M_R_J

Cartão de crédito - gastar 5000€ no estrangeiro

28 publicações neste tópico

O meu cenário é simples: sei 'a priori' que vou fazer compras de cerca de 5000€ com cartão de crédito em Espanha algures em junho.

Qual o cartão que me aconselhavam a adquirir para obter o máximo rendimento dessas compras?

Eu até que conheço uns quantos mas como estou mais focado para as minhas despesas do dia a dia cá em Portugal e só penso em cashback e isenção de anuidades, podem-me estar a falhar melhores oportunidades. Neste caso, como o volume é maior, pode haver outro cartão que me escape que tenha outras vantagens (vales, milhas, sei lá)...

Uma pré-análise, dos cartões com cashback direto ou convertível, temos:

O cartão Blue da American Express se voltar à promoção dos anos anteriores de cashback de 5% só dá para queimar 2000€.

O cartão DECO/Unicre só dá cashback em Portugal.

O cartão affinity segundo percebi não dá para aumentar plafond.

O cartão BPI Prémio... 1% em Portugal ou estrangeiro em vales Continente e afins... parece ser a melhor solução... Este ano mais do que compensa a anuidade mas e nos anos seguintes? Poderei cancelar o cartão sem custos?

Têm alguma outra sugestão?

Obrigado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O meu cenário é simples: sei 'a priori' que vou fazer compras de cerca de 5000€ com cartão de crédito em Espanha algures em junho.

Qual o cartão que me aconselhavam a adquirir para obter o máximo rendimento dessas compras?

Eu até que conheço uns quantos mas como estou mais focado para as minhas despesas do dia a dia cá em Portugal e só penso em cashback e isenção de anuidades, podem-me estar a falhar melhores oportunidades. Neste caso, como o volume é maior, pode haver outro cartão que me escape que tenha outras vantagens (vales, milhas, sei lá)...

Uma pré-análise, dos cartões com cashback direto ou convertível, temos:

O cartão Blue da American Express se voltar à promoção dos anos anteriores de cashback de 5% só dá para queimar 2000€.

O cartão DECO/Unicre só dá cashback em Portugal.

O cartão affinity segundo percebi não dá para aumentar plafond.

Dá sim. Em Novembro enviei para affinitycard@bbvacf.pt um pedido de aumento, anexando os últimos recibos de vencimento. E aumentaram. Mas acredito que sejam comedidos nos aumentos, comparando com os restantes cartões. Eu só pedi 500€.

O cartão BPI Prémio... 1% em Portugal ou estrangeiro em vales Continente e afins... parece ser a melhor solução... Este ano mais do que compensa a anuidade mas e nos anos seguintes? Poderei cancelar o cartão sem custos?

Não vejo porque não, desde que informes com alguma antecedência antes da data em que te voltam a cobrar anuidade.

Têm alguma outra sugestão?

Para um montante tão elevado, provavelmente terás que recorrer a mais que um cartão.

Se o Blue voltar a ter a promoção (também estou à espera), deves-te conseguir safar com ele + BPI Prémio + Affinity. Com a vantagem de que ficas com um American Express, um Visa e um MasterCard, portanto algum há de funcionar ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há uma maneira muito simples de beneficiar do cashback com o cartão da Deco, que é o que eu faço sempre. Fazer as compras com um ou mais cartões de crédito (Amex, Affinity, etc.). Se com esses cartões não der os 5000€ (que não deve dar), pode usar outro cartão mesmo que este não dê cashback. Depois o que tem a fazer é pagar os extractos desses cartões com o cartão da Deco através das referência Multibanco que aparecem no extrato. Como essas operações são consideradas em Portugal, já ususfrui do 1% de cashback (para além do que já teve com os outros cartões).

No caso da minha família, costumamos usar o Caixa Classic (que ainda temos a versão com cashback), mas qualquer outro (excepto cartões Unicre) que dê para pagar por referência multibanco funciona.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado aos dois.

Dá sim. Em Novembro enviei para affinitycard@bbvacf.pt um pedido de aumento, anexando os últimos recibos de vencimento. E aumentaram. Mas acredito que sejam comedidos nos aumentos, comparando com os restantes cartões. Eu só pedi 500€.

E já não é nada mau! Geralmente nem tenho problemas em me ser concedido aumento de plafond temporário para milhares válido durante um mês ou dois para depois baixar automaticamente para um plafond mais seguro (mais seguro para mim com medo de fraudes e para o banco se tiver medo de mim :) ).

Há uma maneira muito simples de beneficiar do cashback com o cartão da Deco, que é o que eu faço sempre. Fazer as compras com um ou mais cartões de crédito (Amex, Affinity, etc.). Se com esses cartões não der os 5000€ (que não deve dar), pode usar outro cartão mesmo que este não dê cashback. Depois o que tem a fazer é pagar os extractos desses cartões com o cartão da Deco através das referência Multibanco que aparecem no extrato.

Boa.

https://www.decomais.pt/dinheiro/cartao-de-credito

"Estão excluídos, do serviço MB SPOT, os pagamentos do saldo em dívida dos cartões emitidos pela Unicre e cartões de outras Instituições que assim o decidam."

Até me espanta que mais cartões se deixem pagar por refªs MB por outros cartões. Não haverá povo a pagar um cartão de crédito com outro e depois o segundo com o primeiro e adiar o pagamento efetivo da dívida 'ad eternum' sem pagar juros? Terei dado alguma ideia maluca/perigosa a alguém? :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado aos dois.

"Estão excluídos, do serviço MB SPOT, os pagamentos do saldo em dívida dos cartões emitidos pela Unicre e cartões de outras Instituições que assim o decidam."

Até me espanta que mais cartões se deixem pagar por refªs MB por outros cartões. Não haverá povo a pagar um cartão de crédito com outro e depois o segundo com o primeiro e adiar o pagamento efetivo da dívida 'ad eternum' sem pagar juros? Terei dado alguma ideia maluca/perigosa a alguém? :P

Pois, alguns cartões não dão para pagar pelo da Deco. Tanto quanto ouvi falar, o do Santander e o Barclaycard podem não dar.

Adiar a dívida ad eternum é muito complicado já que são extremamente poucos os cartões que permitem pagar saldos de outros cartões com o seu plafond.

Por exemplo, se tentar fazer um pagamento desses com o cartão da Caixa, o movimento é feito a débito e descontado na conta à ordem.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Além disso, o cartão da Deco tem custo. Portanto só compensa se esse custo for inferior a 1% dos saldos de outros cartões de crédito que com ele pagamos.

Ou está-me a escapar alguma coisa?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Além disso, o cartão da Deco tem custo. Portanto só compensa se esse custo for inferior a 1% dos saldos de outros cartões de crédito que com ele pagamos.

Ou está-me a escapar alguma coisa?

Bom, a aplicar esse hábito, o custo da anuidade da DECO iria ser pago pelo cashback. Mas mesmo sem pensar em cashback ou no cartão da DECO, a partir do momento que se podem pagar refªs MB com cartões de crédito, bastaria ter 2 cartões de crédito que se possam pagar assim, com o mesmo plafond e teoricamente poder-se-ia chutar uma dívida para canto até se querer... ou até a emissora de um desses cartões se aperceber e cortar com a festa e estalar a castanha na boca a quem estava todo contente com o dinheiro em depósitos a prazo em vez de pagar a dívida como deve ser. :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom, a aplicar esse hábito, o custo da anuidade da DECO iria ser pago pelo cashback. Mas mesmo sem pensar em cashback ou no cartão da DECO, a partir do momento que se podem pagar refªs MB com cartões de crédito, bastaria ter 2 cartões de crédito que se possam pagar assim, com o mesmo plafond e teoricamente poder-se-ia chutar uma dívida para canto até se querer... ou até a emissora de um desses cartões se aperceber e cortar com a festa e estalar a castanha na boca a quem estava todo contente com o dinheiro em depósitos a prazo em vez de pagar a dívida como deve ser. :)

Pois, não estava a pensar nesse cenário tão "retorcido" :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois, não estava a pensar nesse cenário tão "retorcido" :)

E se dá cashback em cada operação, a dívida vai diminuindo... [emoji16] [emoji16]

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom, a aplicar esse hábito, o custo da anuidade da DECO iria ser pago pelo cashback. Mas mesmo sem pensar em cashback ou no cartão da DECO, a partir do momento que se podem pagar refªs MB com cartões de crédito, bastaria ter 2 cartões de crédito que se possam pagar assim, com o mesmo plafond e teoricamente poder-se-ia chutar uma dívida para canto até se querer... ou até a emissora de um desses cartões se aperceber e cortar com a festa e estalar a castanha na boca a quem estava todo contente com o dinheiro em depósitos a prazo em vez de pagar a dívida como deve ser. :)

Que eu saiba, apenas o cartão deco é o único com cashback que permite pagar outros, assim que a técnica do ping-pong apenas reduz a dívida quando passa pelo da Deco.

Realmente em teoria parece possível, no entanto empatar os cartões com esse jogo impede que se possa beneficiar cashback nas compras que se façam daí para a frente, logo qualquer benefício disso fica bastante reduzido.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Que eu saiba, apenas o cartão deco é o único com cashback que permite pagar outros, assim que a técnica do ping-pong apenas reduz a dívida quando passa pelo da Deco.

Yeap...

Realmente em teoria parece possível, no entanto empatar os cartões com esse jogo impede que se possa beneficiar cashback nas compras que se façam daí para a frente, logo qualquer benefício disso fica bastante reduzido.

Bem, se o "jogo" não visar reduzir dívida mas adiá-la, nem é necessário usar o cartão da DECO. Mas usando-o, dependendo do saldo em dívida, ao pagar o outro cartão de 2 em 2 meses, estar-se-ia a fazer uma compra gigantesca que comeria grande parte do plafond. Eu pelo menos não consigo no dia a dia fazer compras que cubram o meu plafond em 2 meses...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, se o "jogo" não visar reduzir dívida mas adiá-la, nem é necessário usar o cartão da DECO. Mas usando-o, dependendo do saldo em dívida, ao pagar o outro cartão de 2 em 2 meses, estar-se-ia a fazer uma compra gigantesca que comeria grande parte do plafond. Eu pelo menos não consigo no dia a dia fazer compras que cubram o meu plafond em 2 meses...

2 em 2 meses? Por acaso pelas minhas contas tinha de ser todos os meses. Mesmo sem considerar o cashback, o cartão deco é dos poucos que permite pagamento de outros cartões. Um jogo desses quase certamente teria que incluir este cartão. Se o saldo do cartão Deco não é pago por MB até à data em que o extrato termina, vai automaticamente para pagamento por débito direto, o que invalida o jogo. Exemplificando, vamos imaginar que o extrato fecha dia 20. Embora o pagamento automático só ocorra uns 15-20 dias depois, a partir do momento em que o extrato é fechado, mesmo que paguemos por MB, vai haver na mesma um débito na nossa conta à ordem. A única maneira de evitar que isso aconteça é reforçar o saldo do cartão até 1-2 dias antes de o extrato fechar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

2 em 2 meses? Por acaso pelas minhas contas tinha de ser todos os meses. Mesmo sem considerar o cashback, o cartão deco é dos poucos que permite pagamento de outros cartões. Um jogo desses quase certamente teria que incluir este cartão. Se o saldo do cartão Deco não é pago por MB até à data em que o extrato termina, vai automaticamente para pagamento por débito direto, o que invalida o jogo. Exemplificando, vamos imaginar que o extrato fecha dia 20. Embora o pagamento automático só ocorra uns 15-20 dias depois, a partir do momento em que o extrato é fechado, mesmo que paguemos por MB, vai haver na mesma um débito na nossa conta à ordem. A única maneira de evitar que isso aconteça é reforçar o saldo do cartão até 1-2 dias antes de o extrato fechar.

Então imaginando que tens um plafond de 500€ no cartão X e no cartão Y. Para simplificar imaginemos que um extrato cobre um mês de calendário e a data-limite de pagamento é o dia 20 do mês seguinte.

Gastas... erm... 495€ no cartão X em janeiro e o extrato é a 20 de fevereiro. Antes da data-limite pagas o cartão X com o cartão Y. Em fevereiro não fazes compras nenhuma com o cartão X e fizeste uma "compra" de 495€ com o cartão Y. Antes de 20 de março, o cartão X (já com o plafond liberto) é que vai pagar o extrato de fevereiro do cartão Y...

A 20 de abril é o cartão Y a pagar o cartão X. A 20 de maio é o cartão X a pagar o cartão Y, etc... Como se tem de alternar um cartão a pagar o outro, o mesmo cartão só está a fazer uma compra de 2 em 2 meses.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Então imaginando que tens um plafond de 500€ no cartão X e no cartão Y. Para simplificar imaginemos que um extrato cobre um mês de calendário e a data-limite de pagamento é o dia 20 do mês seguinte.

Gastas... erm... 495€ no cartão X em janeiro e o extrato é a 20 de fevereiro. Antes da data-limite pagas o cartão X com o cartão Y. Em fevereiro não fazes compras nenhuma com o cartão X e fizeste uma "compra" de 495€ com o cartão Y. Antes de 20 de março, o cartão X (já com o plafond liberto) é que vai pagar o extrato de fevereiro do cartão Y...

A 20 de abril é o cartão Y a pagar o cartão X. A 20 de maio é o cartão X a pagar o cartão Y, etc... Como se tem de alternar um cartão a pagar o outro, o mesmo cartão só está a fazer uma compra de 2 em 2 meses.

Eu percebi a teoria. O problema é que só conheço dois cartões que permitam pagar saldos de outros cartões por MB, e que também permitam que os seus sejam pagos (quase) do mesmo modo : Deco e iSavings.

Só que no caso da Deco (cartão X) as compras do extracto de Janeiro (21Dez->20Jan), têm de ser pagas antes do extrato fechar, caso contrário vão para débito directo e são pagas na data-limite (10 do mês seguinte). Ou seja, o cartão Y,tem de pagar até 20 de Janeiro o saldo do cartão X, tendo depois a sua data-limite dia 20 do próximo mês. No mês seguinte, o cartão X pode pagar o saldo do cartão Y até 20 de Fevereiro, mas por sua vez o cartão Y tem novamente de pagar o cartão X antes de 20 de Fevereiro, caso contrário o montante do X vai para débito direto. Logo isto repete-se todos os meses

A não ser que haja outro cartão que eu desconheça que tenha características semelhantes ao Y. Aí sim isso pode funcionar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu percebi a teoria. O problema é que só conheço dois cartões que permitam pagar saldos de outros cartões por MB, e que também permitam que os seus sejam pagos (quase) do mesmo modo : Deco e iSavings.

Só que no caso da Deco (cartão X) as compras do extracto de Janeiro (21Dez->20Jan), têm de ser pagas antes do extrato fechar, caso contrário vão para débito directo e são pagas na data-limite (10 do mês seguinte). Ou seja, o cartão Y,tem de pagar até 20 de Janeiro o saldo do cartão X, tendo depois a sua data-limite dia 20 do próximo mês. No mês seguinte, o cartão X pode pagar o saldo do cartão Y até 20 de Fevereiro, mas por sua vez o cartão Y tem novamente de pagar o cartão X antes de 20 de Fevereiro, caso contrário o montante do X vai para débito direto. Logo isto repete-se todos os meses

A não ser que haja outro cartão que eu desconheça que tenha características semelhantes ao Y. Aí sim isso pode funcionar.

E não se pode anular o débito direto? Se o DD é obrigatório, então realmente o da Deco com um extrato que vai do dia 21 de um mês até ao dia 20 do mês seguinte e com essa restrição que dizes, não bate bem com um cartão com extrato referente a um mês de calendário (desde dia 1 até ao último).

O Blue não dá para ser pago com refªs MB? Não sei porque pedi para não me mandarem extratos porque controlo os movimentos no site do ActivoBank. E esse dá para pagar refªs MB...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E não se pode anular o débito direto? Se o DD é obrigatório, então realmente o da Deco com um extrato que vai do dia 21 de um mês até ao dia 20 do mês seguinte e com essa restrição que dizes, não bate bem com um cartão com extrato referente a um mês de calendário (desde dia 1 até ao último).

O Blue não dá para ser pago com refªs MB? Não sei porque pedi para não me mandarem extratos porque controlo os movimentos no site do ActivoBank. E esse dá para pagar refªs MB...

Eu acho que a maioria dos meus cartões não tem extratos de dia 1 até ao último. Penso que o iSavings é o único. A maioria dos cartões termina os extratos a 5, 15 ou 20 de cada mês.

O Blue dá para ser pago por ref MB, mas não me lembro de ter visto opção de pagar outros cartões com ele.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu acho que a maioria dos meus cartões não tem extratos de dia 1 até ao último. Penso que o iSavings é o único. A maioria dos cartões termina os extratos a 5, 15 ou 20 de cada mês.

Tanto o meu cartão de crédito do ActivoBank tanto o meu Blue da Amex (que associei à minha conta do ActivoBank) têm extratos de meses de calendário.

O Blue dá para ser pago por ref MB, mas não me lembro de ter visto opção de pagar outros cartões com ele.

Dá para usar o pagamento de serviços/compras do MB. Já usei mas não experimentei é referências de outros cartões...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E pronto, vai-se acabar a mama.....

A partir de 10 de Maio, o cartão Deco vai baixar o cashback apra 0.5% e todos os pagamentos de compras e serviços deixam de dar cashback.

>:( >:(

Agora desculpem-me por alguns minutos enquanto vou berrar impropérios lá para fora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E pronto, vai-se acabar a mama.....

A partir de 10 de Maio, o cartão Deco vai baixar o cashback apra 0.5% e todos os pagamentos de compras e serviços deixam de dar cashback.

>:( >:(

Agora desculpem-me por alguns minutos enquanto vou berrar impropérios lá para fora.

Também vi... :( Foi bom enquanto durou.

Fiquei também preocupado com a "entrada em vigor da nova legislação aplicável às operações de pagamento com cartão" e se isso também vai afetar o cashback do affinity ou dos demais. E infelizmente estamos já em março e ainda não saiu nenhuma promoção do Blue da American Express...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É de aproveitar o cashback enquanto houver.

http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=4445300

Com estas margens, não estou a ver como vai haver cartões que consigam manter cashbacks. Mas enfim, a legislação parece-me justa.

Eu estou um bocado cético quando a essas mudanças se repercutirem nos preços aplicados aos consumidores. Penso que o cenário mais provável é nós perdermos o cashback nos vários cartões e o resto manter-se tudo na mesma.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu estou um bocado cético quando a essas mudanças se repercutirem nos preços aplicados aos consumidores. Penso que o cenário mais provável é nós perdermos o cashback nos vários cartões e o resto manter-se tudo na mesma.

Os preços dos produtos das lojas baixarem? Ná, acertos para baixo é mito. :) O melhor que pode acontecer para o consumidor é que vai passar a ver menos aquela tabuleta de "desculpe, não temos multibanco". E até a tasca da esquina vai poder aceitar cartões de créditos sem grandes problemas.

O pior que pode acontecer é mesmo isso: nós, titulares de cartões de crédito que passavam grande parte da margem de volta para o cliente, ardemos. Pior será se os bancos tradicionais revirem a anuidade dos cartões para cima para ir buscar rendimento a outro lado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se é para levar para o estrangeiro, é melhor esquecer esse. Só dá desconto nos estabelecimentos catalogados como supermercados, gasolineiras e restaurantes. Quase de certeza que não abrange estabelecimentos estrangeiros, cuja catalogação será certamente diferente da nossa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Curiosamente já consegui usar um cartão de refeição num bar em Espanha, deve haver alguma convergência nas catalogações dos estabelecimentos.

Mas sim, este parece à primeira vista um bom cartão é para se usar em Portugal...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead