Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'investimento'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

30 resultados encontrados

  1. Bom dia. Tenho neste momento um imóvel alugado (um apartamento a render 500€) e ando a pensar seriamente em expandir o negócio. Agora a questão é saber o que comprar, quando e como... Não tenho muito dinheiro para investir portanto teria inevitavelmente de pedir um empréstimo. Logo, quanto menor for o meu investimento melhor. Essa é logo a primeira questão, onde posso encontrar bons negócios imobiliários? Imóveis penhorados, etc? Como se processa esse tipo de negócio? Depois há a questão de saber o que comprar. Uma habitação ou um espaço comercial? Ou algo que possa ser utilizado com uma finalidade mista, por exemplo um apartamento que possa alugar para escritórios? E há ainda a opção de ser uma casa para alugueres de curta duração, por exemplo para férias ou estudantes. Como posso fazer uma estimativa de qual seria o investimento mais rentável?
  2. investimento

    Bom dia Estou um pouco confuso, quero e tenho a possibilidede de investir até 50000eur mas nao tenho a visao onde o poderei fazer. Pssei muitos anos no estrangeiro e este ano mudei-me definitivamente para Portugal. Peço por favor ideias concretas pois é um assunto sério. O meu muito obrigado. MIGUEL NEIVA
  3. Boas Um familiar meu vai ter disponível para investir 250k durante o próximo ano resultantes de depósitos a prazo que terminam. Esse meu familiar tem pouco conhecimento de investimentos. Visto que ele ainda está a 15+ anos da reforma e os depósitos a prazo estão a dar misérias mesmo para 100k+ ele esta a pensar fazer investimento para um espaço de tempo maior. Ele pensou em investir em imobiliario, mas aqui na zona temos conhecimento de imensos calotes, e ele já tem de se preocupar com muitos calotes dos seus clientes por isso ter de andar atrás de inquilinos que não pagam está fora de questão. Visto o mercado estar em máximos, obrigações e ações, e o bullmarket já vai velho, seria um pouco estranho andar a meter 50k de cada vez neste tipo de produtos. Eu ando com dificuldade em aconselhá-lo pois se se meter grandes valores nesta alturas de máximos e os fundos caírem, será uma perda enorme. ( visto que se investir continuamente a única parte que leva a pancada maior foi a investida no topo ). E ele tal como eu tem algum receio de simplesmente confiar no gestor de conta, porque ele teve experiências pobres no passado. Eu pensei algumas hipóteses: - Falar com uma seguradora ( Fidelidade ou parecida ) com PPRs e ver se havia "condições especiais"; - Investir num portfolio tipo 10/90 ( ações/obrigações ) usando fundos ou etfs; - Esperar para ver se havia uma correção boa para entrar 60/40. O que aconselhavam neste caso?
  4. Boa tarde, Brevemente irei levantar 145mil euros que estão investidos com uma rentabilidade de 4% ao mês. Sim, é mesmo muito. Mas o risco também é grande, pois é investimento sem segurança alguma, posso ficar sem ele de um dia para o outro. Apesar de ser super aliciante, é uma situação em que tenho todos os "ovos no mesmo cesto" devido à rentabilidade que dá e pretendo retirar e só deixar o que ganhei em juros, cerca de 100mil. Assim, se perder esses 100mil, sei que não ganhei nada mas também não perdi...e no entretanto já ganhei os juros de 4%/mês desses 100mil. Como esse investimento foi crescendo através de montantes que ia acrescentando (cerca de 10 a 30mil por cada mÊs), vejo-me agora numa situação em que de repente terei um montante muito elevado disponível. Podem-me pf. fazer alguma sugestão? Não quero risco mas queria alguma rentabilidade, claro que nunca 4% ao mês nem nada que se pareça mas se for uns 8% ao ano, acho que ficaria satisfeito desde que sem risco e com certeza que nada aconteceria a esse montante. Obrigado!
  5. Melhores investimentos para quantias superiores a 100K, supondo que se trata de um investidor jovem? Que conselhos dariam? Obrigado, desde já.
  6. Boa noite, Sou novo por aqui mas já acompanho o forum há algum tempo. A situação é a seguinte: Em agosto do ano passado pedi um credito investimento para comprar um prédio na zona historica do Porto. Consegui o imovel por um preço bastante baixo, mas por estupidez na altura pedi um valor muito baixo (70000€) e pus 14000€ de poupanças pessoais para efectuar a compra do imovel (84000€) O imovel neste momento está a render 1070€ por mês e tem 7 fracções com rendas desactualizadas. Entretanto decidi trocar o crédito de banco para o montepio, onde vou pagar menos e permitem prolongar o prazo de pagamento e é mais conveniente para mim. Pedi 110000€ e a avaliação deu 230000€. Neste momento não declaro os meus rendimentos enquanto trabalhador independente, só declaro mesmo os 1070€ das rendas. O banco considerou os meus rendimentos, no entanto pediu o extracto das minhas contas e neste momento estou assustado porque nos ultimos 3 meses tenho tido entradas de dinheiro na minha conta entre os 2500 e os 4500/mês... dinheiro esse que tem todo saído da conta para pagamentos de pequenas obras, gastos na altura do natal etc. Ou seja, o banco ficou a saber que tenho 1700€ em poupanças e que em média tenho entre 2500€ e 4500€ a entrar e a sair da minha conta todos os meses. Será que ao analisarem os meus extractos aprovam o crédito ou vão pensar que sou um cliente de risco? Desculpem o testamento. Obrigado
  7. O que acham deste produto? https://ww6.generali.pt/generali/pt/particulares/poupanca-e-investimento/generali-poupanca.html Fiz uma simulação para 5000€, eles dão os valores para a taxa garantida para o possivel rendimento face a anos anteriores. Alguém o tem ou já teve? Abraços
  8. Olá a todos, Abro este tópico para esclarecer algumas questões que tenho, mas sobretudo na expectativa que seja útil a várias pessoas e possamos trocar algumas impressões, acerca de investimento imobiliário e tudo que lhe está associado. Estou neste momento a ver alguns imóveis numa lógica de investimento no Porto. Pretendo começar por comprar um apartamento, remodelar e alugar (ou vender caso o negócio tenha uma boa rentabilidade)para turismo ou habitação. No entanto vou fazê-lo conjuntamente com um amigo. Por isso surgem-me algumas questões: - Como "formalizar" o negócio.. em nome pessoal de um de nós ou criar uma empresa? - Qual a melhor forma (em nome pessoal vs empresa) para uma otimização fiscal? O negócio será arrendar, mas encaramos a venda como possibilidade.. - Possivelmente preciso de 35k/40k de financiamento. Se fizer a titulo pessoal um crédito habitação será "fácil", mas e se quiser pela possível empresa a criar. que garantias terei que dar e que % representará isso do valor pedido, haverá muita dificuldade em conseguir? Tenho bastantes mais questões acerca deste e outros assuntos complementares que acredito que sejam partilhadas com outros foristas, mas parece-me interessante começar por aqui. Fica o desafio de tornar este um tópico agregador de questões no âmbito do investimento imobiliário.
  9. Boa tarde, Antes de mais peço desculpa se este tópico está repetido mas não consegui encontrar a informação que estou á procura. Neste momento estou a pensar investir em acções nacionais de empresas que paguem dividendos ao fim do ano. Penso isto porque penso que o valor das acções irá subir no medio/longo prazo e anualmente estaria a receber dividendos para re-investir em mais acções. Estou correcto? É uma manobra segura? Assumindo que sim, onde posso efectuar esta compra? Desde já o meu obrigado. Cumprimentos.
  10. Bom dia a tod@s: Recebi um mail a convidar-me para um curso (supostamente) gratuito chamado "Investir e Ganhar Mais" do Invest BTrader by Banco Invest e certificado pela Deco Proteste/Proteste Investe. Alguém conhece ou já fez este curso? Vale a pena? Qual é a contra-partida? (ninguém dá nada a ninguém) Aqui vai uma cópia do mail que recebi: Aceda gratuitamente a uma Formação Certificada pela Deco Proteste / Proteste Investe exclusiva para os nossos clientes. O curso "Investir e Ganhar Mais” aborda metodologias de atuação sobre os investimentos em geral e sobre o mercado bolsista em particular, fundamentais para criar uma carteira equilibrada, numa perspetiva de risco e rendimento. Aproveite já esta oportunidade! Faça a sua inscrição gratuitamente.
  11. Tenho lido histórias de pessoas que perdem grandes quantias de dinheiro rapidamente ao investirem em coisas que não entendem. Algumas até participam em actividades ilegais como Ronnie Music Jr. da Georgia que ganhou $3 milhões de dólares no lotto e decidiu investir o prémio num negócio de crystal meth. Music será condenado por um juiz no Distrito Sul da Geórgia e enfrenta uma pena máxima de prisão perpétua. Este é um de alguns exemplos de investimentos de risco elevado. Estas histórias fazem-me pensar que não é assim tão difícil investir dinheiro com sucesso fazendo as escolhas certas. É certamente mais fácil investir de forma inteligente do que fazer uma borrada como o Sr. Music. Esta semana encontrei mais uma oportunidade de investimento. A CVS Helth Corp. (NYSE:CVS) é a maior rede de farmácias dos EUA com aproximadamente mil milhões de receitas processadas em 2015. Isto equivale a 20% do mercado doméstico. A liderança de mercado coloca-a numa posição vantajosa dada a existência de mais de 75 milhões de baby boomers nos Estados Unidos que irão criar ainda mais receita a longo prazo. O modelo de negócio da CVS existe à quase tanto tempo como a própria empresa e tem vindo a ficar mais forte com o passar do tempo, considerando que o mundo está a ficar mais velho, maior e com maior riqueza. Com o envelhecimento da população a necessidade de acesso a medicamentos de alta qualidade aumenta. A medicação é fundamental para estender a existência humana e melhorar a qualidade de vida. Continue a ler a análise em: http://frugalistico.com/cvs-health-corp/
  12. Poupar, investir, reinvestir os dividendos, refrescar e repetir. Existem diferentes caminhos para criar valor, alguns mais difíceis que outros, mas investir em crescimento de dividendos não é dos caminhos mais difíceis. Para seguir este caminho precisamos apenas de nos focar em qualidade e avaliação quando analisamos stocks de crescimento de dividendos. Quando pensamos em empresas de alta qualidade, procuramos empresas consistentes e resistentes ao pagamento de dividendos durante anos a fio. Os dividendos são financiados por um lucro crescente. Esse lucro crescente é proveniente da venda de produtos ou serviços que o mundo exige. O preço que pagamos por um stock hoje deverá ter em conta a margem de crescimento (upside) e a receita proveniente de dividendos. É por isso que devemos tentar comprar stocks de crescimento de dividendos de alta qualidade quando estes estão subvalorizados. Um stock de crescimento de dividendos subvalorizado vai apresentar um rendimento (yield) mais elevado, um prospecto maior de retorno a longo prazo e um risco menor de investimento. Esta semana encontrei um stock que parece estar bem desvalorizado. A Lazard Ltd. (NYSE:LAZ) oferece consultoria e serviços de gestão de activos. Não é uma empresa muito conhecida mas muitas vezes são este tipo de empresas que proporcionam um rendimento brutal a longo prazo. Fundada em 1848 a LAZ tem bastante experiencia neste negócio. Completaram uma OPA (oferta pública de aquisição de ações) em 2005, o seu histórico como uma empresa pública é relativamente novo. A empresa construiu uma enorme rede de relações nos últimos 150 anos e está presente fisicamente em mais de 40 cidades por todo o mundo. A Lazard é um dos maiores players no espaço das fusões e aquisições, com a mão em alguns dos maiores negócios corporativos mundiais. Efectivamente eles estiveram envolvidos em cinco das maiores 10 fusões anunciadas em 2015. Operam em 2 segmentos diferentes mas complementares, onde ambos contribuem com uma parcela equivalente de receita. Consultoria financeira de M&A (Fusões e Aquisições) e administração de activos onde actualmente tem mais de 180 mil milhões de dólares sobre administração. A empresa entrou em bolsa em 2005 e tem vindo a aumentar o seu dividendo há 9 anos consecutivos. Apesar de não ter um longo histórico em bolsa a empresa tem tido uma taxa de crescimento bem acentuado nos últimos anos. A taxa de crescimento de dividendo a 5 anos é de 22%. O mais recente aumento de dividendo foi de 8%. O yield actual da Lazard é de 4,47%. O rácio de pagamento de dividendo é de 42,2%. Os investidores que comprarem este stock hoje estão a trancar um rendimento duas vezes superior há 2 anos quando o yield era de 2,5%. Esta empresa além de pagar dividendos trimestrais costuma também pagar dividendos especiais. Este ano pagaram um dividendo especial de $1.20 por acção que combinado com o dividendo trimestral dá um total de 10% de rendimento para este ano. Resultados excelentes nos dividendos. Na receita também temos bons resultados. Gosto de analisar os últimos 10 anos para ter uma noção do desempenho a longo prazo. A Lazard teve um crescimento de receita de $1,494 mil milhões para $2,354 mil milhões de 2006 para 2015. Um crescimento de 5.18% ao ano. O lucro por acção cresceu de $2,31 para $3,60 no mesmo período, isto dá uma taxa composta de crescimento anual de 5,18%. O rácio de divida/capital é de 0,76. O PER é de 8.78. Continue a ler a análise em: http://frugalistico.com/lazard/
  13. Ola pessoal, Bem, peco desculpa se o tema já foi aqui discutido, mas nas minhas pesquisas não consegui encontrar nada em concreto. Quero iniciar os meus investimentos, e para isso tenho lido e relido o fórum. Aproveito para deixar o meu obrigado pela vossa partilha. Tenho lido as vossas recomendações de corretoras e bancos de investimento onde se pode efectuar os nossos investimentos. De momento tenho conta no BigOnline e no Activo, e ate ponderei abrir conta no BEST ou na GoBulling, para aproveitar os seus baixos custos e grande oferta de ETFs e fundos. E por um tempo estas eram as minhas opções. Mas desde o inicio do ano que resido na Holanda. E isso veio mudar um pouco as minhas preocupações/opções. Logo gostava de vos perguntar se têm conhecimento da existência de alguma vantagem (tanto fiscal como de opção de corretoras) em ter os meus investimentos em Portugal ou aqui na Holanda. (quem sabe até se poderia criar um tópico, ou usar este de futuro, para falar de benefícios fiscais em ter os investimentos num ou noutro país) Alguém tem alguma ideia se seria preferível os investimentos estarem domiciliados na Holanda por oferecer um melhor beneficio fiscal? Ou até por ter acordos concretos de isenção de tributação das mais valias nos USA? E se souberem de alguma casa de investimentos aqui na Holanda, qual aconselham? Já tentei procurar na internet e vi que, tal como em PT, a DeGiro também funciona por aqui e, pelo que consegui comparar entre os dois sites, com os mesmos preçários. Existirá algo melhor ou mais barato? Ou será preferível uma corretora dos estados unidos? Estou de momento a pensar investir apenas em ETFs (ou index funds dos states). Possivelmente de seguida irei pensar em Fundos investimento também. O investimento será superior a 10k para começar a compensar fazer uma carteira bem diversificada, com todas as vossas sugestões. Será uma posição de muito longo prazo para ir balanceando anualmente/sempre que necessário. Obrigado desde já pela vossa possível ajuda Cumprimentos
  14. Boas, Onde investiam 5000€? Nada de fundos e afins, embora os EUROVIDA sejam interessantes. Queria algo em bancos ou seguradoras, 3,5 ou 8 anos, capital asegurado. Como andam os certificados de tesouro e afins? Obrigado e cumprimentos a todos
  15. fund advisor

    https://www.big.pt/OndeInvestir/FundAdvisor/Geral O que acham? Alguém com experiência nisto?
  16. Caros foristas, Sou um amador nas lides dos investimentos (mobiliários ou imobiliários), mas a verdade é que cada vez mais me faz confusão ter o dinheiro parado nos bancos. Assim sendo, vou tentar descrever a minha situação e ver o que recomendam. Casado, 33 anos, rendimento líquido do casal mensal de 7.000€ 1 habitação com empréstimo (avaliada em 200.000€ e com um valor por pagar de 80.000 €) Poupanças de 150.000€ aplicadas maioritariamente em depósitos a prazo de 2%. Ando com ideias de investir parte do dinheiro em imobiliário... talvez um aparamento para alugar, usando apenas parte do capital que tenho (talvez metade) e mantendo o empréstimo actual dado que o spread é de 0,4%. O que me aconselham? Desde já obrigado!
  17. ppr

    Bom dia a todos Possuo um PPR juntamente com a minha mulher. Chegamos à conclusão e é nossa intenção levantar todo esse dinheiro. No entanto e tendo em conta que esse mesmo valor entra para dedução em sede de IRS gostaria de saber quais as penalizações agregadas. Se alguém me conseguir ajudar ou aconselhar, agradeço desde já toda a colaboração!
  18. Boas, Sou novato no mundo de investimentos. Comecei em 2013 com a subscrição de obrigações EDP, FCP e SLB sendo que atualmente apenas tenho obrigações do Grande Sporting. Pretendo aumentar a minha carteira mas estou indeciso sobre se devo apostar em novas obrigações ou optar por outras opções como Certificados do Tesouro Poupança Mais e/ou ETFs que ainda não intendo completamente como funcionam. Sendo que apenas posso investir 2000 euros, O que recomendam? Obrigado
  19. Boa tarde, Gostaria de saber se neste fórum há alguém que queira ou conheça outrem alguém que esteja interessado em investir em imóveis ( habitação e comércio) para rendimento na zona de Braga. Os imóveis em causa situam-se na zona histórica da cidade, a 1 minuto da praça da República. Cumprimentos,
  20. Olá Pessoal do Forum: Gostaria de saber a vossa opinião acerca de dois fundos nos quais estou a pensar investir...o objectivo do investimento é essencialmente a preservação de capital e obtenção de algum rendimento, pelo que suponho eu prefiro que o dinheiro fique investido em fundos com pouca volatilidade....Como tal estava a pensar investir em Fundos Mistos ou de Obrigações convertíveis. Vejam estes fundos MFS Meridian Prudent Wealth A1 USD http://www.morningstar.pt/pt/funds/snapshot/snapshot.aspx?id=F000001K1W Schroder ISF Glbl Convert Bd B USD Acc http://www.morningstar.pt/pt/funds/snapshot/snapshot.aspx?id=F000001GIP Na Vossa opinião e dentro do objectivo de investimento que proponho, em que tipos de fundo devo aplicar? Estes parecem-me bem, mas gostaria que me dessem a vossa opinião se existem algum fundos melhores...O valor a investir seriam aproximadamente 4000 euros Obrigado
  21. A Archer Daniels Midland Company (NYSE:ADM) é uma das maiores empresas agrícolas do mundo. Eles processam uma variedade de produtos alimentares, incluindo sementes oleaginosas, milho, trigo e cacau através de um modelo de negócio integrado espalhado por seis continentes. A ADM do processa produtos incluindo óleos, adoçantes, produtos alimentares, farinha e etanol. O seu modelo de negócio é muito fácil de entender. Estes produtos são essenciais nas nossas vidas. Tal como os dividendos são a alma da independência financeira, os produtos alimentares que a Archer Daniels Midland oferece são vitais para a nossa civilização. Isto faz desta cotada uma das melhores acções de crescimento de dividendos que poderá comprar. A ADM aumentou o seu dividendo durante os últimos 41 anos consecutivos. Poucas empresas têm acumulado um histórico assim. A taxa de crescimento do dividendo nos últimos 10 anos é de 12,7%. Estamos a falar de um payout ratio de 40,1%, o que deixa espaço para aumentar mais o dividendo no futuro. Neste momento o yield é de 3,42%. As métricas de dividendos são bastante sólidas. Métricas do Dividendo da Archer Daniels Midland Company (NYSE:ADM) Anos consecutivos de aumento do dividendo: 41 Média anual de crescimento do dividendo nos últimos 10 anos: 12,70% Rácio de pagamento do dividendo: 40,10% Rendimento actual do dividendo: 3,22% Clique aqui para ver a análise completa: http://frugalistico.com/archer-daniels-midland/
  22. Boa noite. Fui contactada telefonicamente pelo meu gestor de conta, de que os meus assuntos passariam a ser tratados no Centro de Investimento BPI. Alguém pode dizer alguma coisa sobre estes Centros de Investimento? Que propostas fazem ao cliente? Obrigado.
  23. Sou um grande defensor da estratégia de investimento em crescimento de dividendos. Existe alguém que não goste de investir nas melhores empresas do mundo? Empresas que são cada vez mais rentáveis produzindo um excesso de lucro que é distribuído pelos accionistas na forma de dividendos. Assim como os lucros crescem a longo prazo também os dividendos. Isto pode parecer à partida inacreditável para alguns. Como pode uma empresa aumentar o seu dividendo por 30, 40 ou 50 anos consecutivamente? Existem mais de 700 acções com crescimento de dividendos só nos Estados Unidos com pelo menos 5 anos consecutivos de crescimento de dividendos. Parece ser uma tarefa difícil aumentar o dividendo por vários anos consecutivos. Realmente é. É por isso que gosto de investir nesses negócios. Neste momento tenho parte do meu rendimento investido em algumas dessas empresas. No entanto tento procurar duas coisas neste grupo de empresas. Qualidade e uma boa avaliação. Procuro comprar acções de empresas de alta qualidade a um bom preço. Ambos podem ser um pouco subjectivos, mas podemos usar dados objectivos para chegar a uma conclusão razoável em ambos os aspectos. Quando penso num negócio de qualidade, penso num negócio que cresce a um ritmo saudável, que não está afogado em dividas, que tenha uma excelente rentabilidade, que ostente vantagens competitivas significativas, que venda produtos/serviços com procura nos próximos anos, que não enfrente qualquer tipo de obsolescência e que tenha capacidade e disposição para pagar e crescer o dividendo por vários anos consecutivos. Muitas destas características podem ser bem objectivas. Como se pode avaliar uma empresa? O preço da acção representa o quanto você pode pagar por uma parcela da empresa. Mas o valor por outro lado representa o quanto a acção realmente vale. Embora o preço da acção seja extremamente fácil de encontrar, o valor é um pouco mais difícil de determinar. A boa notícia é que os investidores nos dias de hoje têm prontamente disponível uma série de sistemas que são projectados para ajudar a facilitar o processo de avaliação. Existe uma mistura de subjectividade e objectividade neste processo. Um investidor pode tomar decisões com base na vantagem competitiva do outro investidor. Ou uma pessoa pode pensar que uma empresa pode crescer mais rapidamente do que outra ambas olhando para o mesmo stock. No entanto, grande parte do contributo tem um carácter objectivo. Por exemplo, eu uso uma análise do modelo de Gordon quando eu valorizo stocks. No modelo de Gordon usam-se números concretos como próprio dividendo da empresa, olhando também para as taxas de crescimento do dividendo dos anos anteriores para fazer suposições sobre o futuro. O principal motivo pela qual a avaliação é tão importante é porque devemos tentar comprar acções a um preço abaixo do seu valor justo. As razões são simples. Quando compramos um stock de crescimento de dividendos a um preço menor que o seu valor justo estamos a travar uma posição que nos vai dar um rendimento mais elevado. O preço e o rendimento são inversamente correlacionados. Independentemente do crescimento do dividendo, um preço mais baixo é sempre uma mais-valia no bolso do investidor. Enquanto uma empresa anuncia dividendos com base no desempenho do negócio, um preço mais baixo permite comprar mais acções pelo mesmo montante. Comprar a um preço baixo aumenta não só a renda imediata em virtude do rendimento de dividendos mas também o potencial de crescimento do valor do stock a longo prazo. Quanto mais subvalorizado o stock maior é o seu potencial de crescimento. Se uma acção vale $50 mas está a venda por $35, podemos estar perante uma oportunidade sólida. Quanto mais subvalorizada está a acção maior é a margem de segurança e maior é a chance de a acção valorizar agressivamente com um risco reduzido. É simples. Olhando para um stock assumindo que não há mudanças nos fundamentos, um preço mais barato significa um menor risco. É como comprar qualquer outro activo. Ao comprar uma casa a €175.000 que custava €200.000 a semana passada está a reduzir o risco? Claro que sim. Está a arriscar menos €25.000. Com isto em mente, eu estou sempre à procura de acções de crescimento de dividendos de alta qualidade que se encontrem subvalorizadas. E parece que encontrei uma... The Boeing Co. (NYSE:BA) é uma empresa aeroespacial que fabrica aviões comerciais e equipamentos de defesa. Têm também um segmento de financiamento via a Boeing Capital. A Boeing é uma das empresas mais conhecidas do mundo, operando numa industria apenas com dois concorrentes principais (sendo o outro o grupo Airbus SE). Dado a tendência a longo prazo apontar para que a população continue a crescer em tamanho e riqueza, os aviões Boeing vão ter um aumento de procura. Além disso, não existe nenhum substituto provável aos aviões como eles existem hoje em dia. O risco de obsolescência é muito baixo. Como uma empresa de crescimento de dividendos a Boeing está apresenta 5 anos consecutivos de crescimento de dividendos. O seu percurso poderia ser muito mais extenso mas a crise financeira pôs um amortecedor sobre os negócios da Boeing o que levou a empresa a congelar o seu dividendo por alguns anos. Eles não cortaram o dividendo, permitindo aos accionistas recolher um sólido fluxo de caixa durante o período de crise. Compensando o terreno perdido a taxa de crescimento do dividendo dos último 5 anos foi de 16,7%, o que mostra que a empresa está comprometida com o crescimento de dividendos e pretende devolver o dinheiro aos accionistas. Assim que se sentiram confortáveis com o aumento a empresa tem vindo a aumentar o seu dividendo de uma forma agressiva. Eu acredito que isso mostra uma forte vontade de restaurar a sua capacidade de crescimento que ficou congelada por algum tempo. Métricas do Dividendo da The Boeing Co. (NYSE:BA) Anos consecutivos de aumento do dividendo: 5 Média anual de crescimento do dividendo nos últimos 5 anos: 16.70% Rácio de pagamento do dividendo: 58.60% Rendimento actual do dividendo: 3.70% O grande crescimento levou a um rácio de pagamento do dividendo moderadamente alto, 58.60% o que não é preocupante. Se isto fosse uma empresa que vendesse produtos de consumo ou serviços de utilidade pública não arriscaria. Mas como operam numa indústria cíclica o rácio é prudente. O stock está a oferecer um rendimento muito atraente de 3.70%. Substancialmente maior que o mercado, o seu rendimento médio do stock nos últimos 5 anos é de 2.2%. Os investidores que compram hoje estão a beneficiar de um rendimento superior ao que esteve disponível nos últimos 5 anos. A Boeing não é tradicionalmente conhecida por ter um rendimento alto. As métricas deste dividendo são realmente atraentes. Um rendimento próximo de 4% com potencial de crescimento e um rácio de pagamento moderado. A única preocupação aqui é a natureza cíclica do negócio e como pode isso afectar a capacidade da empresa para suportar um elevado dividendo caso uma recessão bata à porta novamente. Mas para avaliarmos o stock precisamos também de saber que tipo de crescimento subjacente esperamos. Isso vai-nos dizer muito sobre a saúde do negócio, a sustentabilidade do dividendo e se o stock pode valer a pena o investimento. Olhar para os últimos 10 anos de actividade parece uma abordagem prudente o que tende a suavizar ventos contrários temporários ou ciclos económicos a curto prazo. A receita da Boeing aumentou de $61,530 mil milhões para $96,114 mil milhões de 2006 para 2015. Isso dá uma taxa composta de crescimento anual de 5,08% Estamos perante uma empresa sólida com bons resultados neste período. O lucro por acção foi de $2.85 a $7.44 no mesmo período. Isto dá um CAGR de 11.25%. A S&P Capital IQ acredita que a Boeing vai continuar com uma taxa de crescimento semelhante ao longo dos próximos 3 anos, prevendo um crescimento de 12% anual no EPS. O que ajudou a materializar a previsão foi a combinação das recompras de acções regulares e um backlog de encomendas de quase 6.000 aeronaves comerciais. A Boeing autorizou a recompra de acções no valor de $14 mil milhões no quarto trimestre do ano fiscal de 2015. Notavelmente possuindo quase 18% da empresa. Um aspecto que determina a qualidade da empresa é o seu balanço. A Boeing não decepciona. A relação divida/capital a longo prazo é de 1,34, enquanto o rácio de cobertura de juros é pouco mais de 27. Estamos perante um negócio de capital intensivo com uma divisão de empréstimos de modo que o balanço é realmente muito limpo. Além disso não houve deterioração acentuada ao longo da última década, o que é bastante tranquilizador, considerando que muitas empresas ao longo da última década não têm sido tão prudentes. As métricas de lucro também estão em terreno sólido. Ao longo dos últimos 5 anos a Boeing têm uma média de margem líquida de 5,41% e um retorno sobre património de 88,35%. É difícil comparar a Boeing por causa do seu modelo de negócio único e da sua indústria. No entanto as métricas juntamente com o retorno sobre o capital investido na casa dos dois dígitos devem atrair a maioria dos investidores. Acho que a Boeing ostenta qualidade em diversas vertentes. No entanto existem alguns riscos a manter em mente. O maior risco é a ciclicidade da indústria. Com a sua exposição a gastos da defesa do estado norte-americano, a Boeing está vulnerável a crises económicas amplas e mudanças negativas nos gastos da defesa dos EUA. Além disso a SEC (Securities Exchange Commission) anunciou recentemente que abriu uma investigação sobre a Boeing para ver se a empresa contabiliza devidamente os custos. Com isto em mente, acho que os investidores devem procurar uma margem bastante sólida de segurança. A Boeing é barata? O P/E está nos 15.83. Está bem abaixo da média do mercado e também abaixo da média da indústria. Está também abaixo da média do P/E da Boeing dos últimos 5 anos de 17,3. Podemos observar uma diferença considerável entre o rendimento de hoje em comparação com o rendimento médio oferecido dos últimos 5 anos. Parece barato. Mas quanto? Qual será o preço justo para estas acções? Eu valorizo as acções usando o Modelo de Gordon com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento de dividendo de 7% a longo prazo. Eu acho que esta taxa de crescimento é bastante conservadora comparando com a taxa de crescimento de dividendos da Boeing. Queremos um valor conservador devido à natureza cíclica do negócio. O Modelo de Gordon dá um valor justo de $155,51 por acção. A razão de usar o Modelo de Gordon na análise é porque uma empresa deve ser igual à soma de todo o fluxo de caixa futuro que ela pode proporcionar. O Modelo de Gordon é uma versão adaptada do Modelo de Análise de Fluxo de Caixa Descontado, pois simplesmente substitui fluxo de caixa e crescimento por dividendos e crescimento de dividendos. E aplica um desconto sobre o futuro em relação aos dias de hoje para ter em conta a desvalorização ao longo do tempo. Um dólar hoje não vale o mesmo do que um dólar amanhã. Acho que é um maneira bastante precisa de avaliar acções de crescimento de dividendos. A menos que a taxa de crescimento a longo prazo da Boeing diminua consideravelmente, as acções parecem estar bastante desvalorizadas neste momento. Mas o que será que alguns profissionais que acompanham este esta empresa pensam sobre isso? A Morningstar utiliza um sistema de 1 a 5 estrelas, em que 1 significa stock substancialmente sobrevalorizado e 5 substancialmente desvalorizado. 3 significa valor mais ou menos justo. A Morningstar classifica a BA com 4, com um calculo de valor justo de $129 por acção. A S&P Capital IQ, outra empresa de análise profissional que avalia stocks num escala de 1 a 5 estrelas, onde 1 significa venda forte, 5 significa compra forte e 3 significa manter. A S&P Capital IQ classifica a Boeing com 4 estrelas (Comprar), com um valor justo de $130,20 por acção. Eu gosto de comparar a minha avaliação com outros analistas para ver se estou fora de linha. Parece que as 3 opiniões são bastantes favoráveis, embora a minha seja a mais favorável. Eu gosto de calcular a média dos 3 o que suaviza os números. A avaliação média é de $138,24 por acção o que indica que o stock está desvalorizado 18% neste momento. Sendo assim abri a minha posição na The Boeing Co. no dia 22 de Fevereiro de 2016 comprando 5 acções a $116.50 por acção. Com base no pagamento de dividendos actual de $1.09 por acção trimestral adiciono com esta compra $21,80 à minha receita anual de dividendos. Conclusão, A Boeing Co. é uma empresa de alta qualidade a operar numa indústria que suporta um duopólio forte. Tem um enorme backlog de encomendas, baixo risco de obsolescência e um rendimento muito atraente o que faz deste stock um grande candidato ao Fundo Liberdade. O possível crescimento de 18% faz com que seja uma óptima opção a longo prazo neste momento. Existem riscos a considerar, mas parece haver uma margem considerável de segurança para contrariar os riscos. Se procura exposição à industria aeroespacial é difícil encontrar melhor candidato. Qual a sua opinião sobre a Boeing? Obrigado pela leitura
  24. A AbbVie Inc é um laboratório farmacêutico global que emergiu após o spin-off da Abbott Laboratories no dia 1 de Janeiro de 2013. O produto chave da AbbVie é o Humira, um FNT (Fator de Necrose Tumoral) biológico injetável utilizado no tratamento de Artrite Reumatoide e condições semelhantes, com vendas de $10,59 mil milhões em 2013, $9,3 mil milhões em 2012 e $7,9 mil milhões em 2011. Estima-se que o Humira é responsável por mais de metade da receita mundial do mercado de medicamentos para o tratamento de artrite reumatoide (AR). Além do tratamento de AR em adultos, o Humira também é aprovado para outros usos, incluindo a artrite idiopática juvenil, psoríase, espondilite anquilosante, colite ulcerativa, espondilartrite axiais e a doença de Crohn. A patente do Humira nos EUA está prevista para expirar no final de 2016, e a patente europeia equivalente está prevista para expirar na maioria dos países da EU em Abril de 2018. Os concorrentes no tratamento de AR incluem o Remicade (comercializado pela Johnson & Johnson), Simponi (Johnson & Johnson) e Enbrel (Pfizer). Analise completa desta empresa do sector farmecêutico: http://frugalistico.com/abbvie-inc-nyse/
  25. Tenho alguma poupança e dada a situação de aparente instabilidade do euro, gostava de fazer um investimento seguro e livre de riscos e que desse algum retorno. Vi este anúncio do Google na vossa página, rendite.tips 12% Suíça, legal, 100% livre de impostos, rentável e seguro: parece bom demais para ser verdade, gostava de saber a vossa opinião de especialistas sobre este investimento. Muito obrigada desde já!