moi-même

Faturação

4 publicações neste tópico

Boa noite,

não sei se estou a fazer a pergunta na área certa.

Emiti faturas desde abril até ao momento na seguinte situação. Escrevi um livro, paguei a impressão por minha conta e vendo eu próprio os meus livros.

Nas Finanças disseram-me, na altura, em abril, que deveria ter um livro de faturas e registar os dados até ao dia 25 do mês seguinte.

Sempre preenchi a parte da informação mensal, mas disseram-me também nessa altura, que na informação parcial só deveria preencher, caso tivesse o número de contribuinte do adquirente. Foi o que sempre fiz.

Neste momento, reparei que nas informações mensais só são apresentados os montantes baseados nas faturas com NIF.

Fiz algo de errado? Deveria na mesma ter preenchido a parte da informação parcial, independentemente de ter o NIF do adquirinte ou não? Há multa?

Muito obrigado pela vossa ajuda.

:(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

eu nunca percebi muito do assunto e para ser sincero nas finanças nunca me explicaram isso bem

mas o que eu faço é:

camones, nao insiro a factura parcial, ficam no GLOBAL

tugas, como tenho o NIF deles, insiro os parciais.

No fim, é somar a sfacturas todas e inserir no GLOBAL

facil acho eu

e correcto? talvez ahah

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Segundo o que percebo da sua explicação parece-me que o fez de forma correta.

Na "Informação Global" deverá constar o total de vendas com IVA incluido e o total de IVA.

Na "Informação Parcial" apenas deverá preencher as facturas das quais tem indicação do número de contribuinte.

Foi assim que sempre fiz, porque foi como a minha contabilista me disse para o fazer.

Para além disso, como já recebi e-mails das Finanças a agradecer o envio atempado e correcto da informação sei que o tenho feito da forma correcta.

Se foi assim que preencheu não tem razão para se preocupar..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para mim, chega perfeitamente a comunicação que a Marisa Vieira faz.

Mas, se formos levar à letra a lei, então além disso temos de comunicar, na informação parcial, a 1ª e ultima factura de cada série (mesmo que elas sejam passadas a consumidores finais/particulares).

nº1 do artigo 7º da Portaria 426-a/2012

E como era uma disposição transitória (artigo 7º) para o ano 2013 (essa facilidade de apenas comunicar facturas com nif,...), prolongada para 2014 pelo OE 2014, a mesma pode terminar já em 2014, pois parece-me que nada é referido no OE 2015. Esperemos para ver...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead