NunMPG

Análise da ficha informativa normalizada FIN


14 publicações neste tópico

Olá Boa tarde.

Gostaria que me esclarecessem a algumas dúvidas que tenho sobre crédito pessoal.

Recebi recentemente a ficha informativa normalizada (FIN) de uma proposta de crédito que pretendo fazer para comprar carro e fiquei com algumas duvidas. 

De uma forma geral, a FIN diz o seguinte:

  1. Montante solicitado = 10000€
  2. Montante total do crédito = 10091.81€
  3. Prestação = 245.15€
  4. TAN = 7.45%
  5. TAEG = 10.09%
  6. No ponto 3 da FIN (Encargos incluidos na TAEG):
    1. Valor total dos encargos = 425.29€
    2. Comissão de abertura de contrato = 270€
  7. Montante total imputado = 12037.20€

As minhas perguntas são as seguintes:

A - Estes encargos incluidos na TAEG são para pagar ao celebrar o contrato de crédito? ou seja são à parte do montante total imputado?

B - Se no ponto 4 da FIN "contratos acessórios exigidos" não existir nenhum seguro ou contrato significa que não está incluido nenhum seguro de vida, seguro de protecção de pagamentos ou outro?

Agradeço desde já qualquer resposta

Cumprimentos

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não efetuei qualquer conta, mas julgo que deverá pagar esses valores no decorrer das prestações... Se tivesse deixado essa dado (número de prestações), tornava-se fácil de verificar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não efetuei qualquer conta, mas julgo que deverá pagar esses valores no decorrer das prestações... Se tivesse deixado essa dado (número de prestações), tornava-se fácil de verificar.

Obrigado pela resposta. De facto o número de prestações é bastante relevante, mas passou-me de ideia. São 48 prestações. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta. De facto o número de prestações é bastante relevante, mas passou-me de ideia. São 48 prestações. 

Com essa TAN e atendendo ao número de prestações, irá pagar mais de 1500€ só de juros. A que acrescem os valores relativos aos encargos e abertura do contrato (soma superior a 700€)...

Não seria preferível, aguardar uns meses e ir juntando o equivalente da prestação mensal, ou um pouco mais, e só ao fim alguns meses avançar para uma solução desse tipo, mas pedindo menos crédito?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Com essa TAN e atendendo ao número de prestações, irá pagar mais de 1500€ só de juros. A que acrescem os valores relativos aos encargos e abertura do contrato (soma superior a 700€)...

Não seria preferível, aguardar uns meses e ir juntando o equivalente da prestação mensal, ou um pouco mais, e só ao fim alguns meses avançar para uma solução desse tipo, mas pedindo menos crédito?

Sim é verdade, o problema é que supostamente a financeira com a qual a marca trabalha põe algumas limitações nos montantes mínimos e prazos para financiamento, porque eu já tinha pedido uma simulação para um valor inferior (6000€) a 48 meses e não era possível, assim pedi o crédito com este montante e prazo, mas fazendo amortizações extra todos os meses, por exemplo, amortizar entre 500 a 700€ por mês (para além da prestação) e pagar o crédito em menos tempo e também pagar menos juros... o que acha desta alternativa?

Quanto às comissões de abertura de contrato penso que esta será fixa independentemente do montante financiado.

O que me leva a fazer o crédito com esta instituição (a Ford Credit) é que eles fazem um desconto (~1900€) no preço do carro se fizer crédito com eles.

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim é verdade, o problema é que supostamente a financeira com a qual a marca trabalha põe algumas limitações nos montantes mínimos e prazos para financiamento, porque eu já tinha pedido uma simulação para um valor inferior (6000€) a 48 meses e não era possível, assim pedi o crédito com este montante e prazo, mas fazendo amortizações extra todos os meses, por exemplo, amortizar entre 500 a 700€ por mês (para além da prestação) e pagar o crédito em menos tempo e também pagar menos juros... o que acha desta alternativa?

Confirma só qual a comissão pela amortização antecipada... é que às vezes pode não compensar.

O que me leva a fazer o crédito com esta instituição (a Ford Credit) é que eles fazem um desconto (~1900€) no preço do carro se fizer crédito com eles.

Bem, dá para pagar os juros... :) 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Confirma só qual a comissão pela amortização antecipada... é que às vezes pode não compensar.

Bem, dá para pagar os juros... :) 

Olá Paulo, obrigado!

Na FIN menciona apenas uma comissão de reembolso antecipado de 0,5% antes do último ano e 0,25% no último ano, por isso assumo que seja 0,5% do montante reembolsado... 

Dá para pagar os juros e se conseguir amortizar mais alguma coisa, penso que ainda seja vantajoso.

Só para confirmar aquilo que tenho pesquisado em alguns sites, se amortizar todos os meses um montante "extra" a prestação diminui assim como a duração. correcto?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim é verdade,

1. o problema é que supostamente a financeira com a qual a marca trabalha põe algumas limitações nos montantes mínimos e prazos para financiamento,

2. porque eu já tinha pedido uma simulação para um valor inferior (6000€) a 48 meses e não era possível,

3. assim pedi o crédito com este montante e prazo,

4. mas fazendo amortizações extra todos os meses, por exemplo, amortizar entre 500 a 700€ por mês (para além da prestação) e pagar o crédito em menos tempo e também pagar menos juros... o que acha desta alternativa?

Quanto às comissões de abertura de contrato penso que esta será fixa independentemente do montante financiado.

5. O que me leva a fazer o crédito com esta instituição (a Ford Credit) é que eles fazem um desconto (~1900€) no preço do carro se fizer crédito com eles.

 

1. Porque será?

2. Se fosse aceite, os juros a pagar no decorrer do prazo seriam de pouco mais de 1000€... Não deveria dar para fazer aquele "desconto"!...

3. Assim, os juros a pagar situam-se próximos de 1700€, a que se deve somar aquelas despesas obrigatórias!...

4. As amortizações suplementares são acompanhadas por uma comissão sobre o valor da amortização. Estas incidem apenas no capital em dívida. Se tem intenção de pagar em menos tempo, deverá solicitá-lo logo de inicio. Será que a "financeira" o permite?

5. A marca ford tem bons negócios também, caso não necessite recorrer a crédito. Seja como for, como afere que esse desconto é real? Tem como verificar o preço, a pronto (ou por entrega de viatura usada), do mesmo tipo de viatura noutro stand?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Porque será?

2. Se fosse aceite, os juros a pagar no decorrer do prazo seriam de pouco mais de 1000€... Não deveria dar para fazer aquele "desconto"!...

3. Assim, os juros a pagar situam-se próximos de 1700€, a que se deve somar aquelas despesas obrigatórias!...

4. As amortizações suplementares são acompanhadas por uma comissão sobre o valor da amortização. Estas incidem apenas no capital em dívida. Se tem intenção de pagar em menos tempo, deverá solicitá-lo logo de inicio. Será que a "financeira" o permite?

5. A marca ford tem bons negócios também, caso não necessite recorrer a crédito. Seja como for, como afere que esse desconto é real? Tem como verificar o preço, a pronto (ou por entrega de viatura usada), do mesmo tipo de viatura noutro stand?

Obviamente que a entidade financiadora não anda a trabalhar para aquecer, o "desconto" que fazem reflecte-se nos juros e comissões pagas com o crédito, mas, fazendo amortizações regulares chega-se a um valor de desconto real que pode ser interessante. 

Na FIN menciona a possibilidade de amortizações antecipadas totais ou parciais com uma taxa de 0,5% sobre a amortização antes do último ano de contrato, ou não será assim tão linear? :mellow:

Para além de ter feito algumas configurações no site da marca para esta viatura com o mesmo nível de equipamento, fiz também pesquisa noutras marcas para o mesmo segmento, motorização, equipamentos, etc...

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só para confirmar aquilo que tenho pesquisado em alguns sites, se amortizar todos os meses um montante "extra" a prestação diminui assim como a duração. correcto?

Normalmente a duração não muda (a menos que se amortize totalmente o empréstimo). Mas o valor da prestação sim, naturalmente...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Normalmente a duração não muda (a menos que se amortize totalmente o empréstimo). Mas o valor da prestação sim, naturalmente...

Acho que não estou a entender! :) Ao amortizar estou a diminuir o capital em dívida e ao fazê-lo, a taxa de juro aplicada a este "novo" capital em dívida dará uma prestação mais reduzida. vou chegar a uma altura em que o capital em dívida será zero o que acontecerá antes do prazo incial (devido às amortizações "extra") ou não é assim?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que não estou a entender! :) Ao amortizar estou a diminuir o capital em dívida e ao fazê-lo, a taxa de juro aplicada a este "novo" capital em dívida dará uma prestação mais reduzida. vou chegar a uma altura em que o capital em dívida será zero o que acontecerá antes do prazo incial (devido às amortizações "extra") ou não é assim?

Quando o valor da amortização é igual ao valor em dívida chama-se amortização total. Obviamente que se fizeres uma amortização total o empréstimo termina aí. Caso contrário as prestações são recalculadas para continuar a pagar o empréstimo até à mesma altura em que inicialmente contratado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando o valor da amortização é igual ao valor em dívida chama-se amortização total. Obviamente que se fizeres uma amortização total o empréstimo termina aí. Caso contrário as prestações são recalculadas para continuar a pagar o empréstimo até à mesma altura em que inicialmente contratado...

Exacto! :) 

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

... mas, fazendo amortizações regulares chega-se a um valor de desconto real que pode ser interessante. 

1. Na FIN menciona a possibilidade de amortizações antecipadas totais ou parciais com uma taxa de 0,5% sobre a amortização antes do último ano de contrato, ou não será assim tão linear? :mellow:

...

1. Vou deixar um exemplo usando os dados que deixou.

Empréstimo: 10000€

Prestação 1: 245,15€

Amortização 1: 700€

Comissão: 0,50%

Valor da nova prestação (para o mesmo prazo): 227,99€

Valor da comissão: 3,50€

Portanto, sempre que efetuar uma amortização parcial, deverá contar pagar um valor extra relativo à comissão.

 

Se, por mera hipótese, for permitido efetuar uma amortização total na 2ª prestação:

Valor em divida: 9054,85€

Prestação 2: 227,99€

Amortização total: 9054,85€

Comissão: 0,50%

Valor da nova prestação: 0,00€

Valor da comissão: 45,27€

E fica com as contas saldadas!...

 

Boa sorte.

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead