PF-2008

Dependente com rendimentos categoria B

6 publicações neste tópico

O meu filho tem 19 anos e é estudante.

Tem, em 2014, a hipótese de fazer um trabalho como músico mas existe ainda a possibilidade de realizar mais um.

O que será mais vantajoso? Ato isolado ou abrir atividade?

Julgo que, num ato isolado, acabará por receber menos, uma vez que, do dinheiro que ele receber, terá de entregar uma percentagem às finanças, relativa ao IVA.

Alguém pode dar-me uma ajuda?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O IVA é a acrescer ao valor da prestação de serviço por isso não será prejudicado. Desde que preencha os requisitos, será melhor um acto isolado!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

além de que não é boa ideia "queimar" o primeiro ano de isenção de contribuições para a seg. social com um trabalho esporádico.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigado.

Quando a entidade tem um valor fixo para pagar, penso que será necessário retirar uma percentagem do pagamento para pagar o IVA, não é assim?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando a entidade tem um valor fixo para pagar, penso que será necessário retirar uma percentagem do pagamento para pagar o IVA, não é assim?

Se o que foi combinado com o cliente foi que pagariam um determinado valor e ninguém fez referência ao IVA, parece-me legítimo que o cliente assuma que o IVA estaria incluído e quem faz o serviço é que devia de arcar com o facto de ter prestado informação incompleta, sim.

De qualquer forma não se perde nada em colocar novamente a questão - até porque se o cliente é uma empresa, normalmente pode depois deduzir o IVA e acaba por não lhe fazer grande diferença... algo do género "olhe, lembra-se do preço que combinámos? Pois, esqueci-me de acrescentar o IVA. A culpa foi minha, e assumo as consequências e faço-lhe o mesmo preço final que tínhamos combinado, se quiser, mas faz-lhe muita diferença se acrescentar o IVA?"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

OK. Obrigado uma vez mais.

Esta dúvida entre optar por Ato Único e abrir atividade parece que vai deixar de existir. Hoje no serviço de Finanças disseram-me que agora, o Ato Único é so "uma vez na vida" e repetiram várias vezes. Mais tarde ou mais cedo o meu filho terá de contribuir, apesar de  ser estudante e inteiramente dependente dos pais.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead