Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'irs'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

467 resultados encontrados

  1. Olá, Eu tenho uma sociedade de mediação de seguros (por quotas) e faturo por ano. 30.000€/35.000€! Tenho portanto contabilidade organizada! A sociedade é familiar, com 2 sócios, sendo um não executivo! Não tem colaboradores! Tem naturalmente despesas fixas (crédito automóvel, manutenção/combustível, renda escritório, etc)! Pergunto se valerá mais a pena constituir-me como ENI ou continuar com a sociedade por quotas? E como ENI, optar pelo regime simplificado ou também ter contabilidade organizada? Agradeço a ajuda!
  2. Boa tarde, Ao submeter o IRS com a minha mulher surgiu o aviso "073W : Deve preencher o Quadro 9 do anexo G ou Quadro 9.2A do Anexo J porque foram transmitidas (alienadas) partes sociais ou outros valores mobiliários". Existe maneira de verificar que partes sociais / valores mobiliários se refere? Em 2016 a minha mulher vendeu o carro (fomos mudar o registo do carro), e eu vendi algumas ações do BCP (cerca de 300€). Será que foi o carro? Como posso preencher o anexo G do quadro 9? Obrigado, Nuno Mota
  3. Na venda de um imóvel por 2 herdeiros, cada um deve colocar o total das despesas (no caso, a mediação) e depois a quota-parte indicada na identificação matricial dos bens aplica o valor correspondente a cada um ou só o correspondente à sua metade? Obrigado.
  4. Boa noite, Agradecia a vossa ajuda pois estou como peixe fora de água.... Estou a fazer o IRS do meu pai e no envelope fiscal do banco foi considerada a venda automática de 9 acções sobrantes de um reagrupamento do BCP, correspondente a um valor total de 0,23 EUR... Devo declarar este valor? Se sim, como preencher o valor de aquisição e data? O meu pai não me conseguiu ajudar,excepto dizer que as acções tinham sido compradas há muitos anos e já não tinha registos... Agradeço a V/ ajuda.
  5. atividade

    Senhores, Necessito de auxilio para regularizar, frente a Autoridade Tributária, os ganhos obtidos através de atividades feitas pela internet, como de afiliados, publicidade em sites através de anuncios,banners, etc. Que códigos usar para essas atividades? Haverá IVA a pagar ou isenção? Tem sido difícil encontrar um contabilista que realmente conheça sobre este assunto e se disponibilize a dar informações com real conhecimento do assunto. Desculpem, mas não sei como funciona esse tipo de site onde se pode fazer perguntas, com Foruns, etc e não encontrei o "manual de instruções". Desde já agradeço a vossa atenção e orientação, meus melhores cumprimentos. R.
  6. IRS

    Bom dia, Submeti a minha declaraçao de IRS na primeira semana de abril, tendo recebido o dinheiro na conta na semana seguinte. Agora a minha namorada que ainda nao submeteu a declaraçao dela resolveu simularo e se entregassemos em uniao de fato a diferença é brutal. Acontece que em 2015 e 2016 estive desempregado e declarei sempre à SS e Centro de emprego que vivia sozinho (unico do agregado familar), ate pq smp fiz o irs como solteiro. Se substituir a declaraçao para uniao de facto vou ter stresses com a SS e correr o risco de devolver subsidios? Uma vez que para receber o subsidio subsequente em 2016 so conseguia se declarasse somente eu no agregado familiar. Obrigado
  7. Boas, Estou a ter o seguinte problema no Anexo G: quando preencho o quadro 10 - "resgate/liquidação fundos de investimento - opção pelo englobamento", o simulador não considera esse rendimento, nem as respetivas retenções na fonte. Poderei estar a cometer algum erro ou será que o simulador tem mesmo um erro? Alguém consegue ajudar? Obrigado!
  8. No ano de 2016 emigrei para a Bélgica e preciso de informações sobre IRS. Efectuei a mudança de residência ao chegar na Bélgica no início de Outubro. 1) De 01/01/2016 a 18/10/2016, a minha morada fiscal foi Portugal - Neste período não auferi de rendimentos do estrangeiro. Vivi neste período em Portugal. 2) Não-residente de 19/10/2016 a 31/12/2016 - neste período recebi pagamentos correspondentes a trabalhos em Portugal efectuados anteriormente (meses de Agosto e Setembro) -geralmente a empresa pagava passados 2 meses. Portanto emiti recibos verdes eletrónicos referentes a empresas portuguesas, mas já a viver na Bélgica. Neste período não auferi de rendimentos do estrangeiro. Vivi (e vivo actualmente) neste período na Bélgica. A minha questão é: Posso ser considerada residente fiscal por ter mais de 183 dias em território nacional? Ou tenho de entregar 2 declarações de IRS Modelo 3 (uma para o período de residente e outra para o período de não residente)? Essa história de residência parcial só complicou mais a minha cabeça. Caso seja necessário efectuar 2 declarações modelo 3, é possível fazer isso com a aplicação online? Contactei por telefone 2 vezes as Finanças e me disseram 2 respostas diferentes. Inclusive disseram-me para preencher o anexo L, mas penso que a informação está errada, uma vez que não disponho nem pretendo dispor do estatuto de residente não habitual. Já questionei no e-balcão na semana passada mas nada da resposta ainda. Cumprimentos, Suzane
  9. Boas, A minha situação de 2016 é muito simples. Trabalhei de Janeiro a Junho a contrato numa empresa privada. O problema foi este: Julho e Agosto estive na empresa sem contrato nem recibo verde (só o "toma lá, dá cá), sendo despedido no fim de Agosto. Estes dois últimos meses, o meu ex-patrão foi pagando às mijinhas e só acabou no final de Dezembro. Ao submeter o IRS preenchi o anexo A e o anexo H e ele dá-me o alerta que existem rendimentos na categoria B ou C. E é aqui que reside a minha dúvida: não foi nada declarado, mas reparei que ele fez as transferências pela conta da empresa. Será que é por isso que se deu o alerta ou não tem nada a ver e ignoro o mesmo? Obrigado
  10. Boas, A minha situação de 2016 é muito simples. Trabalhei de Janeiro a Junho a contrato numa empresa privada. O problema foi este: Julho e Agosto estive na empresa sem contrato nem recibo verde (só o "toma lá, dá cá), sendo despedido no fim de Agosto. Estes dois últimos meses, o meu ex-patrão foi pagando às mijinhas e só acabou no final de Dezembro. Ao submeter o IRS preenchi o anexo A e o anexo H e ele dá-me o alerta que existem rendimentos na categoria B ou C. E é aqui que reside a minha dúvida: não foi nada declarado, mas reparei que ele fez as transferências pela conta da empresa. Será que é por isso que se deu o alerta ou não tem nada a ver e ignoro o mesmo? Obrigado
  11. Boa noite, quando a totalidade dos rendimentos de um trabalhador independente dizem respeito aos serviços prestados apenas a uma entidade e o trabalhador optar pela tributação segundo as regras estabelecidas para a categoria A, o que acontece? Neste caso, a entidade tem que pagar a segurança social? E se o trabalhador não optar pelas regras estabelecidas para a categoria A, o que acontece? Apesar dos rendimentos auferidos dizerem apenas respeito a uma entidade mas optarmos pela tributação segundo as regras da categoria B a entidade tem que pagar a segurança social na mesma? Ou neste caso não? E peço desculpa se estou a dizer uma grande asneira... mas por favor alguém que me elucide...
  12. Boa noite, Venho por este meio solicitar que me ilucidem em relação à entrega do IRS. Sou agente imobiliário, dado que recebi durante os primeiros 3 meses uma bolsa de formação no valor 450€ por mês, tive de abrir atividade a 06-05-2016 com o CIRS 1519 "Outros prestadores de Serviços". Dei fim dia 19-10-2016 onde mudei para o CAE 68312 e a partir desse momento fiquei com atividade aberta com esse CAE. Por alguma razão que não sei qual é, já enviei 3 alterações do IRS mas continua a receber a seguinte divergência: "Necessidade de compravção do tipo de rendimentos declarados, considerando os códigos de atividade declarado ou patentes em cadastro" Eu creio que está relacionado com o campo onde ponho os rendimentos brutos, ja tentei dividir pelo 403 e pelo 404 e já tentei por tudo no 404, infelizmente nenhum dos casos resultou.
  13. Boa tarde, Preciso de ajuda, se alguém puder dar. Os meus pais compraram uma casa em 2000 por 34.000€, em 2003 o meu pai faleceu. A minha mãe na altura fez a Habilitação de Herdeiros sem partilhas. No ano de 2016 a casa foi vendida por 85.000€. Fiz o IRS e coloquei na primeira linha da minha mãe 50% dos 34.000 (Compra) e 50% dos 85.000 (Venda) e ainda as despesas de mediação. Na segunda linha coloquei 16% dos 34.000€ (Compra) e 16% dos 85.000 (Venda). As finanças estão a dizer que a primeira linha está correcta e que na segunda linha o valor da venda está correto, mas o valor da compra deverá ser 16% do Valor Patrimonial à data da morte do meu Pai?!? Isto está correto?!? Não deveria ser os 16% da compra em vez de 16% do valor patrimonial?!? É que o valor patrimonial do imóvel à data de 2003 (data da morte do meu pai) é de 900,00€, nem percebo como é possível comprar-se uma casa em 2000 por um valor de 34.000€ e passados três anos apenas o valor patrimonial é apenas de 900,00€. As finanças não deveriam ter revisto o valor do bem? Não deveria ser utilizado o maior valor entre o valor da venda e o valor patrimonial no cálculo desses valores? Alguém consegue ajudar-me? De preferência com alguma lei para que eu possa contrapor nas finanças? Obrigado pela atenção
  14. anexo g

    Boa tarde Precisava de ajuda no preenchimento do Anexo G Em 1997 estava casado e, em casal, bens adquiridos, comprámos um Apartamento por 65.000€ Em 2007 divorciamo-nos e, no acerto de contas de partilha (onde incluía outro imóvel), eu fiquei com o Apartamento. Nessa altura atribuímos-lhe o valor de partilha de 80.000€ Em 2016 vendi o referido Apartamento por 84.000€. Despesas com a imobiliária na venda: 3000€ Amortização do empréstimo no banco desse Apartamento: 24.000€ Como preencho o Anexo G? Aquisição em 1997 (por 65.000€) ou aquisição em 2007 (por 80.000€)? Ou aquisição de 50% em 1997 por 32.500€ + aquisição de 50% em 2007 por 40.000€? Na última hipótese, as despesas com a imobiliária também serão divididas a meias? o Valor da Amortização do Empréstimo é inserido nos campo 5002 e 5003? O campo 5001 é preenchido com que data? Para finalizar, sei que com os coeficientes de desvalorização, qualquer que seja a situação, não existem mais valias. Mas preciso de preencher correctamente o Anexo Agradeço toda a ajuda possível Rui Jardim
  15. Bom dia a todos. Agradeço desde ja todas as respostas. Em que quadro se mete o PPR e os juros do certificado do tesouro. Obrigado Leonel
  16. Bom dia. Eu e a minha esposa somos pensionistas, e este ano (2017), recebi para pagar de IRS, cerca de 210€. Entretanto, fiz uma simulação num site, (economias), e dá-me um resultado de; «Nem paga nem recebe». Estou com dúvidas porque ouvi noticias de erros, no simulador das finanças. A nossa declaração de IRS é feita em conjunto, e os valores foram os seguintes. Rendimento bruto total Cat. A H : 13.419,37 Desp. Gerais e Familiares: 7.394,83 Saúde e Seguros de Saúde: 456,52 Será que a simulação das Finanças está correta? Se me puderem esclarecer agradeço. Obrigado. J.Jesus.
  17. Boa noite, Considerando: Tipo imóvel - Apartamento Ano Compra - 2002 Valor Compra - 89.783,72 € (18.000 contos) Valor Venda - 155.000,00 € Habitação secundária - Sim Despesas e encargos suportados - 3.598,40 € Valor Amortizado do Crédito da Casa Vendida - 37.053,02 € Como pretendo adquirir uma casa (para restaurar) pelo valor de 120.000,00 €, introduzi todos estes valores no simulador do ContasConnosco e dá 0,00 € de mais-valias a considerar pelo Fisco. Tendo já lido que na venda de habitação secundária haverá sempre direito a mais-valias que, também não dará direito ao reinvestimento e que o valor da amortização aquando da venda não será tido em conta, eu pretendo saber o seguinte: Vendi o apartamento no passado mês de outubro/16 pelo valor que atrás referi. Tenciono em 2017 adquirir a referida casa. Como em 2017 tenho que mencionar para efeitos de IRS que vendi a casa, posso também fazer constar que tenciono reinvestir 120.000,00 €? Quanto a 2017, terei que pagar imposto sobre as mais-valias ou as contas serão feitas quando adquirir a nova casa, ou seja, em 2018? Desde já agradeço todos os esclarecimentos que me possam prestar, nomeadamente quanto ao valor dado pelo simulador e quais os dados que devem constar na próxima declaração de IRS que terei que apresentar em 2017. Obrigado!
  18. Bom Dia, este ano consegui entregar a minha declaração de IRS no dia 1 de Abril pela manha, contudo a data de hoje, 16 dias depois a mesma ainda está com o estado "RECEPCIONADA - AGUARDA VALID." Tenho conhecimento de pessoas que entregaram bem depois de mim, e já se encontram com as declarações validades e até reembolsadas em alguns casos. Esta demora é sinonimo de "problemas" na declaração ? existe algum critério para validação/reembolso que não a "ordem de chegada" ? Cump.
  19. Bom dia a todos, Este ano na minha declaração de IRS optei pelo englobamento de rendimentos de capitais (depósitos). Da última vez que optei pelo englobamento (creio que em 2013) era necessário entregar, no mês seguinte, cópias das declarações pedidas aos bancos com os rendimentos obtidos e impostos pagos. A minha dúvida é se essa obrigatoriedade de entrega nas finanças das declarações em papel emitidas pelos bancos se mantém? Obrigado. Cumps
  20. Bom dia. A minha mãe desde que ficou Viúva passou a, nas contas finais do IRS, ter de pagar mais de 3000 mil euros, quando antes pagava entre 200 a 300 euros. A taxa subiu para 37% e como está Viúva o coeficiente familiar passou de 2 para 1. Será esta a explicação? Porque não opta o Estado por aumentar a taxa da reforma e para evitar no final ter de acertar tanto as contas. Como eu a ajudo no preenchimento do IRS até fico na dúvida se não estarei a cometer algum esquecimento. Para um rendimento global de 30.200 euros e colectável de 26.500 euros tem deduções específicas de 4.000 e retenções na fonte de 3.750. Está tudo coerente? Obrigado para quem me ajudar. Jorge
  21. Boa tarde, Gostaria de obter a seguinte informação se possível: Tinha um imóvel de 2ª habitação que me foi doado pelos meus pais em 1981. Vendi esse imóvel no final do ano de 2016. Na minha declaração de IRS de 2016 qual o anexo onde tenho que declarar essa venda? Anexo G ou G1? Obrigado. Carlos Pires
  22. Viva! Acabei de fazer a simulação do IRS e tenho um valor X a receber.. Visto que por muito que meta despesas de renda isso só serviria para deduzir ao valor que teria de pagar, mas como tenho um reembolso a receber, por muito que meta o valor da renda isso não vai mudar nada.. As minha questões são: - Eu sei que é obrigatório declarar todos os rendimentos, mas as despesas não é, certo? - Portanto, se não é, tenho alguma vantagem em declarar a renda por exemplo? É o meu 1º IRS, peço alguma compreensão Muito obrigado
  23. Boa noite, Precisava da vossa ajuda sobre a opção de englobamento do Anexo G e J. Durante o ano de 2016 obtive menos valias que constam no anexo G e mais valias que constam no anexo J, a soma das mais com as menos valias dá aproximadamente 0 (ainda fico com menos valias). A opção de englobamento serve para as mais/menos valias dos dois anexo serem agregadas ou serve para agregar esses mais/menos valias com os rendimentos de categoria A e B? Se optar pelo não englobamento será apurado o saldo entre os dois anexos ou tributados independentemente? Obrigado, hucruz
  24. Boa tarde Um dos IRS que ajudei a preencher já passou a liquidação, mas apresenta uma diferença (para menos) de 20.35€ entre aquilo que deu na simulação do proprio programa de IRS e o que diz que passou a liquidação. Não consigo perceber o que estará na base desta diferença, alguem tem ideia do que poderá ser? Obrigada
  25. Boa tarde, ao tentar preencher o quado 7 do anexo H relativo à declaração das rendas pagas, ao tentar preencher o campo freguesia só me deixa colocar 6 caracteres, sendo que o nome da minha freguesia tem 8 (Paranhos). O que fazer? É um bug do programa? Desde já o meu obrigado