Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.584
      publicações
    2. 12.671
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.165
      publicações
    4. 905
      publicações
    5. 4.242
      publicações
    6. 24.682
      publicações
    7. 30.640
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      27.553
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      662
      publicações
    3. 1.189
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      727
      publicações
    5. 2.331
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      712
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.707
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.011
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    AFSM
    Utilizador Mais Recente
    AFSM
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    14.051
    Total de Tópicos
    135.321
    Total de Publicações
  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • ngp
      Boa noite!  Tenho ideia de constituir com familiares uma empresa para gestão de bens imobiliários, mais propriamente comprar apartamentos para os alugar, mas tenho algumas dúvidas que gostava de ver esclarecidas...   1. Depois de constituir a empresa, de forma a pagarmos pôs créditos mais rapidamente temos como ideia depositar todos os meses da nossa conta pessoal dinheiro na conta da empresa, é possível?  2. É paga alguma percentagem da renda ao estado ou isso é apenas contabilizado no final de cada ano?  3. Sendo que os valores da renda serão exclusivamente para IMI, seguros e pagamento dos créditos, sendo que Ainda injectaremos dinheiro para os pagar mais rapidamente, isto pode ajudar ou prejudicar o nosso IRS?
    • maria valis
      Boa tarde! Solicitava que me esclarecessem as seguintes dúvidas: O meu pai  faleceu recentemente não tendo deixado testamento. A minha mãe vive ainda Feita a relação de bens e entregue nas finanças, nada consta relativamente a doações que os meus pais (casados em regime de comunhão de bens) realizaram em vida. 1º as doações de bens imóveis, objeto de escritura, igualam-se à doações em dinheiro? Estas doações a filhos podem inscrever-se na quota disponível? 2º Sendo a doação de um bem imóvel sido registada no momento da doação por um valor bastante inferior ao que hoje regista a caderneta predial, qual o valor que deve ser considerado para efeitos de partilhas? 3º No caso do imóvel doado não fazer parte da quota disponível, pode o herdeiro (filho) restituí-lo à herança para constar das partilhas? 4º No caso em que pagou o apartamento a uma filha, já vendido posteriormente pela mesma, deve esse valor fazer parte da quota disponível ou não? Não deverá este valor ser objeto de colação? E que valor deve ser considerado para o mesmo, caso seja parte da herança? 5º Os meus pais realizaram doações em dinheiro a um dos netos à revelia dos pais. Podem estes ser prejudicados na distribuição da herança?   Obrigada!
    • Visitante Célia
      Obrigado MonteiroSAM86; a autoridade tributária exige sempre prova se se proceder à alteração? Fui às finanças previamente, onde me disseram que o problema foi do banco; a questão é que o banco ainda não procedeu à correção. Devo pedir um documento escrito pelo banco a assumir o erro? Obrigado
    • MonteiroSAM86
      Quando for preencher a sua declaração de IRS, todos os valores preenchidos automaticamente são possíveis de alterar, consequência da alteração é a Autoridade Tributária vir a exigir prova. Nesse momento, se estiver bem fundamentado da sua alteração, não haverá de problema para si.  Espero ter respondido ao solicitado. 
    • carlos2008
      NÃO. O primo do teu pai ( solteiro, sem ascendes ou descendentes ) pode deixar os seus bens a quem muito bem entender : à Santa Casa, à Protetora dos Animais, à Junta de Freguesia, aos gatos lá da rua, ao canil municipal, aos ciganos do acampamento mais próximo....ou à namorada que parece que é o que ele decidiu e, talvez, bem uma vez que deve ser a pessoa de quem ele gosta mais neste momento. Portanto nem vale a pena vocês pensarem nisso, esqueçam esse assunto  e deixem o homem em paz com a sua namorada: se ela é boa ou má rapariga só a ele diz respeito, o teu pai já tem a dele ( que deve ser a tua mãe, claro )  abç
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      scpuser
      scpuser
      4
    2. 2
      JRJordao
      JRJordao
      4
    3. 3
      parm
      parm
      4
    4. 4
      D@vid
      D@vid
      4
    5. 5
      Patanisca
      Patanisca
      3