Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'iva'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

67 resultados encontrados

  1. Bom dia, tenho uma dúvida, tenho actividade aberta e este ano mudei o regime de IVA, estava isento mas como passei os 10k€ passei a estar englobado no regime de IVA trimestral. O mês de Janeiro ainda tive isenção, quando preencher a declaração relativa ao primeiro trimestre, as deduções também são apenas de facturas de fevereiro e março certo? Ou posso deduzir IVA de facturas de Janeiro também? Acho que a resposta é óbvia (só fevereiro e março) mas apenas para ter a certeza. Obrigado!
  2. Boa tarde, No ano passado iniciei actividade como trabalhador independente e dado que me encontrava a receber subsidio parcial de desemprego beneficiei de isenção de IVA + IRS. Este ano e dado vou começar a cobrar IVA+IRS estou a ponderar passar a empresário em nome individual (pelo motivo de venda de produtos), mantendo o regime de contabilidade simples. Soube pelas Finanças que o ano passado foi aprovado um decreto-lei que permite aos trabalhadores independentes a venda de produtos (adicionando um CAE à actividade). Que tipo de métrica ou cálculos poderei efectuar para determinar se deverei passar a empresário em nome individual? A mesma pergunta que o ponto 1 > se dentro do regime fiscal elegido devo manter contabilidade simplificada ou organizada? A informação prestada pelas Finanças relativamente a este decreto-lei está correcta? Peço desculpa pelas perguntas, sou um completo leigo na matéria. Muito obrigado.
  3. Boa noite Estou com ideia de iniciar um negocio profissional , na qual tenho algumas duvidas a colocar . Irei realizar importações de artigos electrónicos usados ( dentro de países da união europeia ) ao abrigo da isenção de Regime de IVA – Intra-comunitário e vende-los recorrendo ao regime de margem de lucro . Até aqui tudo bem ! As minhas questões são , 1ª - De que forma poderei gerir as minhas encomendas e as vendas desse mesmo produto ? Terei que atribuir um código a cada artigo ao encomenda e ao vender usar o mesmo código ? 2ª - Caso a encomenda seja realizada no reino unido , como poderei fazer a gestão da encomenda para a contabilidade visto que a factura virá em libras ? Muito Obrigado desde Já a todos Ricardo
  4. Caros, Em primeiro lugar permitam-me agradecer a potencial ajuda que me possam vir a auxiliar neste tópico. Tenho uma micro empresa e estamos a pensar iniciar importação de produtos da China através de e-commerce mas surgem algumas dúvidas; 1º - A empresa é de e-commerce, tendo já o CAE 47910 de e-commerce e tendo um objecto social que prevê importação e exportação de produtos. Enquadra-se no pretendido? 2º - Na declaração de inicio actividade, na altura não subscrevi a opção de importação de países terceiros mas apenas trocas intra-comunitárias. Para o efeito, bastará alterar a mesma no portal da AT? 3º - Como se processa uma aquisição na China a nível de IVA? Se alem do exposto acima, entenderem pelo vosso conhecimento, informar de outra questão que considerem pertinente, fico grato. Cumprimentos, LMG
  5. Bom dia. Tenho aqui uma questão de IVA e IRS a ver se me podem ajudar: Neste momento estou desempregado, a receber subsidio e não tenho nenhum tipo de atividade aberta. Entretanto foi-me feita uma proposta para ser formador num curso específico, sendo o pagamento feito de uma só vez no final do curso e serão cerca de 3500€. Na ficha de inscrição que me pediram para preencher há um campo referente ao IVA com as opções: - Sujeito à taxa de % 23% - Regime de Isenção – art. 53º - Isento – artº E outro referente ao IRS com as opções: - à taxa de % - artº 101, nº 1 do CIRS - sem retenção artº , do CIRS - sobre % - artº do CIRS - ato isolado (obrigatoriedade de retenção na fonte e sujeição a IVA) Quais serão as melhores opções no meu caso? Segundo vi posso pedir a isenção de IVA ao abrigo do art. 53º e na parte do IRS, dado que é uma situação pontual, provavelmente fazer um ato isolado. É assim? Obrigado.
  6. Bom dia, Tenho um carro comercial para venda mas não consigo perceber qual o documento no site das finanças que tenho de passar ao comprador uma vez que vou ter de vender com IVA (quando comprei fiz dedução do IVA) obrigada
  7. Não tinha qualquer movimento de atividade à mais de 4 anos, como fui notificados pela Segurança Social para pagar à volta de 60 euros mensais resolvi encerrar a atividade. Tenho a receber do IVA cerca de 4000€ como devo proceder? Encerrei a atividade em Outubro de 2016.
  8. Bom dia, faço artesanato e estou colectada com o CAE de Comércio de Retalho, Feiras e Unidades Móveis. Uma vez que estou abrangida pela isenção de IVA Artº 53, surgiu-me a dúvida se na elaboração de um orçamento tenho que colocar este facto da isenção, visto o produto não pagar IVA. Obrigada
  9. Boa tarde a todos, antes de mais, peço desculpa caso estas dúvidas já tenham sido respondidas, mas procurei e não encontrei nada. Para fazer um pequeno enquandramento da minha situação, trabalho por conta de outrém e abri actividade (trabalhador independente) em 2009 com o código CIRS 1519 - Outros prestadores de serviços. Até este ano sempre estive no regime simplificado de IRS e isento de IVA, os meus rendimentos como independente situavam-se entre os 6k€ - 8k€ anuais. No entanto tenho progredido nesta área (instutor de ginásio) e em 2016 vou ter um pouco mais dos 10k€ levando-me assim para o regime de cobrança de IVA. Em relação ao IRS vou-me manter no simplificado porque não tenho despesas superiores a 30%, em relação ao IVA tenho algumas questões do que posso deduzir e quanto mais leio o código do IVA e sites de finanças e contabilidade com mais dúvidas fico. - Tenho carro comercial, posso deduzir 50% do valor do IVA certo? - Equipamento desportivo necessário para a actividade, roupas, calçado, equipamento. - Internet e telemóvel? Preciso de internet devido às plataformas online que preciso de utilizar para o trabalho, telemóvel para o contacto de clientes, marcações de treinos etc. - Luz e água? Uma contabilista já me disse que sim, outros já me disseram que não. - Nutrição, suplementos desportivos? Alguma coisa mais que se lembrem? E por último para não estar a abrir outro tópico, até hoje nunca trabalhei com contabilista, estando em regime simplificado e passando recibos a apenas 2 ou 3 entidades diferentes sempre fiz eu até agora, acham que se justifica pagar 90€ (foi o que me pediram) a um TOC entrando neste regime de IVA? É que parece que não são quase 10% anuais dos meus rendimentos. Muito obrigado pela ajuda.
  10. Boa tarde, Agradeço se me conseguirem esclarecer duas dúvidas que tenho em relação à regularização do modelo que devo usar como alguém que presta serviços online: Ainda que o estabelecimento seja um espaço virtual e o serviço prestado uma aula virtual eu calculo que deva pagar o IVA sobre as transacções feitas em Portugal e União Europeia, correto? Devo incluir assim o iva de 23% se o serviço/venda for adquirido por alguém em Portugal e devo inserir no preço os diferentes IVAs se o serviço for realizado nos outros países, ou cobro o IVA a 23% a todas as pessoas? Em relação a países como o Brasil e Chile, devo cobrar IVA a clientes desses países ou há alguma isenção uma vez que estão fora da UE? Em relação ao inicio de atividade podem me dizer se há diferença entre empresário em nome individual ou empresa em nome individual? Quando passo fatura uso o meu nome ou posso usar o nome da minha empresa? Muito obrigado
  11. Olá a todos! Um empresário em nome individual no regime normal de IVA, no e-fatura, terá todas as faturas como consumidor em situação "pendente". Após classificar as faturas de saúde e outras de âmbito claramente particular, como despesas efetuadas fora do âmbito da atividade, já atingiu os 250,00€ de dedução nas despesas gerais e familiares. Isto para efeitos de IRS. A minha pergunta: Existe obrigatoriedad e de classificar as outras despesas, aquelas que são afetas à atividade, como dentro do âmbito da atividade, ou podem ficar pendentes na mesma? Isto para efeitos de IVA. Desde já agradeço a vossa atenção Aanna
  12. Boa tarde, Pretendo abrir atividade por forma a regularizar um pequeno negócio familiar de importação e venda de dispositivos de iluminação. Sendo que o volume de vendas não ultrapassa os 10000€, quais as taxas a que estou sujeito? uma vez que a actividade se prende com comércio, que valor entra para tributação? as taxas alfandegárias para empresas é igual á aplicada a particulares? há forma de a deduzir? Obrigado desde já roberto
  13. Bom Dia, Eu passei o meu primeiro ato isolado e disseram-me que tinha que pagar o IVA até ao próximo mês...eu fiz logo o pagamento para que o assunto terminasse, no entanto falei com a instituição e disseram-me que também tinham pago o IVA. E agora? alguma das partes podes reaver esse dinheiro? Cumprimentos, Alexandra Matos
  14. Boa tarde, Tenho uma duvida que gostava de ver esclarecida (se assim o souberem). Infelizmente sou um falso recibo verde, ou seja, tenho um patrão. Atualmente recebo 900 euros por mês (10.800€) anuais. A minha duvida é: Quem deve pagar o IVA? Sou eu, que dos 900 mensais deduzo o iva, ou tenho que cobrar isso ao meu patrão? No caso de cobrar, serão 23% sobre o valor de 900 euros ? (1.107€) mensais? Seria isto que teria de colocar no meu recibo mensal para deduzir esse valor posteriormente? Sou completamente novo no pagamento deste imposto (e não faço ideia como se processa) mas isso tratarei de fazer uma pesquisa. Contudo estou em duvida quanto a quem paga o iva. Obrigado!
  15. arrendamento temporario

    Boa tarde, Tenho uma casa de ferias para aluguer temporário,e inclusive, alugo a através de um site que faz as suas devidas deduções ás finanças (Airbnb), A melhor opção será regime simplificado visto que não passa dos 10.000€ anuais? Tenho de registar a casa na câmara municipal ? Ao passar os recibos. caso as pessoas sejam estrangeiras, incluo só o nome e a morada da pessoa?! obrigado por tudo.
  16. Bom dia, vendi uns eucaliptos e o madeireiro passou-me uma fatura em meu nome, ao valor acertado acrescentou mais o iva, a minha duvida é se para pagar o valor do iva tenho que me deslocar as finanças ou o posso fazer no portal das finanças e se sim como o fazer, obrigado
  17. Para os trabalhadores independentes que passam recibos verdes existe alguns carros de 5 lugares em que se possa deduzir o iva da aquisição?
  18. Bom dia, Vou abrir uma loja e tenho algumas dúvidas que gostaria de esclarecer e agradeço desde já se me ajudarem: - Abri atividade em regime simplificado. Estou isenta de IVA. Presto serviços de estética e vendo roupa e produtos. QUESTÃO: passo facturas com IVA ou sem IVA? O programa de faturação que vou usar (keyinvoice) tem o IVA calculado nas facturas. Posso ter problemas com isso? - Vou contratar a minha irma através do IEFP. Posso fazê-lo em regime simplificado? - Os produtos que vou vender são provenientes do Reino Unido. Visto que (ainda) faz parte da UE posso apresentar a factura de pagamento (no caso de uma inspeção) mesmo não tendo pago o IVA? Não vou ter problemas? Agradeço uma ajuda!
  19. Bom dia, já sigo o forum há algum tempo, mas só hoje me registei pois preciso da vossa ajuda. Preciso de ajuda para perceber se tenho de cobrar IVA a clientes fora de Portugal, da UE?Se sim, qual o valor a aplicar? Valor do Contrato : Menos de 50000€Tipo de contrato : Prestação de ServiçosTipo de Empresa : Empresário em nome individual Contabilidade : OrganizadaPaís da Empresa : PortugalPaís para prestação de Serviços : Inglaterra( A empresa ainda não está formada ) A minha dúvida surgiu, porque um amigo meu a trabalhar em projectos semelhantes, para a Bélgica, disse-me que estava isento de ter que entregar o IVA ao estado até uma facturação de 50000€ em projectos fora de Portugal e na UE. Isto para mim é importante pois pode ser a diferença entre conseguir ganhar ou não o contrato, pois consigo fazer uma proposta mais competitiva. Obrigado
  20. Boa tarde, estou um pouco sem saber o que fazer, pois eu passava recibos há imensos anos com "IVA" a partir de Janeiro deste ano comecei a passar sem IVA e agora não sei o que fazer... Pois antigamente eu fazia um orçamento com IVA por exemplo 2000 euros + 23% IVA e passava o recibo a empresa assim, agora por exemplo estou a passar só 2000 euros e claro são limpos sem IVA, mas acho que estou a ficar prejudicada pois se a empresa pagava o IVA eu devia fazer o meu orçamento mais caro ou não? Ajudem-me pois eu ainda não percebi se estou a ficar prejudicada ou não
  21. Boa noite, Eu gostaria de fazer algumas questões relacionadas com os rendimentos que obtenho através da venda de espaço publicitário e conteúdo exclusivo no meu site. Dirigi-me às finanças para perguntar qual a melhor maneira de declarar estes rendimentos, e informaram-me que deveria iniciar actividade como empresária em nome individual. Até ai tudo bem, o problema foi quando a conversa foi para o IVA. Como o meu site está em inglês e a maioria dos meus clientes é Americano, informaram-me que não seria necessário cobrar IVA pela venda de conteúdo exclusivo. No entanto posso pedir reembolso de IVA pela compra de material para o site. O meu saldo de IVA será assim sempre positivo e a meu favor, o que implica que o estado vai ter que me reembolsar. Isto é mesmo assim? No que diz respeito ao espaço publicitário, uma das empresas é a Google Ireland e a outra é uma empresa Americana. No caso da Google terei que entregar uma declaração trimestral recapitulativa com auto-liquidação de IVA e, no caso da empresa Americana, terei que passar um recibo também isento de IVA e juntar aos outros recibos dos restantes clientes na declaração periódica de IVA. O que é que acham? Isto está correto?
  22. Boa tarde Iniciei actividade há pouco tempo, ainda não passei nenhum recibo verde. Fiz a seguinte questão às Finanças e obtive a seguinte resposta: Questão: Abri actividade que consiste na prestação de serviços veterinários a clínicas veterinárias. Calculei que no meu 1º ano de actividade os meus rendimentos não irão superar os 10 mil euros brutos, pelo que estaria isenta de IVA. Desta forma não cobro IVA ao consumidor final? Os consumidores finais são clínicas veterinárias. Resposta: Verifica-se, no sistema de registo de contribuinters, que se encontra enquadrada, para efeitos de IVA, com a atividade de "Atividades Veterinárias", no regime normal de tributação com periodicidade trimestral desde 2016.05.02. Este enquadramento resultou do facto de ter indicado como previsão de volume de negócios, convertido em volume de negócios anual correspondente (nos termos do nº 4 do art. 53º do CIVA), não reunir as condições de beneficiar do regime especial de isenção do art. 53º do CIVA. Assim, desde a referida data (2016.05.02) está obrigada a liquidar ("cobrar") o IVA (à taxa de 23%), nas prestações de serviços que realiza. Está ainda obrigada ao apuramento do imposto a entrgar nos cofres do EStado, efetuado através das respetivas declarações periódicas (DP), a submeter, obrigatóriamente, via internet (no portal das finanças, em Serviços»Entregrar»Declarações»IVA»Declaração Periódica) no prazo do art. 41º do CIVA, ou seja, até ao dia 15 do 2º mês seguinte ao respetivo trimestre. O imposto apurado na DP é pago nos mesmos prazos. 1º penso que me enganei a preencher a declaração de início de actividade pois considerei que iria receber 9500€ de 02-05-2016 a 02-05-2017, mas penso que eles se referiam até ao fim do ano civil... Por isso tenho que cobrar o IVA.... Todavia não compreendo o que querem dizer com "apuramento do imposto a entrgar nos cofres do EStado"... Alguém me poderá esclarecer de forma muito simplista? Obrigada!!
  23. Um esclarecimento, por favor: Num pedido de reembolso de IVA, no preenchimento da Relação de Clientes e/ou Fornecedores, devem relacionar-se todas as facturas c/ IVA, independente do valor, ou só se devem relacionar as facturas de valor superior ou igual a 5.000 euros, sendo as restantes indicadas como total. Obrigado Jose Valente
  24. Boa tarde, Gostaria de abrir actividade para poder abrir uma loja online de venda de artigos de decoração feitos em tecido, costurados por mim. Como tal, gostaria de saber o seguinte: Devo abrir actividade com que CAE? Posso abrir actividade com mais do que uma CAE? Devo abrir actividade como empresário em nome individual ou outro, sendo que não irei ter contabilidade organizada? Não devo conseguir obter vendas em mais de 10000€ por ano, estou isenta de IVA? Como deverão ser passados os recibos? Em papel ou digital? Como registo os recibos no site das finanças? Obrigada pela atenção, Cumprimentos, Patrícia Afonso
  25. Boa Noite, Gostava de solicitar a vossa ajuda e alguns esclarecimentos. Sou um jovem que pretende iniciar-se no empreendedorismo e pretendo abrir uma agência de viagens. Seria mais vantajoso para mim empresa em nome individual ou unipessoal? Possoadiantar que vou começar do zero. Tenho alguns "clientes", visto organizar viagens a título pessoal para amigos e familiares, ou seja, nada significativo. Logo quanto menos despesas tiver, para iniciar,melhor. Falo de contabilidade organizada por exemplo. A agência será online sem espaço físico. Outra pergunta tem a ver com o iva. As agências de viagens estão abrangidas pelo código especial do iva correcto? Como tudo se processa? Obrigado pela disponibilidade do vosso tempo, Melhores cumprimentos, André Sousa