albina

prevenir o futuro - crédito à habitação

4 publicações neste tópico

Bom dia, abro este tópico porque pesquisei na grande maioria e não encontrei o que procurava que é o seguinte:

1º eu e o meu namorado estamos a comprar casa. Já assinamos contrato PCV em que pagamos 38k (eu dei 9500 e ele os restantes), estamos a pedir credito à habitação para não ficar descalços. Aqui (e porque somos bastante pragmáticos no que toca a contas) queremos prevenir a possiblidade de um dia cada um ir para seu lado e depois as contas se complicarem pelo que queremos deixar já legalmente vinculado quanto cabe do apartamento a cada um, pelo que pergunto:

»» na escritura há algum sítio onde se deixe registado que em caso de separação que x% cabe a cada um?

»»  a não ser na escritura, como fazê-lo?

»» a não existir nenhum documento oficial, há alguma coisa na lei, dado que não somos casados, nem em união de facto (que tanto quanto sei só se aplica ao fim de 3 anos em conjunto?) que mais tarde preveja estas situações?

2º Porque em termos de spread e do que os bancos nos informaram não há qualquer diferença ser um ou dois proponentes para pedido de Crédito Habitação, pergunto da experiência dos utilizadores do fórum o que é mais simples e mais rápido e habitual?

Obrigado pela atenção!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em relação ao 1º ponto, presumo que tenha de ficar definido na escritura de compra e venda, mas não tenho a certeza. Mas é melhor verem bem as implicações junto de um advogado, até para eventual venda futura.

Quanto ao 2º, parece-me estranha essa afirmação. Tipicamente para o banco será preferível ter 2 proponentes ao invés de só um, uma vez que há menor risco (mais rendimentos, mais bens, etc)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, tem que ficar definido na escritura.

É em função dessas proporções que, por exemplo, o fisco depois vai cobrar o IMI a cada um...

Não é uma questão de haver um lugar na escritura para definir isso. A escritura, grosso modo, é um texto dizendo quem fica com o quê. Mas é um texto mais ou menos livre e embora exista templates, certamente pode ser alterados de acordo com as necessidades. É uma questão de, quando forem tratar de marcar a escritura, explicarem de que forma querem dividir a casa a quem vai redigir a escritura.

Já agora, considera-se união de facto ao fim de 2 anos em conjunto (começa a produzir efeitos a partir do início do 3º ano, portanto).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...

2º Porque em termos de spread e do que os bancos nos informaram não há qualquer diferença ser um ou dois proponentes para pedido de Crédito Habitação, pergunto da experiência dos utilizadores do fórum o que é mais simples e mais rápido e habitual?

Experimente pedir simulação, munindo-se do IRS do último ano, para o imóvel em causa com 1 proponente e com 2 proponentes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor