25€ de imposto a pagar. Se tiveres despesas dedutíveis em teu nome (despesas de educação, familiares, benefícios fiscais, etc), este valor pode descer até 0€.

Ficando na declaração dos teus pais, os 2250€ serão taxados de acordo com o escalão em que eles se encontrarem (provavelmente a uma taxa bem maior). Agora, eventualmente também haverá despesas tuas que estão em nome deles e não poderás deduzir metendo isoladamente nem eles podem deduzir se não estiveres na declaração deles.

O melhor é, em chegando a altura, fazerem as simulações dos vários cenários para o vosso caso concreto. Porque há muitas coisas que podem influenciar cada uma das declarações...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pelo feedback Paulo Aguia. Na devida altura farei então algumas simulações, não me lembrei da questão do escalão que, caso fizesse com os meus pais, se situaria nos 28,50%.

Tenho mais algumas questões:

1. Fazer o IRS em separado requer algum procedimento especial ou basta os meus pais não me identificarem como dependente e eu fazer o meu próprio IRS?

2. Sei que é possível deduzir até 250€ por membro do casal nas despesas gerais familiares. Embora a minha mãe esteja desempregada, é-lhe permitido pedir faturas em seu nome e, assim, aumentar a dedução do casal? O meu pai já atingiu o limite máximo desta dedução (os tais 250€).

Obrigado pela atenção!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Fazer o IRS em separado requer algum procedimento especial ou basta os meus pais não me identificarem como dependente e eu fazer o meu próprio IRS?

Basta.

2. Sei que é possível deduzir até 250€ por membro do casal nas despesas gerais familiares. Embora a minha mãe esteja desempregada, é-lhe permitido pedir faturas em seu nome e, assim, aumentar a dedução do casal? O meu pai já atingiu o limite máximo desta dedução (os tais 250€).

Naturalmente que sim... Mas, já agora, para essa dedução contam todas as despesas de qualquer membro do agregado familiar: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/irs78b.htm

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado mais uma vez. Tenho uma última questão:

No meu portal e-fatura tenho algumas despesas de educação inseridas devido aos recibos das propinas. No entanto, estes valores não poderão entrar em IRS visto ter recebido bolsa. Estas despesas entram automaticamente no IRS ou depois poderei editar o valor que consta nas deduções da educação?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No meu portal e-fatura tenho algumas despesas de educação inseridas devido aos recibos das propinas. No entanto, estes valores não poderão entrar em IRS visto ter recebido bolsa. Estas despesas entram automaticamente no IRS ou depois poderei editar o valor que consta nas deduções da educação?

A julgar pelos campos do anexo H a entregar no próximo ano e que foi recentemente aprovado, não me parece que dê para corrigir os valores do eFatura através da declaração. Diria que há 3 cenários possíveis:

* as pessoas voluntariamente desclassificam a despesa como sendo de educação passando a entrar como despesa familiar (o que, na esmagadora maioria dos casos significa que deixam de ser dedutíveis, porque quase toda a gente atinge os limites de dedução por outros meios). Mas não vejo porque alguém fosse fazer isso.

* A entidade que pagou a bolsa mete um crédito no eFatura no respetivo valor, à semelhança do que se passa com os seguros de saúde. Na prática isso iria abater às despesas já inseridas pela instituição de ensino e só seria dedutível a diferença, ou seja, aquilo que o contribuinte efetivamente suportou.

* Nada disto é feito e o fisco vai deduzir automaticamente as despesas à coleta. 

Sinceramente diria que o melhor é enviar uma mensagem às Finanças a questionar de que forma se deve proceder nesse caso...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Entrei no e-fatura e cliquei em alterar fatura. Por lá consigo alterar o total para 0€. Será uma alternativa?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu não mexeria no valor a menos que recebas instruções explícitas da AT nesse sentido...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0