Roger

Negócio a fechar T4 Olivais Sul

22 publicações neste tópico

Boas! Estou bastante interrssado n T4 localizado nos olivais sul de 130 m2 com preço de venda a 160 mil que consegui negociar para os 146 mil bem localizado. Ja fui a conservatoria... Tudo regular... Aimda nao fui as finanças ver historico de qualquer forma o que pergunto é como se processa um contrafo promessa, cuidados a ter, em termos comcretos conta pedir cerca de 30 mil ao banco... No que se refere a avaliaçao nancaria... Qt tempo demora... A casa precisa de substituiçao de chao flutuante... E o sistema cada pronta se o comprador tratar disso em vez do banco nao se poupará dinheiro QUANTO FICA DE UM MODO E OUTRO. Em anterior avaliaçäo bancária a agente falou que o banco avaliou em 150 mil. A avaliaçäo quanto fica? Irwi recorrer a CGD para 10 anos. A casa fica pertissimo do Spacip. VENHAM DICAS E OPINIÖES só estou a aguardar contacto da agência. Na reserva que procedimentos a ter para contracto promedsa SEGURO!

 

CUMPRIMENTOS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já agora no que se refere a certificado energético... Qual o dever do vendedor...? Custos e coimas? E no ato de pagamento e escritura é passado fatura? Como calcular IMI? Existe período de isençäo? Peço vossos esclarecimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas!

1. Estou bastante interrssado n T4 localizado nos olivais sul de 130 m2 com preço de venda a 160 mil que consegui negociar para os 146 mil bem localizado.

2. Ja fui a conservatoria... Tudo regular... Aimda nao fui as finanças ver historico

3. de qualquer forma o que pergunto é como se processa um contrafo promessa, cuidados a ter,

4. em termos comcretos conta pedir cerca de 30 mil ao banco...

5. No que se refere a avaliaçao nancaria... Qt tempo demora...

A casa precisa de substituiçao de chao flutuante...

6. E o sistema cada pronta se o comprador tratar disso em vez do banco nao se poupará dinheiro QUANTO FICA DE UM MODO E OUTRO.

7. Em anterior avaliaçäo bancária a agente falou que o banco avaliou em 150 mil. A avaliaçäo quanto fica?

8. Irwi recorrer a CGD para 10 anos. A casa fica pertissimo do Spacip. VENHAM DICAS E OPINIÖES

9. só estou a aguardar contacto da agência. Na reserva que procedimentos a ter para contracto promedsa SEGURO!

 

CUMPRIMENTOS

Tente articular um pouco melhor as suas frases!...

1. Nem 10% de desconto obteve... Se a avaliação bancária foi de 150000€, era sobre este valor que deveria negociar. Se retirar 10%,  para obras, o vendedor deveria aceitar vender por 135000€!...

2. O que lhe disse a "agente"? O imóvel está devoluto de bens, pessoas e dividas?

3. Só avança para o contrato de promessa, se tiver em condições de comprar/arrendar o imóvel.

4. Tem capital de sobra para as obras que pretende efetuar nesse imóvel? Já verificou as despesas relativas a condomínio/obras? E para a escritura?

5. Se entra com 116000€ e só pede 30000€ ao banco, não deve ter qualquer problema na aprovação do CH. A avaliação deverá ser rápida. No entanto, convém ver todos os pormenores, antes de assinar qualquer documento que lhe entreguem!...

6. Então, trata-se de um agente imobiliário ou a venda processa-se diretamente através do vendedor?

Havendo um CH, normalmente o banco é que trata disso. Costuma ser na casa pronta. Mais uma vez, não se precipite. Solicite primeiro a(s) simulação(ões) e analise o seu conteúdo. Lá deve vir indicado onde se efetuará a escritura!...

7. Solicite a resposta a essa dúvida ao banco. É algo que deve vir indicado em qualquer simulação que lhe façam para o montante que pretende solicitar!...

8. Porquê 10 anos? Alguém lhe indicou esse prazo temporal? Já tem alguma simulação? Porque não 5, 15 ou 20 anos?

9. Refere-se a uma agência imobiliária? E quer-lhes passar a perna efetuando a escritura diretamente com o vendedor através do serviço casa pronta?

Acalme-se e coloque as ideias no lugar. Não se precipite que o imóvel não foge... Qual a idade do imóvel? Pelo que relata, deve ter uns anos... O vendedor é particular ou empreiteiro? Se for empreiteiro tente negociar a substituição do piso que não lhe agradou... O piso está degradado ou apenas não lhe agrada a cor/aspecto do mesmo? Se está degradado, convinha saber se há algum problema nas partes comuns... O edifício é gerido por alguma empresa de condomínios ou em rotação pelos morados do prédio?...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

10. Já agora no que se refere a certificado energético... Qual o dever do vendedor...? Custos e coimas?

11. E no ato de pagamento e escritura é passado fatura?

12. Como calcular IMI?

13. Existe período de isençäo?

Peço vossos esclarecimentos

10. A venda/publicitação do imóvel só é "legal" se este tiver o certificado energético. É da responsabilidade do vendedor/promotor indicar/apresentar a certificação energética. Se efetuar uma pesquisa sobre o assunto deverá encontrar o que precisa saber num tópico que criei há algum tempo sobre certificação energética. Deve estar na secção "diversos"!...

11. Em principio...

12. Precisa de saber o valor matricial do imóvel. Se pedir, dão-lhe esse dado?

13. Se o valor patrimonial do imóvel for inferior a 125000€, senão estou em erro, pode obter, desde que o solicite, 3 anos de isenção. Sendo esta a sua habitação própria e permanente, evidentemente!...

 

Mas, mais uma vez deixo a indicação para que não decida na hora. Obtenha o máximo de dados possíveis e partilhe-os se for do seu interesse obter mais esclarecimentos. Só depois é que avança...

Já houve alguém que apareceu pelo fórum a dizer que se ia meter num crédito porque assim entendia que o devia fazer e porque tinha posses para isso... Mais tarde, arrependeu-se!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim estou e ando um pouco nervoso. O andar foi remodelado há 2 anos mas houve inquilinos que por uso inadequado estragaram algumas coisas, condominio 38 euros. Ja muito que procuro nesta zona. O ovjectivo era para pronto nos 125 mas 146 de momento nao da a pronto. Ja sondei zona d manha tarde noite. Falei com vizinhos. Ainda nao apanhei gestor de condominio... O que me stressa é sentir uma grande oportunidade que possa fucir. Ao lado ha andaresais pequenos totamente estragados a 195 para cima a 10 anos pagaria cerca de 250 euros mensais ao contrario de 430 euros de renda que pago atualmente que rescidindo tenho cerca de 3 mesrs para orçar e efectuar pequenas reparaçöes devido a má conduta de anterior inqyilinos que ai tesidoram... Apreciei e agradeço sincetamente as susas dica Sr ABCD

predio de 1968

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certificação energética: http://www.forumfinancas.com/topic/9268-certificação-energética/#comment-97731

Leia o conteúdo do tópico!...

E já agora o valor das multas. Artigo 20 do referido decreto lei: 1 - Constitui contraordenação punível com coima de 250,00 EUR a 3 740,00 EUR no caso de pessoas singulares, e de 2 500,00 EUR a 44 890,00 EUR, no caso de pessoas coletivas...

Se o imóvel não tem certificado energético, então o proprietário/agência imobiliária podem vir a receber uma coima para pagar!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Sim estou e ando um pouco nervoso.

O andar foi remodelado há 2 anos mas houve inquilinos que por uso inadequado estragaram algumas coisas, condominio 38 euros. Ja muito que procuro nesta zona. O ovjectivo era para pronto nos 125 mas 146 de momento nao da a pronto. Ja sondei zona d manha tarde noite. Falei com vizinhos. Ainda nao apanhei gestor de condominio... O que me stressa é sentir uma grande oportunidade que possa fucir.

3. Ao lado ha andaresais pequenos totamente estragados a 195 para cima a 10 anos pagaria cerca de 250 euros mensais ao contrario de 430 euros de renda que pago atualmente que rescidindo tenho cerca de 3 mesrs para orçar e efectuar pequenas reparaçöes devido a má conduta de anterior inqyilinos que ai tesidoram... Apreciei e agradeço sincetamente as susas dica Sr ABCD

2. predio de 1968

1. Acalme-se!

2. Prédio com perto de 50 anos... e pedem esse valor? Procure falar com algum habitante do prédio e verifique se há algum problema entre a empresa de condomínio e o prédio. O problema que encontrou no apartamento é mesmo devido aos anteriores inquilinos? Não poderá ser um problema de infiltração? Num prédio com esta idade não me admiraria que houvessem problemas nas partes comuns!...

3. Os proprietário podem pedir o que quiserem. Face às actuais circunstâncias do mercado, os compradores é que fazem o preço. Pelo que percebi, pode pagar com capital próprio 116000€. Deduzo que terá mais umas poupanças (pelo menos 4 a 6 mil euros) para as despesas extras (escritura, obras, condomínio...). Experimente tentar negociar a venda direta por esse valor. Diz que assume as obras e quer o imóvel rapidamente sem recurso a créditos bancários. Se for através de um promotor imobiliário, este tipo de negociação pode dar em nada devido à comissão envolvida pelo valor da venda. Mas, nada como experimentar... mas sem nervosismos!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desenvolvimentos, Roger?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

o negócio avançou... neste momento papelada... a casa está perfeitamente legal... de 160 mil... após várias negociações chegámos a acordo com 145 mil irei ter proceder a reparação de o dito chão flutuante... julgo que há potencial neste negócio e também que é um investimento de património uma vez que necessito de casa e estou numa arrendada optei usar as poupanças num imóvel e o retorno tenho pois a prestação que irei pagar é substancialmente mais baixa que a renda actual que pago... o empréstimo será de 10 anos... não era o meu objectivo concessão de crédito mas dada a zona pareceu necessário ter que ceder... vejo as coisas desta forma em vez de ter as poupanças no banco com juros irrisórios invisto em algo útil e palpável... espero que seja uma escolha acertada e que daqui a uns anos olhe para trás e diga valeu a pena... Sr ABCD obrigado pelos seus conselhos que muito convergiram no que estava a pensar fico-lhe grato e realmente andava muito nervoso foi um momento que avançava ou poderia ter que pensar que desistindo poderia também ficar arrependido não digo que não pudesse surgir mais (acredito convictamente que sim...) mas acho que está a ser no momento certo...

Agora tenho outras dúvidas que postei na secção de empréstimos sobre as taxas fixas e variáveis...

Uma vez mais grato e reconhecido pela vossa disponibilidade, interesse e participação activa BEM-HAJA 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

1. o negócio avançou... neste momento papelada... a casa está perfeitamente legal... de 160 mil... após várias negociações chegámos a acordo com 145 mil

irei ter proceder a reparação de o dito chão flutuante...

2. julgo que há potencial neste negócio e também que é um investimento de património uma vez que necessito de casa e estou numa arrendada

3. optei usar as poupanças num imóvel e o retorno tenho pois a prestação que irei pagar é substancialmente mais baixa que a renda actual que pago... o empréstimo será de 10 anos...

não era o meu objectivo concessão de crédito mas dada a zona pareceu necessário ter que ceder...

4. vejo as coisas desta forma em vez de ter as poupanças no banco com juros irrisórios invisto em algo útil e palpável...

5. espero que seja uma escolha acertada e que daqui a uns anos olhe para trás e diga valeu a pena...

6. Sr ABCD obrigado pelos seus conselhos que muito convergiram no que estava a pensar fico-lhe grato e realmente andava muito nervoso foi um momento que avançava ou poderia ter que pensar que desistindo poderia também ficar arrependido não digo que não pudesse surgir mais (acredito convictamente que sim...) mas acho que está a ser no momento certo...

7. Agora tenho outras dúvidas que postei na secção de empréstimos sobre as taxas fixas e variáveis...

Uma vez mais grato e reconhecido pela vossa disponibilidade, interesse e participação activa BEM-HAJA 

A sua escrita continua difícil...

1. Conseguiu baixar 1000€, face ao valor que eles pretendiam... Não é mau. Acha que dá para o piso que pretende colocar?

2. Há sempre potencial nos negócios... Umas vezes equilibram-se mais para um lado e outras para o outro!...

Quando a tiver paga na totalidade pode sempre deixar em herança para os seus herdeiros ou então vendê-la com algum lucro, espera-se!...

3. O prazo do empréstimo é reduzido. Julgo que o valor também é reduzido!...

4. Exato. Assim investe e tem sempre aquelas duas hipóteses que referi no ponto 2.

5. Só o futuro o dirá... A minha bola de cristal está ligeiramente empoeirada, mas esperemos que se concretize a sua aspiração!...

6. Há sempre alturas da vida, em que temos de tomar decisões. Por vezes acorremos a conselhos e após reflexão tomamos a decisão. Agora, tem de seguir para a frente!...

7. Podia ter continuado aqui...

Boa sorte

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ora bem!

A formalização do acto de escritura está para breve...

Pois bem em termos de benefícios fiscais o que impera neste momento. A renda da prestação não serve para nada... o que posso e devo pedir para facturas. A começar pelas despesas com o banco e o processo, como no notário até à prestação. Pede-se factura... Como funciona neste tipo de situações?

No que se refere a pagamento de impostos no momento da escritura o que é pago no momento de transferência de propriedade? E já agora é possível ainda pedir isenção de IMI?

 

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qualquer uma dessas faturas será dedutível apenas como despesas familiares (ou seja, para a maioria das pessoas, que já atingiram o montante máximo de dedução há meses, não faz diferença nenhuma).

Tens de pagar o IMT antes da escritura e levar o comprovativo contigo (ou mandam-te para trás).

Quanto ao IMI vais sempre a tempo de pedir isenção (a menos que já a tenhas tido 2 vezes relativamente a habitações anteriores). Se não quiseres pagar para o ano, tens de pedir isenção antes do fim deste ano - mesmo que o pedido não tenha resposta antes do fim do ano, a cobrança fica suspensa até haver resposta. De realçar que para pedir a isenção do IMI tens de já ter mudado a morada fiscal para a casa nova...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Pauloaguia obrigado pela resposta!

Do banco já tinha emitido o aviso "Deverá proceder à liquidação do IMT/I.S. nas Finanças, ou em alternativa devem obter os DUCS para liquidação no dia da escritura".

E julgava eu que era o vendedor que pagava ;) no acto da venda :).

Qualquer uma dessas faturas será dedutível apenas como despesas familiares (ou seja, para a maioria das pessoas, que já atingiram o montante máximo de dedução há meses, não faz diferença nenhuma).

Essas facturas tenho que pedir então ao banco desde as prestações e despesas inerentes a processo ou eles emitem automaticamente?

Agora estou com outro problema a associação onde celebrei contrato de arrendamento no caso a APL onde estive presencialmente a 16/9/2015... foi mencionado que enviado minuta de cessação de contrato esse seria terminado em finais de Janeiro de 2016 (onde mencionei isso no documento) pois muito bem nessa data como ia fazer uma longa viagem enviei a 29/10/2015 por correio registado. Ontem dia 1/12/2016 recebo recibo referente a Janeiro ao que envio:

email:

"Exmos Senhores,

tenho em posse recibo ºXXXXXXX para liquidação referente ao mês de Janeiro de 2016. 

V/as Excelências têm em posse correspondência enviada a 29/9/2015 sob correio registado na qual é referido que o respectivo contrato cessa a 31/1/2016. Como tal segundo a reunião presencial que tive com vossos serviços a 16/9/2015 foi acordado que a caução paga a 29/8/2014 servirá para liquidar a renda referente a Janeiro de 2016, tendo sido dentro dos prazos adequados todos os respectivos intervenientes devidamente informados.
Neste sentido o recibo emitido fica sem efeito.

Sem mais assunto de momento despeço-me com os melhores cumprimentos"

 

Resposta da APL:

 

Nos termos do artigo 1098º nº3 do Código Civil, a denúncia é feita com a antecedência de 120 dias, o que na presente situação se verificou, dado que V. Exa informou da pretensão de denunciar o contrato de arrendamento no dia 29 de Setembro de 2015.

 

Tendo V. Exa denunciado no dia 29 de Setembro de 2015, cumpria-lhe proceder ao pagamento da renda que se venceu em Outubro de 2015 e em Novembro de 2015, conforme procedeu. Cumpre-lhe igualmente proceder ao pagamento da renda que se vence no presente mês de Dezembro de 2015.

Apenas se encontra dispensado de proceder ao pagamento da renda que se vencerá em Janeiro de 2016, por ser considerado o mês de caução.

 

O recibo de renda indica que a renda se refere ao mês de Janeiro 2016, pelo facto de V. Exa poder usufruir do mês de caução, mas efetivamente a renda a que corresponde é a que se vence no presente mês de Dezembro de 2015.

Encontra-se, apenas dispensado de proceder ao pagamento da renda que se vencerá em Janeiro de 2016 e se refere ao mês de Fevereiro de 2016.

 

Face ao exposto, solicito a V. Exa que proceda ao pagamento da renda que vence em Dezembro de 2015 até ao próximo dia 10 de Dezembro de 2015.

 

 Ao que já enderecei:

Exmo (a) Senhor (a),

agradeço resposta de vossa excelência.

No entanto levantei essa questão na vossas instalações pessoalmente onde falei ao balcão com a Exma Senhora Ana Fernandes ao dia 16/09/2015 onde primeiramente questionei o período de termino e devoluçäo de chaves de imovel onde está referido o final de Janeiro de 2016. Acresce que nessa data (16/09) foi facultada minuta endereçada sobre a qual questionei se efectivamente näo deveria preencher no imediato foi manifestada disponibilidade de que os efeitos da mesma seriam até final do mês de envio (fosse a 16 ou 29) pois iria ausentar por longo período  (daí vossa recepçäo a 29/09). Desta forma tendo o cuidado de antes de me ausentar a 16/9 para viagem de longo curso esclarecer toda esta situaçäo que sustentou diversas opções já tomadas baseadas em informaçäo que agora me contesta. Desta forma e näo tomo que a mudança de gerência do presente imóvel seja motivo para tal... Apelo a V/a Excelência que tenha em linha de conta todo o historial em que reporto ao imóvel factos resolvidos por meu interesse e boa fé de que resolva o contrato tal como do falado a final de Janeiro pedindo desde já seu conselho que tenho como certo por forma a ninguém sair lesado.

Por os motivos apresentados aguardo expectante vossa tomada de posição sobre estratégia de resolução sobre o que foi previamente acordado na vossa instituiçäo

Com estima e consideraçäo.

Em suma:

não sei como descalçar esta bota apertada que não contava... é dinheiro jogado à rua porque irei pagar prestação e renda num mês como ele não abunda tenho que apelar a solução. Devo dizer que o senhorio como se diz gosta de receber mas nunca quis saber de anomalias que foram muitas perante uma renda de 430 euros...

E as voltas e contas que fiz para avançar com aquisição nos devidos timings sinceramente não estou disposto a pagar... quais as consequências... quero sinceramente ir pela diplomacia... como conto que (tal como já disse) o meu senhorio não irá certamente ceder... recorro a quê livro de reclamações (argumento o quê?) a lei na altura estive a ler e analisar e a conclusão que cheguei escraviza praticamente os inquilinos em muitos aspectos... este é um deles... o problema é que foi apenas oralmente que disseram que o contrato cessava a 31/1/2016 enviando a respectiva minuta até final de Setembro o que foi cumprido...

APELO A AJUDA E CONSELHOS

Grato

 

 

Editado por Roger
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E mais conta com Setembro (sim porque conta apartir do mês de minuta...) a Janeiro são 120 dias... não percebo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que há aí um mal entendido qualquer - do que li parece-me que estão todos de acordo que o contrato termina em 31 de Janeiro...

Quantas rendas pagaste no início? Se pagaste uma renda e a caução, parece-me natural que agora só não pagues uma como eles pretendem. Se pagaste 2 rendas e a caução, então parece-me natural que agora não pagues 2 como pretendes.

Do que percebo o contrato começou em Setembro de 2014? Não é assim tão difícil fazer uma lista com todos os meses que foram (ou vão ser) pagos e perceber se falta algum ou se há algum a mais...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois paguei... 2 meses... parece que a corda vai estoirar :P para o meu lado... terei que pagar pois o mês é pago a dia 10/12/2015... o que me chateia é que expliquei essa dúvida na altura e ou não percebi ou foram pouco claros...

 

Sr ABCD hoje foi dia de escritura :D

 

Cumprimentos a todos vou comunicando

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Pois paguei... 2 meses... parece que a corda vai estoirar :P para o meu lado... terei que pagar pois o mês é pago a dia 10/12/2015... o que me chateia é que expliquei essa dúvida na altura e ou não percebi ou foram pouco claros...

 

2. Sr ABCD hoje foi dia de escritura :D

 

Cumprimentos a todos vou comunicando

1. Não pague, o que já pagou no passado. Eles que exigam o que não têm direito. Se o contrato acaba em Janeiro, porque haveria de pagar Fevereiro?. Você faz uma participação nas finanças e depois eles que se entendam...

2. Acabou por não responder a uma série de questões deixadas lá em cima... O vendedor tinha certificado energético? Conseguiu melhorar o valor de compra? E afinal pediu empréstimo por quanto tempo?

Convém que controle estes elementos, para não ter surpresas no futuro.

Boa sorte.

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Não pague, o que já pagou no passado. Eles que exigam o que não têm direito. Se o contrato acaba em Janeiro, porque haveria de pagar Fevereiro?. Você faz uma participação nas finanças e depois eles que se entendam...

Paguei a 10 de Dezembro não pagarei mais ficarei até ao final de Janeiro com a caução

2. Acabou por não responder a uma série de questões deixadas lá em cima... O vendedor tinha certificado energético? Conseguiu melhorar o valor de compra? E afinal pediu empréstimo por quanto tempo?

O vendedor tem certificado energético até salvo erro até 2025 julgo... Empréstimo a 10 anos.

Agora...

Estou um bocado perdido... Já andei ler visitar sites entre os quais pavimentosflutuantes.com e descobri que os pavimentos de madeira serão a melhor opção no entanto nas casas onde andei a ver aki / leroy não me lembro de ver para além dos sintéticos planeava enverdar por um produtos com 30 anos de garantia... Podem ajudar???? Dicas precisam-se tenho que ver orçamentos de casas especializadas... Já agora sabem se a aplicação os seus custos habitualmente incluem a retirada do pavimento flutuante a substituir???

Ando agora numa luta para mudar a morada fiscal pela internet tenho até 30 dias certo...?

E o pedido de isenção também tem que ser 30 dias após aquisição ou até tenho mais tempo?

 

Grato e Boas Festas a todos os que têm ajudado abertamente

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora...

1. Estou um bocado perdido... Já andei ler visitar sites entre os quais pavimentosflutuantes.com e descobri que os pavimentos de madeira serão a melhor opção no entanto nas casas onde andei a ver aki / leroy não me lembro de ver para além dos sintéticos planeava enverdar por um produtos com 30 anos de garantia... Podem ajudar???? Dicas precisam-se tenho que ver orçamentos de casas especializadas...

2. Já agora sabem se a aplicação os seus custos habitualmente incluem a retirada do pavimento flutuante a substituir???

Ando agora numa luta para mudar a morada fiscal pela internet tenho até 30 dias certo...?

3. E o pedido de isenção também tem que ser 30 dias após aquisição ou até tenho mais tempo?

 

Grato e Boas Festas a todos os que têm ajudado abertamente

1. Faz mesmo questão em aplicar pavimento flutuante? Se tivesse orçamentos relativo a soalho flutuante/Mosaicos e rodapés, podia ter "negociado" o valor do imóvel pois a remoção/colocação de pavimento implica custos extras face ao produto que comprou...

2. Isso terá de procurar saber nas "casas" onde foi até ao momento. Contratar o serviço no "Leroy" fica muito mais caro do que indo diretamente ao "empreiteiro", pois terá de pagar uma "comissão" por usar o serviço através deles... O ideal seria comprar o material e contratar a mão de obra especializada para o efeito. E nessa altura procurar saber o custo da remoção/aplicação do pavimento que escolheu...

3. "O benefício tem de ser requerido até ao termo dos 60 dias subsequentes ao prazo de seis meses destinado à afectação do prédio à habitação própria e permanente do sujeito passivo ou do seu agregado familiar, de conformidade com o n.º 3 do Ofício-Circular n.º A-1/91, de 21 de Março da DSCA. No caso de o pedido ser efectuado fora desse prazo, a isenção inicia-se a partir do ano seguinte, inclusive, ao da sua apresentação, cessando, todavia, no ano em que findaria, caso o pedido tivesse sido efectuado dentro do prazo (n.º 7 do art. 46.º do EBF)."

Faça-o presencialmente numa repartição de finanças. Caso lhe surja alguma dúvida adicional, aproveita a deslocação ao serviço...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Faz mesmo questão em aplicar pavimento flutuante? Se tivesse orçamentos relativo a soalho flutuante/Mosaicos e rodapés, podia ter "negociado" o valor do imóvel pois a remoção/colocação de pavimento implica custos extras face ao produto que comprou...

A negociação foi feita já nesse sentido...uma vez quem vendia dizia ter orçamento num valor muito inflacionado em remodelações ao que realmente estou a obter...

Pelo Leroy mão de obra 585 euros falta o material...

Agora estou com 2 situações:

- primeiro remover o pavimento que não é difícil remover a questão é saber como é feita a recolha. Existe algum local especifico para depositar este tipo de resíduos?

- outra situação é que a inspecção do gás chumbou uma vez que o esquentador desliga-se passados 90 a 120 segundos. O problema parece ser a coluna do exaustor que ao funcionar não deixa sair o fluxo de combustão do esquentador cuja manga faz curva à esquerda ficando a cerca de 1,5 m da coluna da chaminé do exaustor... Fui mesmo à marca expliquei a situação uma vez que o esquentador é novo (modelo não ventilado) no sentido de adaptar um motor de ventilação que o converte em ventilado... no entanto o vendedor mencionou que mesmo com motor ou outro modelo pode não resolver o problema... e outro imbrólio é que não tenho gás ou seja como posso ensaiar... Existem empresas com técnicos autorizados a abrir o gás para ensaio??

 

Grato

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

- primeiro remover o pavimento que não é difícil remover a questão é saber como é feita a recolha. Existe algum local especifico para depositar este tipo de resíduos?

Contacta a Câmara Municipal - normalmente não são eles que fazem o serviço mas sabem-te reencaminhar para quem faça. Ou então tenta perguntar a quem te vai fazer o trabalho, quem trabalha na construção costuma saber esse tipo de coisas...

Certifica-te é que quem se encarregar de levar os resíduos lhes dá o tratamento adequado - há por aí muito quem se cobre bem por esse tipo de serviço (até porque, para além do transporte, há taxas a pagar para a gestão de resíduos) e depois vá despejá-los na primeira mata por que passa - o que não falta por aí são resíduos de construção a céu aberto...

- outra situação é que a inspecção do gás chumbou uma vez que o esquentador desliga-se passados 90 a 120 segundos. O problema parece ser a coluna do exaustor que ao funcionar não deixa sair o fluxo de combustão do esquentador cuja manga faz curva à esquerda ficando a cerca de 1,5 m da coluna da chaminé do exaustor... Fui mesmo à marca expliquei a situação uma vez que o esquentador é novo (modelo não ventilado) no sentido de adaptar um motor de ventilação que o converte em ventilado... no entanto o vendedor mencionou que mesmo com motor ou outro modelo pode não resolver o problema... e outro imbrólio é que não tenho gás ou seja como posso ensaiar... Existem empresas com técnicos autorizados a abrir o gás para ensaio??

Tenho um amigo meu que passou pelo mesmo. E fizeram-lhe o mesmo discurso. Mas que remédio, era avançar com a obra ou ficar sem gás, por isso avançou... se bem me lembro, ele conseguiu que quem lhe fez a instalação estivesse presente no dia da instalação do gás, para o caso de ser preciso alguma correção de última hora - parece-me um bom compromisso, que podes tentar também...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Contacta a Câmara Municipal - normalmente não são eles que fazem o serviço mas sabem-te reencaminhar para quem faça. Ou então tenta perguntar a quem te vai fazer o trabalho, quem trabalha na construção costuma saber esse tipo de coisas...

Certifica-te é que quem se encarregar de levar os resíduos lhes dá o tratamento adequado - há por aí muito quem se cobre bem por esse tipo de serviço (até porque, para além do transporte, há taxas a pagar para a gestão de resíduos) e depois vá despejá-los na primeira mata por que passa - o que não falta por aí são resíduos de construção a céu aberto...

 

Tenho um amigo meu que passou pelo mesmo. E fizeram-lhe o mesmo discurso. Mas que remédio, era avançar com a obra ou ficar sem gás, por isso avançou... se bem me lembro, ele conseguiu que quem lhe fez a instalação estivesse presente no dia da instalação do gás, para o caso de ser preciso alguma correção de última hora - parece-me um bom compromisso, que podes tentar também...

 

Pois vou tirar eu o chão e contactar a CML já me disseram que é gratuito não sei... mas a parte de retirar (não nenhum bicho de 7 cabeças) e depois combino a recolha (ainda são 65 m2...)

Sr PauloAguia bela ideia isso era o ideal acho que vou comprar o motor (se fosse fácil montava-o mas é melhor passar para quem é técnico especializado) e para ensaio metia para o mesmo dia... mas os tipos da inspecção não gostam disso... aliás quando foi para testar o esquentador quando se desligou a primeira vez senão os confronto nem testavam segunda vez... simplesmente incompreensível... querem é custear mas esclarecer ou dar sugestões efectivas não é competências deles e depois sabem é orçar com diferenças de 250 a 400 euros simplesmente pouco objectivos e eficazes nas resoluções infelizmente quem precisa é que leva...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor