Pesquisar na Comunidade

A apresentar resultados para as etiquetas 'impostos'.



Mais opções de pesquisa

  • Procurar por Etiquetas

    Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
  • Procurar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Finanças
    • Créditos
    • Bancos
    • Seguros
    • Imóveis
    • Incumprimento e Penhoras
    • Poupar dinheiro
    • Investimentos
  • Fiscalidade e Trabalho
    • Impostos
    • Segurança Social
    • Direitos do trabalhador
    • Trabalho por conta própria
    • Heranças
  • Geral
    • Apresentações
    • Diversos
  • Fórum
    • Regras

26 resultados encontrados

  1. Boa tarde, Alguém sabe como funciona em termos de impostos caso tenhamos algum rendimento via Blog? Obrigado!
  2. Bom dia, Alguém me pode ajudar sobre esta dúvida sobre mais-valias, IRS, preenchimento do anexo G, valor da aquisição? 1. Meu pai faleceu em 2005 e deixou de herança uma moradia avaliada na data da herança em 10.000€ 2. Os seus herdeiros são 3, 3. Em 2015 foi construído uma fração autónoma sobre a moradia existente e pedido a certificação para propriedade horizontal com duas frações, 4. Em 2015 a fração A foi avaliada pelas finanças em 30.000€ e a fração B em 36.000€, onde passou a haver um novo artigo para cada uma das frações… 5. Em 2016 houve uma partilha da fração B, em que eu adquiri 1/3 de cada um dos outro herdeiros, ficando como proprietário da fração B, ficando a fração A em nome da herança… Como preencher o anexo G do IRS por parte da minha mãe, (a data e o valor da aquisição), se à data da herança, a fração B não existia? Minha mãe deve considerar a data e o valor da aquisição o valor da primeira avaliação das finanças à fração B, neste caso seria 1/3 dos 36.0000€ que é 12.000€?
  3. Bom dia a todos, Vou começar a investir agora mas tenho as seguintes questões que gostaria de esclarecer (espero que não sejam demasiadas!): - Devo investir em varias corretoras ao mesmo tempo para diminuir o risco, mesmo que eventualmente pague no final comissões maiores? Até que ponto devo investir através de uma corretora como a Degiro se estivermos a falar de um investimento a longo prazo (20,30 anos)? - Porque é que o pessoal usa corretoras que estão presentes em Portugal e não outras corretoras como a TD Ameritrade? As comissões que são praticadas em Portugal por corretoras locais são as mesmas que são praticadas nos outros países da União Europeia? - A dupla tributação apenas se refere a dividendos? E se vendermos acções ou bonds por um preço superior àquele que nós comprámos? - Aparte dos 30% de impostos (ou 15% se assinarmos o W8/9-BEN form) ficam retidos nos Estados Unidos sempre que recebemos dividendos, também pagamos 28% de impostos aqui em Portugal? Que outro tipo de investimentos posso fazer para evitar a dupla tributação? - Nos EUA, paga-se um diferente valor dos impostos no capital gain se a venda dos stocks é feita após 1 ano, 5 anos ou mais. O mesmo acontece em Portugal ou noutro país na Uniao Europeia? - Qual é o melhor investimento para um prazo de 1-2 anos para um português, já tendo em conta possíveis impostos? E caso queira que esse investimento tenha uma liquidity praticamente instantânea. Serão os certificados de aforro a melhor opção disponível? Ou será que devo optar por uma via alternativa como P2P Lending - Twino, Minto, Bondora, etc.? - É possível abrir uma conta em que só pago impostos no capital gain quando levanto o respectivo montante - como as contas IRA ou Roth IRA que existem nos EUA?
  4. Bom dia, pretendia dar uma formação remunerada por participante (a titulo individual), a que tipo de imposto estou sujeito? O que terei de declarar? Obrigado
  5. Boa noite, Eu gostaria de fazer algumas questões relacionadas com os rendimentos que obtenho através da venda de espaço publicitário e conteúdo exclusivo no meu site. Dirigi-me às finanças para perguntar qual a melhor maneira de declarar estes rendimentos, e informaram-me que deveria iniciar actividade como empresária em nome individual. Até ai tudo bem, o problema foi quando a conversa foi para o IVA. Como o meu site está em inglês e a maioria dos meus clientes é Americano, informaram-me que não seria necessário cobrar IVA pela venda de conteúdo exclusivo. No entanto posso pedir reembolso de IVA pela compra de material para o site. O meu saldo de IVA será assim sempre positivo e a meu favor, o que implica que o estado vai ter que me reembolsar. Isto é mesmo assim? No que diz respeito ao espaço publicitário, uma das empresas é a Google Ireland e a outra é uma empresa Americana. No caso da Google terei que entregar uma declaração trimestral recapitulativa com auto-liquidação de IVA e, no caso da empresa Americana, terei que passar um recibo também isento de IVA e juntar aos outros recibos dos restantes clientes na declaração periódica de IVA. O que é que acham? Isto está correto?
  6. Boas É o seguinte: trabalhei (trabalho) em Portugal e em França desde o início do ano até ao fim deste mês (mas com os descontos em Portugal, por isso é o mesmo que tenha trabalhado em Portugal de Janeiro até Outubro). Agora estou em negociações e em princípio vou mudar-me para França (habitação e descontos franceses) já a começar em Novembro. A minha dúvida é saber como se trata dos impostos (irs). Estes dois meses (novembro e dezembro) entram no irs português? Ou, em Março, quando preencher o irs apenas contabilizo os vencimentos recebidos de Janeiro a Outubro? Terei de fazer algo na segurança social para ser considerado não residente em Portugal? Obrigado
  7. Bom dia,O meu pai tem uma empresa cuja única atividade no momento é arrendar um imóvel que possui. O Imóvel tem várias partes e estão quase todas arrendadas. Eu tenho dois irmãos, ambos professores.O meu pai quer começar a "arrumar a casa" e distribuir os bens pelos filhos.Como lidar com o imóvel que é da empresa? Deve ser dividido e doados aos filhos? Ou deve doar a empresa e consequentemente os bens da empresa? Se for esse o caso, há alguma incompatibilidade por dois dos futuros donos da empresa serem funcionários públicos?Por último, e independentemente da forma de doar os bens, como fazer para o meu pai ter parte do rendimento após a transmissão durante o resto da sua vida?Obrigado,
  8. Já obtive as informações a titulo pessoal, podem fechar o tópico.
  9. Tenho uma dúvida estou a ponderar abrir empresa e conta bancária nos USA, estando eu a residir em Portugal, tenho que ainda assim prestar contas ao meu país Portugal? Porque eu trabalho online para fora e pretendia ter mais beneficios fiscais, só não sei é se mesmo assim terei que descontar para o estado português ou quais as minhas obrigações para com Portugal caso faça isto. Obrigado
  10. Olá a todos espero que consigam ajudar amanha tenho reuniao final para decidir tudo com o CEO e nao sei bem o que fazer. Eu em setembro 2014 fui trabalhar para espanha e fiz o cartao de residente de la, em janeiro 2015 parei de la trabalhar e deixei o quarto alugadosem contrato e fui indo e vindo. portanto nem sei se sou residente oficial de portugal ou de la porque ca nao mudei nada, nas financasa minha residencia fiscal é portuguesa. estarao as duas activas? pelo que me disseram la so preciso de fazer irs se atingir 20 mil euros. ca ja nao aco ha 2 anos porque nao tenho ca rendimentos. sera que esta tudo ok? Agora vou na 3f para a suiça para comecar novo emprego mas eles disseram que depois posso trabalhar onde eu quiser, posso estar em portugal se quiser. pelo que li posso trabalhar com um contrato suiço em portugal so nao sei onde sao os descontos feitos? Parece que compensa registar me la normalmente e adquirir o permit B de residencia e paga seguro saude 400 euros mensais porque mesmo assim os impostos retirados ao salario sao menores que os de ca? se me registar la tenho de avisar ca? ja trabalhei varias vezes fora e nunca avisei ca nada...ha algum problema? foram sempre coisas rapidas por contra de outrem mas tipo so 3 meses acho que oferecream a possibilidade d trabalhar a partir d portugal para me oferecerem um salario menor e isso nao me interessa, mas poder estar a trabalhar remotamente de qq lado interessa mas a suiça requer que de 3 em 3 meses la va e mantenha uma morada alguem sabe mais sobre isto? um abraço e por favor deem me uma ajuda!
  11. Boa tarde, A minha situação é a seguinte: - Trabalho online e recebo através dos Estados Unidos e da Alemanha (num banco em Portugal). - Estou fora de Portugal mais de 183 dias por ano em viagens mas não tenho residência fixa em nenhum desses países. - Nao pago impostos em nenhum país estrangeiro. - Nao tenho nenhuma residência em meu nome em Portugal. A minha morada "oficial" em Portugal é a morada dos meus pais. Tenho que pagar impostos em Portugal?
  12. Exmos senhores, sou trabalhador dependente e exercço em part-time actividade independente que está devidamente declarada como é óbvio. Recebi no inicio deste mês nota de liquidação para pagamento por conta (algo que nunca tinha recebido) sob a quantia de 159 euros para liquidar até ao dia 30. Sei que pouco tem a ver... inicialmente ainda julguei que fosse o IRS que entreguei no devido prazo com tudo declarado onde irei ser reembolsado (ainda está em aprovação...) cerca de 320 euros. Se puderem ajudar sobre este imposto fórmula de cálculo e periodocidade. Não tenho agora acesso ao documento mas julgo que é referido que existe forma de contestar o pagamento... Se puderem esclarecer e informar sobre formas de agir fico agradecido. Cumprimentos
  13. Olá a todos, Sou novo aqui no fórum e não sei bem se aqui é o local mais indicado para colocar as minhas dúvidas, mas aqui vai. Nunca investi em ações, nem em quaisquer produtos bancários, mas queria a partir do próximo ano começar a investir através da corretora Degiro.pt em ações (com dividendos) e REITs. Não estou muito interessado em ETFs porque me parecem um pouco instáveis e estou mais à vontade para investir em ações e REITs. As minhas dúvidas prendem-se com a fiscalidade e a declaração de IRS. Nunca fiz nenhum declaração de IRS, por ter somente 18 anos e nunca ter trabalhado. Li no site da CGD que não teria que declarar os dividendos (http://saldopositivo.cgd.pt/como-declarar-os-investimentos-irs/2/). Os anexos de IRS que vi na internet parecem-me muito confusos e as cores até fazem mal aos olhos. Acho que é por isso que muita gente que conheço coloca o IRS online ou manda alguém colocar, mas mesmo aí é por vezes confuso. O que é terei que declarar e quais os impostos que terei de pagar, tendo em conta que investirei na Europa, em Hong Kong, Estados Unidos e talvez em Portugal? Investirei em ações com dividendos (VZ, T, por exemplo) e em REITs. Por exemplo li que em Hong Kong não existe imposto sobre dividendos, mas terei de pagar 28% de imposto em Portugal, mas depois li que a Degiro desconta automaticamente o imposto (retenção em fonte) e por isso não terei que declarar no IRS. É verdade? Como é que posso evitar a dupla-tributação? Como é que funciona o reinvestimento dos dividendos em ações? Terei de contactar empresa a empresa, ou a Degiro tem uma opção que possa escolher? Obrigado a todos. Sei que são muita dúvidas, mas também tenho muito tempo para as tirar e para adquirir conhecimentos (já sei os riscos que corro ao investir e como funciona os investimentos; só a fiscalidade é que ainda me é ligeiramente estranha), pois só para o próximo ano é que começarei a investir.
  14. Boa noite Quando as apostas online estava na fase de legalização foi dito algumas vezes que o apostador não iria pagar impostos sobre os lucros, mas agora que as apostas online já estao legalizadas na pagina da betclic nos termos e condições vem a dizer isto : 10. Impostos 10.1. É da sua responsabilidade efectuar o pagamento de todos os impostos e taxas aplicáveis aos seus ganhos e outros montantes que lhe possam ser, eventualmente, pagos. A minha duvida e: sera que temos de pagar algum imposto se tivermos lucro nas apostas, ou se temos de declarar na declaração de irs os lucros que possamos vir a ter ? Contactei as finanças para saber e disseram me que não sabiam e nem sequer faziam ideia de como isso iria ser , o que achei estranho Muito obrigado Cumprimentos Gonçalves
  15. Bom dia. Na declaração modelo 3 do IRS onde foram contempladas as facturas inseridas no e-factura, tipo as de restauração, cabeleireiros, manutenção de automóveis, etc? Obrigado.
  16. Sou trabalhador independente no regime simplificado e estou enquadrado no IVA normal trimestral, exercendo a actividade de consultor. Pela primeira vez tenho de submeter a declaração periódica de IVA pelo que não tenho bem a certeza se estou a preencher tudo correctamente. Neste periodo tenho a apresentar 1 recibo de prestação de serviços de 1500€. Tenho ainda despesas da actividade profissional que creio ter o direito a deduzir. Estas despesas são em ferramentas essenciais ao meu trabalho mas não são incorporadas no trabalho q entrego ao cliente (que é consultoria: basicamente aconselhamento de marketing, redes sociais, etc) As despesas são: a) Ecrã para portátil b ) router c) estante, cadeira, candeeiro de mesa A minha dúvida é exactamente quais os campos q devo preencher no formulário do IVA. Estas despesas enquadram-se no Imobilizado (campo 20) ou Outros bens e serviços (24) ou Existências (21,22,23) ? Obrigado
  17. Boa noite, Alguém me sabe dizer como funcionam as vendas por catálogos, por exemplo Yves rocher, avon, tupperware em termos de legalidade? Quais os impostos que são devidos, como proceder ao pagamento dos mesmos, é necessário colectar nas finanças e de que modo? Ou simplesmente os impostos são pagos pela empresa e os "vendedores" não têm de declarar nada? Agradeço desde já a ajuda.
  18. Bom dia, pretendia lecionar uma formação de um dia, paga por pessoa. Uma vez que existe rendimento, como poderei proceder para regularização de impostos? Obrigado
  19. Boa noite, Gostava de saber se pela venda de produtos por catálogo(ex. Oriflame, Yves Rocher, etc.) é necessário colectar nas finanças e que impostos serão, se for caso disso, devidos ao estado. Obrigado pela ajuda
  20. Boa tarde, Pretendo criar uma loja online de venda de calçado, roupa e acessórios, numa fase inicial não irei trabalhar com stock sendo que terei fornecedores que irão enviar diretamente os produtos comprados na minha loja virtual ao consumidor final, grande parte desses fornecedores estão nos Estados Unidos da América e alguns na Comunidade Europeia, os clientes alvo podem estar nos Estados Unidos ou na Europa. A minha questão é: Em termos de impostos como é que um negócio com estes contornos se posiciona de forma a que não seja duplamente tributado, mas também não fique em posição de incumprimento por desconhecimento das regras. Agradeço antecipadamente a ajuda neste assunto. João Matos
  21. Boa tarde caros foristas, tenho uma dúvida: Tenho um terreno que vai ser vendido ao preço de X. Que impostos terei de pagar sobre os X eur que vou receber? Só IRS? Obrigado, Cumprimentos
  22. Boa tarde. Se alguem quiser doar um imovel terá que pagar o imposto sobre o valor patrimonial, não me lembro como se chama o imposto, tal como se for vendido por valor abaixo do valor patrimonial. Mas a minha duvida é a seguinte: se o imovel for dado a uma Misericordia, tipo Lar da Misericordia, tambem tem que pagar o tal imposto? Obrigado
  23. Olá Gostaria de saber qual o artigo do código do IRS, que indique como é feito o apuramento das mais valias na venda de imoveis, sem qualquer ambiguidade. Em termos simples: Caso compre (e escriture) por 40000€ um imóvel com VPT de 60000€ e o venda no mesmo ano por 60000€, são as mais valias: 1) 60000 - 40000 = 20000€ ou 2) 60000 - 60000 = 0€ ? Infelizmente já obtive informações em sentido contrário por diferentes pessoas nas finanças e não consigo aferir qual a verdadeira. Adicionalmente, pelo facto de ser residente fiscal no estrangeiro, o imposto incide sobre 50% das mais valias, ou sou tributado a 28% no total das mais valias? E posso continuar a fazer as deduções normais, tais como IMT, e obras de melhoramento que faça? Esta habitação é evidentemente secundária, visto ser eu residente fiscal no estrangeiro. Obrigado
  24. Vou comprar este ano ( escritura a efectuar até 31 de DEZ) um imóvel para habitação permanente no valor de 100 que vou pagar a pronto pagamento usando poupanças antigas. Para repor parte das poupanças, pretendo vender o imóvel onde resido por 80 o qual foi adquirido por 50 em 2005 e está avaliado (para efeitos de imi) em 50. A venda deste imóvel poderá ocorrer depois da compra do novo, eventualmente em 2016. Sei que as mais valias da venda da antiga podem ser isentas até 24 mês antes da compra da nova mas não sei como isso se traduz na declaração de IRS do próximo ano. Caso1) Se conseguir vender e comprar tudo no mesmo ano: preencho o anexo G para 2015 e está feito. ( é mesmo assim?) Caso 2) Se só vender a antiga por exemplo em Janeiro 2016:tenho de declarar no Anexo G de 2015 ou no de 2016? Caso 3) e se for depois, por exemplo em Novembro. Já declaro só em 2016? Em resumo: posso fazer isso tudo via declaração ou devo antes ir a uma repartição de finanças para fazer o acerto? Obgd pelas vossa opiniões
  25. Bom dia. A AT tem acesso a contas bancárias e por esse motivo unicamente não atribuir isenção de taxas moderadoras? Todos os pressupostos de um familiar estão cumpridos e no serviço de finanças invocaram este ponto com nega, é possível? Obrigado.