a_silva89

Aconselhamento gestão orçamento

9 publicações neste tópico

Viva,

este é o meu primeiro post aqui no fórum, costumo segui-lo, mas só agora é que senti necessidade em criar um login.

A minha dúvida, se é que posso chamar de dúvida, o que pretendo mais é um conselho relativamente às minhas finanças, de tal forma que vou começar por fazer um ponto de situação.

Tenho 25 anos, trabalho desde os 22 em informática, e acho que sou poupado e até faço uma boa gestão do meu dinheiro. (who doesn’t?)

Sou cliente Montepio (não associado) e é onde tenho a minha conta à ordem e um DP, bem como o CC Origem.

Atualmente o meu rendimento mensal é de sensivelmente 1200€ líquidos e tenho 2000€ num depósito a prazo de 1 ano (tirei de lá 500€ para comprar 2 viagens para este ano). Em contrapartida tenho 701€ para pagar no CC, dívida que era inicialmente de 1000 (não sou apologista de usar o CC para compras supérfluas, pedi-o porque queria ter uma salvaguarda e deu-me jeito quando tive uma fatura do mecânico de 1100€ o ano passado) que tenho vindo a liquidar todos os meses.

As minhas dúvidas são:

- Quero usar estes 2k como fundo de emergência, ou seja, te-los ali de parte e não lhes mexer a não ser em situação de risco de saúde ou desemprego, ou devo usa-los para saldar a dívida do CC? Se os mantiver como fundo de emergência, acham 2000€ curto? constituí 2k porque pensei 500*4meses e parece-me suficiente, para um indivíduo que é solteiro e não tem nenhuma despesa com casa ou mensalidade do carro. (tenho os 2 e já pagos)

- Quero também começar a poupar para a reforma, mas dizem-me que os PPR n valem nada e que consigo fazer o mesmo sozinho se não me importar de andar a movimentar o dinheiro de x em x tempo entre ofertas de bons juros nos DP. Aqui estava a pensar por de parte uns 25€ mensais, é bom? ou é curto?

- Até ao fim do ano planeio pedir a mulher em casamento e vou passar a pagar a mim próprio todos os meses 400 ou 500€ para chegar a novembro e ter € suficiente para anel (calculo que sejam na casa dos 1000~2000)mais uma viagem a uma cidade europeia (1000).

O que sobrasse começava a fazer outro DP…. Estou a pensar bem?

- Devo criar uma conta em separado para alguma destas coisas? num banco online por exemplo para evitar pagar despesas bancárias inúteis?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Tenho 25 anos, trabalho desde os 22 em informática, e acho que sou poupado e até faço uma boa gestão do meu dinheiro. (who doesn’t?)
Se soubesses...

- Quero usar estes 2k como fundo de emergência, ou seja, te-los ali de parte e não lhes mexer a não ser em situação de risco de saúde ou desemprego, ou devo usa-los para saldar a dívida do CC? Se os mantiver como fundo de emergência, acham 2000€ curto? constituí 2k porque pensei 500*4meses e parece-me suficiente, para um indivíduo que é solteiro e não tem nenhuma despesa com casa ou mensalidade do carro. (tenho os 2 e já pagos)
Eu diria que é para esse tipo de situações que serve o fundo de emergência - para as despesas inesperadas.

Se tirares o dinheiro do fundo de emergência, consegues voltar a enchê-lo mais depressa do que levas a pagar os juros do cartão de crédito...

Há quem diga que o fundo de emergência deve dar para cobrir uns meses de salário (há quem fale em 3, há quem fale em 6). Não percebi se trabalhas por conta de outrem ou por conta própria, mas no último caso deveria ainda cobrir mais um pouco, porque aí o negócio é mais incerto.

- Quero também começar a poupar para a reforma, mas dizem-me que os PPR n valem nada e que consigo fazer o mesmo sozinho se não me importar de andar a movimentar o dinheiro de x em x tempo entre ofertas de bons juros nos DP. Aqui estava a pensar por de parte uns 25€ mensais, é bom? ou é curto?
Tens 25. Faltam para aí uns 45 para a reforma. 45 * 12 * 25 = 13.500€ (sem juros). Se conseguires investir esse dinheiro a uns 5% ao ano, em média, dá-te uns 50.000€. Se investires a 10% ao ano já dá mais de 250.000€.

Admitindo que eras muito conservador e conseguias investir sempre ao nível da inflação, de forma a não perder dinheiro, podes considerar os 13.500€ como bom ponto de partida. Agora pergunto eu - é bom? É curto?

Pessoalmente eu punha uma boa parte deste dinheiro em alguns produtos um pouco mais arriscados (diversificando sempre, claro). A tão longo prazo a tendência é de conseguires bons rendimentos. Vais ter alguns percalços, mas a longo prazo deverás conseguir recuperar deles.

À medida que os anos forem passando e te aproximares da idade da reforma, os investimentos poderão passar a ter gradualmente menos risco, porque começa a ser mais importante teres a garantia de que o dinheiro vai lá estar daí a uns anos.

Não quero dizer que vás a correr meter-te no mercado de ações ou em coisas ainda piores. Mas apostar em produtos alternativos como obrigações, fundos de investimento ou unit linked podem ser boas alternativas para começar - há muita informação aqui pelo fórum, aconselha-te também com o teu banco e forma a tua opinião sobre o tema... Atualmente os depósitos a prazo não dão muito, não - eu não me ficava só por aí.

- Até ao fim do ano planeio pedir a mulher em casamento e vou passar a pagar a mim próprio todos os meses 400 ou 500€ para chegar a novembro e ter € suficiente para anel (calculo que sejam na casa dos 1000~2000)mais uma viagem a uma cidade europeia (1000).

O que sobrasse começava a fazer outro DP…. Estou a pensar bem?

Nós não chegámos a comprar aneis porque não encontrámos nada ao nosso gosto. Mas andámos à procura e tens preços para tudo. Mas eu diria que consegues bons aneis e bem bonitos por preços inferiores a esses. Sobretudo se estiveres disposto a olhar para outros materiais que não o ouro... A menos que os queiram desenhar, isso aí tipicamente já pode sair um pouco mais caro...

- Devo criar uma conta em separado para alguma destas coisas? num banco online por exemplo para evitar pagar despesas bancárias inúteis?
Eu acho sempre que se deve evitar pagar despesas inúteis. Mas tu saberás se o banco que tens atualmente te serve ou não (não conheço o Montepio, só o que vou lendo por aqui pelo fórum).

Eu diria que mais importante do que onde vais meter o dinheiro agora é começares também a pensar como vão gerir as despesas depois de casados (até porque vão ter que escolher o regime de casamento).

Por exemplo, no meu caso, mantive a minha conta no BIG com o dinheiro que já tinha antes do casamento; e criámos uma conta no ActivoBank (a isenção de custos foi o factor decisivo, confesso) para meter o dinheiro para fazermos a gestão do dia a dia. Assim mantenho as contas todas separadas, sei qual é o meu dinheiro e qual é o "nosso" dinheiro.

Agora, criar uma conta só por causa de uma despesa específica não me parece motivo suficiente. Se puderes criar um depósito, que termine mais ou menos na altura em que pensas fazer a despesa, e que possas ir reforçando até lá, diria que é o ideal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Eu diria que é para esse tipo de situações que serve o fundo de emergência - para as despesas inesperadas.

Se tirares o dinheiro do fundo de emergência, consegues voltar a enchê-lo mais depressa do que levas a pagar os juros do cartão de crédito...

Há quem diga que o fundo de emergência deve dar para cobrir uns meses de salário (há quem fale em 3, há quem fale em 6). Não percebi se trabalhas por conta de outrem ou por conta própria, mas no último caso deveria ainda cobrir mais um pouco, porque aí o negócio é mais incerto.

Trabalho por conta de outrem.

Já pensei nisso, mas doi-me desfazer o trabalho que tive para juntar estes 2k :P de juros até agora paguei 5€, tenho vindo a liquidar sempre 25% e estou pensar em junho liquidar mesmo o CC para não se arrastar mais.

há muita informação aqui pelo fórum, aconselha-te também com o teu banco e forma a tua opinião sobre o tema... Atualmente os depósitos a prazo não dão muito, não - eu não me ficava só por aí.

Got it!

Por exemplo, no meu caso, mantive a minha conta no BIG com o dinheiro que já tinha antes do casamento; e criámos uma conta no ActivoBank (a isenção de custos foi o factor decisivo, confesso) para meter o dinheiro para fazermos a gestão do dia a dia. Assim mantenho as contas todas separadas, sei qual é o meu dinheiro e qual é o "nosso" dinheiro.

Agora, criar uma conta só por causa de uma despesa específica não me parece motivo suficiente. Se puderes criar um depósito, que termine mais ou menos na altura em que pensas fazer a despesa, e que possas ir reforçando até lá, diria que é o ideal.

Isso serie mesmo top, e quanto ao gerir despesas, já vivemos juntos e o que acontece é que um paga uns serviços outro paga outros de forma a ficar equilibrado, mas de facto a ideia de 1 conta para o meu dinheiro e uma conta conjunta para as despesas da casa etc, parece-me bem.

Estava com ideia de criar uma conta num banco online por causa das menores despesas que acarreta com a manutenção e por terem melhor oferta nos DP e mantinha a conta do montepio só para receber o vencimento e deixar o dinheiro para o dia a dia, é boa estratégia?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Trabalho por conta de outrem.

Já pensei nisso, mas doi-me desfazer o trabalho que tive para juntar estes 2k :P de juros até agora paguei 5€, tenho vindo a liquidar sempre 25% e estou pensar em junho liquidar mesmo o CC para não se arrastar mais.

Ah pronto, se queres o dinheiro para poderes ficar a olhar para o saldo num monitor é outra coisa. Eu prefiro ter o dinheiro para o gastar quando é preciso :)

Matematicamente falando: se tivesses pegado nos 1100€ para pagar ao mecânico, se conseguires poupar 100€ / mês, levas 11 meses a repor o dinheiro.

Pagando com o cartão, supondo uma taxa de juro de 15%, precisarias de quase mais 1 mês para pagar os juros. Tendo gasto diretamente do fundo de reserva pegavas nesse mês e reforçavas o fundo de reserva ou começavas a juntar para a poupança extra ou para o anel ou para o que fosse...

Claro que às vezes um azar não vem só - enquanto tens o fundo de reserva depauperado podia-te acontecer outro imprevisto. Nesse caso continuas a ter o fallback do cartão de crédito. Mas parece-me fazer mais sentido deixá-lo mesmo para o último dos casos por causa do que descrevi atrás (claro que se chegar à conclusão que isso acontece muitas vezes, vale a pena pensar em aumentar o valor no fundo de emergência assim que possível).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vou meter estes 2k no banco invest aqui: http://www.bancoinvest.pt/Publico/ProdutosServicos/Depositos/AplicacoesPrazo/AplicacoesPrazo.aspx

Não pago manutenção de conta e apenas 0,5€ por TB online, a taxa de juro é 2,75% e posso resgatar o € a qualquer altura. Também vi o Best (3,25%) https://www.bancobest.pt/ptg/best_deposito-novos-clientes e o BIG (2,7%) mas não me cativam tanto porque se vou ficar com um segundo banco quero ter outros DP com taxas atrativas depois de rentabilizar o € numa destas que mencionei por ser novo cliente... E tanto o BEST como BIG não há nada de 2% para cima nos DP depois de já não ser um cliente novo.

E assim depois de finito 1 ano no DP de 2,75 do invest meto esse dinheiro num depósito indexado deste banco ou trago-o de volta para o Montepio... logo vejo.

Estou a pensar bem?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vou meter estes 2k no banco invest aqui: http://www.bancoinvest.pt/Publico/ProdutosServicos/Depositos/AplicacoesPrazo/AplicacoesPrazo.aspx

Não pago manutenção de conta e apenas 0,5€ por TB online, a taxa de juro é 2,75% e posso resgatar o € a qualquer altura. Também vi o Best (3,25%) https://www.bancobest.pt/ptg/best_deposito-novos-clientes e o BIG (2,7%) mas não me cativam tanto porque se vou ficar com um segundo banco quero ter outros DP com taxas atrativas depois de rentabilizar o € numa destas que mencionei por ser novo cliente... E tanto o BEST como BIG não há nada de 2% para cima nos DP depois de já não ser um cliente novo.

E assim depois de finito 1 ano no DP de 2,75 do invest meto esse dinheiro num depósito indexado deste banco ou trago-o de volta para o Montepio... logo vejo.

Estou a pensar bem?

Um pequeno senão. Ainda que os depósitos tenham mínimo de constituição de 2k, para abrir conta no Invest necessário 5k.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Um pequeno senão. Ainda que os depósitos tenham mínimo de constituição de 2k, para abrir conta no Invest necessário 5k.

Falha minha, tens toda a razão, sendo assim BEST it is!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

com 25 anos a ganhar 1200 líquidos e tens uma poupança de apenas 2.000 euros deduzo que já saístes de casa dos pais, por muito bom que seja a independência financeira e morar sozinho, se ainda estivesses a morar em casa dos teus pais conseguias pelo menos poupar metade do teu ordenado sem grandes apertos. O que te dava uma boa almofada financeira para o dia em que finalmente saísses de vez.

Quanto à questão do cartão de crédito a conta é simples, poupas mais em juros se abateras a divida do cartão de crédito do que perdes em juros do depósito. É preciso depois é disciplina para repor a poupança.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, já saí de casa dos meus pais há 1 ano e pouco, a verdade é que não me privo de um pouco de qualidade de vida, ir ao cinema, jantar fora 2 ou 3x por mês, uns copos de vez em quando...

Normalmente quando recebo meto logo 300~400 de parte e depois vou gerindo o que sobra para despesas e "para mim".Também já tive bem mais de 2000€ poupados, cerca de 5000€ mas comprei um portátil, verão passado fui viajar e os 2k foi o que sobrou. Estou a ver se os faço crescer novamente :)  Mas desta vez para não mexer e constituir depois uma segunda poupança para gastos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead