Leaderboard


Conteúdo Popular

A apresentar conteúdo com maior reputação desde 10-01-2017 em todas as áreas

  1. Eurico, o presbítero

    Fundos de Investimento

    Recomendo-lhe vivamente a visualização (AQUI) do recente seminário (conference call de 5 de Janeiro) da equipa de research do banco BIG (liderada pelo João Lampreia) que versou, precisamente, sobre o Outlook para 2017, Pareceu-me transmitirem uma visão muito analítica e fundamentada sobre aquilo que poderá vir a ser este ano de 2017.
    2 Pontos
  2. atlas

    Montante necessário para deixar de trabalhar e viver dos juros

    A lei realmente tem mecanismos que permitem protelar a saída. Por isso é que comecei por referir que o importante é ser criterioso na escolha. É na escolha das pessoas que se faz a prevenção. Desde que sou eu a arrendar o imóvel dos meus pais, nunca mais houve problema. Também no meu imóvel, nunca houve problemas. Sou exigente na escolha do fiador e prefiro não arrendar a correr grandes riscos. Assim se o arrendatário não pagar, comunico logo ao fiador que ele é que irá suportar aqueles meses. Já aconteceu e foi o suficiente para o fiador "apertar o arrendatário" de forma a que ele não ficasse a dever. Quanto às listas negras, é uma boa ideia. Mas em todo o caso, vos digo: se alguma vez um FDP me ficar a dever e me destruir o que arrendo (também tenho um imóvel arrendado), vou exigir o que me é devido. Se não me pagarem, parto para a declaração de insolvência. Nunca mais conseguem ter uma conta bancária, nunca mais poderão ter nada em nome deles e a lista dos insolventes está disponível on line. Nunca mais fazem isso a mais ninguém. Eles podem-me rebentar a casa mas eu rebento-lhes com a vida.
    2 Pontos
  3. Visitante

    Dias de Nojo

    Também não exige comprovativo da data do óbito... Lá está - admitindo isso como certo, o que contaria deveria ser a data em que tomou conhecimento que não é necessariamente a data do falecimento... pois só a partir do momento em que sei que alguém faleceu é que posso sofrer com isso. Também é discutível se a sogra (5 dias) é um familiar mais próximo que um irmão (2 dias)... ou se a morte de um cunhado (2 dias) causa mais "sofrimento e falta de condições anímicas" que o sobrinho de quem se toma conta desde criança e é quase como um filho, mas que não dá direito a um único dia de falta justificada, no caso de falecer. Mas isso não interessa, pois o legislador não se referiu às coisas nesses termos - o que interessa é que a legislação estipula concretamente quais os níveis de parentesco que dão direito a faltar e que os dias de falta têm de ser contabilizados de forma consecutiva. Tudo o resto fica aberto à interpretação de cada um - e isso inclui o dia em que se começa a faltar... E quanto a isto, creio que só resta concordarmos que discordamos e que se fosse meu patrão, me forçaria a meter a ACT na questão para desempatar
    2 Pontos
  4. master-chief

    Fundos de Investimento

    porque raio és assim? Eu até ia subscrever esse fundo esta semana Joking hahahaha Por acaso li a noticia no observador do fundo pt que mais valorizou, mas nao fui por dinheiro nisso... acho uma % muito alta ja de valorização e e e e deve cair forte quando cair Mas parabens em quem conseguiu entrar no bpi brasil
    1 Pontos
  5. Visitante

    Dicas/sugestões para iniciantes em ETFs

    https://www.bogleheads.org/wiki/Video:Bogleheads®_investment_philosophy Acho que estes vídeos são um bom ponto de partida.
    1 Pontos
  6. vrosa

    Simulador Irs para 2017

    Essas despesas vão todas para essa rubrica (outros)
    1 Pontos
  7. zero

    Montante necessário para deixar de trabalhar e viver dos juros

    Faz sentido contactar um agente imobiliário, e oferecer tipo 1000€ ou 2000€, por fora, por um negócio que ele identifique como sendo bom, e nos avisar?
    1 Pontos
  8. D@vid

    Fundos de Investimento

    Os dois erros que comentem os investidores na hora de investir em fundos de investimento Há mais, mas estes 2 são o costume. Depois de saberem que o BPI Brasil Valor foi o fundo Português que mais rendeu em 2016 ( 78% ), parece que desataram a subscrever o fundo
    1 Pontos
  9. PedroPinto

    Fundos de Investimento

    Eurico, se tem a carteira em euros, a desvalorizacao do dolar face ao euro (ou valorizacao do euro face ao dolar) tera impacto negativo. O contrario sim, será benefico! Imagine que ontem 1€ eram 1.20USD e investiu 1000€ numa carteira em dolares (mas avaliada em euros) a sua carteira tinha agora 1200USD (que correspondem aos 1000€ que investiu). Hoje o dolar desvalorizava e 1€ era agora 1.25USD. Imaginemos que os activos da carteira nao tivessem tido ganhos/perdas, continuava a ter lá 1200USD só que hoje já só valeriam 960€. Apesar dos activos nao terem tido ganhos ou perdas o valor da cua carteira/fundo desvalorizou 4%.
    1 Pontos
  10. 5coroas

    Dias de Nojo

    O legislador não quer (nem deve querer) saber se o empregado vai ou não ao funeral, pois isso é irrelevante. Se fizesse questão nisso, teria exigido comprovativo de presença no funeral. Mas pressupõe a existência de sofrimento e falta de condições anímicas para o trabalho, e tanto assim é que "dá" mais dias de nojo para os familiares mais próximos (em principio haverá maior sofrimento). Isso é o que antes estava previsto na anterior legislação e quanto a mim estava melhor do que agora, dando algumas opções alternativas, e isso agora foi retirado.
    1 Pontos
  11. Visitante

    Dias de Nojo

    Já agora, por vezes as omissões da lei têm um motivo - e neste caso, o facto de ser omisso o dia em que começa a contagem, provavelmente tem a ver com a possibilidade de se querer encaixar situações especiais, em que o funeral não ocorra nos dois dias a seguir ao óbito.
    1 Pontos
  12. Visitante

    Dias de Nojo

    Agradeço a correcção. Onde encontrou essa descrição do motivo essencial? Igualmente válido como motivação seria possibilitar a falta ao emprego para estar presente no funeral. Ou o que dizer dos casos em que só se sabe do falecimento no dia seguinte, por exemplo - como justificar "o sofrimento" com uma notícia que ainda se desconhece? E se a lei é omissa, qualquer um tem o direito de "se aproveitar" dessas omissões... Em qualquer caso deverá imperar o bom senso - obviamente não faz sentido justificar como nojo uma semana de faltas meses depois de um filho ter falecido, por exemplo. Mas também não pode o empregador impor a contagem como bem entender, e impedir o trabalhador de faltar, só porque o trabalhador teve "o azar" de o irmão morrer numa 6ª feira à noite... E, em caso de dúvidas, podem sempre recorrer à arbitragem da Autoridade para as Condições do Trabalho...
    1 Pontos
  13. JRJordao

    Cartões de crédito - Melhores benefícios

    De acordo com a FIN os +3% de reembolso suplementar são obtidos quando se faz 250€ ou mais fora da Repsol, mas são aplicados sobre as compras na Repsol. Uma descrição enganosa q.b., que para o leitor mais distraído parece um reembolso geral de 3% Para ganhar 10€ mensais tem que se gastar 233,33€ na Repsol + 250€ noutros sítios. Nessa situação obtém-se um reembolso de 10€ / (233,33€ + 250€) = 2,07%. Porquê os 233,33€? Porque os +3% adicionais estão limitados a 3€ mensais. Portanto para um reembolso total de 10€, os primeiros 3% têm que dar (10€ - 3€) 7€. 7€ / 3% = 233,33€ Na minha opinião, são condições bastante manhosas, tendo em conta que se fica preso à Repsol e, pior, à CGD .
    1 Pontos
  14. Pedro Pais

    Calculo rentabilidades

    Uma abordagem, para um determinado período (por exemplo 1-Jul a 31-Dez) Valor dos investimentos a 1-Jul = X Valor dos investimentos a 31-Dez = Y Compras/Subscrições menos Vendas/Resgates entre 1-Jul e 31-Dez = Z Rentabilidade do período = ( Y - Z) / X - 1 Em termos nominais, a "TANB" equivalente seria o resultado anterior vezes 2.
    1 Pontos
  15. Pedro Pais

    Cartão Universo (Continente

    Lembro-me de ler algures que para esse cartão tinha uma modalidade de carregamentos e que só com esse dinheiro "pré-transferido" é que era possível fazer os levantamentos a débito.
    1 Pontos
  16. Pedro Pais

    Fundos de Investimento

    Dependendo de qual for o activo resgatado, pode não estar sujeito a IRS em Portugal, sendo não residente.
    1 Pontos
  17. 5coroas

    Dias de Nojo

    Essa legislação há séculos que foi revogada. A actual nada diz. Quanto ao seu entendimento, discordo; a ser como você diz, o empregado começaria o gozo da licença quando bem quisesse, aproveitando-se da omissão da lei; temos que analisar o motivo essencial que o legislador pretendeu defender quando estabeleceu este direito, ou seja, permitir que o trabalhador sofredor com a morte de um familiar, não tenha que trabalhar nessas condições, e isso como é obvio deve produzir efeitos logo imediatamente após a morte do familiar e não uns dias depois.
    1 Pontos
  18. Visitante

    Dias de Nojo

    Bem, por alturas do óbito, bem entendido. Mas em lado nenhum diz que tem que ser no próprio dia. Obviamente deve ser dado conhecimento ao empregador assim que possível dos dias em que se pretende faltar. Mas, por hipótese, se o trabalhador vai trabalhar no dia do óbito e mesmo alguns dias a seguir (por exemplo, por haver suspeita de crime e o corpo não ser logo libertado do Instituto de Medicina Legal e o funeral ter de ser adiado), não faz sentido que o empregador ponha obstáculos ao facto do funcionário faltar uma semana depois para ir ao funeral... Claro que se o trabalhador tiver faltado logo no dia do óbito, o caso muda de figura, porque os dias justificáveis começam a contar logo a partir dessa primeira falta. No caso dos funcionários públicos, há legislação específica que aponta para alguns dias em particular (creio ainda estar em vigor):
    1 Pontos
  19. pfonseca

    Dicas/sugestões para iniciantes em ETFs

    A minha opinião é que se não sabes nada sobre acções, obrigações, fundos de investimento, ETF, e outras formas de investimento de risco, bem como o funcionamento das bolsas, o tópico do Salvador não te vai ajudar, pois parte do principio que já sabes alguma coisa. Daí eu ter partilhado por onde comecei a aprender aqui, na secção Recursos / Livros Recomendados. Claro que há-de haver muitos outros sites, até melhores que esses. Se não tiveres paciência para isso sugiro o seguinte: i. Livro "If You Can - How Millennials Can Get Rich Slowly" - William J. Bernstein. Um pdf que é um bom guia, para quem se quer iniciar em poupanças e investimentos, e não tem muito tempo para ler. São sugeridos 7 livros, para completar os ensinamentos. É dirigido aos jovens, mas serve para qualquer futuro investidor. https://www.etf.com/docs/IfYouCan.pdf ii. O tópico do Salvador mencionado pelo ruicarlov no comentário anterior. iii. Livro "Global Asset Allocation" do Meb Faber, mencionado aqui.
    1 Pontos
  20. lowfin

    Como contestar/impugnar multa por excesso de velocidade?

    caso a multa não tenha chegado logo com a fotografia, pode efetuar o pedido da fotografia de prova..
    1 Pontos
  21. Jaymz

    Como contestar/impugnar multa por excesso de velocidade?

    Então pague, e apresente defesa por escrito a dizer que pagou de boa-fé, e que à hora / local onde ocorreu a infração não estaria a colocar em risco ninguém por isso pede encarecidamente que não lhe seja aplicada a sanção de inibição e / ou retirada de pontos porque sempre foi um condutor exemplar e foi a primeira vez, etc. Tanto quanto sei é mesmo muito difícil não ter de pagar a multa, pode é conseguir evitar o resto.
    1 Pontos
  22. Pedro Pais

    Beginner - esclarecimento de algumas questões

    1-Algo do género da conta custody do DeGiro. Mas se investigares vais verificar que a generalidade da oferta em Portugal utiliza as tais contas Jumbo. Deves ler nas condições os pontos relacionados com a segregação de activos. 3-Essencialmente quem processar a distribuição de dividendos não aplicar a taxa da convenção (ou aplicar a taxa errada), ser difícil arranjar comprovativo da retenção sofrida no estrangeiro e um correcto preenchimento da declaração de IRS. 4-Acho que não é uma prioridade. Com o tempo e tendo mais capital investido é algo a que deves olhar.
    1 Pontos
  23. JRJordao

    PPR - vale a pena em 2015?

    Atenção que este ano os limites são superiores. Dedução de 20% do montante aplicado em PPR, com limite de 400€ (aplicação de 2.000€), até 35 anos350€ (aplicação de 1.750€), 35 a 50 anos300€ (aplicação de 1.500€), mais de 50 anosAlém disso, a soma com as restantes deduções (saúde, educação, imóveis, etc), está limitada com base no rendimento coletável sem limite, rendimentos até 7.000€1.000€ + (1.500€ x (80.000€ - rendimento) / 73.000€), rendimentos entre 7.000€ e 80.000€1.000€, rendimentos acima de 80.000€
    1 Pontos
  24. ruimneiva

    Associação para reunir e apoiar investidores de produtos ex-PT (CLN e Obrigações)

    Boa tarde, Todas as perguntas, informações, custos, atuações, entre outras, serão esclarecidas no grupo criado para o efeito. Obrigado
    -1 Pontos