mmarujo

IVA estrangeiro


7 publicações neste tópico

Compro produtos no estrangeiro (Espanha) como é para minha empresa vem sem IVA, vendi o produto ao cliente, só que o cliente quer fatura, como poderei levar o IVA se não o paguei? tenho de registar a fatura no portal das finanças? como é referente à minha atividade, esse IVA é deduzido na mesma?

 

obrigado,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando te vendem o produto sem IVA tipicamente é porque és tu que o vais liquidar. Vejamos:

* se comprasses o produto (imaginemos, no valor de 100€) pagando o IVA, pagarias 123€ no total. Se decidires ter uma margem de 10%, vendes o produto a 110€ + 25,3€ de IVA = 135,3€. Como podes deduzir o IVA que pagaste ao fornecedor tens de entregar ao Estado 25,3€ - 23€ = 2,30€ (os outros 23€ supostamente é o fornecedor que os entrega às finanças do seu país).

* comprando o produto sem IVA pagas só os 100€. Vendendo à mesma a 110€ + 25,3€ de IVA tens agora de entregar ao estado os 25,3€ na totalidade.

Ou seja, a cobrança do IVA ao cliente final é independente de se ter pago ou não IVA ao fornecedor original. A diferença é que num caso és tu o responsável por entregar todo o imposto ao Estado e noutro só pagas o imposto correspondente ao teu valor acrescentado.

Pela descrição quer dizer que não costumas passar faturas dos produtos que vendes? Isso é grave e se o fisco descobres estás sujeito a pagar um balúrdio... Supostamente tens de passar faturas de todas as vendas que faças, mesmo que o cliente não tas peça. 

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando te vendem o produto sem IVA tipicamente é porque és tu que o vais liquidar. Vejamos:

* se comprasses o produto (imaginemos, no valor de 100€) pagando o IVA, pagarias 123€ no total. Se decidires ter uma margem de 10%, vendes o produto a 110€ + 25,3€ de IVA = 135,3€. Como podes deduzir o IVA que pagaste ao fornecedor tens de entregar ao Estado 25,3€ - 23€ = 2,30€ (os outros 23€ supostamente é o fornecedor que os entrega às finanças do seu país).

* comprando o produto sem IVA pagas só os 100€. Vendendo à mesma a 110€ + 25,3€ de IVA tens agora de entregar ao estado os 25,3€ na totalidade.

Ou seja, a cobrança do IVA ao cliente final é independente de se ter pago ou não IVA ao fornecedor original. A diferença é que num caso és tu o responsável por entregar todo o imposto ao Estado e noutro só pagas o imposto correspondente ao teu valor acrescentado.

Pela descrição quer dizer que não costumas passar faturas dos produtos que vendes? Isso é grave e se o fisco descobres estás sujeito a pagar um balúrdio... Supostamente tens de passar faturas de todas as vendas que faças, mesmo que o cliente não tas peça. 

costumo passar faturas, mas como é a primeira compra do estrangeiro e como vem sem IVA, não sabia...

já agora, por exemplo como é produto para o meu trabalho, esses 25,3€ de IVA não será depois deduzido em algo que compre para o trabalho mas cá em Portugal?

 

Terei de registar a fatura estrangeira na mesma, certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

costumo passar faturas, mas como é a primeira compra do estrangeiro e como vem sem IVA, não sabia...

já agora, por exemplo como é produto para o meu trabalho, esses 25,3€ de IVA não será depois deduzido em algo que compre para o trabalho mas cá em Portugal?

Agora deixaste-me na dúvida com uma coisa - o cliente está cá em Portugal?

Independentemente disso, e respondendo à pergunta, o IVA que tu podes deduzir é o IVA que tu pagas, quando compras produtos. Não o IVA que os clientes te pagam a ti. Aliás, o nome do imposto é Imposto sobre o Valor Acrescentado. O que quer dizer que normalmente és responsável por cobrar imposto apenas sobre a diferença entre o preço que cobras ao cliente e o preço que te cobraram a ti ou o preço da matéria prima para fazeres o produto. Por isso é que só serias responsável por entregar os tais 2,3€ - deduzes ao imposto total pago pelo cliente o imposto que já pagaste anteriormente.

No caso particular em que compras ao fornecedor sem pagar o IVA, no entanto, o fornecedor passa para ti a responsabilidade de liquidar a parte do imposto que seria devida por ele. Na prática o fisco não sai a ganhar nem a perder (quando muito recebe o imposto mais tarde). Tu sais ligeiramente a ganhar porque não precisas de adiantar logo o dinheiro no imposto, só quando o teu cliente final efetivamente te pagar o produto. Ou seja, não faz sentido que possas deduzir algo que o cliente te pagou a ti para entregares ao estado.

Portanto, tu não podes deduzir esses 25,3€ em algo que compres para o trabalho mas podes deduzir o IVA suportado com algo que compres para o trabalho a esses 25,3€ - é ao contrário do que estavas a dizer...

Terei de registar a fatura estrangeira na mesma, certo?

Isso já não sei explicar como funciona, dado que nunca fiz compras no estrangeiro para a minha atividade nem estou familiarizado com essa parte da legislação...

Experimenta colocar a questão às Finanças, se não obtiveres resposta entretanto...

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora deixaste-me na dúvida com uma coisa - o cliente está cá em Portugal?

Independentemente disso, e respondendo à pergunta, o IVA que tu podes deduzir é o IVA que tu pagas, quando compras produtos. Não o IVA que os clientes te pagam a ti. Aliás, o nome do imposto é Imposto sobre o Valor Acrescentado. O que quer dizer que normalmente és responsável por cobrar imposto apenas sobre a diferença entre o preço que cobras ao cliente e o preço que te cobraram a ti ou o preço da matéria prima para fazeres o produto. Por isso é que só serias responsável por entregar os tais 2,3€ - deduzes ao imposto total pago pelo cliente o imposto que já pagaste anteriormente.

No caso particular em que compras ao fornecedor sem pagar o IVA, no entanto, o fornecedor passa para ti a responsabilidade de liquidar a parte do imposto que seria devida por ele. Na prática o fisco não sai a ganhar nem a perder (quando muito recebe o imposto mais tarde). Tu sais ligeiramente a ganhar porque não precisas de adiantar logo o dinheiro no imposto, só quando o teu cliente final efetivamente te pagar o produto. Ou seja, não faz sentido que possas deduzir algo que o cliente te pagou a ti para entregares ao estado.

Portanto, tu não podes deduzir esses 25,3€ em algo que compres para o trabalho mas podes deduzir o IVA suportado com algo que compres para o trabalho a esses 25,3€ - é ao contrário do que estavas a dizer...

Isso já não sei explicar como funciona, dado que nunca fiz compras no estrangeiro para a minha atividade nem estou familiarizado com essa parte da legislação...

Experimenta colocar a questão às Finanças, se não obtiveres resposta entretanto...

explicando melhor, comprei os produtos a Espanha mas o meu cliente final é em Portugal.

 

o meu cliente final me irá pagar os tais 25,3€ de IVA mas como o meu fornecedor não teve que passar IVA (pais intracomunitário) logo mesmo que faça outra compra em Portugal relativamente ao meu trabalho, esses 25,3€ de IVA não será deduzido, certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

o meu cliente final me irá pagar os tais 25,3€ de IVA mas como o meu fornecedor não teve que passar IVA (pais intracomunitário) logo mesmo que faça outra compra em Portugal relativamente ao meu trabalho, esses 25,3€ de IVA não será deduzido, certo?

Mais uma vez - o que tu deduzes é o IVA que pagaste aos teus fornecedores e deduze-lo ao IVA que os teus clientes te pagaram a ti para obter o valor que vais efetivamente entregar às Finanças...

Logo, se esses 25,3€ são de IVA que te foi pago a ti não o podes deduzir em lado nenhum. Podes é deduzir a esse valor o IVA que suportes com outras compras relacionadas com a tua atividade.

(espero que desta tenha ficado claro porque não sei de que mais formas hei de explicar isto).

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mais uma vez - o que tu deduzes é o IVA que pagaste aos teus fornecedores e deduze-lo ao IVA que os teus clientes te pagaram a ti para obter o valor que vais efetivamente entregar às Finanças...

Logo, se esses 25,3€ são de IVA que te foi pago a ti não o podes deduzir em lado nenhum. Podes é deduzir a esse valor o IVA que suportes com outras compras relacionadas com a tua atividade.

(espero que desta tenha ficado claro porque não sei de que mais formas hei de explicar isto).

obrigado pela explicação dada ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead