Leaderboard


Conteúdo Popular

A apresentar conteúdo com maior reputação desde 18-09-2017 em todas as áreas

  1. 4 points
    Ambos têm sido bons fundos. Para isso uma simples visualização do gráfico e dados de rentabilidade chegam. Mas como se falou do NN, e da sua má performance, até face à categoria, fui pesquisar o que tinha acontecido no passado sempre que isso tinha acontecido. A má performance do NN, quer em termos absolutos (drawdown) quer em termos relativos (face ao FCI por exemplo) estão dentro da normalidade. Das duas vezes que isto aconteceu no passado, e chegou a estes níveis, os 12 meses seguintes foram melhores para o NN do que para a categoria. Não quer dizer que não desça, mas há uma certa probabilidade de ter um sobre performance em relação ao FCI. Resumindo, se eu estivesse a fazer uma carteira nova uma possibilidade seria comprar o NN e não para o FCI. O Rácio quer apenas dizer que o NN está 'barato' em relação ao 'FCI' em termos de valor históricos. Atenção que isto é sempre uma análise ao passado, pode não se repetir e tem apenas valor educativo, não é uma recomendação de compra do NN, embora quem já o tem em carteira não tem ainda razões objectivas para o vender. Aliás, eu próprio reforcei o FCI este verão portanto levem o que estou a dizer com uma perspectiva educativa e de potencialmente ajudar alguém a perceber se o comportamento do NN é 'normal', não mais do que isso. Resumindo, por enquanto ainda nada de anormal se passou com a performance do NN e até é provável que tenha melhor performance que a categoria nos próximos 12 meses.
  2. 4 points
    O SP500 fechou hoje num máximo histórico de 2500 pontos (+11.68% YTD). Celebremos!... Oh wait... USD/EUR -11.94% YTD Bolas!
  3. 4 points
    No título do tópico colocaste " Poupar em Alimentação " .. A questão da poupança não reside tanto nas compras do supermercado em si, tens é que pesquisar na Internet / Livros receitas boas / saudáveis / saborosas que aguentem alguns dias no frigorífico e de preferência "Low-Cost", há sites / foruns disso "à pazada" .. fazer a lista previamente e depois o resultado é poupança no supermercado Há sites que te dizem o custo por ingredientes, no exemplo que dei em cima das almôndegas de feijão preto com molho de tomate basicamente o custo é de 0.40€ lata de tomate pelado + 0.80€ da lata de ~830g de feijão preto, soma-lhe uns cêntimos do sal+pimenta+noz moscada+coentros+salsa+farinha, depois fazes Cous-Cous / Massa / Arroz, soma-lhe a água e gás/eletricidade e basicamente tens para aí 4 refeições ( 5 almôndegas / refeição ) por 2.5€ - 3€ ... ou seja, em praticamente 1 semana almoçaste por nem 1€ / refeição .. O feijão preto é muito nutritivo, tem mais proteína por Kg que um bife de vaca por exemplo .. e não tem gorduras/hormonas etc ( atenção, não sou vegetariano, adoro uma boa picanha por exemplo eh eh ) Eu quando trago almoço para o work ( podia comer fora, mas faço-o porque gosto de cozinhar e ao mesmo tempo poupo € ) tento sempre fazer as tais refeições que aguentem vários dias .. se pesquisares no YouTube ( "5-day prep meal", "week meal prep" ) vais encontrar dezenas de ideias .. tudo saudável, variado e low-cost .. só não poupa na alimentação sem descurar a saúde quem não quiser ..
  4. 4 points
    É uma carteira "clássica" de 70% de acções + 30% de obrigações. A tua escolha dos ETF parece-me correcta. Para pensares no assunto sugiro, como alternativa ao MTX, o MTC Lyxor EUROMTS 5-7Y Investment Grade (DR) UCITS (EUR). O MTC, segundo o Morningstar tem uma maturidade efectiva (Effective Maturity) de 5,70 anos. Segundo o William J Bernstein, no livro "The Four Pillars of Investing" é a maturidade ideal (5 anos), pois é a que tem a melhor relação retorno / risco. No caso de subida de juros (que faz baixar o valor das obrigações), a recuperação do valor das obrigações faz-se sem perdas para o investidor de longo prazo. Citando o Bernstein: "To be considered riskless, their maturity [bonds] should be less than 5 years, so that their value is not unduly affected by inflation and interest rates" Infelizmente o Morningstar não tem a maturidade efectiva para o MTX, mas penso que deve ser inferior à do MTC. O risco da tua carteira, de acordo com o artigo "Risk Tolerance" da bogleheads é de 30%. Analiza a tabela que está em "5. Notes". Sugeria ainda que fizesses uma simulação histórica, para te dar uma ideia do comportamente dessa carteira no passado.
  5. 3 points
    Parece que estamos a discutir uma "não questão". Isto é muito simples: Quem começar a poupar mais cedo tem os juros compostos a seu favor e a taxa de poupança nos primeiros anos irá fazer toda a diferença. Os objetivos devem ser definidos inicialmente (quando se pretende começar a poupar a sério). Não estou a falar de poupar para comprar um carro, ir de férias férias ou adquirir outro bem. Quem pretende investir sabe que tem de poupar o máximo que conseguir pois isso será ainda mais benéfico, para a bola de neve rolar ainda mais rápido. Quem não pretende investir e só quiser comprar um bem ou ir de férias reduz a taxa de poupança e "aproveita" a vida. Como em tudo na vida, cada um escolhe o caminho. Eu não vou pelo mais fácil, ou seja, prefiro dar 2/3 passos atrás... Portanto Minimal faz o que bem entenderes mas não discutas as taxas de poupança e a tua com economia, porque antes da economia estamos nós.
  6. 3 points
    FCI vs NN_F&B FCI = Fidelity Global Cnsmr Inds A-Dis-EUR LU0114721508 NN_F&B = NN (L) Food & Beverages X Cap EUR LU0332193779 Fiz uma pequena análise entre o Fidelity Consumer Industries e o NN Food & Beverages, sendo que este último tem sido aqui falado por ter uma má performance recente (-4.8% YTD). Por outro lado o Fidelity está com +6.57% YTD. São fundos do mesmo sector, sendo que têm uma correlação de 0.81. Façam as vossa próprias conclusões. De notar que é a terceira vez que há um diferencial tão grande (em termos relativos) entre os fundos desde 2010 (período de 'nascimento' do NN_F&B ). Para gráficos interactivos e código python: https://nbviewer.jupyter.org/github/LuisSousaSilva/Articles-and-studies/blob/master/FCI vs NN_F%26B.ipynb
  7. 3 points
    Discussão muito interessante. Cá em casa, mais por uma questão de saúde, temos vindo a substituir a carne e peixe de pratos principais por leguminosas (feijão, grão, lentilhas) secas cozidas em casa e ovos. A sopa está também sempre presente. Estamos a comer peixes de mar com reduzido teor de mercúrio 3 a 4 vezes por semana e frango do campo 1 vez por semana. Evitamos tudo o que tenha açúcar adicionado (com a exceção de chocolate 70%+ cacau), que seja processado / pré-cozinhado / fumado / salgado / etc ou contenha aditivos. Como "doce" optamos por fruta, o referido chocolate negro e frutos secos. Estamos a gastar uma média de 150€/mês em supermercado, incluindo produtos não-alimentares (detergentes, etc). Produtos alimentares é tudo marca branca, os outros nem tudo. Quase tudo comprado em promoção e com os -3% do Cetelem Black. Mais importante, sentimo-nos muito bem, com mais energia. Claro que além da alimentação há também outros fatores, como uma caminhada diária, muita água e evitar stress, mas isso já é demasiado offtopic.
  8. 3 points
    Eu tento (embora nem sempre consiga) nunca comprar por necessidade. Isto é, tento manter a despensa com um stock controlado por forma a não ter que comprar porque acabou algo. Tendo isso em mente, quando vou fazer compras de frutas e vegetais, vejo o que posso comprar por estar em bom preço. Tendo espaço para armazenar, consegues fazer bons negócios. Eis alguns exemplos: - Fraldas - Estou a deixar esta fase mas o objectivo era ter fraldas suficientes até apanhar outra promoção. - Detergentes - Se o preço é "optimo" e tens espaço para armazenar, leva até à próxima promoção - Congelados - Se tiver espaço, aproveita! No início, pode abanar um pouco o orçamento (despesa superior ao previsto mas compensa a prazo) Isto tudo tem que ser complementado por outra regra fundamental que é não estragar comida. Ordenar bem os prazos de validade e condicionar bem os produtos. Se não for eu a controlar, sei que vai haver desperdicio. Boas poupanças
  9. 3 points
    Se queres mesmo poupar drasticamente é estabelecer (e respeitar) a regra de não comprar nenhum alimento que custe mais do que 2 euros por kilo.
  10. 3 points
    250€ para 2 pessoas acho que é muito, ainda por cima se compram marcas brancas ... Pratos económicos, bons, saudáveis e que dão para várias refeições há imensos exemplos ... estufados ... caril ... bolonhesa / almôndegas / lasanha ( confeccionadas ) ... para quem gosta de vegetariano dá para fazer almôndegas / hamburgers de feijão preto ou grão de bico ... Podes fazer 1 panela de pressão de 5-7 litros com sopa, usando 1 couve-flor média, 2 batatas pequenas, cenoura, cebola, alho-francês para a base e depois adicionas os ingredientes que quiseres ( feijão verde, espinafres, ervilhas, coentros, cenoura etc etc ) .. e tens sopa para 1 semana inteira ( com essa base aguenta bem no frigorífico, falo por experiência própria ) por " tuta-e-meia" ...
  11. 3 points
    Retirado do DL 372/2007: 2 — Na categoria das PME, uma pequena empresa é definida como uma empresa que emprega menos de 50 pessoas e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não excede 10 milhões de euros. 3 — Na categoria das PME, uma micro empresa é definida como uma empresa que emprega menos de 10 pessoas e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não excede 2 milhões de euros.
  12. 2 points
    Se juntaste capital que te permite concretizar ambições, então força. Também já viajei bastante e não me arrependo das viagens que fiz. O meu ponto anterior é sobre pensar-se que o lazer só se consegue com atividades pagas. Fazer uma ou duas viagens anuais, havendo capital próprio para isso, parece-me perfeitamente natural. Mas durante o resto do ano pode-se complementar com atividades locais ou regionais, e aí pode já haver alguma oferta gratuita ou de baixo custo. O dinheiro possibilita muito lazer, mas nem todo o lazer requer dinheiro. Além das necessidades financeiras concretas, penso que se deve em grande parte a falta de disciplina. Pessoas que conseguiam viver com uma redução de x% no vencimento mensal e ainda fazer frente às necessidades, mas não são capazes de poupar esses x% ("fingir que ele não chegou") e viver com o restante. A poupança é um conceito relativamente abstrato. Quem a faz não vê no curto/médio prazo qualquer benefício concreto. Por outro lado, usar capital acumulado numas férias é uma vantagem imediata e concreta. Logo muito mais apelativo. São opções pessoais. Só não venham com a conversa de que só quem gasta abundantemente em lazer "vive a vida". Para mim "vive-se a vida" quando se disfruta da vida que se tem, seja ela como for. Uns precisarão de mais capital para isso do que outros.
  13. 2 points
    É só comparar as condições de vida da maioria da população existentes antes e após o aparecimento dos porcos capitalistas, para se concluir que é muito preferível a sua ação especulativa que a ação benfeitora dos porcos aristocráticos, dos porcos religiosos ou dos porcos comunistas quando estes reinavam.
  14. 2 points
    Poupo cerca de 35%-40% do rendimento familiar anual; gostaria que fosse mais, mas é uma familia de 4 pessoas, sendo que a "sócia" não têm a mesma perspectiva frugalista que eu. Se fosse apenas eu poderia facilmente poupar 70 a 80%, do meu rendimento. É assunto que não me importa para nada. Cada um que se desenrasque. Não percebo a tua preocupação em sintonizar as tuas decisões individuais/estilo de vida com o que os outros fazem ou deixam de fazer...em vez disso analisa se a tua taxa de poupança te satisfaz (te permite viver com a qualidade de vida suficiente para ti bem como se te possibilita a concretização dos teus objectivos futuros) e em função disso baixa, mantêm ou sobe a mesma em conformidade com a tua situação individual.
  15. 2 points
    Voltando a este tópico após 3 meses e meio. Verifica-se que a NVDA é uma empresa brutal e com enorme potencial. Quem aproveitou a altura em que falei dela aqui está com +20%. A SNAP rendeu bem ao ser shortada. É verdade que não gosto da empresa e vejo-a como um enorme hype. Atenção que neste momento está a inverter. No entanto se o mercado tiver dias de quedas acentuadas, não vão perdoar esta. CTTs depois do enorme dividendo que distribuiu tem vindo a perder gás. No entanto está numa zona de suporte e como tal merece uma entrada. Stop presente. Atenção à Sonae Sgps está numa zona importantíssima. Mota-Engil veremos se com a saída de Portugal do rating lixo, não teremos novamente aquelas subidas a todo o gás. Espera-se que a ME entre no patamar 3-3.5 eur. Estou longo desde Março deste ano. Se alguém quiser discutir outras accões. Tenho mais em carteira mas só fará sentido falar delas se houver interesse xD
  16. 2 points
    3 filhas pequenas (todas menores de 10 anos) e com alguns desafios. Uma intolerante à lactose e outra com intolerante ao leite de vaca e glutém, Uma dica que julgo que ainda não foi referida é analisar cuidadosamente o preço por quantidade (ou preço por unidade de medida). Regra geral, uma embalagem de 5kg (ou litros) costuma ser mais barata que 5 x 1kg (ou litro) mas nem sempre é assim. É mesmo necessário fazer as contas. O cozinheiro/cozinheira faz toda a diferença no preço da refeição. Vejamos este exemplo (não sou nutriocionista pelo que critiquem as quantidades). Refeição de bifes para 5 adultos = 5 x 200g = 1kg. Mesma carne mas em modo "jardineira" (ou similar com cogumelos e vegetais), dá para fazer a mesma refeição com 750g de carne. Não esquecer que os restos são comida e dá para o almoço no dia seguinte no trabalho ou para o jantar seguinte.
  17. 2 points
    Para um acompanhamento mais saudável, deixar flocos de aveia em água durante a noite no frigorífico e de manhã triturar. É o chamado leite de aveia. Não há qualquer razão nutricional para adultos consumirem leite. Como já foi dito, obtém-se bem mais cálcio de fontes vegetais como os bróculos. Quanto a boas gorduras, as melhores estão em nozes, azeite, abacate, amendoíns, amêndoas, peixes gordos, etc. Além disso, tem lactose que é essencialmente açúcar e à qual há cada vez mais pessoas intolerantes. Deixei de beber leite há cerca de um ano e agora quando experimento (por curiosidade) acho-o enjoativo, o que me parece um claro indicador...
  18. 2 points
    Em Lisboa as frutarias que conheço podem ter fruta "melhor" (maior, mais bonita), mas não mais barata. Suponho que se estão a tornar um negócio "gourmet", mais caras que no resto do país. Por outro lado, as cadeias de supermercado praticam o mesmo preço em todo o lado. Não me surpreende por isso que noutras zonas do país a situação se inverta. Como só compro fruta em promoção no super, nem me vale a pena passar nas frutarias. No super posso acumular com promoções gerais (exs: "5€ em 20€" do Continente ou "-20% em frutas e legumes" do Minipreço) e pagar com cartão obtendo cashback (-3%).
  19. 2 points
    http://tremoceiramferreirabastos.pt/pt
  20. 2 points
    Eu normalmente sempre que vou comer a um restaurante nunca fico " wow valeu mesmo o dinheiro " .. o rácio preço / qualidade / quantidade por norma é "normal" mas não me parece justificativo de andar constantemente a ir comer ao(s) restaurante(s) ... Por exemplo, eu gosto de tipos de cozinha muito variadas, desde portuguesa, espanhola, asiática / japonesa, italiana ( cozinho disso tudo ) e de vez em quando, quando vou a um nepalês / indiano e vem a conta fico naquela : " Epá, fazia isto em casa, por muito menos €€€€, mais quantidade e com a garantia de que sei que os ingredientes utilizados são bons e não duvidosos " A única coisa que há muito tempo deixei de fazer porque cheguei à conclusão que não valia o esforço e o €€€ é fazer sushi em casa, demorava 2 horas para fazer uma quantidade decente e fora o custo dos ingredientes e o trabalho em si ... desde há alguns anos que se encomenda Take-Away em muito japonês com bastante quantidade e qualidade por um preço relativamente "justo" .. claro que não é para andar a comer todas as semanas O congelar não é necessariamente mau, eu congelo bastante carne e está sempre impecável quando a cozinho Outra ideia que fiz hoje: omelete ( 3 ovos M ) com cebola, coentros, pedaços de tomate e salada com 1 tomate a acompanhar ..foi quê .. 1.5€ em ingredientes o jantar .. ? lol Há tanta coisa que se pode fazer por peanuts ... compras 1 frasco de molho Pesto verde / vermelho no Pingo Doce ( acho que é 1.25€ ), 1 embalagem de 120g de queijo parmesão ralado ( ~1.5€ ), 1 embalagem de 70g de salmão fumado ( ~2.5€ ), 1 embalagem de 400-500g de bifes frango ( ~2.5€ ), 1 frasco de azeitonas verde descoraçadas ( ~1€ ), 1 embalagem de arroz ( ~1€ ) e podes fazer para aí 6-8 refeições ( tu e a outra pessoa em casa ) com isso tudo .... fusili com pesto + pedaços de frango grelhado + parmesão .... outra de salmão fumado com esparguete + pesto + parmesão .. arroz branco com frango com pesto + parmesão .... somas tudo e tens 6-8 refeições a 1.2€ - 1.5€ por refeição .... ( sem contabilizar o gás e água ) Epá isto parece muito picuinhas chegar a este ponto de detalhe, mas o que é facto é que assim come-se bem ( não é preciso ser salsichas e outras coisas processadas que sao menos saudáveis ) e não se gasta quase nada .. e se for bem confeccionado toda a gente vai ficar satisfeita/ saciada ..
  21. 2 points
    Seguindo o conselho de pfonseca sobre a maturidade ideal das obrigações, fiz uma pesquisa no justetf dos fundos disponíveis com as seguintes características: 1. Fundos de obrigações governamentais da zona euro. 2. Fundos com maturidade a 5-7 anos e a 7-10. 3. Fundos de replicação física (full ou sampling) 4. Fundos que acumulam dividendos. 5. Fundos com mais de 100 milhões de ativos. O resultado: Olhando para a consistência do fundo e a volatilidade parece que a melhor escolha é mesmo o MTC - Lyxor EuroMTS 5-7Y Investment Grade (DR) UCITS ETF C-EUR.
  22. 2 points
    Desde essa publicação do Salvador até aogra chegou-se a algumas conclusões. Em primeiro lugar, para quem investe a partir de Portugal, escolher ETFs que acumulam dividendos é mais eficiente a nível fiscal do que ETFs que pagam dividendos periodicamente (como são esses que o Salvador sugeriu). Se na altura não havia grande oferta, hoje em dia já é praticamente possível replicar 1:1 uma carteira desse tipo só com ETFs de acumulação. Pode ver mais em detalhe neste post que escrevi há coisa de 3 anos: http://www.forumfinancas.pt/topic/5360-etfs-exchange-traded-funds/?page=27#comment-83552 Com outras alternativas que foram surgindo, uma tradução possível seria a seguinte: TLT -> US10 - Lyxor UCITS ETF iBoxx $ Treasuries 10Y DR ITE -> CBU7 - iShares $ Treasury Bond 3-7yr UCITS ETF (Acc) GLD não paga dividendos logo é indiferente, mas o IAU é a mesma coisa e tem menos custos de gestão logo acho preferível DBC não paga dividendos, logo está OK. VNQ/VNQI -> XGLR - db x-trackers FTSE EPRA/NAREIT Global Real Estate UCITS ETF 1C VBR -> SXRG - iShares MSCI USA Small Cap UCITS ETF VPL -> X014 - ComStage MSCI Pacific TRN UCITS ETF VGK -> Vários possíveis, como ERO ou XMEU. VWO -> Vários possíveis: SEMA, DBX1, EMRG Quanto ao broker a utilizar. Usando o BIG, cada transação deve custar pero de 14.95€. Atualmente existem brokers mais low-cost, como a DeGiro.pt, onde cada transação custa 2€ + 0.02%. É uma diferença significativa. Em relação ao modo de construir a carteria, se eu percebi bem neste momento tem apenas 1300€, montante que vai reforçando todos os meses? É isto? Nesse caso tenho outra sugestão. Começar por investir num ETF deste tipo: x-trackers Portfolio Total Return UCITS ETF. É um ETF que engloba ações e obrigações de todo o mundo. Um bocado uma mistura de todos os ETFs acima referidos (excepto matérias-primas). Pode começar por acumular o capital num ETF deste tipo e quando atingir um bolo maior, então começar a separar o portfólio nas várias componentes e % que desejar.
  23. 1 point
    Quem consiga poupar >40% do seu rendimento mensal, merece ser congratulado. Digo isto porque oiço imenso e verifica-se que existe muita dificuldade em poupar, e quando alguém o consegue fazer a % é "reduzida" e não vai além dos 20%. Por isso, independentemente do que se ganha (que faz toda a diferença), poupar 60% é extraordinário. Se eu conseguisse poupar sempre acima dos 70% estaria satisfeito, mas quando tiver outras obrigações, sei que será mais complicado.
  24. 1 point
    A minha taxa de poupança mensal ronda os 60% em meses normais, Nos meses de subsidio de férias,natal e reembolso de IRS consigo ultrapassar os 70%. O meu salário não é nada de especial, mas as minhas despesas bastante baixinhas e controladas.
  25. 1 point
    Tens razão, mil perdões por me ter esquecido completamente desse facto Basicamente... Acabam por ser 24 euros anuais, mais Imposto do Selo. Mas como já terás outros produtos, já estás a pagar essa comissão, por isso vais ter um acréscimo nulo no valor das comissões
  26. 1 point
    O problema do DB X-TRACKERS MSCI WORLD INDEX UCITS ETF 1C é que tem um TER maior e é sintético e pelo que li aqui neste tópico, "replicar o índice com base em swaps é um risco adicional que não compensa no caso de carteiras de Longo-Prazo". Não sabia! Então caso invista através do Best Trading nestes 2 ETFs, a única desvantagem é a comissão por Guarda de Títulos? (no meu caso, a curto-médio prazo, não é um problema, porque também tenho lá CLNs e Obrigações que diluem esta comissão.)
  27. 1 point
    Entrei no sector energia há 9 dias e estou a ganhar 8%. Há sempre aqui ou ali boas oportunidades. Mas cuidado que as commodities são material muito perigoso. Material impróprio para buy and hold de longo prazo.
  28. 1 point
    Ou comissão ou recebe acessórios ou outra coisa qualquer, dão sempre um benefício (Se for uma bimby nova, nao estou a falar de usados). Sei que no rainbow se fornecer o contacto de x pessoas a quem possam fazer demonstração recebe um acessório extra grátis, depois se a demonstração resultar numa venda recebe comissão, etc..
  29. 1 point
    Já encontrei. Não estava a ver no sitio certo, estava a ir pela subscrição no dia a dia e não pela tab de investimento. My Bad.
  30. 1 point
    por acaso na nova bimby ate ja arranjaram forma de pagar pela parte das receitas, aquilo tem uma especie de pen e a bimby pode ler as receitas, mas claro que é tudo proprietário e fechado para conseguirem explorar um bocadinho mais dinheiro dos bimbólicos. tb esse extra só paga quem quer. Concordo contigo em relação a ser bom para quem nao sabe cozinhar e talvez para quem não tem jeito pra coisa. Estou longe de ter muito jeito mas basta um pouco de atenção e quase nunca deixei queimar nada. É pena só ser vendida com o modelo de vendas à comissão, se fosse vendida em lojas pelo comércio normal ia custar metade ou 1/3 do preço e não havia amigos a tentar impingi-la a outros amigos para tentar ganhar comissão.
  31. 1 point
    A anterior Bimby foi lançada, salvo o erro, em 2007 (é o modelo que eu tenho). A nova bimby veio há 3 anos. Quando é que chegará o próximo modelo? Não sei. Estou contente com a que tenho e chega-me. Eu não preciso do último modelo para nada. As pessoas estão-se a desfazer do anterior modelo, só para comprarem o último modelo. Por isso é que se vêem tantas à venda no olx (a grande maioria é do anterior modelo e é este o motivo... não tem nada a ver com o que foi referido pelo 5 coroas). É uma parvoice, faz lembrar os iPhones... vendem ao desbarato o iPhone 5 ou 6 que têm e que está em bom estado para terem o último modelo. Estava a pensar adquirir uma em segunda mão, no olx, dessas que se vendem agora ao desbarato. Faço o normal... massas, batatas, arroz... as receitas normais... É evidente que a bimby não frita. Nem assa como no forno. O que dá é para preparar a comida que depois colocas no forno ou fritas. A bimby não deixa de ser uma panela. Mas tens milhares de receitas disponíveis e gratuitas, na net.
  32. 1 point
    Epá cada pessoa é um caso diferente .. há muitas variáveis a ter em conta ... se já tens casa / carro pago ou não ... se tens um bom vencimento ou não .. se trabalhas por conta de outrém ou por conta própria ... se tens outros créditos ou não ..o estilo de vida ... se és de sair à noite / bebidas / jantares / almoços fora ou não ... Se a pessoa não aguenta estar 2 anos sem trocar de smartphone ou a comprar o último grito de gadgets ( Drones, Tablets, etc ) .... Se a pessoa não aguenta estar 4 anos sem trocar de automóvel ... e por aí fora .. Não há 1 receita infalível .. tem que se adaptar às circunstâncias de cada pessoa Eu consigo poupar essa % por mês, mas se calhar outras pessoas nas minhas circunstâncias provavelmente poupariam 30 - 50% ... são opções / escolhas
  33. 1 point
    Pois eu tenho uma opinião completamente diversa daquelas que ultimamente aqui foram colocadas. Enquanto morava sozinho sempre desconsiderei a Bimby. Aliás, fartava-me de gozar com quem a tinha. Entretanto "juntei-me" e a minha cara metade trouxe-a com ela. E fiquei maravilhado. Cá em casa para aí 90% do que cozinhamos é com a bimby (os grelhados e pouco mais não passam pela Bimby). E fazemos tudo, mesmo comidas que nada têm de especial, como cozer umas batatas ou fazer um arroz branco. E com o miúdo pequeno, com as sopas e papas e etc., foi uma ajuda tremenda. Fascina-me o conceito de fazer 20 vezes a mesma coisa e das 20 vezes sair sempre bem. Com o tempo vamos aperfeiçoando as receitas a nosso gosto, juntando mais isto ou aquilo. Pessoalmente não dispenso. Mas admito que seja uma questão de hábito. Para quem não tiver a certeza de que se irá habituar, mais vale comprar uma do continente em segunda mão. Se não se der bem, o investimento não foi grande. Se se der bem, então comprar uma Bimby. Mas a Bimby é como o ginásio. Depois de uma primeira fase de entusiasmo, começa a não apetecer. Vencendo esta segunda fase, não se quer outra vida. Aliás, começa a irritar uma pessoa ter de perder tempo à volta do tacho para não deixar queimar... Concedo que haja pessoas que não tenham o mesmo entusiasmo. Mas da minha parte até estou a pensar em adquirir uma segunda Bimby aqui para casa.
  34. 1 point
    Conheco quem as tenha comprado usadas a bom preço, uma pessoa ate foi no cash converters (portanto eles compraram ainda bem mais barato). Conheço tambem quem tenha comprado e quase nao use. Também sou da opinião que não compensa o custo, o preço é obviamente exagerado até porque precisa de suportar o modelo de vendas em esquema semi-piramide. Passa-se o mesmo com o aspirador rainbow. Poderá haver algumas pessoas para quem valha a pena mas penso que seja uma minoria. Por isso a tenica de vendas é tão pessoal e pensada de forma a pressionar a decisão de compra logo a seguir à demonstração. Sabem que se não conseguirem a venda naquele momento o potencial cliente vai ter tempo de pensar melhor nos prós e contras e é provável que não compre. Já assisti à demonstração de ambos. Da bimby ate nem gostei do prato feito na bimby (foi bacalhau, penso que era com natas). parece-me interessante principalmente para algumas sopas e na preparação de molhos ou risotos, coisas que necessitem bastante atenção e serem mexidas constantemente, de resto a vantagem é menor. Poderá ser util para quem nao sabe mesmo nada sobre cozinhar dado que os passos são simples de seguir. (O Rainbow penso que ainda vale menos a pena, ha bons aspiradores por 1/10 do preço e que fazem a maioria das coisas. varias coisas que vi demonstradas podiam ser feitas com a mesma eficiencia pelo meu velho e normalissimo aspirador, é mais encenação que outra coisa)
  35. 1 point
    É verdade; reconhecer internamente que foi uma má compra e ainda por cima vende-las mais baratas (e estando elas com tão pouco uso) é tremendamente duro para o Ego. Assim vão-se iludindo que mesmo que as não vendam (por um bom preço) as irão utilizar mais no futuro, ...só que não vão. No entanto o OLX e afins estão a abarrotar de bimbys à venda.Porque será?
  36. 1 point
    Se realmente há assim tantas bimbys encostadas a um canto até era capaz de comprar uma a alguém que queira vender a um preço razoável. É que em sites de leilões praticamente vendem a preço como novo. Para quem tem encostadas em um canto nem pondera em reaver parte do investimento
  37. 1 point
    75 - 80% do rendimento mensal
  38. 1 point
    Só se o objectivo da poupança for acumular ad eternum (entesourar compulsivamente, ou seja, já se entra no campo da patologia); ora, na maioria das vezes poupa-se hoje numas coisas, para se poder gastar em outras coisas amanhã, por isso mais cedo ou mais tarde, o dinheiro acaba por ser gasto e a economia segue o seu curso readaptando-se constantemente aos novos padrões de consumo e estilos de vida. O Hoje, para as pessoas que pouparam no passado, é o "Futuro" para o qual pouparam.
  39. 1 point
    Na minha opinião a bimby é uma péssima decisão financeira (custo/beneficio), pois é um equipamento perfeitamente dispensável. A totalidade das pessoas que eu conheço que a compraram, após um curto período inicial de interesse nela, arrumaram-na a um canto e raramente a usam.
  40. 1 point
    Com a tua idade, e com a taxa de poupança que consegues, no teu orçamento pessoal, tens em conta: - Casa própria, e despesas associadas de luz, água, gás, pacote TV. - Despesas alimentação, refeições e supermercado. - Roupa profissional. - Transportes e automóvel. - Despesas de Lazer e Férias. Se estás satisfeito e confortável, com o nível de vida, prossegue o bom caminho. Com o que te sobra, a tua idade, possibilidade de um horizonte temporal de investimento muito alargado, possibilidade de arriscar mais, com a capitalização de rendimentos, e desde que investido diversificadamente, pode assegurar um futuro mais risonho. - melhor preparado para algum imprevisto, doença, desemprego... - mais liberdade de escolhas profissionais; - mais possibilidades de lazer; - melhores condições habitacionais; - dar uma melhor condição de vida à família; - possibilidade de reforma antecipada; - possibilidade de melhor reforma. Em termos gerais da economia e teoricamente, elevada poupança conduz a menor consumo, a menor produção, fazendo com que a economia não cresça. Mas a nível individual, uma boa taxa de poupança é desejável. Eu penso que a taxa de poupança nunca é de mais. Na minha opinião deve ser pelo menos 10%. Mas isto não deixa muito margem de manobra para um futuro risonho.
  41. 1 point
    Já foi abordado acima essa questão, imagina que tens um fundo de investimento em USD ou em EUR sem protecção cambial ( hedge ), o fundo pode estar a subir mas vale menos pelo câmbio, basicamente é isto E ninguém se regozija pela subida de ranting de Portugal? eu na parte que me toca acho que vou ficar muito feliz com o NB Rendimento PLus estes dias
  42. 1 point
    Isso não estará muito bem explicado. Para começar, a DeGiro tem um modelo Custody em que os activos supostamente ficam exactamente apenas e só no nome do cliente, algo que é relativamente raro nas corretoras. O que eles normalmente usam, salvo erro, são as denominadas contas Jumbo, em que é aberta conta no custodiante em nome da corretora e esta mantém registos próprios sobre de quem é cada activo. Este tipo de conta, que não custody, apresenta menor salvaguarda de activos, mas é um procedimento comum na generalidade das corretoras.
  43. 1 point
    Quanto aos cereais eu costumo comer destes; quando apanho uma boa promoção (1euro e tal cada caixa) compro umas dezenas delas. É dos poucos mueslis que não tem açucar nem outros ingredientes suspeitos. Quando não há promoções, compro aveia do lidl.
  44. 1 point
    Não tenho filhos. Nota que eu anteriormente disse "Não há qualquer razão nutricional para adultos consumirem leite". Para crianças é indispensável, devido a uma hormona natural de crescimento que o leite contém. Por definição, todos os mamíferos bebem (e devem beber) leite em criança. Só o homem continua depois em adulto.
  45. 1 point
    Boa noite, o link para o ficheiro excel perdeu-se. Alguém pode voltar a colocá-lo aqui? Obrigado
  46. 1 point
    Eu iria pelo caminho mais simples, com menos custos na compra e mais facilidade no rebalanceamento anual. No caso de reforços também custa menos: 1) 50 % Acções: IWDA (acções mundiais). Concordo com o Mouro emprestado: 0,20% de custos anuais, em vez dos 0,40% do SPDR sugerido por ti. Mais tarde podes acrescentar um ETF só para mercados emergentes. 2) 50% Obrigações europeias: As Lyxor EuroMTS All-Maturity Investment Grade (DR) parece-me bem. Mais tarde podes acrescentar obrigações empresariais, se entenderes.
  47. 1 point
    Para quem usa ou está a pensar usar um ETF que replica o MSCI World, deixo o seguinte link para "estudo" relativamente a um índice semelhante, mas ao mesmo tempo diferente: https://www.msci.com/resources/factsheets/index_fact_sheet/msci-world-minimum-volatility-index.pdf O ETF que replica esse índice: https://www.justetf.com/de-en/etf-profile.html?query=IE00B8FHGS14 Tem uma comissão anual de gestão de 0,30% e um AUM superior a € 1,5b (pelo que não é propriamente "pequeno") e está disponível no Best e no Invest (contas normais). Existem alguns tópicos no Bogleheads onde se discute sobre este tipo de índices (não confundir Minimum Volatility com Low Volatility, que são estratégias diferentes). Disclaimer: Este post não é uma recomendação para investimento nesse tipo de estratégias alternativas.
  48. 1 point
    No ano passado expus aqui uma possível carteira de B&H, baseada no Portfolio Permanente do Harry Browne. Ver o racional no seguinte link: http://www.forumfinancas.pt/topic/5360-etfs-exchange-traded-funds/?do=findComment&comment=105890 Passados cerca de 18 meses, é meu dever actualizar os ganhos dessa carteira teórica a Junho de 2016 (já vão 9 anos de historial): Ganhos/Perdas (%) 2007 (Jul-Dec) 2,92 2008 -3,31 2009 12,58 2010 15,30 2011 3,87 2012 9,21 2013 -2,94 2014 16,30 2015 2,95 2016 (YTD) 8,82 Retorno médio: 9,33% / ano (mesmo contando com os encargos ficcionados de € 15 por cada compra de ETF, ainda que actualmente este tipo de comissões seja mais baixo). Depois de um ano de 2015 médio atípico (fruto da maior correlação entre os activos, algo muito pouco comum), em 2016 vamos com 6 meses com um retorno de volta à média. Refira-se que este ano a carteira tem tido um melhor desempenho fruto da crise de confiança do início do ano e fruto do Brexit (naquela 6.ª Feira vi a minha carteira real pular por aí acima ). image hosting (O valor da carteira indicado nos gráficos acima está enviesado pelo novo investimento de € 2.000 efectuado a 1 de Julho de 2016, em conformidade com os pressupostos desta carteira teórica de investimento) Daqui a 6 meses voltarei a actualizar os retornos desta carteira. Certamente não será a carteira mais sexy do mundo, mas continuam-se a verificar os pressupostos que levou à sua criação durante os anos 1980 pelo Harry Browne, pelo que não se trata de algo passageiro.
  49. 1 point
    Não é suposto, uma vez que não estás a ter qualquer lucro, estás simplesmente a ser intermediário no pagamento de uma despesa que é o cliente a pagar (aliás, as faturas dessas despesas têm o NIF do cliente por isso mesmo). Isso depende do total dos teus rendimentos - o escalão de IRS, que determina a taxa a aplicar, só é calculado quando metes a declaração indicando todos os teus rendimentos. O que podes saber à partida é quanto desse rendimento vai ser tributado - se estiveres no regime simplificado o fisco tributa apenas uma percentagem do volume de negócios (tratando-se de honorários, o mais provável é que só sejam tributados 75%). Já se estivesses num regime de contabilidade organizada, o que seria tributável seria o teu lucro (os honorários subtraídos das despesas que tenhas com a atividade como o contabilista, segurança social, seguro contra acidentes de trabalho ou os materiais que precisas de pagar para desempenhar a tua atividade). Esse valor tributável é depois adicionado aos demais rendimentos tributáveis (por exemplo, os que tens por conta de outrem) e só nessa altura é calculado o escalão e definida a taxa de imposto a aplicar. Mas se os rendimentos por conta própria forem pouco expressivos no resto dos rendimentos, podes sempre assumir que a essa percentagem será aplicada a taxa do teu escalão. Ou, se estiveres muito próximo do limite para subir para o escalão seguinte, essa taxa superior...
  50. 1 point
    Como se comportaria um Portfolio Permanente desde 2007 a 2015, permitindo assim observar o mesmo em período de crash bolsista e subsequente bull? Esta foi uma pergunta que me fiz aqui há alguns dias, quando comecei a estudar o modelo de Portfolio Permanente do Harry Browne. De acordo com este modelo "passivo" de investimento criado no início dos anos 1980 nos EUA, devemos ter uma carteira de investimento principal em 4 diferentes tipos de activos, numa percentagem igual de 25%: - Fundo de Acções - Para os períodos de crescimento económico - Obrigações a Longo-Prazo - Para os períodos de recessão económica - Cash (ou instrumento equivalente de curto-prazo) - Para os períodos de deflação - Ouro - Para os períodos de inflação - Para os períodos de inflação (Para uma melhor explicação, podem ver este artigo ou procurar outros na intraweb) Testar esta estratégia para um Europeu, não é fácil. Contudo, existem ETFs que servem de proxy já com alguns anos: Acções - db x-trackers MSCI World Index UCITS ETF 1C (actualmente existem melhores ETFs, mas este é o único que vai até 2007) Obrigações LP - Lyxor UCITS ETF (FCP) EuroMTS 15+Y Inv. Grade (DR) EUR Cash/Obrigações CP - Lyxor UCITS ETF SICAV (FR) - EuroMTS 1-3Y Inv. Grade (DR) EUR Ouro - ETFS Physical Gold Como testei esta carteira? Comecei com um investimento inicial de € 10k, a 1 de Julho de 2007. Assumi que, passados 12 meses, iria fazer um reforço de € 2k, para além dum rebalanceamento para que os 4 activos se aproximassem novamente dos 25%. De acordo com o justetf.com, obtive os seguintes ganhos anuais: Ganhos/Perdas (%) 2007 (Jul-Dec) 2,92 2008 -3,31 2009 12,58 2010 15,30 2011 3,87 2012 9,21 2013 -2,94 2014 16,30 Apenas 2 dos anos foram negativos, explicados pelo crash nas acções em 2008 (onde, mesmo assim, a carteira apenas teve um decréscimo de 3,31%!) e no ouro em 2013. Melhor do que isso foi obter-se um ganho acumulado de 65,94% (uma média ponderada de 6,71% anual), para um desvio-padrão de 7,89%. Por outras palavras, para um investimento total de €24k (€ 10k + €2k * 7), a 31 de Dezembro teriam uma carteira a valer € 35,2k. Aqui ficam alguns gráficos retirados do justetf.com: Na minha opinião, versus uma carteira de 2 activos (acções/obrigações), historicamente esta carteira será muito menos volátil (uma carteira nas mesmas condições atrás referidas, dividida entre 70% acções e 30% obrigações, teve um DD em 2008 na casa dos 25%). Contudo, nos anos de maior expansão, também é expectável que tenha uma performance mais baixa. Disclaimer: Actualmente a minha carteira de investimentos é baseada neste modelo, mas onde a parte do cash foi substituída por DPs e CTPM e onde o ETF de acções é outro, mas que segue o mesmo índice.