Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.693
      publicações
    2. 12.805
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.172
      publicações
    4. 992
      publicações
    5. 4.304
      publicações
    6. 24.770
      publicações
    7. 31.500
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      28.243
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      689
      publicações
    3. 1.233
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      772
      publicações
    5. 2.455
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      718
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.737
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.261
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    Andreia Dias
    Utilizador Mais Recente
    Andreia Dias
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    14.362
    Total de Tópicos
    137.636
    Total de Publicações
  • Popular neste momento

  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • gustaferra
      Fizeste uma "verdadeira tese de mestrado de finanças pessoais"  As contas dependendo que cada um ganha, numero de agregado familiar , estilo de vida e poupança obtida, irá permitir investir ou não.  Como é óbvio e tocaste na questão central com os depósitos a ordem não se pode viver de juros, ou ganhas  o euromilhoes ou recebes uma boa herança que te permite viver de DP.  Investindo só em DP , CA, BT, precisamos de trabalhar até a idade de reforma, se chegarmos lá....  não ser que se corte no lazer , e tenha-se salários de administradores de TOP,  poderá conseguir-se ao fim de alguns anos de juros mas com um estilo de vida muito humilde.... Cenário muito pouco realista...
    • niceboy
      Eu deixei no ar as perguntas.
      Claro que eu tinha as minhas resposta para essas questões. Obrigado por teres feito uma simulação tão detalhada. Apenas consideraria o seguinte: 
      - o salário médio em Portugal anda pelos 900 euros.
      - no caso de se deixar de trabalhar não tinha em conta a necessidade de cobrir o montante equivalente ao que se poupava inicialmente.
       Assim, no teu exemplo, o valor a cobrir eram os cerca de 1900 e não os 3000. E sim, dá para demonstrar que dificilmente será com DP's que se conseguirá viver de rendimentos.
      Terá de se arriscar um pouco mais, para tentar fazer crescer o montante base mais rapidamente, ou com um montante base mais baixo tentar obter um rendimento mais elevado. E tem em conta que se vive apenas de juros/dividendos.
      Assume que no final da vida, o capital base se mantém todo e pode ser deixado como herança. Eu gosto mais de pensar, que além dos juros/dividendos também posso ir gastando e consumindo parte do montante base. Isto faz com que não seja necessário alcançar um montante base tão elevado.
      Mas indo tirando aos poucos, garantindo que o montante base nunca se esgota. 
      É o chamado Safe Withdrawal Rate (SWR) Method. http://www.investopedia.com/terms/s/safe-withdrawal-rate-swr-method.asp   E partilho totalmente das tuas preocupações.
    • Greedy
      Há várias variáveis a ter em consideração, se é uma pessoa solteira a viver sozinha, se é um casal, se é um casal com 1, 2 ou mais filhos ... se o casal pretende deixar de trabalhar ou se apenas 1 dos cônjuges pretende deixar de trabalhar .. Ou seja, há variáveis que facilmente influenciam o "resultado" final de se "reformar" mais cedo .. Nada que uma folha de Excel bem preenchida não consiga extrapolar .. Por exemplo: Casal com 1 filho, ambos trabalham, ele recebe 1500€ líquidos / mês, ela recebe outros 1500€ líquidos / mês ( total 3000€ líquidos / mês ) Crédito Habitação a 40 anos de um T3 com mensalidade entre 400 a 600€ consoante a Euribor, coloca-se 500€ / mês em média Condomínio >30€ / mês IMI >350€ / ano Despesas escolares ( Privada ) do filho ( +300€ / mês no mínimo ) Alimentação em casa >300€ / mês Alimentação ao almoço fora do escritório / messe / cantina, [ 5 - 10€ ] x [ 18 - 23 dias ] x 2 pessoas = ( [ 90€ - 180€ ] ou [ 180€ - 230€ ] x 2 ) = entre 180€ a 460€ no caso + extremo, faz-se 320€ em média Água, luz / gás, Pacote TV/Internet/Móvel > 200€ 2 automóveis já pagos com consumos combustível mensais de 150€ ( 75€ x 2 ) IUC seguros e afins > 500€ / ano Jantar fora 2 vez por semana ( 50€ x 2 = 100€ ) Férias 2 vezes ano dependendo do destino ( 1000 x 2 = 2000€ ) Idas ao médico > 250€ ( pode ser menos, ou pode ser mais dependendo das pessoas ) ( podem haver outras despesas mas que agora não me recordo ) Neste cenário, esta família gasta sensivelmente o correspondente a 1858€ / mês e pouparia na teoria pouparia 38% do rendimento disponível. As últimas notícias dão conta que as famílias portuguesas apenas conseguem poupar 3.8% do rendimento disponível, ou seja, esse cenário que coloquei em cima parece ser uma utopia .. o que leva à hipótese da malta andar a gastar mais do que tem ... e andar sempre na corda bamba .. Para 1 destes cônjuges viver apenas de juros, teria que no mínimo garantir rendimentos / juros mensais líquidos de 1500€ para manter este nível de vida em cima exemplificado .. Mas atenção porque tem de ser 1500€ certinhos todos os meses .. não pode ser um rendimento volátil ... não pode ser um mês 800€ e no seguinte 1800€ ... porque aquelas despesas fixas não mexem ... a não ser que a família consoante o rendimento variável opte não jantar fora e andar menos no carro no mês que entre menos €€€€ .. se é que me faço entender .. Se ambos quiserem deixar de trabalhar, tem de garantir 3000€ líquidos / mês para manter esse estilo de vida em cima .. Repara que mesmo com 1% TANB em DP a 1 ano ( anda tudo pelos 0% ou <0.X% ), mesmo que este casal tivesse 1 milhão de € no banco "só" dava 7200€ líquido ano ( 600€ / mês ) Para conseguir depender de 1 milhão de € a render num DP, a TANB teria que ser 5% para render 36 000€ líquidos / ano ( 3000€ / mês ), mas mesmo as taxas dos DP's variam em relativo pouco tempo .. ou seja, voltamos outra vez à questão da estabilidade de income passivo necessário .. ( 3000€ líquido / mês no caso do casal deixar de trabalhar ) Se for o caso de uma pessoa solteira sem filhos, as despesas serão menores ( não há custos com filhos, apenas 1 automóvel etc ), mas as outras variáveis podem disparar facilmente se o solteiro for " boémio " e gostar muito de fazer 4 viagens / ano para destinos exóticos, morar num T1 a pagar arrendamento de 500€ / mês e andar sempre em jantaradas e copos ( > 300€ / mês ) .. Ou seja, cabe a cada um fazer este tipo de contas e extrapolar que investimentos actualmente existentes é que permitiriam um cash-flow estável necessário para manter um determinado padrão de vida .. mas em Portugal é um pouco complicado, mesmo quem investe em Imobiliário alavancado por Crédito tem sempre ali a faca apontada caso os inquilinos falhem rendas e depois o proprietário é que tem de entrar com capital próprio / comer poupanças para pagar a(s) prestações ao banco senão fica sem a(s) casa(s) .. Este é um tema muito interessante e penso que em Portugal muito pouca gente se debruça sobre o mesmo, infelizmente é triste porque há bastantes estudos que apontam para um decréscimo acentuado nos valores das reformas aliado à baixa taxa de natalidade e ao aumento da esperança média de vida e quando a malta se reformar vai cair o queixo quando virem que vão receber um "cagagésimo" do que ganhavam ... mas as despesas fixas / padrão de vida mantém-se inalterado ... por outro lado a taxa de poupança é quase nula .. é preocupante, sei que há muita gente que ganha pouco, mas também há malta que tinha margem para poupar e não o faz conscientemente .. prefere o Carpe Diem .. mas depois não chorem um dia mais tarde eh eh
    • gustaferra
      É esse o esquema "mental" que temos de fazer e ir avançando passo a passo.  Eu uso o Boonzi para contabilização das despesas pessoais permite fazer reportings de receitas / despesas e carregar saldos movimentos etc.... 
    • YARA
      Isso dos cartões de débito e de crédito serem gratuitos é subjectivo, porque quem faz um CH a partida tem de ter um cartão de débito e um de crédito e lógico que nunca os disponibilizaram gratuitamente nessas condições.   Se colocam essas condições para quem faz Crédito Habitação é para ganharem dinheiro com as anuidades dos cartões, logo nunca são gratuitos.
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      gustaferra
      gustaferra
      13
    2. 2
      Pedro Pais
      Pedro Pais
      13
    3. 3
      pfonseca
      pfonseca
      7
    4. 4
      Cardoso24
      Cardoso24
      7
    5. 5
      Greedy
      Greedy
      6