Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Visitante Freelancer Web

Abrir empresa ou ENI , ou nenhuma ?

2 publicações neste tópico

Boa tarde,

Sou freelacer de marketing online e ultimamente tenho trabalhado com uma empresa Francesa que tem recorrido aos meus serviços pontualmente.

Agora a mesma empresa quer trabalhar comigo de forma mais activa o que implica pagamentos para a minha conta bancária na ordem de 2000 a 2500 por semana, contudo o meu lucro é 10 a 15% deste valor, visto que o remanescente é usado para pagamento de vários elementos relacionados com o marketing que faço ( por ex. Adwords ) ..

A minha questão é : como lidar com isto ? De momento não abri empresa nem ENI mas tenho medo que tenha problemas com as finanças devido às transferências bancárias que são enviadas para a minha conta e assim sendo prefiro legalizar tudo como deve ser porque vai ser um cliente a longo prazo.

Mas o meu problema é que as finanças tomem como lucro tudo o que eu recebo na conta, porque o meu pagamento ( 10/15% ) declaro como ganho naturalmente, mas o restante que não é lucro, não o tenho como justificar ( fatura etc.. ) em como o uso em nome do cliente para pagamentos de anúncios, banners, etc.. em nome deles ( empresa )..

Se alguém me puder elucidar agradeço imenso...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que tens duas hipóteses:

- se estás no regime simplificado, imputar diretamente ao cliente os custos que tens. Neste caso, os comprovativos desses custos têm que passar a vir no nome do cliente. Não faço ideia do que pagas no AdWords, por exemplo, mas isso quer dizer que clientes diferentes terão de ter contas diferentes e comprovativos de pagamento passados no nome deles (ou seja, não dá para reaproveitar a mesma conta para clientes diferentes, não sei se isso não iria aumentar a tua tarifa)

- estar num regime de contabilidade organizada. Senão, num cenário de prestação de serviços, o fisco vai assumir que os teus lucros são de 70% dos teus honorários. Isso também implica teres comprovativos de todos os teus gastos com a actividade (mas não uma associação a um cliente em particular) - nenhum contabilista te vai aceitar declarar custos de atividade se não tiver os comprovativos desses custos.

Se não tens atividade aberta e a vais abrir agora (fiquei na dúvida se era o caso), tens também de levar em conta os descontos à Segurança Social, o Seguro contra acidentes de trabalho (obrigatório), etc.

Isto pode fazer com que tenhas de aumentar as tarifas para continuares a ter um emprego viável. Por vezes fazem-se uns preços baratinhos, porque é só um "passatempo", ou para conseguir ultrapassar a concorrência, mas depois quando a coisa começa a ficar séria, percebe-se que esses preços não são viáveis.

O melhor é capaz de ser mesmo falares com um contabilista. Sobretudo se for para ficares no regime de contabilidade organizada, ele vai ter todo o interesse em explicar tudo em detalhe a um potencial novo cliente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0