Visitante Frsramalho

Remuneração em Tickets

18 publicações neste tópico

Bom dia ,

Tenho um colega que recebe uma parte substancial(400€)da sua remuneração variavel em tickets da sonae.

Esta situação permite poupar uns euros valentes em impostos!

Gostava de tentar implementar esta politica na empresa onde trabalho , mas não consigo documentar-me com as vantagens/desvantagens fiscais para a entidade patronal.

Podem indicar onde posso obter esta informação?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Provavelmente isso diz respeito ao subsídio de alimentação (embora esse valor me pareça elevado).

O limite para a isenção de imposto quando o subsídio de alimentação é pago com vales é superior ao limite de quando é pago em dinheiro.

Mas qualquer valor acima desse limite deve à mesma ser tributado...

Será isso?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

(Pelo menos em 2013) o valor máximo de vale de refeição isento era de 6,83€.

Esses 400€ só baterão certo se esse teu colega tiver vale de almoço e jantar e trabalhar aos fins de semana...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Atenção que em relação à Sonae digo-lhe com um grande grau de certeza que não se tratar de uma isenção do subsidio de alimentação. Será certamente um bónus que a empresa dá para gastar na própria loja.

Jamais alguém consegue receber 400€ em tickets\cartão refeições, seriam 58 refeições, num mês...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Jamais alguém consegue receber 400€ em tickets\cartão refeições, seriam 58 refeições, num mês...
Isso se cada refeição for ao preço do limite - a lei não impede que se pague mais por subsídio de refeição, diz é que o que for acima de um determinado valor deve ser taxado.

Aliás, hoje em dia quase tudo o que a empresa dá ao trabalhador é taxado, mesmo que não seja pago em dinheiro. Frsramalho, já perguntaste ao teu colega a que título ele recebe esses tickets? E se se confirma a isenção de tributação?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não fui claro na minha afirmação Paulo, o que pretendia efetivamente transmitir é que não é possível isentar esses 400€ sem ser da forma que mencionei ou similar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde ,

Obrigado pelas varias respostas.

Este valor não esta relacionado com o subsidio de refeição.

Este valor é um premio de vendas que é sempre pago em tickets da Sonae. Pela minha pesquisa , eu sei que não existem beneficio fiscais , mas de alguma forma tem de ser vantajoso para a entidade patronal....tem que ser mais economico , que efectuar o pagamento do valor correpondente da Seg.Social.....penso eu!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso de obrigar a gastar o subsídio de alimentação numa loja do grupo Sonae deveria ser ilegal e punida por lei. O trabalhador gasta onde bem entender.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
mas de alguma forma tem de ser vantajoso para a entidade patronal....tem que ser mais economico , que efectuar o pagamento do valor correpondente da Seg.Social.....penso eu!!!
A vantagem é que garantem que o dinheiro volta a ser gasto dentro do grupo.

Isso de obrigar a gastar o subsídio de alimentação numa loja do grupo Sonae deveria ser ilegal e punida por lei. O trabalhador gasta onde bem entender.

Estamos a falar de retribuição para além do salário base. Não me parece muito diferente de, por exemplo, as empresas que entregam uma parte do prémio em stock options da própria empresa...

Também concordo que há formas mais éticas que outras de pagar, mas daí a dever ser ilegal acho que vai uma grande distância...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Falo do subsídio de alimentação, que tanto quanto sei nos trabalhadores da Sonae é para gastar nas lojas do grupo, o que deveria ser ilegal. Qualquer dia também escolhem o que bebemos e comemos, e com quem vivemos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já foi referido que não se tratava do subsídio de refeição...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No jumbo pagam(refeição) a novos funcionários em cartão para gastar nos jumbos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois, e se eles quiserem ir comer a um restaurante qualquer? Quer dizer, a pessoa é obrigada a comer onde eles querem. Ao ponto a que chegámos neste país...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os cartões refeição, salvo erro, podem legalmente ser usados nos supermercados para comprar comida, não apenas em restaurantes. Ou seja, não se está a controlar o sítio onde a pessoa come. Quando muito o sítio onde compra o que come, o que não é bem o mesmo...

É prática corrente os restaurantes darem aos funcionários a possibilidade de fazer as refeições no próprio restaurante (e, com isso, não são obrigados a pagar subsídio de refeição). Alguns, porque estão fartos de passar lá o dia, preferem ir comer a outro lado de vez em quando, tendo naturalmente de pagar do seu próprio bolso essas refeições porque não vão receber subsídio de refeição só pelo facto de não comerem lá.

Ou então há empresas que também não têm que pagar subsídio de alimentação porque disponibilizam uma cantina aos seus funcionários e cobrem os custos das refeições. Se tens necessidades alimentares especiais ou, mesmo sem o ter, decides ir comer a outro lado porque não gostas da ementa, também não é por isso que vão pagar subsídio de alimentação naquele dia.

Concluindo - porque é que é chocante um supermercado dar dinheiro aos seus funcionários para gastar no próprio supermercado mas não é chocante um restaurante dizer aos funcionários que ou comem no próprio restaurante ou arcam com as despesas? Ou a empresa dizer que ou comem de borla na cantina da empresa ou pagam do próprio bolso? Mas não, a empresa até é aplaudida porque disponibiliza uma cantina aos seus funcionários... (e posso falar à vontade porque estou numa situação dessas e aplaudo a empresa onde trabalho por fazer isso; mas lá que há várias injustiças nesse sistema, há).

Segundo foi explicado pelo autor, a mensagem que deu início ao tópico não diz respeito ao subsídio de alimentação. Mas mesmo que dissesse, como várias pessoas referiram que conhecem casos, não me choca nada que os funcionários recebam dinheiro para gastarem na comida que quiserem no próprio supermercado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando o supermercado é dos mais caros de Portugal, como no caso do El Corte Ingles, quero ver como é...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois, e se eles quiserem ir comer a um restaurante qualquer? Quer dizer, a pessoa é obrigada a comer onde eles querem. Ao ponto a que chegámos neste país...

se uma empresa tiver uma cantina e forneçer gratuitamente a refeição aos seus trabalhadores não é obrigada a pagar subsidio de alimentação.  bem vistas as coisas é uma situação parecida

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É e não é. Não tem cantina, mas quer fazer como se tivesse.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor