inesp

Facturas e continente, alguem me sabe responder? Obrigada

12 publicações neste tópico

Ja perguntei noutro post do forum.... mas não obtive resposta...

Hoje no continente, descontos puramente em “cartão” tive uma situação que acho merece um comentário pela vossa parte .

Solicitei factura pela compra de material escolar, um diccionario, e na caixa me perguntaram, “deseja utilizar o saldo no cartao?” como vem a ser costume, mas adicionou um comentário “tenha em conta que utilizando o saldo no cartão o valor da factura é 0 (zero) ” evidentemente não utilizei o saldo, mas… ainda com o “lógico” desta situação (o supermercado não pode emitir facturas por um valor maior do que facturado) acredito em outras situações (compra de fraldas de incontinência, material escolar, livros…) tenha utilizado o saldo desconhecendo que o valor ao qual se refere a factura a pesar do valor total da mesma se refira so a diferencia do valor total menos o saldo do cartão.

Se alguem pode fazer um comentário com conhecimento, agradeço uma resposta. (pois é claro que eu posso utilizar o saldo para comprar bens declaráveis com fatura ou para comprar…. azeitonas…)

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O objetivo das deduções é permitir aos contribuintes deduzir no imposto aquilo que pagam sobre coisas consideradas indispensáveis ou cujo consumo se pretende incentivar (a definição do que é dedutível, como sabemos, vai variando ao longo do tempo, de acordo com o Governo em funções ou com a cultura da época).

Se não gastas tanto dinheiro (porque a loja te fez um desconto), parece-me bem que não possas deduzir tanto dinheiro. Senão ia ser giro - era ver quem punha os produtos mais caros, para se poder deduzir ao máximo, mas depois com os maiores descontos para se pagar o mínimo...

Além disso, neste caso até tens a hipótese de adiar o desconto para outra compra, o que nem sempre acontece...

Não sei se era este tipo de comentário que querias, mas também não percebi bem a que conhecimento te referes...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desculpa pauloguia, a que me refiro....

Eu ha uns meses comprei os livros de texto na note it (grupo continente) dedutíveis no irs como gastos de educaçao. Certo? Mas utilicei como parte do modo de pagamento o saldo disponível em cartão continente. Pedí factura. Na altura de realizar o irs, so posso declarar a diferença entre o valor total e o pago com o cartão de fidelidade continente, ou posso por o valor total ?

Percebo por um lado que o estabelecimento continente, so possa passar factura do recebido em "dinheiro" pois a "poupança" no cartão de fidelidade acaba por representar uma "oferta". Mas nao percebo wue ao passar a factura (paga com o cartão) o valor que conste seja o valor total da compra.

Da agora para perceber a minha duvida? Obrigada pela resposta

Até a data, nunca me preocupei quando precisava de factura de pensar se pagava com o acumulado ou com dinheiro (nao sei se os restantes contribuintes tinham esse cuidado)...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu ha uns meses comprei os livros de texto na note it (grupo continente) dedutíveis no irs como gastos de educaçao. Certo? Mas utilicei como parte do modo de pagamento o saldo disponível em cartão continente. Pedí factura. Na altura de realizar o irs, so posso declarar a diferença entre o valor total e o pago com o cartão de fidelidade continente, ou posso por o valor total ?

Percebo por um lado que o estabelecimento continente, so possa passar factura do recebido em "dinheiro" pois a "poupança" no cartão de fidelidade acaba por representar uma "oferta". Mas nao percebo wue ao passar a factura (paga com o cartão) o valor que conste seja o valor total da compra.

Da agora para perceber a minha duvida? Obrigada pela resposta

Até a data, nunca me preocupei quando precisava de factura de pensar se pagava com o acumulado ou com dinheiro (nao sei se os restantes contribuintes tinham esse cuidado)...

Pelo que percebi da sua dúvida, deve somar apenas o valor relativo às despesas com educação... Se comprou frutas, verduras ou outro bem, estes não devem entrar na soma anterior!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como é que o desconto aparece na fatura?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não vou ao continente há algumas semanas mas sempre recebi as faturas pelo valor total da despesa e não com o valor deduzido da utilização do saldo do cartão.

O saldo do cartão é (era?) entendido como um meio de pagamento.

Exemplo:

Total: 50€ (é o valor da despesa, ou seja da fatura)

Cartão cliente: 20€ (é um meio de pagamento)

Cartão crédito: 30€ (é um meio de pagamento)

A seguir apresentam a desagregação do IVA 6% ou 23% correspondentes aos ... 50€ (naturalmente).

No caso de material escolar, é (era?) o mesmo.

Porque o saldo do cartão não é um desconto direto/imediato/de redução direta do PVP sobre os bens que estamos a comprar no momento.

Sugiro contactar o serviço a clientes e confirmar, posso estar enganado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desculpem, a confussao. A duvida surgiu dum comentario da empregada de caixa...

"Factura? Quer utilizar o saldo do seu cartao? Sabe que se o utilizar o valor da factura é zero..."

Nessa altura surgiu a minha duvida...  (era logico.... o continente, nao pode emitir facturas por valor maior do que realmente facturado!!)

Mas, ao pedir factura, no "recibo" vem o numero de contribuinte, o valor total da compra (neste ultimo caso "deductivel") e a utilização do cartão cliente como modo de pagamento, e o valor total em divida a pagar.

Sendo assim se eu comprei um bem deductivel, e fiz parte do pagamento com o cartao de fidelidade, so posso declarar a diferença paga em euros?

Sim pbslbstr ... é assim a factura.... Mas, se o pensas de forma "lógica" evidentemente, continente nao pode passar facturas por valor maior do que realmente facturado (e o saldo do cartao, nao é realmente facturado)

Pauloguia , na factura aparece como um modo de pagamento, na actualidade separa como dois tipos de cartao cliente  um dependente da galp e outro do continente.

Obrigada pelas respostas :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma aclaração... o "problema" nao é meu, os colegios dos filhos superam os valores dedutiveis, mas no caso de bens de saude, eu sempre informo aos utentes de que as fraldas de incontinencia podem ser declaradas ainda sendo compradas no supermercado (e gastos de saude tem margens maiores para deduzir)  mas nunca se me ocorreu dizer... mas nao pode utilizar o saldo do seu cartão continente para as pagar....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não li toda a situação descrita ... só deixo a nota de que as "fraldas de incontinência" devem ser acompanhadas de receita médica!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ABCD, eu acho, receita medica ou declaração conforme a utilização de fralda é por motivo de saude/doença

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

.... Terá mudado? Em factura de março, ainda utilizando o cartao o IVA correspondia ao valor total.

Actualemtne, na fatura paga por cartão ja indica IVA "0" Por tanto efectivamente agora uma compra paga com cartao cliente, é uma fatura valor zero. Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

é mais uma forma das grandes superfícies "mamarem" o IVA...

- fez compras no total de 100€ e a superfície comercial entendeu oferecer 5,00€ para descontar numa próxima compra; a factura vem com o total das compras, 100€. tudo bem...

- volta e faz uma pequena compra de 5,00€, como tem um saldo que a superfície lhe ofereceu de livre vontade não lhe dá uma factura...!!! muito errado...

o cliente esta a fazer uma compra, logo tem direito à factura... o que a superfície comercial poderia fazer era na altura do desconto emitir uma nota de credito e pedir ao cliente para assinar para poderem recuperar o IVA...

Essa de que o cliente não tem o direito a factura porque não pode descontar no IRS é uma ganda tanga para estarem a mamar o IVA...

Seja qual for a forma de pagamento o cliente tem sempre direito a factura, se existir uma "oferta" por parte da área comercial o pode ser pedido é que o cliente assine uma nota de credito...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead