Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'irs'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

363 resultados encontrados

  1. Boa tarde, comecei a trabalhar este ano! e tenho descontado para o irs desde entao.... Como ainda vivo com os meus pais, e sempre fiz IRS juntamente com eles... gostaria de saber como é daqui para a frente? tenho que fazer a declaração sozinha? eles estao os dois desempregados e o meu irmao ainda estuda na universidade... portanto a unica fonte de rendimentos sou eu.... O que me aconselham fazer? Obrigada
  2. Olá, Tenho algumas duvidas sobre algumas taxas no IRS sobre os rendimentos no estrangeiro. Eu tenho uma empresa LLP no Reino Unido, sendo que não pago qualquer imposto lá sobre os rendimentos, de modo que os rendimentos tem que ser declarados em Portugal (País onde resido). A minha duvida é a seguinte, supondo que envio para cá 40.000EUR em dividendos, qual a % que o Estado Português me vem buscar? Isto é, quanto me será cobrado no IRS? Obrigado e espero que me ajudem
  3. Boa tarde, Recebi do banco a declaração de valores mobiliários de 2016, onde este ano apenas constam compras de acções, e a uma declaração de retenção na fonte - cat. E. Foi a primeira vez que recebi esta última. Normalmente preencho o anexo G do IRS onde declaro as vendas de acções. Este ano o que devo preencher? Uma vez que só tenho compras de acções não preciso preencher o anexo G, certo? E a declaração que o banco me enviou de retenção na fonte? Tenho que preencher mais algum anexo? Obrigada!
  4. Boa tarde Tenho uma dúvida...ao tentar colocar nas faturas pendentes que o Seguro de Saúde da Multicare é referente a dedução nas despesas de saúde, a plataforma não permite bem aceita...refere que o CAE não pertence....penso que são estas as palavras.Pode-me explicar qual i procedimento..será que este ano a opção é..outras. Desta forma não vai haver dedução. Agradecia esclarecimento. Obrigada pela atenção dispensada.
  5. Boa tarde. Solicito informação sobre se as despesas gerais (supermercado, vestuario, etc.) que validamos no e-fatura relativas a dependentes (filhos) contam para efeitos de IRS. Obrigado
  6. Boa tarde, Estou a ajudar um familiar que não utiliza normalmente a Internet a preparar o IRS. Após análise das facturas guardadas e da comparação das mesmas com o que está em sistema (no e-fatura) detectei algumas situações relacionadas com as despesas de saúde, que me suscitaram algumas dúvidas, as quais aqui exponho: 1. Algumas despesas estão em sistema mas o original em papel não está cá, provavelmente perdeu-se. Tenho ideia de ter lido que a partir do momento em que a factura se encontra em sistema, não é preciso ter o original em papel e podem ser consideradas na declaração, isto está correcto? 2. Noutros casos acontece o inverso: algumas facturas existem em papel mas não aparecem em sistema (destas, algumas têm NIF e outras têm apenas o nome) ; o período para inserção de facturas em sistema já terminou. O que faz um contribuinte que não acede normalmente à net e que, por conseguinte, nunca inseriu uma factura em sistema? Perde o direito a usar estas despesas das quais tem os comprovativos em papel? 3. No caso das despesas que estão em sistema, da análise que fiz parece-me que as despesas a 23% (que requerem receita médica) não foram consideradas como elegíveis pelo sistema, por não ter sido associada uma receita médica. As receitas referentes a estas despesas estão guardadas em papel juntamente com as respectivas facturas, mas o período para associar receitas às facturas também já terminou. Um contribuinte que não aceda à net não pode deduzir despesas com medicamentos que requeiram receita médica, mesmo que tenha todos os papéis em ordem? Obrigado desde já a quem puder esclarecer.
  7. Boa tarde, Sou emigrante em Espanha à 4 anos. Mudei a residência fiscal e faço a entrega do IRS aqui em Espanha. Actualmente estou a concorrer a ajudas comunitárias juntamente com a minha esposa(que também tem residência fiscal em Espanha) para a abertura de uma empresa agrícola ao abrigo das ajudas ao abrigo dos projectos de instalação de jovem agricultor. Se o projecto for aprovado irei receber ajudas como jovem agricultor(25000+25000 euros e ajudas de instalação(+/-12000euros), para executar o projecto, que vao sendo pagas faseadamente. A minha dúvida então é a seguinte, tendo eu rendimentos em espanha como trabalhador por conta de outrem, e ao mesmo tempo ter de abrir actividade como trabalhador agricultor em Portugal onde e como faço a declaração de irs? Qual é a percentagem desses subsidios que vou ter de declarar em irs(será 30% como li em alguns sites dividido em 5 anos)? Fazer o irs de tudo em Portugal, creio que poderia ser uma hipótese, mas como o nivel de descontos aqui é muito inferior ao que se paga em Portugal, quando faço uma simulação de irs como do ano passado em que ainda me devolveram dinheiro aqui em Espanha, em Portugal diz que tenho de pagar e bastante, tem isto alguma lógica? Agradeço desde já ajuda, pois nao estou a conseguir encontrar a melhor forma de o fazer.
  8. Boa tarde, No ano passado iniciei actividade como trabalhador independente e dado que me encontrava a receber subsidio parcial de desemprego beneficiei de isenção de IVA + IRS. Este ano e dado vou começar a cobrar IVA+IRS estou a ponderar passar a empresário em nome individual (pelo motivo de venda de produtos), mantendo o regime de contabilidade simples. Soube pelas Finanças que o ano passado foi aprovado um decreto-lei que permite aos trabalhadores independentes a venda de produtos (adicionando um CAE à actividade). Que tipo de métrica ou cálculos poderei efectuar para determinar se deverei passar a empresário em nome individual? A mesma pergunta que o ponto 1 > se dentro do regime fiscal elegido devo manter contabilidade simplificada ou organizada? A informação prestada pelas Finanças relativamente a este decreto-lei está correcta? Peço desculpa pelas perguntas, sou um completo leigo na matéria. Muito obrigado.
  9. irs

    Olá, Sou luso-descendente e recentemente me mudei para Portugal, tendo vivido e trabalhado até então no Brasil. Em novembro passei a ter um NIF e me tornei então residente. Porém, como ainda não tenho um emprego aqui, trouxe dinheiro do Brasil para viver (proveniente do meu antigo trabalho e com impostos devidamente pagos). Como devo declarar este dinheiro para evitar bi-tributação e não cometer nenhum delito perante a legislação portuguesa? obrigada Gisele
  10. Boa tarde Estive a tentar perceber como declarar as rendas no IRS e encontrei esta página onde é referido que os recibos de renda aparecem no Portal do Arrendamento e não no e-fatura. No meu caso parece que o contrário está a acontecer. As faturas da renda aparecem-me no efatura, mas no Portal do Arrendamento não me aparece nada na secção de "Consultar Recibos" (mas o contrato aparece no "Consultar Contratos"). Devo marcar as faturas no e-fatura como despesas de habitação? Ou devo esperar que os recibos apareçam no Portal do Arrendamento? Cumprimentos jAmorim
  11. Boa tarde, Neste momento detenho uma quota de uma Sociedade por Quotas mas não sendo um dos gerentes, qual é a melhor forma de eu receber o valor das prestações de serviço efetuadas? Faz sentido passar um recibo verde à minha própria empresa? Tenho também algumas dúvidas se quando começar a pagar a Segurança Social (sou trabalhador independente e estou isento até Setembro de 2017) este sistema continua ainda a ser vantajoso para mim. Muito Obrigado.
  12. Bom dia, Gostaria de saber se ao realizar uma despesa de massagem terapêutica (em 2017) em clínica de fisioterapia que é isenta de IVA, posso classificar como despesa de saúde no e-fatura, para efeitos de entrega do IRS em 2018. Tenho prescrição médica e a clínica obviamente tem o CAE de saúde. Muito obrigado
  13. irs

    Tenho dúvidas quanto ao preenchimento do anexo G. Vendi a minha casa, em 2015, por 190000€. Tinha sido comprada em 2012 por 160000€. A dívida ao banco era de 153580,60€. Tenho despesas de compra e venda de 16044,77€ Pretendo reinvestir a diferença entre o valor que vendi e o que sobrou do pagamento do empréstimo em obras. Neste momento já reinvesti 27848,40€ Quais os campos para lançamento destes dados? É que nos simuladores de IRS que se encontram na net tenho direito a reembolso. No site da AT dá-me valor a pagar. Será que o simulador tem erros? Obrigado
  14. Boa tarde Gostaria de saber, se for possível, se posso validar as faturas referentes à natação do meu filho, como despesas de educação.
  15. Ao validar facturas no site das finanças verifiquei que uma delas, feita numa pastelaria não aceita a categoria de Restauração e actividades similares. O erro que aparece é que este estabelecimento não tem registo no CAE actividade necessária. Não percebo porquê, um vez que se trata de uma actividade similar a restauração. Se alguém me puder esclarecer. Agradeço Nuno1978
  16. Sou emigrante na Suiça ,ja ha muitos anos,Faço a minha declara çao de impostos todos os anos ,mas nunca declaro que tenho uma moradia em Porugal.Nos ultimos dois anos tem havido muito ruido na comunidade Portuguesa, que a partir de 2018 temos que declarar nos impostos Suiços todas as propriedades,dinheiro depositado nos bancos , etc... que tenhamos fora da Suiça. Ex.-Tenho uma moradia num Valor de 200.000 Euros em Portugal,tenho que declarar nos impostos da Suiça que tenho essa moradia em Portugal com esse Valor ??? Gostava de saber a certeza e nao o houvi dizer ou o talvez,obrigado.
  17. Boa tarde, Neste momento, estou a auferir 2 rendimentos de 2 trabalhos diferentes, com contratos por conta de outrém. Porém, tenho dúvidas relativemnte ao acerto que será feito no final do ano, pois pelo 2ª trabalho o valor não é suficiente para descontos de IRS. Exemplificando: Salário 1 Bruto: 1000 eur IRS (casado, 2 titulares, 1 dependente): 9,6 % SS :11 % Salário 2 Bruto: 200 eur IRS (casado, 2 titulares, 1 dependente): 0 % SS: 11% Dizem-me, nos RH, que será melhor atribuir uma taxa de desconto mensal de IRS caso contrário, no final do ano, ao preencher o IRS serão feitos acertos. Podem explicar este situação? Se eu não quiser descontar mensalmente, quais os cálculos que devo fazer para atingir o valor do acerto? Se quiser descontos, qual a taxa máxima a aplicar? são os 9,6%? ou tenho de somar os salários brutos sendo, 1000+200=1200 IRS: 13.7%? Agradeço a ajuda, Carla Santos
  18. Bom dia. Tenho aqui uma questão de IVA e IRS a ver se me podem ajudar: Neste momento estou desempregado, a receber subsidio e não tenho nenhum tipo de atividade aberta. Entretanto foi-me feita uma proposta para ser formador num curso específico, sendo o pagamento feito de uma só vez no final do curso e serão cerca de 3500€. Na ficha de inscrição que me pediram para preencher há um campo referente ao IVA com as opções: - Sujeito à taxa de % 23% - Regime de Isenção – art. 53º - Isento – artº E outro referente ao IRS com as opções: - à taxa de % - artº 101, nº 1 do CIRS - sem retenção artº , do CIRS - sobre % - artº do CIRS - ato isolado (obrigatoriedade de retenção na fonte e sujeição a IVA) Quais serão as melhores opções no meu caso? Segundo vi posso pedir a isenção de IVA ao abrigo do art. 53º e na parte do IRS, dado que é uma situação pontual, provavelmente fazer um ato isolado. É assim? Obrigado.
  19. Olá! Gostaria de saber a vossa opinião sobre o que melhor tem a fazer um já acionista do Bcp, face a este novo aumento de capital: vender direitos? vender açoes e direitos necessarios para nao haver qualquer novo investimento e aumentar o numero de acçoes em carteira? e as mais valias no segundo caso?.... obrigada
  20. Bom dia, Alguém me pode ajudar sobre esta dúvida sobre mais-valias, IRS, preenchimento do anexo G, valor da aquisição? 1. Meu pai faleceu em 2005 e deixou de herança uma moradia avaliada na data da herança em 10.000€ 2. Os seus herdeiros são 3, 3. Em 2015 foi construído uma fração autónoma sobre a moradia existente e pedido a certificação para propriedade horizontal com duas frações, 4. Em 2015 a fração A foi avaliada pelas finanças em 30.000€ e a fração B em 36.000€, onde passou a haver um novo artigo para cada uma das frações… 5. Em 2016 houve uma partilha da fração B, em que eu adquiri 1/3 de cada um dos outro herdeiros, ficando como proprietário da fração B, ficando a fração A em nome da herança… Como preencher o anexo G do IRS por parte da minha mãe, (a data e o valor da aquisição), se à data da herança, a fração B não existia? Minha mãe deve considerar a data e o valor da aquisição o valor da primeira avaliação das finanças à fração B, neste caso seria 1/3 dos 36.0000€ que é 12.000€?
  21. Boa noite, Como é que no e-factura se consegue ver quais as facturas que estão classificadas dentro ou fora da actividade profissional aberta nas Finanças? Obrigada
  22. Boa tarde, tenho uma dúvida sobre como preencher o IRS. Sou separada tenho 1 dependente menor,que durante a semana vive comigo e ao fim de semana com o pai que não paga qualquer pensão de alimentos! A minha dúvida e se o pai tem direito a deduzir despesas do filho no IRS dele. Obrigado
  23. Bom DIa, Durante o ano de 2016 estive sem emprego, iniciando uma nova actividade - trabalho dependente por conta de outrem, desde 30 de Setembro. Tendo já recebido o salário do mês de Outubro, pergunto: tendo em conta de que recebo 700 euros de salario base (e nada mais), e na totalidade do ano de 2016, os meus rendimentos serão de 2100 euros brutos, (700x3 meses - Outubro, Novembro e Dezembro), a retenção na fonte pela empresa é devolvido? (rendimento anual abaixo 7000 euros) Qual a contribuição das deduções provisórias referido no e-factura na minha situação, tendo em conta de que já atingi o limite de "despesas gerais e familiares", e tenho algumas despesas de saúde. Se puderem dar um contributo, agradecia. Joao
  24. Boa tarde, Trabalho a recibos verdes para uma empresa nos EUA, e recebo os valores da prestação do serviço por transferência bancária. Recentemente foi preciso adquirir um computador com características específicas para desempenhar parte do trabalho. Computador esse que caso não fosse pela empresa eu nunca compraria. Para evitar enviar o computador dos Estados Unidos, e evitar também todos os problemas alfandegários que isso iria acarretar, decidimos que seria eu a comprá-lo cá, e a empresa transferia depois o valor para a minha conta. A questão é, tenho que declarar o valor que vou receber da empresa, como se fosse prestação de serviços? Não é muito justo pagar impostos sobre esse valor para mim, nem tão pouco pela empresa que me paga.
  25. Bom dia, Sou trabalhador dependente e, no ano passado, passei um ato isolado (cerca de 850eur). Ao nível do IRS de 2017, como devo proceder ? Podem dar me umas luzes ou remeter me para o tópico indicado pf Cumprimentos