leka_29

Sou avalista de uma pessoa que está em incumprimento

11 publicações neste tópico

Boa tarde.

Sou avalista de uma pessoa que está em incumprimento há mais de um ano.

Nunca fui avisado do mesmo pela entidade bancária nem pelo devedor.

Só soube porque  Setembro de 2014 tentei fazer um crédito e foi me recusado pelo banco de portugal devido a esse incumprimento.

Tentei várias vezes contactar o banco para resolver a situação mas o devedor nunca tomou iniciativa para o mesmo.

E para dificultar mais as coisas agora fiquei desempregado.

Agora o processo está no contencioso do banco.

1- O que posso fazer para tirar o meu nome daquele crédito?

2- Existe alguma maneira de forçar o devedor a arranjar outro avalista?

3- Pode o banco excluir-me do crédito ficando apenas o devedor como titular?

4- Como posso resolver esta situação?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

4- Como posso resolver esta situação?

Pagando ao banco. E depois entendendo-se com o devedor que está em incumprimento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nestes casos não convém por os bens do fiador noutro nome ?

Preparando claro para o pior caso?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

sim mas o pior é que estou a prejudicar a minha vida por causa de outra pessoa irresponsável.

quero me ver livre desta situação e estou a ver que não vou conseguir

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

sim mas o pior é que estou a prejudicar a minha vida por causa de outra pessoa irresponsável.

quero me ver livre desta situação e estou a ver que não vou conseguir

Tu estás a prejudicar a tua vida por causa da decisão que tu tomaste de aceitar ser avalista doutra pessoa. Admite isso e deixa de pôr a culpa só nos outros. É meio caminho andado para perceberes que tu tens de ajudar a resolver o problema e não a fugir dele...
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Exato..

Eu sei que ninguem me obrigou a ser avalista dessa pessoa.

Mas também sei que ele está a agir de má fé, pois tem muitos bens em nome dele e é dono de um restaurante, podia bem pagar o que deve e assumir a responsabilidade da divida.

Eu bem que ajudava, mas estou desempregado e também tenho as minhas dividas e compromissos.

Se ele há um ano atrás quando começou a entrar em incumprimentos entrasse em contacto comigo, podiamos chegar a um acordo com o banco e baixar a prestação, e podia até pagar metade e ele outra metade.

Agora assim torna-se complicado, pois tenho um filho para criar e o dinheiro que recebo do desemprego não me chega.

A meu ver a culpa desta situação é dele e do banco, pois não me informaram de nada. Deixaram andar e agora estou com o nome manchado sem ter culpa, qualquer dia congelam-me as contas e/ou até podem me penhorar o subsidio ou alguns bens.

Acho que nao merecia tal situação,pois quando aceitei ser fiador foi de boa vontade e na boa fé de ajudar um amigo, que afinal não é bem amigo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Se ele há um ano atrás quando começou a entrar em incumprimentos entrasse em contacto comigo, podiamos chegar a um acordo com o banco e baixar a prestação, e podia até pagar metade e ele outra metade.

Agora assim torna-se complicado, pois tenho um filho para criar e o dinheiro que recebo do desemprego não me chega.

Dito assim, ainda bem que não vieram ter contigo há um ano, senão tinhas gasto o dinheiro e agora se calhar estavas em situação ainda pior... Aliás, se estás em tão maus lençois, provavelmente até foi melhor não teres conseguido fazer o empréstimo no ano passado, podias ter-te enterrado ainda mais...

De qualquer forma é estranho. Ao contrário de uma situação de fiança - em que o credor vai primeiro atrás dos bens do devedor e só depois do fiador - o devedor e o avalista são igualmente responsáveis e podem ser chamados os dois em qualquer momento a pagar o que está em falta. É por isso estranho que o banco não te tenha ido bater à porta a pedir o dinheiro...

Mas também sei que ele está a agir de má fé, pois tem muitos bens em nome dele e é dono de um restaurante, podia bem pagar o que deve e assumir a responsabilidade da divida.
E se te exigirem o pagamento de alguma coisa por causa dessa dívida, continuas a poder exigir dele que te pague o que tiveste que pagar tu. Mas é na base do "pagas tu primeiro e exiges ao outro depois". Naturalmente, se ele tem bens, o mais que tens a fazer é ir falar com ele e tentar convencê-lo a regularizar a situação o mais depressa possível...

A meu ver a culpa desta situação é dele e do banco, pois não me informaram de nada. Deixaram andar e agora estou com o nome manchado sem ter culpa, qualquer dia congelam-me as contas e/ou até podem me penhorar o subsidio ou alguns bens.

Acho que nao merecia tal situação,pois quando aceitei ser fiador foi de boa vontade e na boa fé de ajudar um amigo, que afinal não é bem amigo.

Só para que fique claro - eu não disse que merecias ou que a culpa era completamente tua. Mas que tens responsabilidade no caso tens...
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, sei que também sou responsável.

Mas sinto-me injustiçado, o que mais quero é tirar o meu nome deste crédito.

Talvez tenha de falar com um bom advogado, mas só irei gastar dinheiro e se calhar em vão.

Apenas o que queria era ver a situação resolvida.

Falar com ele pessoalmente é complicado,pois ele é de faro e eu de santarem.

Quando falamos ao telefone ele diz sempre que está a resolver a situação mas nada feito ate agora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não há forma de obrigar um banco a "riscar" o nosso nome da lista de fiadores. Talvez fosse bom informar melhor as pessoas das responsabilidades de um fiador, um fiador é alguém que se compromete a pagar um crédito caso a outra pessoa não seja capaz.

A menos que se consiga provar em tribunal que as assinaturas foram forjadas, mas acho muito dificel, porque alem das assinaturas os bancos pedem cópias dos cartões de cidadão, copias do IRS ou seja é muita informação para ser forjada.

Se o banco devia ter-te informado, certamente.

quanto ás questões:

1- O que posso fazer para tirar o meu nome daquele crédito?

nada

2- Existe alguma maneira de forçar o devedor a arranjar outro avalista?

não, porque na prática não existe "renegociações" de créditos, o que é feito é um novo crédito para pagar o anterior, por isso se o devedor chegar ao banco com outro avalista para fazer um novo crédito para pagar o antigo não estou a ver o banco a ir na cantiga

3- Pode o banco excluir-me do crédito ficando apenas o devedor como titular?

Não, no fundo as três perguntas estão relacionadas.

4- Como posso resolver esta situação?

Não sei o nome técnico, mas podes pedir ao banco para ir aos teus bens, apenas depois de ir aos bens do devedor. Isto é, antes de seres chamado a pagar o crédito, podes pedir ao banco para penhorar primeiro todos os bens do devedor. Fora isto mais pouco podes fazer.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não há forma de obrigar um banco a "riscar" o nosso nome da lista de fiadores. Talvez fosse bom informar melhor as pessoas das responsabilidades de um fiador, um fiador é alguém que se compromete a pagar um crédito caso a outra pessoa não seja capaz.

...

4- Como posso resolver esta situação?

Não sei o nome técnico, mas podes pedir ao banco para ir aos teus bens, apenas depois de ir aos bens do devedor. Isto é, antes de seres chamado a pagar o crédito, podes pedir ao banco para penhorar primeiro todos os bens do devedor. Fora isto mais pouco podes fazer.

Este último ponto, sendo verdade para o fiador, não o é para o avalista.

O fiador pode exercer o benefício da excussão, segundo o qual pode exigir que o património do devedor seja afetado antes do seu; mas o avalista não tem esse benefício - em teoria, o credor pode ir exigir o pagamento diretamente ao avalista.

O avalista depois tem é o direito (tal como o fiador) de exigir ao devedor aquilo que o primeiro teve de pagar por ele.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigado a todos pela atenção e pelos esclarecimentos.

Estou muito grato.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead