Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.068
      publicações
    2. 12.155
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.126
      publicações
    4. 604
      publicações
    5. 4.083
      publicações
    6. 24.428
      publicações
    7. 27.692
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      26.495
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      517
      publicações
    3. 980
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      640
      publicações
    5. 1.862
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      675
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.522
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.578
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    TGG
    Utilizador Mais Recente
    TGG
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    13.221
    Total de Tópicos
    128.374
    Total de Publicações
  • Popular neste momento

  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • js110
      IRS Fundos de Investimento - Anexo
      Relembro que uma coisa são mais-valias provenientes do resgate de fundos de investimento (categoria G) e outra são os rendimentos distribuídos pelo fundo (categoria E). No caso de terem origem em fundos de investimento estrangeiros (fundos com código ISIN que não começa por PT) devem ser declarados no anexo J. Nesse caso dos rendimentos (categoria E) já com retenção na fonte, e não optando pelo englobamento, trata-se apenas de uma obrigação declarativa, não é verdade? Ou pode haver algum benefício para o contribuinte, relacionado com a dupla tributação ou algo do género?  
    • Visitante Visitante emigrado
      Residente no Estrangeiro, mas com morada fiscal em Portugal
      pois mas qd opto pelo artigo 72, n9 tenho de colocar os meus rendimentos no estrangeiro e isso nao faz muito sentido, uma vez q nao vivo em portugal e nao tenho rendimentos em pt e ja me tributam 45% de imposto no pais onde vivo. muito obrigada pela ajuda.
    • Wakka
      Posso pedir o meu dinheiro de volta???
      Não fazia ideia que os cursos de cabeleireiro estavam nessa ordem de valores. Que tipo de curso é esse só por curiosidade? Quanto à questão, se é uma entidade privada (por esses valores assumo que seja), depende das condições que assinou com a escola.
    • pauloaguia
      Residente no Estrangeiro, mas com morada fiscal em Portugal
      Já leste ao menos esses artigos do CIRS? Essas dúvidas dissipavam-se depressa: Ou seja, parece-me a mim que não podes optar pelas regras do artigo 17º-A e que provavelmente te compensava mais optar pelas do artigo 72º, n.9 em vez do regime geral. Mas não percebo esse erro de não poderes fazer essa opção por causa da declaração conjunta... isso só perguntando às Finanças...
    • pfonseca
      ETFs (Exchange-Traded Funds)
      Boa tarde a todos, Li com gosto as 70 páginas deste tópico. Andei a aprender sobre investimentos na www.investopedia.com e na http://jlcollinsnh.com/, e cheguei a este forum quando pesquisei por informações sobre a Degiro. Tenciono iniciar-me com um investimento de 10.000,00 euros. Decidi escolher ETFs da Vanguard, por me parecer um fornecedor seguro para 15-20 anos. Compreendi perfeitamente a questão da Vanguard não capitalizar os dividendos e vou tentar minimizar esse custo. Cheguei a uma pequena lista, baseada no "lazy portfolio", do Rick Ferri, já muito falado aqui, e tendo em atenção às "treasury". 25% BNDX + 15% EDV + 40% VTI + 20% VXUS VXUS - Vanguard Total International Stock Index Fund ETF Shares (USD)
      VTI - Vanguard Total Stock Market Index Fund ETF Shares (USD)
      BNDX - Vanguard Total International Bond ETF  BNDX
      EDV - Vanguard Extended Duration Treasury Index Fund ETF Shares (USD) Escolhi o BNDX por ser fora dos EUA. Tem uma correleção pequena com o VTI e o VXUS.
      Em vez do VT ou do VWRL, preferi usar o VTI + VXUS para poder jogar com o peso dos EUA / fora dos EUA nas ETF de acções. Li aqui também que tem melhor comportamento (não me lembro da página)
      Escolhi o EDV, para as bond "treasury", mas com alguma apreensão visto ser muito volátil. Por isso atribuo o peso de 15% em relação aos 25% do BNDX. Também tem uma correleção muito pequena com o VTI. No final tenho 40% em ETF de bonds e 60% em ETF de acções Gostaria de receber os vossos comentários e que me dessem a opinião sobre o seguinte:
      Está tudo nas bolsas dos EUA e em dólares. Poderia passar a maioria das EFT para as bolsas da Europa se usasse:
      a. VUSA Vanguard S&P500 (EUR), em vez do VTI. Fico exposto apenas ao índice S&P500 em vez de ser a todo o mercado dos EUA, logo perco diversidade.
      b. VUTY Vanguard USD Treasury Bond UCITS (EUR) em vez do EDV. O problema é que este ETF é novo e não há nenhuma informação sobre ele, para além da dada pela Vanguard
      c. VETY Vanguard Eurozone Government Bonds UCITS (EUR). O problema é este ETF também ser novo. Se fizesse essas substituições ficaria com 80% das ETF nas bolsas europeias, para além de negociar em euros. d. E substituir o EDV pelo VGIT, para não ter uma posição tão volátil? Pelos testes na ETFreplay, o resultado não é muito bom, mas se fosse escolher pelo ETFreplay, escolhia 100% do VTI A simulação a seguir é só desde Junho de 2013, pois há um ETF relativamente novo.  
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      pauloaguia
      pauloaguia
      5
    2. 2
      atlas
      atlas
      2
    3. 3
      Eurico, o presbítero
      Eurico, o presbítero
      2
    4. 4
      Jaymz
      Jaymz
      2
    5. 5
      Jesibel
      Jesibel
      1