LCFC

Arrendamento

3 publicações neste tópico

Boa tarde,

Eu tenho 19 anos e tudo começou o ano passado. O ano passado depois de ter engravidado eu e o meu namorado tivemos de apressar as coisas para dar-mos uma vida decente ao nosso filho. Como o sitio onde viviamos não havia facilidade de trabalho resolvemos mudar-nos para Lisboa onde encontramos com facilidade. Com emprego procuramos uma casa, e como somos inesprientes no assunto procuramos uma imobiliaria para fazer-mos tudo certinho.

  Resumindo o que aconteceu:

-pediram-nos tudo o que é legal, mês de causão, 2 fiadores, irs (este ultimo não tinhamos pois não tinhamos trabalhado ainda). Por não termos irs fizereram-nos acreditar que não conceguiamos alugar casa decente, só as que nos impozeram. A casa que alugamos é um t1, antigo (parece que esta a caír), em 2 meses ja rompeu os canos 2 vezes, os passaros criaram ninho na chaminé e por várias vezes tive de deitar fora a comida por causa dos animais deitarem as suas fezes e lixo para lá. E pior, tou a pagar 390€.

como era urgente aceitamos a casa ( sem saber destes problemas claro) e foi ai que começou.

Passaram 15 dias de tar na casa e só tinha uma cópia do contrato e nem um recibo dos 780€ que tinha pago. Como nao tinha o numero do senhorio fui falar com a imobiliaria, ao qual me disseram que nao precisava de recibos pois tinha no contrato a dizer que tinha pago aquele valor e que apartir daí como pagava por transferência tinha o talão que era suficiente e que a cópia do contrato era suficiente.  E eu aceitei na minha inocência. Ate que começou tudo a destruir-se cá em casa, em dois meses ja furaram canos, tenho paredes pretas, tomadas sem proteção e bichinhos da madeira no chão. Fui reclamar a eles e dizem que aqui é tudo assim, e que se eu quizesse arranjavam me uma casa mais cara. Entretanto descobri outra cópia do contrato só da primeira pagina e por curiosidade fui comparar e tinha sido alterado. Apesar de eu só ter assinado um contrato as cópias estavam diferentes e rubricadas por mim, pelo meu namorado, fiadores e senhorio. Então resolvi entrar em contacto com as finanças e descobri que o contrato não estava legal. Dirigi-me à imobiliaria  de novo sem comentar nada e deram me o contrato (o segundo alterado) mas este impresso a cores. Questionei-os pelo carimbo e dizem que nao é obrigatório. Disse-lhes que tinha ido as finanças e teimaram comigo que estava lá, e que não faziam coisas não legais. Eu decidi não pagar a renda deste mês e gozar o mês de causão apesar de estar aqui à pouco tempo. Nao ademito ser gozada! pagar quase um ordenado para depois nem poder coloca-lo no irs. A minha questão é, eu posso o fazer sem ser penalizada? o que posso e onde posso apresentar queixa destas pessoas para nunca mais se aproveitarem dos jovens mal informados? E pior é fazerem me acreditar que o meu filho tem de viver aqui no meio com apenas 3 meses de idade. eu quero ir com isto para a frente, e só vou descansar quando aquela "empresa" estiver fechada.

Agradeço a vossa resposta e pesso desculpa pelos erros pois estou a escrever no telemóvel.

Com os melhores cumprimentos,

Cátia Carvalho

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

24h e ninguem respondeu...

vamos assumir que ninguem teve esta experiencia

Eu nunca tive que arrendar casas... pelo oposto, sou eu que arrendo. E do que se pode aprender é que nunca se deve deixar outras pessoas fazerem o nosso trabalho, isto é, era preferivel teres sido tu a procurar alguma coisa, arranjares contactos etc do que deixares o trabalho na imobiliaria.

Eu nao sei como funciona, mas vou assumir que a imobiliaria nao trabalhar para aquecer nao é?

Ate muito provavelmente a tua renda poderia ser 300€... esses 90€ poderao ser é logo a comissao para a imobiliaria. Provavelmente o senhorio estabeleceu que quer receber 300€ e o resto nao interessa...

Estás a perceber agora porque devias ter sido tu a tratar tudo?

Agora o que podes fazer?

Ler bem esse contrato... ler as clausulas de obras e problemas se estao la inclusas... iria dizer reclamar no livro vermelho, mas se o contrato nao tiver muita informaçao nao te vais poder safar facilmente acho eu

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Da mesma forma que foi à imobiliária e de boa fé os informou do que sabia, também pode lá voltar e pedir o livro de reclamações para onde pode escrever tudo o que sabe e a experiência que tem tido no apartamento que arrendou por essa exorbitância e sem qualquer qualidade/conforto.

Uma vez que rebentaram "canos" deve solicitar a vinda de um técnico das águas dos serviços municipalizados para que este elabore um relatório dos danos.

De seguida, leva cópias dessa reclamação, do contrato e comprovativos de pagamento e apresenta outra reclamação, mas agora nas finanças. Algum funcionário lhe deve indicar o local certo para o fazer.

Por outro lado, pode contratar um advogado (se não tiver meios para isso pode solicitar um na segurança social) e apresentar toda a documentação alusiva ao caso. Se lhe for possível tire umas fotografias e leve-as consigo também.

Entretanto, procure por sua iniciativa outra habitação e averigue bem as condições que lhe são oferecidas!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor