Ramiro Costa

IRS-ANEXO G-Venda de Acções antigas

7 publicações neste tópico

Estou atrapalhado no preenchimento do meu IRS... e peço ajuda aos amigos mais entendidos sobre o seguinte:

Em 2014 vendi umas acçoes do BCP que detinha há muitos anos. Comprei-as creio que em 2000 e... foram ficando na conta. Contudo, ao longo desse tempo, houve várias mudanças (Res. Preferência, Inc. Reservas, etc) que fizeram variar/aumentar esse montante de acções.

Agora, para declarar esta venda no IRS, como tenho de proceder? É que, pelas indicações que me deram no Banco (apenas um papel escrito à mão pelo funcionário), do ano 2000 até 2014, houve OITO variações / incrementos nas quantidades de acções (as tais A/C Res. Preferência; A/C Inc. Reservas).

Se fosse 1 compra e 1 venda era fácil de preencher, agora com OITO entradas (ao longo dos 14 anos) e agora 1 única venda, não sei como devo fazer.

Podem ajudar-me, por favor?

Agradeço desde já.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou atrapalhado no preenchimento do meu IRS... e peço ajuda aos amigos mais entendidos sobre o seguinte:

Em 2014 vendi umas acçoes do BCP que detinha há muitos anos. Comprei-as creio que em 2000 e... foram ficando na conta. Contudo, ao longo desse tempo, houve várias mudanças (Res. Preferência, Inc. Reservas, etc) que fizeram variar/aumentar esse montante de acções.

Agora, para declarar esta venda no IRS, como tenho de proceder? É que, pelas indicações que me deram no Banco (apenas um papel escrito à mão pelo funcionário), do ano 2000 até 2014, houve OITO variações / incrementos nas quantidades de acções (as tais A/C Res. Preferência; A/C Inc. Reservas).

Se fosse 1 compra e 1 venda era fácil de preencher, agora com OITO entradas (ao longo dos 14 anos) e agora 1 única venda, não sei como devo fazer.

Podem ajudar-me, por favor?

Agradeço desde já.

Contabilista caro Ramiro, mais vale pagar por um serviço bem feito do que depois pagar aos "ladrões" do fisco haha.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Contabilista caro Ramiro, mais vale pagar por um serviço bem feito do que depois pagar aos "ladrões" do fisco haha.

Sim, mas desta - este ano - tenho que me desenrascar sozinho! Já estamos em cima do prazo de entrega.

De qualquer forma, também não me sinto um inútil ou um destituído. Apesar da minha idade, gosto de (saber) fazer as coisas e de ser eu próprio a tratar dos meus assuntos.

Se me derem uma ajudinha, acho que chego lá...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, mas desta - este ano - tenho que me desenrascar sozinho! Já estamos em cima do prazo de entrega.

De qualquer forma, também não me sinto um inútil ou um destituído. Apesar da minha idade, gosto de (saber) fazer as coisas e de ser eu próprio a tratar dos meus assuntos.

Se me derem uma ajudinha, acho que chego lá...

Eu também gosto, no entanto para os lados do fisco não arrisco, eu se tiver um problema no motor do meu carro vou ao mecânico, não me meto a mexer senão ainda faço pior.

No entanto foi só um conselho.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também gosto, no entanto para os lados do fisco não arrisco, eu se tiver um problema no motor do meu carro vou ao mecânico, não me meto a mexer senão ainda faço pior.

No entanto foi só um conselho.

A questão que eu coloquei parece-me banal. Tenho a certeza que muita gente já passou, exactamente, pela mesma situação. Ter acções durante uns anos e, nesse período, elas mudarem de quantidade, porque exercemos direitos (Res. Preferência, Inc. de Reservas). No meu caso, em 14 anos, tive 8 desses movimentos de incremento patrimonial.

Agora que as vendi (em 2014), gostava de saber como declaro isso no IRS - Anexo G.

Alguém, por favor, me saberá explicar. Ficaria muito grato.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Admitamos que compraste 900 ações em 2000. E depois, em 2009 mais 100. E agora, em 2014, vendeste as 1000 ações.

Tens de preencher 2 linhas:

* uma com as 900 ações de 2000 com venda em 2014 (podes pôr, por exemplo, o valor de 90% do valor total da venda das 1000).

* outra com as 100 ações de 2009 com venda em 2014 (podes pôr, por exemplo, o valor de 10% do valor total da venda das 1000).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Admitamos que compraste 900 ações em 2000. E depois, em 2009 mais 100. E agora, em 2014, vendeste as 1000 ações.

Tens de preencher 2 linhas:

* uma com as 900 ações de 2000 com venda em 2014 (podes pôr, por exemplo, o valor de 90% do valor total da venda das 1000).

* outra com as 100 ações de 2009 com venda em 2014 (podes pôr, por exemplo, o valor de 10% do valor total da venda das 1000).

Então, se eu bem percebi, tenho que calcular o valor de venda unitário (pvu) de cada acção (2014) e depois fazer, linha a linha, guiando-me pelas quantidades.

Por exemplo, na linha 1 faço:

Na "realização" coloco, por exemplo, o pvu vezes o nº de acções compradas em 2000 e em "Aquisição" o custo da compra dessas acções em 2000;

Na linha 2:

Na "realização" coloco o pvu vezes o nº de acções entradas em 2005 e em "Aquisição" o custo dessa compra de acções de 2005.

(Houve anos que as acções entraram a "custo zero" (foi por Inc. de Reservas). Nesta situação, ponho "Aquisição" ... zero?)

O registo no IRS destas vendas de acções, ficando distruído por tantas linhas, como faço o registo dos encargos? Coloco apenas (o total) numa linha? Ou divido esses encargos pelo nº de linhas?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead