Ceriz

Crédito Automovel em Portugal

4 publicações neste tópico

Boa Tarde,

Eu tenho um crédito automovel com o Banco Santander, realizado em Portugal, e tenho um montante em divida de 6700 euros.

As minhas questões são as seguintes;

Eu, actualmente encontro-me no estrangeiro e como apenas possuo a reserva de propriedade no documento unico, sendo o proprietário do veiculo o próprio banco. Não me é possivel legalizar o carro cá mudando-lhe a matricula. Existe algum procedimento que faça com que o Banco me permita mudar a matricula do automovel?

Segunda questão, o carro em questão é um VW POLO 1.4 90 CV de 2007 a Gasoleo, se o entregar ao banco o carro irá cobrir a divida? ou a hipotese de o vender a um particular ou stand será a melhor opção?

Terceira questão, Estando no estrangeiro e sem qualquer rendimento ou propriedade em Portugal, caso o banco não facilitar posso-os ameaçar de simplesmente de entregar o automovel e não pagar mais nenhum custo? (Esta opção não me agrada muito mas gostava de saber todas as opções disponiveis)

Sem mais assunto,

Daniel

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito boa noite,

hipoetse 1:O que aconselho é vender a sua viatura pelo melhor valor e completar o restante capital e liquidar no banco.

hipotese 2: Poderá sempre solicitar uma cedencia de posição contratual ou seja imagine que tem um cliente interessado para a sua viatura e pretende suportar as mensalidades no valor que ja esta a pagar ate ao final do contrato solicita a entidade bancaria analise do novo cliente e no caso de ser aceite o novo cliente assume a respsonsabilidade de cumprimento do credito ate ao fim, (este acto de cedencia de posição e nova legalização da viatura em nome do comprador tem custos a rondar 400€ dependendo da entidade bancaria.

qualquer duvida não hesite em contactar todos os outros cenarios que colocou não serao razoaveis e terão consequencias prejudiciais.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Credito imobiliario.

Bom Dia

Estou a separar me do meu marido i temos un apartamento en comum ,ele queria ficar com ele continuou a pagar 5 meses agora deixou de pagar ,eu queria continuar a pagar i ficar com ele mas ele nao deixa quer Meter a venda o que fazer num caso destes que temos o apartamento a 6 anos ainda Temos a divida quaze toda ao banco se vender ainda vamos Ficar a dever ao banco

O que fazer para eu ficar com eie,o que devo fazer.

Obrigado  Bom dia.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Estou a separar me do meu marido i temos un apartamento en comum ,ele queria ficar com ele continuou a pagar 5 meses agora deixou de pagar ,eu queria continuar a pagar i ficar com ele mas ele nao deixa quer Meter a venda o que fazer num caso destes que temos o apartamento a 6 anos ainda Temos a divida quaze toda ao banco se vender ainda vamos Ficar a dever ao banco

O que fazer para eu ficar com eie,o que devo fazer.

Podes comprar-lhe a parte dele. Uma vez que ainda devem a maior parte do dinheiro ao banco até é relativamente simples: só tens de conseguir convencer o banco a passar o empréstimo todo para o teu nome (ok, pode não ser assim tão simples).

Vai falar com o banco (mesmo que sozinha) e pergunta qual a viabilidade de ficares com o empréstimo todo em teu nome. Se o banco der o aval tens meio caminho andado.

Chamem um avaliador ou alguém de uma imobiliária e perguntem-lhe por quanto acha que conseguiriam vender a casa - se a casa valer menos do que aquilo que devem ao banco, ele até sai a ganhar em passar o empréstimo todo para o teu nome (se a vendessem pelo preço dado pelo avaliador ainda iam ter de pagar a diferença ao banco). Mesmo que a casa seja avaliada por um valor ligeiramente superior, o facto de não perderem tempo à espera que apareça um comprador pode valer a pena a diferença - é que além do tempo de espera, não têm garantia de a conseguir vender por esse preço...

Se o banco não concordar em passar o empréstimo só para o nome de um será muito mais complicado - e assumindo que não se vão entender a quem fica responsável por isso, o melhor é capaz de ser mesmo vender. E depressa...

Em qualquer caso, o mais importante é não deixar prestações em atraso. O banco será muito mais renitente a renegociar seja o que for se a situação não estiver em dia. O empréstimo ainda está em nome dos dois, a responsabilidade é dos dois - o facto de um deixar de pagar não iliba o outro...

Tomem nota de quem paga o quê para acertarem contas na altura da venda/transferência...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead