jo77

irs residente em frança

2 publicações neste tópico

Bom dia,

Eu queria uma ajuda, eu nasci em frança, e vivo em frança, casei com a minha mulher que vivia em portugal, e agora esta em frança desde 2002.

Devida à morte da minha sogra, o meu sogro esta a fazer partilhas.

Eu queria saber o dinheiro que receber à minha mulher  este ano, aonde devo declarar (em frança ou portugal), se é em portugal quanto vou pagar de impostos.

desde ja obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se a sua sogra não era residente fiscal em Franca na altura da morte, não tem nada que declarar em Franca.

"Herdeiros isentos
As transmissões a favor do cônjuge, filhos, netos, pais e avós, etc. estão isentas de imposto de selo. Se estiver nesta situação, passe para o item Quem declara o quê. A tributação mantém-se para os unidos de facto. Estes e outros beneficiários, independentemente do grau de afinidade ou parentesco, incluindo irmãos, têm de pagar 10% sobre os bens recebidos, exceto os não sujeitos a imposto.

Quem declara o quê
Cabe à pessoa que gere o património do falecido até à partilha (denominado “cabeça-de-casal”) declarar bens como apartamentos e terrenos, entre outros imóveis, automóveis, barcos, motos e todos os bens móveis sujeitos a registo. Só ficam de fora os bens referidos na questão anterior. Para tal, é necessário preencher a declaração de modelo 1 do imposto de selo e respetivos anexos. Os anexos I e II são obrigatórios. Já o III só é necessário quando haja mais de quatro herdeiros. Poderá encontrá-los nos serviços de finanças, ou imprimi-los através do sítio da Direcção-Geral dos Impostos. Os bens recebidos pelo cônjuge, ascendentes e descendentes, apesar de isentos de imposto de selo (inclui dinheiro depositado no banco), têm de ser declarados ao fisco.

Quem e quando
O cabeça-de-casal recebe uma notificação para pagar o imposto relativo à totalidade dos bens da herança. Depois, deverá fazer contas com os restantes beneficiários. Se não concordar com o valor apurado pelo fisco, pode recorrer."

Não deve declarar nada, nem em Franca nem em Portugal, o seu sogro é que trata disto.

O senhor é português, a sua esposa,  sogra ,  sogro tambem. Os bens estão em Portugal, não é? Se não quer ter problemas futuros com o fisco francês é melhor não dizer nada là.

Não sei se sabe mas em França é obrigatorio declarar todas as contas e bens que tem no estrangeiro. Se o fisco francês descobre que tem uma conta no banco em Portugal, tem uma multa de 1.500,00€ por cada ano que tem a conta e não declarou!

"Pour vivre heureux , vivons cachés". Se não tinha percebido a razão deste ditado francês, penso que agora vai percebendo.

 

 

Editado por Camanet
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead