Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.709
      publicações
    2. 12.869
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.174
      publicações
    4. 996
      publicações
    5. 4.308
      publicações
    6. 24.881
      publicações
    7. 31.781
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      28.291
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      693
      publicações
    3. 1.245
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      788
      publicações
    5. 2.490
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      721
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.745
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.316
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    Fulgencio Machado
    Utilizador Mais Recente
    Fulgencio Machado
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    14.411
    Total de Tópicos
    138.249
    Total de Publicações
  • Popular neste momento

    • Pedro Pais
      1.024
      CGD
  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • NovoNestasCoisas
      Obrigado pela resposta Virtua. "Por outro lado são carteiras em USD, que na minha opinião não são directamente convertíveis para investidores europeus, exactamente pelo efeito cambial. " Podes explicar esta frase, sabendo que o importante são os ativos do fundo e não a moeda em que cotam. O TLT tem sido ótimo para quedas rápidas nos mercados acionistas mas claro tem a agravante da moeda. Com compras e vendas frequentes, vamos criando um preço médio que minimiza esse risco cambial (mas não elimina). Sei que adoras o Pimco Global Bond
    • D@vid
      VIX anda morto é verdade 😂😂
    • Nmen
      Há alguma maneira de verificar em que bancos posso subscrever um fundo específico? (IE00B84J9L26)   Obrigado!
    • Virtua
      @NovoNestasCoisas Não será melhor fazer hedge introduzindo diferentes classes de activos ou no que respeita apenas a acções, um fundo global onde estamos expostos a várias moedas? Uma vez que não uso fundos específicos a nenhum país mas sim fundos accionistas globais tenho de concordar contigo. Os 30% que tenho em USD advém exactamente da forte exposição do MSCI World (e fundos que o seguem) aos EUA. Nas ações, estando diversificado globalmente nem se deverá notar as variações cambiais. Nota-se menos, mas nota-se na mesma. Pelo menos eu noto. Carteira Salvador ou LTCM ou lá de quem é, tem repartido de igual percentagem pelo mundo, logo o risco cambial diminui. Não tem repartido de forma igual pelo mundo. Usa fundos ou ETFs com pesos baseados em capitalização bolsista. Logo tem um muito maior peso nos EUA. Será que pensaram neste pormenor quando a propuseram????!!!!! Sim e não. Sim no sentido que a construção da carteira teve isso em consideração. É uma carteira capitalization weighted em relação a alguns activos (acções mundiais por exemplo) mas não em relação a outros (obrigações, uma vez que tem TLT e pouco mais, por isso focado nos EUA). Por outro lado são carteiras em USD, que na minha opinião não são directamente convertíveis para investidores europeus, exactamente pelo efeito cambial. quando disse obrigações em USD estava-me a referir a fundos sem hedge, no meu caso o ETF TLT. O TLT é um caso especial. Devido à longa maturidade das obrigações do ETF ele acaba por ter um desvio padrão muito semelhante ao Mercado accionista e daí o câmbio não representar mais de 50% das variações diárias do ETF (se fosse cotado em EUR). Tenho as minhas reservas em relação ao TLT (embora esteja ciente das suas muitas qualidades). Suponho que a rentabilidade dele não seja muito mais de 3% anualizado nos próximos 20 anos. Se o euro daqui a 20 anos estiver a 1.5 (não faço idea se estará, mas sei que já lá esteve) come-te metade da rentabilidade. Ouch  
    • Wakka
      Infelizmente, algumas seguradoras dão o prazo de apenas 7 dias após a morte para dar entrada com o pagamento do seguro de vida. Neste caso, tendo a senhora falecido no ano passado, mesmo que houvesse seguro de vida, de certo que já expirou. 
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      D@vid
      D@vid
      5
    2. 2
      daniel__
      daniel__
      3
    3. 3
      gustaferra
      gustaferra
      2
    4. 4
      quirino
      quirino
      2
    5. 5
      5coroas
      5coroas
      2