leumas2003

CTPM vs Deposito a Prazo

7 publicações neste tópico

Boa tarde a todos!

Antes de mais tenho a agradecer a este fórum e aos seus membros, pois há muito tempo acompanho vários tópicos e através dos mesmos obtive informações úteis a nível financeiro.

A minha questão prende-se na aplicação de 50k.

Tomei conhecimento dos CTPM há relativamente pouco tempo e em comparação com as taxas de juro do meu banco (Montepio), CTMP são claramemente mais vantajosos. Isto falando num período de 5 anos.

Dado o meu perfil conservador, a minha dúvida é relativa à "segurança" destes Certificados. Numa tabela publicada num outro post fala-se no risco do "Estado entrar em incumprimento".

A minha questão, comparando com os DP, há de facto algum mais "seguro" que outro? Não falo necessariamente no pagamento dos juros mas no que toca ao capital investido inicialmente.

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ter um perfil conservador nao quer dizer que não se deva diversificar. Apesar de tanto os DP como divida publica serem produtos de baixo risco, os mesmos não estão isentos de risco.

O que é certo é que no caso de incumprimento/alteração das regras do jogo ambos muito possivelmente seriam afectados, pois os bancos detêm muita divida publica.

A questão pertinente é diversificar por outro tipo de activos, como por exemplo divida alemã, se a questão fundamental for a preservação de capital.

Outra questão, os CTPM tem taxas mais baixas do que as apresentadas, pois essas não consideram a perda de rendimento ao longo dos 5 anos.

Neste caso a taxa efectiva iliquida é esta

http://www.igcp.pt/fotos/editor2/2014/CPTM_Taxa_de_Juro/07_TAXA_EFETIVA_CTPM.xls

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha questão prende-se na aplicação de 50k.

Tomei conhecimento dos CTPM há relativamente pouco tempo e em comparação com as taxas de juro do meu banco (Montepio), CTMP são claramemente mais vantajosos. Isto falando num período de 5 anos.

Que taxa te deram para DP a 1 ano? Tenho neste momento um valor dessa ordem a vencer e estou inclinado a fazer um misto entre CA e CTPM.

Já agora: alguém sabe se há forma de se livrar de CTPM antes da maturidade?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já agora: alguém sabe se há forma de se livrar de CTPM antes da maturidade?

Ao fim de um ano pode-se resgatar total ou parcialmente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado a todos pela participação!

Que taxa te deram para DP a 1 ano?

Quando tiver a papelada comigo, já te respondo :)

Outra questão, os CTPM tem taxas mais baixas do que as apresentadas, pois essas não consideram a perda de rendimento ao longo dos 5 anos.

Neste caso a taxa efectiva iliquida é esta

http://www.igcp.pt/fotos/editor2/2014/CPTM_Taxa_de_Juro/07_TAXA_EFETIVA_CTPM.xls

Obrigado por este aviso! Contudo não entendo a diferença entre esses valores (Taxas Efectivas) e as Taxas Anuais Brutas: 1º ano: 2,75%, 2º ano: 3,75%, 3º ano: 4,75%, 4º e 5º ano: 5%.

Como se chega a esses valores (do ficheiro XLS)?

Outra questão, para se chegar ao valor líquido é retirar os habituais 28% dos DPs?

É que a calculadora de proteste indica uma TAEL de 3,42% aos 5 anos.

A questão pertinente é diversificar por outro tipo de activos, como por exemplo divida alemã, se a questão fundamental for a preservação de capital.

Conheces algum link útil sobre aplicações na dívida alemã?

Isto é, o equivalente ao nosso "http://www.igcp.pt"?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Leumas:

Sim para obteres o valor liquido tens que retirar os habituais 28%.

Quanto à diferença da taxa anual bruta para essa efectiva, penso que seja pelo simples facto de os juros não capitalizarem, como tal "perdes" juros por o dinheiro te cair na conta anualmente e não poder ser re-investido.

Penso que seja essa a diferença... se bem que se for isso é sempre muito relativo porque podes sempre aplicar esses ganhos noutros produtos e diminuir essa perda ou mesmo anula-la, e até quem sabe num cenário muito optimista de os DP's voltarem a subir ganhar mais qualquer coisa extra.

Quanto à divida alemã, não era essa que estava a "pagar" juros negativos? Será que vale a pena, só porque em teoria é um produto mais seguro? Antes colocar o dinheiro numa conta à ordem...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado por este aviso! Contudo não entendo a diferença entre esses valores (Taxas Efectivas) e as Taxas Anuais Brutas: 1º ano: 2,75%, 2º ano: 3,75%, 3º ano: 4,75%, 4º e 5º ano: 5%.

Como se chega a esses valores (do ficheiro XLS)?

Outra questão, para se chegar ao valor líquido é retirar os habituais 28% dos DPs?

É que a calculadora de proteste indica uma TAEL de 3,42% aos 5 anos.

Conheces algum link útil sobre aplicações na dívida alemã?

Isto é, o equivalente ao nosso "http://www.igcp.pt"?

Além de os juros não capitalizarem, ha outra questão que é a do tempo. Para atingir a taxa maxima tem de manter o investimento, pelo que mesmo que capitalize noutro tipo de produtos por sua conta a risco, essa taxa média só sobe consideravelmente nos ultimos anos. Logo tem o tempo contra si, e a favor do estado, que assim retem o pagamento das taxas mais favoraveis.

Em relação à divida alemã, basicamente pode passar por procurar obrigações emitidas por eles. Não é a toa que muita gente prefere pagar para ter o dinheiro seguro, e como as coisas por cá estão a ficar, é uma fonte de diversificação interessante. Ou então como sugere a deco, por outra moedas, como a coroa sueca ou norueguesa. Fundos no caso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead