Estranho

Titular Conta Conjunta e Herança

6 publicações neste tópico

Boa Tarde,

a minha Mãe faleceu à alguns dias atrás e neste momento tenho algumas dúvidas:

- Sou titular conjunto da conta bancária da minha mãe e aconselharam-me a levantar tudo o que estiver a ordem e distribuir por mim e pela minha irmã (só eu e a minha irmã somos os herdeiros)

- 1 mês antes da minha Mãe morrer subscrevi com parte do dinheiro a ordem um depósito a prazo

- a minha mãe subscreveu um PPR e outro produto similar que me disseram no banco que só ela poderia levantar ou os herdeiros (não sei se no caso do PPR tem algum beneficiário)

pelo que expôs acima:

- Vou ter de pagar algum imposto/coima/multa por ter levantado dinheiro à ordem?

- Posso terminar com o Depósito a prazo sem qualquer problema?

- Depois da habilitação de herdeiros posso sacar o(s) PPR(s) sem perder qualquer valor do mesmo, se a minhã mãe não tiver designado nenhum beneficiário que não ela própria?

Agradeço desde já os esclarecimentos,

J.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só para esclarecer um ponto - o dinheiro era todo da tua mãe ou havia dinheiro teu também?

À partida não terás problemas por ter levantado o dinheiro - só se a tua irmã duvidasse da divisão do dinheiro e decidisse fazer uma denúncia...

O depósito, provavelmente compensa ficar a render até ao fim; e o PPR deve reverter para os herdeiros, creio que sem penalizações.

Assim de repente, podes abrir a habilitação de herdeiros e deves incluir a conta no inventário - é a única forma de verem o dinheiro do PPR, pelo menos.

Deves ir falar com o banco para ver as tuas opções. Por exemplo, será que vale a pena levantar o depósito ou deixá-lo ficar até ao fim, para render juros? Só falando com o banco saberás se isso é sequer viável... De qualquer forma tens de ir lá informar que a tua mãe faleceu...

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

o Dinheiro era todo da minha Mãe.

Como sou um pouco paranóico só queria avisar o Banco do falecimento da minha mãe depois de levantar o depósito a prazo e o que estiver a ordem, isto porque ainda não percebi se teria de pagar imposto de selo sobre os mesmos, algumas pesquisas dizem-me que os descendentes directos (filhos) não pagam outras pesquisas não são tão explícitas...

Só para esclarecer um ponto - o dinheiro era todo da tua mãe ou havia dinheiro teu também?

À partida não terás problemas por ter levantado o dinheiro - só se a tua irmã duvidasse da divisão do dinheiro e decidisse fazer uma denúncia...

O depósito, provavelmente compensa ficar a render até ao fim; e o PPR deve reverter para os herdeiros, creio que sem penalizações.

Assim de repente, podes abrir a habilitação de herdeiros e deves incluir a conta no inventário - é a única forma de verem o dinheiro do PPR, pelo menos.

Deves ir falar com o banco para ver as tuas opções. Por exemplo, será que vale a pena levantar o depósito ou deixá-lo ficar até ao fim, para render juros? Só falando com o banco saberás se isso é sequer viável... De qualquer forma tens de ir lá informar que a tua mãe faleceu...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Como sou um pouco paranóico só queria avisar o Banco do falecimento da minha mãe depois de levantar o depósito a prazo e o que estiver a ordem, isto porque ainda não percebi se teria de pagar imposto de selo sobre os mesmos, algumas pesquisas dizem-me que os descendentes directos (filhos) não pagam outras pesquisas não são tão explícitas...
Bem, e há alguma que diga explicitamente que pagas? ::)

Não te preocupes, não pagas imposto de selo neste caso. Não só só os descendentes diretos - estão isentos o cônjuge (ou unido de facto), descendentes e ascendentes, seja em que grau for. Se fosse uma tia, por exemplo, é que já seria diferente...

O que pode acontecer é a movimentação da conta ficar com alguma restrição (supostamente é movimentada pelo cabeça de casal - que em princípio será um de vocês os dois). Mas isso é questão de confirmares com o banco...

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se der a conhecer ao banco o falecimento de um dos titulares, o banco bloqueia a conta e terá de apresentar a habilitação de herdeiros para levantar o dinheiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Infelizmente a minha faleceu no inicio de dezembro por isso estou a par dessas coisas.

De facto ao saber do falecimento da titular o banco bloqueia a conta.

Para se poder levantar o dinheiro hà que apresentar habilitação de herdeiros e todos os herdeiros têm de assinar.

Levantar ou não o dinheiro  da conta é indiferente.

De facto as finanças exigem na relação de bens que tem de ser entregue no prazo de tres meses após o falecimento , as finanças exigem que sejam apresentados os saldos das contas na data do obito e extractos dos movimentos nos 2 meses anteriores ao falecimento.

Assim  tirar-se 1000 euros ou um euro , APÓS o falecimento é indiferente.

O que conta é o saldo à data do òbito.

O dinheiro até podia ser todo retirado após o òbito.., que isso não diminuia o imposto.

Julgo que os depositos não pagam imposto..,mas talvez contem para o valor total da herança, não sei.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead