CFinanceiro

Banca: crédito «chave na mão» para adquirir painéis solares

76 publicações neste tópico

Banca: crédito «chave na mão» para adquirir painéis solares

2009/02/12  18:47Redacção /  SPPAAAA

CGD, BES, BPI e BCP são entidades que disponibilizam esta solução

Os ministros das Finanças e da Economia assinam esta quinta-feira um protocolo com várias instituições de crédito com vista a criar condições para que os consumidores possam adquirir painéis solares através de linhas de crédito.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Espírito Santo (BES), o Banco Português de Investimento (BPI) e Millenniumbcp são as instituições financeiras que aderiram a este projecto.

Estes bancos «além de disponibilizarem o crédito, funcionarão numa lógica de pontos de contacto, únicos para o consumidor, assegurando o interface com as entidades responsáveis pelo fornecimento, instalação, manutenção e garantia dos equipamentos», refere o comunicado.

As instituições financeiras disponibilizam uma solução «chave na mão» que está disponível até ao dia 31 de Dezembro.

Esta solução engloba a aquisição, instalação, manutenção e garantia dos equipamentos e, segundo o mesmo documento, inclui um «desconto superior a 50% face ao preço de venda ao público actualmente praticado no mercado, correspondente à comparticipação pública da medida, tendo esta última um limite de 95 milhões de euros».

O consumidor pode ainda ter acesso a um crédito que pode ir até aos sete anos, com uma taxa de juro correspondente à Euribor acrescida de 1,5% ou uma taxa fixa a acordar entre a instituição de crédito e o cliente.

Recorde-se que, o ministro José Sócrates apresentou ontem, durante o debate quinzenal, o aumento dos benefícios para quem instalar painéis solares.

in "Agência Financeira"

Ora ai está uma boa medida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hoje vi no Correio da Manhã a publicitar esta medida, uma página inteira, mas com muito pouca informação. Como vi que era uma medida do Ministério da Economia e da Inovação fui de imediato ao respectivo site, só que lá não encontrei nada referente a esta medida.

Depois do tópico que iniciaste sempre fiquei com algumas luzes para pesquisar.

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Imaginando que tenho um terreno baldio sem cultivar, posso colocar lá uns painéis, criar uma quinta solar e vender a energia á EDP recorrendo a estes apoios? Ou serve apenas para quem tem vivendas colocar no telhado, eu como tenho um apartamento, dificilmente poderei usufruir disto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora é que o Sócrates me deu um nó na nuca...

Estava eu a recolher orçamentos para instalar um sistema de AQS na minha futura casa e agora já não sei o que faça.

Querem ver que terei de ir ao Banco "comprar" um sistema destes?

Lá vou eu ter de esperar a ver o que vai dar, mas 50% desconto é muita bom!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Imaginando que tenho um terreno baldio sem cultivar, posso colocar lá uns painéis, criar uma quinta solar e vender a energia á EDP recorrendo a estes apoios? Ou serve apenas para quem tem vivendas colocar no telhado, eu como tenho um apartamento, dificilmente poderei usufruir disto.

Tenho ideia de ter lido noutro lado que esta medida se aplicava a paineis térmicos (aquecimento de águas, por exemplo). A ser assim duvido que seja para vender energia à EDP... mas não consigo descobrir de onde me veio esta ideia...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho o negocio praticamente feito com uma empresa que vende paineis solares termicos. Alguem me sabe dizer se tambem posso beneficiar do desconto de 50% que o estado concede. Ou tem de ser feita a compra atraves dos bancos aderentes.

Se assim for só as empresas que tiverem protocolos com os bancos vao sobreviver, pois as outras vao à falencia, pois nunca conseguirão acompanhar os preços das que tem os protocolos com os bancos.

Quanto ao credito concedido (eubiror+1,5%), se comprar a uma empresa nao aderente ao protocolo com os bancos, posso pedir o credito no banco nestas condiçoes ????

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho o negocio praticamente feito com uma empresa que vende paineis solares termicos. Alguem me sabe dizer se tambem posso beneficiar do desconto de 50% que o estado concede. Ou tem de ser feita a compra atraves dos bancos aderentes.

Se assim for só as empresas que tiverem protocolos com os bancos vao sobreviver, pois as outras vao à falencia, pois nunca conseguirão acompanhar os preços das que tem os protocolos com os bancos.

Quanto ao credito concedido (eubiror+1,5%), se comprar a uma empresa nao aderente ao protocolo com os bancos, posso pedir o credito no banco nestas condiçoes ????

Olha, amigo.

Tou como tu à espera do que aí vêm.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qual o custo de um sistema destes?

Sera´ que os 50% de desconto sao suficientes para cobrir os custos de contrataçao de um emprestimo, juros, etc? Ou trata-se apenas de uma forma encapotada de levar mais clientes para os bancos, para ver se melhora a situaçao destes?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Esses 50% não são tão lineraes como isso, isto porque segundo o que me parece, nesses 50% de desconto estão contabilizados as deduções efectuadas em sede de IRS.

E estas empresas não vão vender mais caro que as que não tem este protocolo? A mim parece-me que sim.

O Spread de 1,5% também me parece exagerado, isto para quem quer fazer das energias renováveis um designio nacional.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Spread de 1,5% também me parece exagerado, isto para quem quer fazer das energias renováveis um designio nacional.

??? E´ dificil encontrar um credito ao consumo com taxas tao baixas...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que disses de facto é verdade. No entanto quando escrevi estava a pensar no crédito pessoal Deco/Caixa Galicia, que se contratado por um periodo de 2 anos tem um SPREAD médio de 2,00%, o que embora sendo mais alto, não é uma diferença tão abismal, se comparados os objectivos de cada um.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O melhor é mesmo esperar para ver...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Apesar do programa de incentivo à utilização de energias renováveis  iniciar já a 3 de Março, os vendedores de painéis solares entrevistados na SIC, no programa "Nós por cá", queixam-se de falta de informações.

Os próprios bancos que aderiram ao projecto parecem não ter também muitas certezas, mas informaram que vão ser eles (bancos) a escolher os fornecedores  :o :o

Qual será o critério que irão usar ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A mim só me resta esperar, pois estava todo lançado para gastar 4800€ num sistema de circulação forçada da Shuco.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A mim só me resta esperar, pois estava todo lançado para gastar 4800€ num sistema de circulação forçada da Shuco.

Fazes bem, afianl são só mais uns dias .......

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Temos novidades. Ver anexo em baixo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas que grande treta, existem preços melhores que esses.   :-\

Neste caso vamos ficar limitados a 2 ou 3 marcas apenas, a ir a um dos bancos fazer o negócio e comprar o painel solar (!), a pagar um valor de instalação por eles pedido e ficar sujeito aos instaladores deles....

O preço "chave na mão" contempla também um periodo de manutenção...  Até parece que estão a vender automóveis, porque os sistemas termossifão são isentos de manutenção!!! Ah, e os anos de garantia são os previstos na lei por isso até aqui nada de novo.

Cheira-me a negócio, mas neste caso o consumidor vai sair a perder porque isto é para encher o bolso a uns quantos indivíduos muito bem posicionados na sociedade.

Quem perde, são as restantes marcas, restantes instaladores, restantes comerciantes em geral.

Se isto fosse apenas em prol da qualidade e satisfação do consumidor era uma coisa, mas está aqui muito por dizer ainda...

Onde está o desconto de 50%??? O mínimo a pagar ultrapassa os 2500 Euros quando eu por um sistema idêntico pouco mais de 1500 € paguei á 2 anos atrás!!! Os 30% de benefício fiscal não são novidade, não vamos por aí.

Sou completamente descrente em relação a tudo isto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Painéis solares: banca já dá informações sobre aquisição

2009/03/02  10:46Redacção /  CPSAAAA

Meta passa por instalar painéis solares térmicos em 65 mil habitações

A partir desta segunda-feira, os bancos começam a dar informações sobre financiamentos para a aquisição de painéis solares. Uma medida anunciada por Sócrates, mas cuja implementação está a encontrar alguns obstáculos.

A iniciativa avançada há duas semanas no debate quinzenal teve implementação recorde, mas nem tudo está a postos para avançar.

Segundo a Rádio Renascença, os bancos ainda estavam a ultimar o processo, mas já podem dar informações aos clientes.

A meta é instalar este ano painéis solares térmicos em 65 mil habitações, com comparticipação do Estado em 50% e um spread de 1,5%.

Mais 2.500 postos de trabalho

Um objectivo que para José Luz, da empresa Lobo Solar e membro da associação da indústria solar, é «extremamente ambicioso».

Segundo este responsável, esta é uma iniciativa louvada pela indústria solar, que defende que as regras têm de ser transparentes e o mais abrangente possível.

Recorde-se que no ano passado foram instalados apenas 86 mil metros quadrados.

Assim, a partir de hoje as famílias interessadas podem dirigir-se aos balcões do BES, Caixa, BPI e BCP para pedir informações. São a linha da frente do programa do Governo que pretende instalar painéis solares térmicos em 65 mil habitações e criar 2.500 postos de trabalho.

in " Agência Financeira"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Onde está o desconto de 50%??? O mínimo a pagar ultrapassa os 2500 Euros quando eu por um sistema idêntico pouco mais de 1500 € paguei á 2 anos atrás!!! Os 30% de benefício fiscal não são novidade, não vamos por aí.

Sou completamente descrente em relação a tudo isto.

Ah, mas os tais 50% já são a contar com o benefício fiscal; outra parcela provavelmente vem do spread mais baixo (comparando com um spread de um crédito ao consumo normal). E com mais uns pozinhos aqui e ali, tudo junto deve chegar perto de metade do valor da instalação.

Quanto aos preços, o documento fala em valores máximos. Se o fornecedor fizer mais barato, tanto melhor (aliás, não acredito que as instalações tenham todas exactamente o mesmo preço - instalar paineis num telhado ou num terraço não devem ter exactamente os mesmos custos). Mas claro, acredito perfeitamente que a proposta inicial seja sempre perto do máximo, cabe a cada um tentar depois negociar, se puder.

Hoje li uma crítica a isto, dizendo que as condições que foram impostas às empresas fornecedoras para poderem participar no protocolo (volume de vendas acima de X) só permitiam o acesso a uma ou duas empresas. A ser verdade acho altamente discriminatório e vai impedir a livre concorrência entre elas, facilitando que se colem ao tal valor máximo...

Seja como for, havendo a hipótese de pagar a instalação a pronto pagamento, sem recurso ao crédito, parece-me que esta "oportunidade" não é de todo interessante. Pelo menos, a pronto pagamento, sempre se poupa nos juros (e, se calhar, negoceia-se mais facilmente).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deve ser só para empresas do grupo Martifer ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Visto assim por alto, parece que num termossifão de 300l poupa-se cerca de 300€ em relação ao preço comum de venda ao público!

Uma dúvida:

- Será possível comprar sem fazer um crédito a 72 meses? Por exemplo, fazer um crédito a apenas 12 meses?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Penso que deve ser possivel, até porque é possivel pagar a P.P.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Claro que sim, mas a ideia do Zézinho é ir buscar algum com os creditos que a malta vai fazer para comprar os paineis.  ;D

O de 200L tem um bom preço mas devia ter 2 colectores em vez de apenas um, o de 300L será o mais indicado para famílias comuns mas mesmo assim 2000 € é muito dinheiro para a maioria dos portugueses e neste caso o incentivo do Zé não chega aos 50% porque existem no mercado soluções dessa dimensão com preços idênticos.  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead