jamorim

Como é o vosso portfolio e qual a vossa idade?

73 publicações neste tópico

On 3/20/2016 at 2:12 PM, scpuser said:

27 anos

Empréstimos a empresas / individuais = 13%
Conta ordem = 5%
DPs =  9%
Obrigações = 10%
Bolsa = 23%
Imobiliário = 30%
Cota empresas = 9%

1. Se não der 100% é porque arrendondei valores.
2. Espero mudar bastante estes valores no fim do ano.

Um update, já que mexi muito no meu portfólio. Contra aquilo que as regras dizem e eu próprio tinha em mente, acabei por reforçar e muito a posição mais forte que tinha. Assim sendo:

27 anos

Empréstimos a empresas / individuais = 4% (o que é a termo vence este ano)
Conta ordem = 1%
DPs =  10% (tenho uma cota tão grande apenas para manter liquidez e estou com medo da bolsa porque acho que vai crashar nos próximos 2 anos)
Obrigações = 3%
Imobiliário = 80%
Cota empresas = 3%

Adquiri dois imóveis nos últimos 2 meses (com recurso parcial à banca), o que rapidamente alterou o breakdown do meu portfólio (porque verdade seja dita ainda se nota muito quando faço investimentos destes montantes). Planeio comprar mais um (se possível com recurso total à banca) ainda em 2016 e nos próximos 4 anos andar a trabalhar para rebalancear o portfolio. O plano é comprar muito na bolsa assim que crashar e ir aquirindo boas bonds along the way. Terei sempre um chunk grande em imóveis e sei que estou muito exposto, mas fiz uma especie de all-in (andei a liquidar outros activos para comprar imóveis) para aproveitar este crash que houve e os negócios que encontrei (rentabilidade de 12% e 24% respectivamente). Resumindo, comprar mais um imóvel e trabalhar 4 anos para rebalancear o portfólio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
22 minutes ago, scpuser said:

Imobiliário = 80%

Esse é o portfólio dos meus ativos, a dívida não está representada aí.

Teus ou do banco? Quanto muito tens equity.

Editado por zero
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meus ativos é... meus ativos.

Sim, 80% do meu portfolio é equity em Real Estate.

Vou-te dar um exemplo. Tenho um imóvel que vale 80k mas eu só tenho 45k (o resto é do banco, e seguramente que os meus inquilinos ma vão pagar). O que está representado no meu portfolio é a soma de toda a equity que tenho (sendo nesse imóvel em concreto 45k) em imóveis. Tenho um imóvel com 100% equity, ou seja, sem debt.  

Editado por scpuser
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
11 minutes ago, scpuser said:

(o resto é do banco, e seguramente que os meus inquilinos ma vão pagar). 

Ainda bem que é seguramente.

Eu tenho uma que ja me deve dois meses, e vai ser uma carga de trabalhos para a tirar de casa por causa da criança que tem. Ela seguramente que me vai pagar. Ou então não.

E melhor é ela andar ali no limbo dos dois meses de atraso.. porque será. Se calhar sabe a lei, e por consequente que quem está fdd sou eu.

Editado por zero
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
2 minutes ago, zero said:

Ainda bem que é seguramente.

Eu tenho uma que ja me deve dois meses, e vai ser uma carga de trabalhos para a tirar de casa por causa da criança que tem. Ela seguramente que me vai pagar. Ou então não.

Já notificou os fiadores, por carta registada? Dado que já passaram mais de 30 dias os fiadores já deviam ter respondido. Se os fiadores não responderam, então já devia ter dito ao advogado e ele ter movido a ordem de despejo. Como está a situação neste ponto?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
10 minutes ago, scpuser said:

Já notificou os fiadores, por carta registada? Dado que já passaram mais de 30 dias os fiadores já deviam ter respondido. Se os fiadores não responderam, então já devia ter dito ao advogado e ele ter movido a ordem de despejo. Como está a situação neste ponto?

Os meses não são seguidos sequer, e na verdade nem totalizam os dois meses. A lei está a favor dela, porque ela sabe muito bem até onde pode esticar a corda e já o deve ter feito noutras casas. 

Além disso não é propriamente fácil despejar uma familia monoparental de mãe e filho, tanto eticamente, como efectuar a ordem de despejo. Sendo que ela boa parte do tempo está desempregada agora, e assim que tiver a ordem de despejo nem ela sai, nem eu recebo nada aí durante um ano..

Enfim, há outro propriatário, além de mim, eu ja nem quero saber disto, ele é que anda a lidar com a situação que eu não tenho tempo para estas coisas.

Editado por zero
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
9 minutes ago, zero said:

Os meses não são seguidos sequer, e na verdade nem totalizam os dois meses. A lei está a favor dela, porque ela sabe muito bem até onde pode esticar a corda e já o deve ter feito noutras casas. 

Além disso não é propriamente fácil despejar uma familia monoparental de mãe e filho, tanto eticamente, como efectuar a ordem de despejo. Sendo que ela boa parte do tempo está desempregada agora, e assim que tiver a ordem de despejo nem ela sai, nem eu recebo nada aí durante um ano..

Enfim, há outro propriatário, além de mim, eu ja nem quero saber disto, ele é que anda a lidar com a situação que eu não tenho tempo para estas coisas.

Baseado na sua descrição e no aparente facto de alugar sem fiadores, de facto eu já não utilizaria o "seguramente".

Acho que em Portugal nós temos esse defeito, e vivendo fora há algum tempo, noto mais. Quando alguém se mostra seguro de si mesmo e aparenta ter qualidades para triunfar, a primeira coisa que o português faz é deitar abaixo. Parece uma população com OCD do deitar abaixo. Em poucos países isto se vê. Depois há o caso em que alguém triunfa mesmo, e os outros passam a destilar ódio como que se algo de muito mau se tratasse.

Ao que parece o senhor tem esse problema com a inquilina para resolver, embora pareça que "já nem quer saber disso". Preocupe-se mais com isso do que com a segurança dos outros.

PS: Um conselho: a partir de agora alugue só com fiadores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
7 minutes ago, scpuser said:

Baseado na sua descrição e no aparente facto de alugar sem fiadores, de facto eu já não utilizaria o "seguramente".

Acho que em Portugal nós temos esse defeito, e vivendo fora há algum tempo, noto mais. Quando alguém se mostra seguro de si mesmo e aparenta ter qualidades para triunfar, a primeira coisa que o português faz é deitar abaixo. Parece uma população com OCD do deitar abaixo. Em poucos países isto se vê. Depois há o caso em que alguém triunfa mesmo, e os outros passam a destilar ódio como que se algo de muito mau se tratasse.

Ao que parece o senhor tem esse problema com a inquilina para resolver, embora pareça que "já nem quer saber disso". Preocupe-se mais com isso do que com a segurança dos outros.

PS: Um conselho: a partir de agora alugue só com fiadores.

Acha mesmo que eu, ou alguém daqui, se preocupa com um user qualquer das internetes (que por acaso passa a vida a falar e exibir o seu portfolio?)

Desejo-lhe o melhor, homem. 

Editado por zero
-2

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
14 minutes ago, zero said:

Acha mesmo que eu, ou alguém daqui, se preocupa com um user qualquer das internetes (que por acaso passa a vida a falar e exibir o seu portfolio?)

Desejo-lhe o melhor, homem. 

"Alguém daqui" não sei, mas você pareceu muito preocupado com a minha segurança, tentou rebaixar como pôde e apenas liguei isso com o comportamento típico da população portuguesa. O resto é você a dizer e por aqui me fico.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 1 hora, scpuser disse:

Meus ativos é... meus ativos.

Sim, 80% do meu portfolio é equity em Real Estate.

Vou-te dar um exemplo. Tenho um imóvel que vale 80k mas eu só tenho 45k (o resto é do banco, e seguramente que os meus inquilinos ma vão pagar). O que está representado no meu portfolio é a soma de toda a equity que tenho (sendo nesse imóvel em concreto 45k) em imóveis. Tenho um imóvel com 100% equity, ou seja, sem debt.  

Não scpuser. Juridicamente (e é em termos jurídicos que se define a propriedade, não é em termos económicos) os imóveis são integralmente teus. O facto de registares hipotecas sobre os teus imóveis, para garantia de mútuos bancários, não significa que estes tenham deixado de ser integralmente teus.

 

há 47 minutos, scpuser disse:

Baseado na sua descrição e no aparente facto de alugar sem fiadores, de facto eu já não utilizaria o "seguramente".

Acho que em Portugal nós temos esse defeito, e vivendo fora há algum tempo, noto mais. Quando alguém se mostra seguro de si mesmo e aparenta ter qualidades para triunfar, a primeira coisa que o português faz é deitar abaixo. Parece uma população com OCD do deitar abaixo. Em poucos países isto se vê. Depois há o caso em que alguém triunfa mesmo, e os outros passam a destilar ódio como que se algo de muito mau se tratasse.

Ao que parece o senhor tem esse problema com a inquilina para resolver, embora pareça que "já nem quer saber disso". Preocupe-se mais com isso do que com a segurança dos outros.

PS: Um conselho: a partir de agora alugue só com fiadores.

 

Eu sou português. Não te deitei abaixo. Nem destilei ódio. E expuseste aqui o teu plano de investimentos e recolheste até bastantes aplausos (eu próprio também o fiz). Seria incapaz de prosseguir o teu projeto de vida (se bem me recordo, nem sequer pretendes ter filhos e para mim tal seria inconcebível; pretendes deixar de trabalhar na casa dos 30 e eu, como adoro o que faço, nem que me saísse o Euromilhões deixaria de fazer o que faço). 

 

Também discordo da tua alocação de ativos, que tem demasiado imobiliário e arrendamento para o meu gosto.

 

Mas não deixo de aplaudir a tua determinação e até por agradecer algumas das análises que aqui tens exposto.

 

Portanto, não tomes a parte pelo todo. Lá porque aparece um ou outro de uma determinada forma, não quer dizer que todos o sejam.  Para mais, nós, portugueses, enquanto povo, não necessitamos que os próprios compatriotas nos deitem abaixo. Bem bastam os outros. Ou já apanhaste os tiques dos alemães, para os quais os povos do sul são todos uns calaceiros?

 

Força nisso e vai apresentando o teu portfólio. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas Atlas,

Eu frisei "meus ativos" para realçar que não é "passivo" (que por acaso é ativo de outra entidade), ou seja o portfólio tem as %s dos activos apenas. Quando digo "meu", refiro-me à equity nesses imóveis. Do género, imagina que tinha 40% da equity em dois imóveis, e isso vale cerca de 50k. Então tenho um net worth de 50k (e ignoro o que não é meu). Acho que no contexto deste fórum, é o tipo de análise que se deve fazer, mas aceito a tua e concordo que juridicamente os imóveis são meus (basta olhar para o registo predial ;) ).

Sinceramente, acho que uma parte da população portuguesa é assim, desculpa. Agora vou é defender o meu ponto melhor. Claro que não é TODA a gente. É uma parte. Talvez uma parte significativa, o que me leva a dizer isto. Mas se calhar o significativo neste contexto não precisa de ser um número muito alto. Vi os melhores em determinadas coisas serem odiados por isso vezes sem conta (eu incluído, nalguns casos). Conheces o ditado que diz que o português pobre que vê o vizinho comprar um carro novo e, ficando cheio de inveja, lho vai riscar vs o americano, que ao contrário ganha motivação para comprar trabalhar forte e comprar um carro igual? É verdade, tendo eu vivivo nos Estados Unidos e Alemanha subscrevo integralmente isso. Agora também te digo, neste fórum há muita gente educada, que sabe expor os seus pontos e sabe manter uma comunidade (embora pequena). E portanto, não considero que muita gente por aqui seja o que chamei ao outro user (caso contrário também não andaria por aqui). Acredito que já leste os meus posts dos meus planos e sabes o quanto eu gosto de Portugal e quero voltar, por isso em todo o caso isto é apenas um defeito (como outros) no meio de muitas virtudes. Prefiro em muito o português ao alemão, por exemplo.

Eu é que agradeço Atlas. Um abraço sinceroe desejo que sejas feliz, quer isso passe por um plano parecido ou totalmente diferente do meu ;) 

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá a todos,

O meu portfólio ainda não está exactamente com estas percentagens, mas para lá caminho:

50% Investimento sem risco (liquidez): 50% depósitos a prazo e depósitos regulares + 50% CTPM

50% Investimento de risco (ETF): 45% IWDA (acções mundiais) + 10% EPRA (REIT global) + 20% LYXD (Obrigações do Tesouro da Europa 7-10 anos) + 15% IBCI (TIPS - Obrigações do Tesouro da Europa indexadas à inflacção) + 10% PHAU / VZLD (ouro). Ou seja, 55% acções + 35% obrigações + 10% ouro

No global fiquei: 22,5% acções, 17,5% obrigações, 5% ouro, 5% REIT, 50% cash (DP + depósitos + CPTM). Ou seja, 50% investimento de risco + 50% investimento sem risco.

Eu já tenho 53 anos. Para além de ainda querer aplicar as minhas poupanças, também queria fazer com que os meus filhos comecem já a pensar e a aprender sobre investimentos.

 

Carteira em Maio de 2017:

50% Investimento de risco (ETF): 45% IWDA (acções mundiais) + 10% SPYJ (REIT global) + 20% LYXD (Obrigações do Tesouro da Europa 7-10 anos) + 15% IBCI (TIPS - Obrigações do Tesouro da Europa indexadas à inflacção) + 10% PHAU / VZLD (ouro)

Carteira inicial (Setembro de 2016):

50% Investimento de risco (ETF): 55% IWDA (acções mundiais) + 10% SPYJ (REIT global) + 15% CBU0 (Tesouro dos EUA de longo prazo 7-10 anos) + 10% TPSA (Tesouro dos EUA indexados à inflacção) + 10% PHAU / VZLD (ouro).

Editado por pfonseca
Troquei o REIT SPYJ por outro, EPRA, que tem acumulação de dividendos
1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

75% ouro/prata

20% acções

5% cash

Sei que vou levar no pelo por alguns users mas comecei a investir 4 meses atrás e procurava um bom EDGE. Agora vou investir em fundos indexados e ctpm até ficar com os metais preciosos a representar 20% do meu portofolio. 

Tenho 24 anos. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 2017-3-26 at 12:08, Visitante eppt disse:

75% ouro/prata

20% acções

5% cash

Sei que vou levar no pelo por alguns users mas comecei a investir 4 meses atrás e procurava um bom EDGE. Agora vou investir em fundos indexados e ctpm até ficar com os metais preciosos a representar 20% do meu portofolio. 

Tenho 24 anos. 

Por acaso até gosto dessa distribuição.

75% em Ouro/Prata em que tipo de instrumento financeiro?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Neste momento a minha carteira é a seguinte:

17% P2P

57% Liquidez

7% PPR Alves Ribeiro

13%Fundos Mistos

7%Fundos de Accções

 

Tenho 30 anos.

O objectivo é baixar a parte que está em liquidez, deixando apenas 12 meses de despesas fixas em liquidez.

O problema é que não estou neste momento a ver com bom olhos a entrada no mercado porque está tudo em maximos históricos e tenho portanto reforçado o P2P. No entanto queria investir em mais fundos ou ETFs. Mas as valorizações que tenho andado a fazer não parecem muito atrativas.

Editado por IceMan1910
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 16 minutos, IceMan1910 disse:

porque está tudo em maximos históricos 

Nem tudo está em máximos históricos. Olha alguns exemplos: https://pt.investing.com/commodities/crude-oilhttps://pt.investing.com/indices/spain-35https://www.investing.com/indices/eu-stoxx50

E quanto aos que estão, qual é o teu plano para entrar? quando descerem 5% ou 10% ou 20% ou...?

Editado por 5coroas
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
25 minutes ago, 5coroas said:

Nem tudo está em máximos históricos. Olha alguns exemplos: https://pt.investing.com/commodities/crude-oilhttps://pt.investing.com/indices/spain-35https://www.investing.com/indices/eu-stoxx50

E quanto aos que estão, qual é o teu plano para entrar? quando descerem 5% ou 10% ou 20% ou...?

O meu plano nem é tanto experar percentagem de queda... estou basicamente a diluir o risco temporalmente... em vez diverificar penas em p2p, obrigacoes, ppr, accoes, imobiliario etc... quero também diluir o risco temporalmente, exemplo:

- em vez de investir 4000 euros num fundo de accções americanas em janeiro, investir 1000 em janeiro, 1000 em março, 1000 em julho, 1000 em novembro... por exemplo. Assim estou mais protegido ao risco de entrar num pico. Não sei o que acham desta estratégia.... mas o objectivo é ir reforçando aos poucos em todas as frentes, mas aos poucos.

Como tinha pouco em p2p e estou a gostar de algumas plataformas, estou a aproveitar os máximos do mercado americano para reforçar no p2p antes de voltar aos fundos.

Podem opinar sobre esta estratégia? 

Cumprimentos,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 47 minutos, IceMan1910 disse:

 

- em vez de investir 4000 euros num fundo de accções americanas em janeiro, investir 1000 em janeiro, 1000 em março, 1000 em julho, 1000 em novembro... por exemplo. Assim estou mais protegido ao risco de entrar num pico. Não sei o que acham desta estratégia.... mas o objectivo é ir reforçando aos poucos em todas as frentes, mas aos poucos.

 

Nas ações americanas está provado que entrar com uma lump sum vs DCA, o lump sum ganha na maioria das vezes...todavia o DCA causa menos stress psicologico no investidor e isso pode ser um factor positivo a ter em conta. Dizem ainda alguns entendidos que a entrar com um DCA, deve ser num período máximo entre 6 a 12 meses, mais do que isso e já é uma estratégia péssima. Eu gosto do seu plano.

Editado por 5coroas
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho 25 anos e a minha carteira é a seguinte:

9% liquidez

50% depósitos a prazo

15% FI

15% produtos indexados a acções

10% PPR

1% P2P

Estou neste momento a planear aumentar a % de P2P pois só comecei este ano, planeio também trocar os depósitos a prazo por Obrigações e ETF´s brevemente.

Quanto as acções estou também a planear uma carteira para experimentar algumas estratégias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho 34 anos:

60% CTPM (1ª série) vence no fim de 2019

30% DP 10 anos NB (taxa crescente de 2,75 até 5% TANB no último ano) vence em Abril 2023

10% CA Série C (para liquidez)

0% ETF´s

A minha ideia é transferir, no vencimento (2019), o capital investido em CTPM para o DP NB 10 anos para conseguir sempre taxas de 4-5% TANB. Pondero criar uma carteira de ETF´s a curto prazo (Janeiro 2018), com um peso de 5% do total da carteira através dos ETF´s grátis da Degiro e ir ganhando experiência...

Editado por Jarbas83
Erro ortográfico
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor