Visitante Jmll

IRS 2015

21 publicações neste tópico

Nao vi nada escrito sobre as taxas e parcelas a abater no cálculo do IRS rendimentos 2015.

Será que se mantém as taxas de 2014?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

tenho uma dúvida, na minha casa residem 3 pessoas pensionistas: eu, o meu marido e a minha sogra. Sempre preenchemos o IRS à parte da minha sogra, mas não sei se temos (ou devemos) de inclui-la no nosso agregado familiar no próximo ano. Podem-me esclarecer, s.f.f.?  Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

tenho uma dúvida, na minha casa residem 3 pessoas pensionistas: eu, o meu marido e a minha sogra. Sempre preenchemos o IRS à parte da minha sogra, mas não sei se temos (ou devemos) de inclui-la no nosso agregado familiar no próximo ano. Podem-me esclarecer, s.f.f.?  Obrigada

Creio que seria vantajoso inclui-la na vossa declaração de IRS.

As deduções com saúde no IRS 2013, referente aos rendimentos auferidos em 2013, podem abranger 10% das importâncias dispendidas com o limite máximo de 838.44€. Agregados com 3 ou mais dependentes podem ultrapassar este valor (com o aumento de 125,77€ por dependente).

Experimente fazer uma simulação com, e sem, a sua sogra por forma a verificar a diferença!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada pela resposta à minha dúvida :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
tenho uma dúvida, na minha casa residem 3 pessoas pensionistas: eu, o meu marido e a minha sogra. Sempre preenchemos o IRS à parte da minha sogra, mas não sei se temos (ou devemos) de inclui-la no nosso agregado familiar no próximo ano. Podem-me esclarecer, s.f.f.?  Obrigada

Atenção que se ela não cumpre atualmente os requisitos para estar dispensada de preencher a declaração de IRS, provavelmente vão continuar a ser dois agregados separados. O que a proposta do governo diz, salvo erro, é que os ascendentes podem ser considerados dependentes desde que não tenham rendimentos superiores à pensão mínima do regime geral.

De qualquer forma o melhor é esperar pela versão definitiva e aprovada para tirar isso a limpo...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nao vi nada escrito sobre as taxas e parcelas a abater no cálculo do IRS rendimentos 2015.

Será que se mantém as taxas de 2014?

Creio que não se vão alterar muito (talvez apanhem com um ajuste da inflação). Mas também não tenho lido nada sobre isso, é verdade...
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

para o caso de interessar a alguem, ficam aqui as simulações para solteiros sem filhos

E já vi algures também as publicadas para casais com um filho. E haverá mais certamente.

Só uma chamada de atenção que o artigo não faz (e só por isso este meu comentário) - ainda não se conhecem todos os detalhes do OE2015. Por exemplo, como já foi referido neste tópico, ainda não se conhecem os valores dos limites dos escalões nem as taxas aplicadas a cada um. Estas simulações assumem que nada mais muda para além do que o governo anunciou há dias o que, daqui até à versão final do OE2015, pode não corresponder à verdade.

Dito isto, acho saudável que se vão publicando estas simulações. As regras mudaram radicalmente e não se pode dizer que haja um grupo mais beneficiado do que outro - as comparações têm que ser feitas quase caso a caso porque de outra forma são impossíveis - as variáveis da fórmula mudaram quase todas. E quanto mais depressa as pessoas tomarem consciência disso, melhor... Mas também me parece igualmente bom que os jornais (sobretudo na versão online, onde não pagam pelo espaço ocupado pelo artigo) se dessem ao trabalho de informar que estas contas são ainda provisórias que é para não criar falsas expetativas

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Aproveito este tópico, que tem o título mais sugestivo para a minha questão:

os meus rendimentos pré-preenchidos têm uma diferença de 3€ da declaração dos serviços, qual dos valores devo considerar?

Obrigado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
os meus rendimentos pré-preenchidos têm uma diferença de 3€ da declaração dos serviços, qual dos valores devo considerar?
O que estiver correto :)

Até pode nem ser nenhum desses.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
O que estiver correto :)

Até pode nem ser nenhum desses.

boa resposta :)

Já o ano passado aconteceu o mesmo e parece-me que avancei com os dados pre-preenchidos, mas não tenho certeza e agora só vou contactar os serviços na segunda... queria despachar o IRS antes :\

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Então e não sabes quanto ganhaste ao longo do ano?

Soma os recibos de vencimento, por exemplo...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Uma pessoa que esteja a receber subsídio de desemprego, mas que ainda esteja, também, a receber, mensalmente, um valor relativo a uma indemnização (após a rescisão de contrato por salários em atraso), tem de o declarar no IRS?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Uma pessoa que esteja a receber subsídio de desemprego, mas que ainda esteja, também, a receber, mensalmente, um valor relativo a uma indemnização (após a rescisão de contrato por salários em atraso), tem de o declarar no IRS
O subsídio de desemprego não. A indemnização sim
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas, por ex. alguns pingo doce tem restauração, posso validar algumas faturas das compras como restauração? Mesmo não tendo ido lá fazer uma refeição?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas, por ex. alguns pingo doce tem restauração, posso validar algumas faturas das compras como restauração? Mesmo não tendo ido lá fazer uma refeição?

Obviamente que não.

Gostavas de ir ao hospital e pagar uma cirurgia quando apenas fizeste uma consulta de rotina?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obviamente que não.

Gostavas de ir ao hospital e pagar uma cirurgia quando apenas fizeste uma consulta de rotina?

Não tem nada a ver, a minha dúvida é compro por exemplo 5€ (ex. Bolachas e leite) depois no efactura aparece para validar, como outros ou restauração, como tem restauração deve dar para validar como restauração, não é comprar bolachas e leite e pagar marisco lol

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não tem nada a ver, a minha dúvida é compro por exemplo 5€ (ex. Bolachas e leite) depois no efactura aparece para validar, como outros ou restauração, como tem restauração deve dar para validar como restauração, não é comprar bolachas e leite e pagar marisco lol

Claro que tem a ver. Foi uma analogia. Se não utilizaste o restaurante do Pingo Doce, obviamente que não podes colocar as bolachas e o leite como restauração. Se assim fosse ia la comprar electrodomésticos e colocava como restauração, atingia rapidamente os 250€ a receber.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas, por ex. alguns pingo doce tem restauração, posso validar algumas faturas das compras como restauração? Mesmo não tendo ido lá fazer uma refeição?

Podes, o sistema deixa. Se o deves fazer? Não.

Não tenho a certeza se depois o fisco tem alguma forma de comprovar se a despesa foi sobre restauração ou não, mas se decidires ir por essa via, avanças por tua conta e risco...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Podes, o sistema deixa. Se o deves fazer? Não.

Não tenho a certeza se depois o fisco tem alguma forma de comprovar se a despesa foi sobre restauração ou não, mas se decidires ir por essa via, avanças por tua conta e risco...

E não devem haver muitos a ir por essa via? Passo a vida a ouvir pessoal a perguntar onde é que coloca certas faturas, a maioria nem se preocupa muito e escolhe a que acha mais correta.

Espero que o fisco tenha forma de controlar isso mas são milhares de contribuintes!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Podes, o sistema deixa. Se o deves fazer? Não.

Não tenho a certeza se depois o fisco tem alguma forma de comprovar se a despesa foi sobre restauração ou não, mas se decidires ir por essa via, avanças por tua conta e risco...

Boas Paulo, era isso mesmo, claro que cada um deve assumir o que faz, ou pelo menos devia ser assim, e não tenho dúvidas que vai haver muita gente a fazer isso, agora se o fisco vai controlar isso ou não já não se sabe

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor