Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Visitante ceu alves

Trabalhador indenpente

5 publicações neste tópico

Boa tarde,

neste momento sou trabalhadora por conta outrem, e surgiu uma oportunidade de ganhar dinheiro extra, em principio so iria ganhar 200 euros por ano. è pouco mas para mim é um dinheiro extra.Mas a empresa queria q eu passase a factura ( é so uma entidade).

Qual a melhor solução? è de me colectar das finanças como regime simplificado??

Se sim, tenho que pagar os impostos ao final do ano certo? e qual vai ser a taxa?

Obrigada pela atenção

Céu Alves

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se é uma coisa para acontecer uma vez por ano, podes passar um ato isolado - só que aí, em princípio, terás de cobrar IVA, para além do preço do serviço (depende da atividade - algo que terás de esclarecer com a empresa). Depois entregas o IVA nas Finanças até ao mês seguinte.

A outra hipótese é, como estavas a dizer, abrires atividade no regime simplificado. Enquanto for só uma entidade a quem passas os recibos, podes até optar pela regras de tributação da categoria A (com montantes tão baixos, à partida compensa).

A desvantagem desta opção é que "estoiras" com o ano de isenção de descontos para a Segurança Social que normalmente se tem quando se abre atividade. À partida não te afeta no imediato, porque já estás a descontar por conta de outrem e ficarás isenta de descontas pela atividade independente; mas se um dia decidires deixar o trabalho por conta de outrem para te dedicar por inteiro à tua atividade por conta própria, já não terás esse ano de folga...

Em qualquer dos casos os rendimentos estarão sujeitos a IRS. Deves declará-los no anexo B da declaração de IRS (2ª fase) e só nessa altura, em função do resto dos teus rendimentos, é que será apurada a taxa a aplicar. Mas podes assumir que serão taxados à taxa do teu escalão habitual (quando muito uma parte pode ser taxada à taxa do escalão seguinte, se estiveres mesmo no limite).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia

Tenho um filho que é estudante, entretanto surgiu-lhe a possibilidade  de fazer um part-time numa farmacia durante dois meses, recebeu em 3/11  320€ e em 30/11  353,50€ sabendo que ele tem de declarar este dinheiro pergunto qual seria a melhor forma de o fazer acarretando os menores custos?

Este ano ele irá fazer o irs sozinho

Nunca deu inicio de actividade.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se o dinheiro foi dado sem recibo por parte da farmacia nao vejo a necessidade de ir declarar alguma coisa...

 

Agora, se a farmacia está a pedir-lhe uma factura do montante que eles lhe pagaram isso é outra conversa

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 4 horas, master-chief disse:

Se o dinheiro foi dado sem recibo por parte da farmacia nao vejo a necessidade de ir declarar alguma coisa...

 

Agora, se a farmacia está a pedir-lhe uma factura do montante que eles lhe pagaram isso é outra conversa

Foi dado sem recibo  e a farmácia não está a pedir factura...nós é que estamos a pensar que como o pagamento foi por transferência bancária e eles têm os elementos dele isso possa trazer algum problema..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0