carlvt

Cartão de Crédito (ex.Bes)

3 publicações neste tópico

O meu pai faleceu á cerca de um ano. Esta semana a minha mãe recebeu um telefonema do Novo Banco (ex. Bes)  comunicando que o meu pai tinha uma divida no mesmo relativa a um cartão de crédito no valor de 500 euros. A minha mãe apesar de informar o Sr. que o marido tinha falecido, este disse que tinha que pagar na mesma, e que tinha que passar no banco e levar a cartidão de óbito.

1º O meu pai realmente teve conta no Bes mas a mesma foi fechada +/- em 2002.

2º Se tinha cartão de crédito não me lembro nem nunca o vi, assim como a minha mãe. Pondo a hipótese que o tivesse, dado pelo banco na abertura da conta, nunca o utilizou.

3º Durante todos estes anos, os meus pais nunca receberam um extrato deste suposto cartão, nunca lhes foi solicitado qualquer pagamento de anuidades nem nunca receberão nenhum cartão de renovação.

A minha questão é se a minha mãe terá que pagar esta suposta divida? Pois não existe nada que prove a mesma, só a palavra do sujeito do bes que informou telefónicamente

da existencia da mesma.

A minha mãe deverá ir ao Bes saber mais pormenores e entregar a certidão de óbito, ou ignorar o assunto e deixar correr?

É  que com a reduzida reforma que tem (único rendimento) ficou preocupadissíma com a eventualidade de pagar esta divida

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deixar correr não há de ser boa ideia: os juros podem-se ir acumulando.

É melhor passar mesmo por uma agência com a certidão de óbito e pedir informações sobre essa alegada dívida.

Pode ser que o teu pai ao ter fechado a conta se tenha esquecido de pagar uma fatura e a dívida vem crescendo durante os últimos 12 anos. Mas se têm razões para duvidar que ele sequer tenha tido aderido a esse cartão de crédito, nada como pedir mais informações sobre a dívida. Certamente que terão papelada a comprovar o que se querem cobrar... Quiçá terão acesso a uma 2ª via da extrato da fatura não paga e poderão ficar convencidos que a dívida é real. Ou então não...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em qualquer caso, se a dívida se vier a confirmar legítima, se a herança for superior aos 500€ dá para pagar a dívida; se for inferior, os herdeiros não têm que inventar o dinheiro, fica por pagar.

O problema é se a dívida era do tempo de casado e o regime do casamento a alargar à tua mãe...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead