Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'irs'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

379 resultados encontrados

  1. Bom dia, As rendas pagas por os sujeitos passivos podem ser repartidas ao meio em caso de entrega de Irs separado? Sei que nos juros dos empréstimos a habitação própria permanente se pode fazer. Obrigado
  2. Gostaria de saber se é obrigatório a entidade patronal discriminar na declaração de rendimentos anual o valor pago relativo a rendimentos de anos anteriores auferidos no ano da declaração. Obrigada
  3. Boa tarde, verifiquei que há uma discrepância entre os valores relativos ás deduções dos juros do credito habitação do portal das finanças e da carta que o banco me enviou. Ainda serão possíveis de rectificar? De quem é a responsabilidade? Obrigado
  4. Boa noite, Tenho um amigo que não entrega a declaração de irs desde 2012. Sempre foi trabalhador dependente e auferiu o ordenado mínimo. No site das finanças não consegue preencher as declarações em falta. Sabem como o fazer e se as multas vão ser grandes? Obrigada, Curiosa
  5. irs

    Tenho dúvidas quanto ao preenchimento do anexo G. Vendi a minha casa, em 2015, por 190000€. Tinha sido comprada em 2012 por 160000€. A dívida ao banco era de 153580,60€. Tenho despesas de compra e venda de 16044,77€ Pretendo reinvestir a diferença entre o valor que vendi e o que sobrou do pagamento do empréstimo em obras. Neste momento já reinvesti 27848,40€ Quais os campos para lançamento destes dados? É que nos simuladores de IRS que se encontram na net tenho direito a reembolso. No site da AT dá-me valor a pagar. Será que o simulador tem erros? Obrigado
  6. Boas a todos, Comprei em Agosto de 2016 unidades do fundo nordea, pelo que estou em perda atualmente. Devo incluir no IRS deste ano alguma menção a essa compra? Recebi uma carta do Best bank a fazer referência a essa compra.
  7. Boa noite, Estava eu a pesquisar sobre o Aimi quando me deparei com informação sobre ter que declarar uma herança indivisa no IRS. E se assim é estou em incumprimento O meu pai faleceu em Abril de 2012. Ficaram dois imóveis que foram herdados pela minha mãe, e por mim e minha irmã. Ainda não fizemos partilhas porque não há necessidade para tal. Agora a minha dúvida é: deveríamos ter declarado no IRS a nossa parte da herança? Isto já foi em 2012... estamos em 2017. Que me aconselham a fazer? Aproveito ainda esta oportunidade para confirmar o seguinte em relação ao Aimi, uma vez que a soma das avaliações dos imóveis herdados não chega, nem de perto, nem de longe, aos 600 mil euros, existe a necessidade de efectuar a declaração para que o valor para o Aimi seja "repartido" pelas herdeiras? Obrigada pela ajuda. TP
  8. Boa tarde. Ao verificar as deduções à coleta constato que no campo da saúde e seguros de saúde não está contemplado o valor do prémio do seguro de saúde (pago mensalmente), que deveria surgir neste campo. Verifico que o mesmo foi inserido no campo «Outros», tal como sucedeu no ano passado (mas que no ano passado o valor surgiu nas deduções à coleta no campo da saúde). Neste momento não poderei fazer alterações. A minha questão é se posso inserir o valor do prémio aquando da entrega do IRS no campo da saúde ou como este valor está catalogado em outros não poderei fazer qualquer alteração? Obrigado.
  9. Bom dia. No acordo de responsabilidades parentais do divórcio (guarda dos filhos é da mãe) está definido um pagamento de X € juntamente com a comparticipação em 50% de despesas de Educação, Saúde, Calçado e Vestuário. A minha dúvida prende-se com o valor que devo colocar como pensão de alimentos paga à mãe dos filhos: devo incluir também os 50% de despesas de Educação, Saúde, Calçado e Vestuário, certo? Afinal de contas foi algo que paguei também, adicionalmente ao valor monetário estabelecido no acordo. A questão é que a mãe pode deduzir despeas de Educação e Saúde dos filhos na sua declaração de IRS, porque tem a sua guarda. Já as despesas de Calçado e Vestuário não pode mas foi algo que recebeu (50%) para fazer face a esse tipo de despesas que está no acordo de responsabilidades parentais. Obrigado.
  10. Bom dia, é possivel saber apartir das deduções presentes no efatura o valor a receber de irs? Ou seja, se somasse todas as deduções tenho uma ideia de quanto irei receber? Ou estou equivocado? Obrigado
  11. Boa tarde, Tenho uma duvida em relação ao preenchimento dos dados a inserir no simulador. Como no ano de 2016 a totalidade dos rendimentos de categoria B foi só de uma única entidade devo optar pela tributação segundo as regras da categoria A? Os meus rendimento bruto do trabalho dependente foram de cerca 14000€ e os de categoria B foram de cerca de 8700€. Obrigado e continuem com o bom trabalho Fernandes
  12. Boa tarde, normal sou eu que coloco o Irs online da minha mãe, infelizmente faleceu no dia 1 de Março deste ano. Como faço o Irs de 2016 este ano? Obrigado
  13. Estou com a seguinte dúvida em relação á declaração das +/- valias de fundos : Penso que as mesmas tem de ser colocadas no anexo G quadro 9 ,mas será necessário colocar todos os fundos um a um ,ou fazer a soma por entidade bancária ? A questão das datas também é um pouco confusa ,uma vez que as compras e vendas tem datas muito dispares . Desde já o meu obrigado a quem possa esclarecer. NOTA : Vou optar pelo englobamento.
  14. Bom dia. Sou casado e, apesar de ambos termos rendimentos, a minha esposa tem rendimentos inferiores a 8500 Eur. Neste caso devo seguir a tabela de descontos de IRS como 1 titular ou 2 titulares? Cumprimentos,
  15. Bom dia Preciso de ajuda a propósito da situação actual cá de casa. Até 2014 éramos dois titulares, ou seja, ambos trabalhávamos. Entretanto tive um filho e por consequência a minha esposa foi despedida, o normal neste país, mas adiante. Seguiu-se o processo normal, inscrição no centro de emprego, etc, etc. Entretanto terminou o subsidio de desemprego e estamos assim até hoje. Na semana passada, deu-me para olhar bem para o meu recibo de vencimento e qual é o meu espanto quando reparo que se mantinham os 2 titulares. Isto quer dizer que andei a descontar valores errados para a minha situação actual. Primeiro, esta informação não havia de ser actualizada automaticamente de algum modo, estando ela inscrita no centro de emprego, logo não podia ser titular? Mas de qualquer modo, assumindo que essa responsabilidade estaria do meu lado, existe algum modo de reaver estes valores? É que se fosse em sentido inverso, parto do principio que teria de pagar esse valores, por isso faz todo o sentido que possa reaver os valores que paguei em excesso. OBrigado Cumpts JP
  16. Em que quadro se aplica os juros dos certificados do tesouro? Posso neste IRS declarar os juros referente aos anos 2015/16 Nao declarei por desconhecimento. Obrigado
  17. Está disponível a página com as despesas registadas para deduções à coleta de 2016. https://irs.portaldasfinancas.gov.pt/consultarDespesasDeducoes.action
  18. Boa tarde, comecei a trabalhar este ano! e tenho descontado para o irs desde entao.... Como ainda vivo com os meus pais, e sempre fiz IRS juntamente com eles... gostaria de saber como é daqui para a frente? tenho que fazer a declaração sozinha? eles estao os dois desempregados e o meu irmao ainda estuda na universidade... portanto a unica fonte de rendimentos sou eu.... O que me aconselham fazer? Obrigada
  19. Olá, Tenho algumas duvidas sobre algumas taxas no IRS sobre os rendimentos no estrangeiro. Eu tenho uma empresa LLP no Reino Unido, sendo que não pago qualquer imposto lá sobre os rendimentos, de modo que os rendimentos tem que ser declarados em Portugal (País onde resido). A minha duvida é a seguinte, supondo que envio para cá 40.000EUR em dividendos, qual a % que o Estado Português me vem buscar? Isto é, quanto me será cobrado no IRS? Obrigado e espero que me ajudem
  20. Boa tarde, Recebi do banco a declaração de valores mobiliários de 2016, onde este ano apenas constam compras de acções, e a uma declaração de retenção na fonte - cat. E. Foi a primeira vez que recebi esta última. Normalmente preencho o anexo G do IRS onde declaro as vendas de acções. Este ano o que devo preencher? Uma vez que só tenho compras de acções não preciso preencher o anexo G, certo? E a declaração que o banco me enviou de retenção na fonte? Tenho que preencher mais algum anexo? Obrigada!
  21. Boa tarde Tenho uma dúvida...ao tentar colocar nas faturas pendentes que o Seguro de Saúde da Multicare é referente a dedução nas despesas de saúde, a plataforma não permite bem aceita...refere que o CAE não pertence....penso que são estas as palavras.Pode-me explicar qual i procedimento..será que este ano a opção é..outras. Desta forma não vai haver dedução. Agradecia esclarecimento. Obrigada pela atenção dispensada.
  22. Boa tarde. Solicito informação sobre se as despesas gerais (supermercado, vestuario, etc.) que validamos no e-fatura relativas a dependentes (filhos) contam para efeitos de IRS. Obrigado
  23. Boa tarde, Estou a ajudar um familiar que não utiliza normalmente a Internet a preparar o IRS. Após análise das facturas guardadas e da comparação das mesmas com o que está em sistema (no e-fatura) detectei algumas situações relacionadas com as despesas de saúde, que me suscitaram algumas dúvidas, as quais aqui exponho: 1. Algumas despesas estão em sistema mas o original em papel não está cá, provavelmente perdeu-se. Tenho ideia de ter lido que a partir do momento em que a factura se encontra em sistema, não é preciso ter o original em papel e podem ser consideradas na declaração, isto está correcto? 2. Noutros casos acontece o inverso: algumas facturas existem em papel mas não aparecem em sistema (destas, algumas têm NIF e outras têm apenas o nome) ; o período para inserção de facturas em sistema já terminou. O que faz um contribuinte que não acede normalmente à net e que, por conseguinte, nunca inseriu uma factura em sistema? Perde o direito a usar estas despesas das quais tem os comprovativos em papel? 3. No caso das despesas que estão em sistema, da análise que fiz parece-me que as despesas a 23% (que requerem receita médica) não foram consideradas como elegíveis pelo sistema, por não ter sido associada uma receita médica. As receitas referentes a estas despesas estão guardadas em papel juntamente com as respectivas facturas, mas o período para associar receitas às facturas também já terminou. Um contribuinte que não aceda à net não pode deduzir despesas com medicamentos que requeiram receita médica, mesmo que tenha todos os papéis em ordem? Obrigado desde já a quem puder esclarecer.
  24. Boa tarde, Sou emigrante em Espanha à 4 anos. Mudei a residência fiscal e faço a entrega do IRS aqui em Espanha. Actualmente estou a concorrer a ajudas comunitárias juntamente com a minha esposa(que também tem residência fiscal em Espanha) para a abertura de uma empresa agrícola ao abrigo das ajudas ao abrigo dos projectos de instalação de jovem agricultor. Se o projecto for aprovado irei receber ajudas como jovem agricultor(25000+25000 euros e ajudas de instalação(+/-12000euros), para executar o projecto, que vao sendo pagas faseadamente. A minha dúvida então é a seguinte, tendo eu rendimentos em espanha como trabalhador por conta de outrem, e ao mesmo tempo ter de abrir actividade como trabalhador agricultor em Portugal onde e como faço a declaração de irs? Qual é a percentagem desses subsidios que vou ter de declarar em irs(será 30% como li em alguns sites dividido em 5 anos)? Fazer o irs de tudo em Portugal, creio que poderia ser uma hipótese, mas como o nivel de descontos aqui é muito inferior ao que se paga em Portugal, quando faço uma simulação de irs como do ano passado em que ainda me devolveram dinheiro aqui em Espanha, em Portugal diz que tenho de pagar e bastante, tem isto alguma lógica? Agradeço desde já ajuda, pois nao estou a conseguir encontrar a melhor forma de o fazer.
  25. Boa tarde, No ano passado iniciei actividade como trabalhador independente e dado que me encontrava a receber subsidio parcial de desemprego beneficiei de isenção de IVA + IRS. Este ano e dado vou começar a cobrar IVA+IRS estou a ponderar passar a empresário em nome individual (pelo motivo de venda de produtos), mantendo o regime de contabilidade simples. Soube pelas Finanças que o ano passado foi aprovado um decreto-lei que permite aos trabalhadores independentes a venda de produtos (adicionando um CAE à actividade). Que tipo de métrica ou cálculos poderei efectuar para determinar se deverei passar a empresário em nome individual? A mesma pergunta que o ponto 1 > se dentro do regime fiscal elegido devo manter contabilidade simplificada ou organizada? A informação prestada pelas Finanças relativamente a este decreto-lei está correcta? Peço desculpa pelas perguntas, sou um completo leigo na matéria. Muito obrigado.