Actividade últimas semanas

A apresentar todo o conteúdo publicado nos últimos 15 dias.

This stream auto-updates   

  1. Ontem
  2. http://www.financaspessoais.pt/cartoes-de-credito-que-lhe-devolvem-dinheiro-8116.html Se só quiseres fazer um cartão, faz o Cofidis. Se quiseres fazer 2, faz o Cofiidis e o Cetelem Black.
  3. Rui já agora, sabes se os meus pais podem deduzir os recibos de renda do meu irmão (estão os 3 num agregado familiar, e o meu irmão estuda longe). Obriagado.
  4. Boa tarde. Imaginando uma situação em que o trabalhador tem contrato sem termo, e que por motivo de haver pouca carga laboral o empregador quer reduzir a quantidade de horas feitas (nem que seja para não pagar tanto subsídio de alimentação), pode fazer essa alteração ou é preciso que o trabalhador concorde também?
  5. Última semana
  6. Bom dia Obrigada ruicarlov
  7. Estive a trabalhar por uma empresa de trabalho temporariomas, recebi a carta de despedimento, mas entretanto a empresa que pediu o serviço temporário gostou do meu trabalho e manteve me la a trabalhar na mesma condição, trabalho temporário, até a data não recebi um segundo contrato! Devia ter idoido embora no dia 10 de janeiro de 2017 mas como gostaram de mim continuei a trabalhar seguido depois dessa data, informei me com um advogado conhecido e ele disse me que eles é que tem de tratar do contrato e para eu não mexera palha alguma pois passados 90 dias caso não assine contrato passo a efetivo na empresa de trabalho! Queria ajuda para ficar mais informado! Obrigado
  8. Se o seu familiar tem 250k para investir, tem dinheiro para ter consultoria de qualidade. Pedir aconselhamento num fórum (mesmo que da especialidade, e de qualidade como este) não é lá grande ideia. Das duas uma: ou entrea a um consultor, ou investe em investimentos que entende.
  9. Agradeço a sua resposta ruicarlov !
  10. Pelo que li, as situações que levantam muitas dúvidas são os casos em que os veículos tem no certificado de matrícula "Mercadorias", apesar de terem mais de três lugares. É sobre esse caso que a autoridade tributária elaborou o Ofício-Circulado n.º 30152/2013, onde dizem especificamente que são os veículos com mais de três lugares que estão excluídos da dedução do IVA. Ora se o seu veículo tem cumulativamente "até 3 lugares" e no certificado de matrícula é do tipo "mercadorias", parece-me que não está abrangido pela exlcusão mencionada neste ofício. http://info.portaldasfinancas.gov.pt/NR/rdonlyres/6BDB367B-E85C-461F-8338-B806261F7016/0/IVA-of circ 30152.pdf
  11. Cinco anos passaram ,mas o tópico continua actual. Mais actual que nunca. Ainda ontem o Jornal Negocios publicou noticia que refere que Portugal está vulnerável. Uma má noticia no sistema bancário , ou uma subida geral dos juros noutros paises , poderia fazer com que o juro que portugal paga dispare. " Na matriz dos riscos para a economia portuguesa o FMI atribui uma probabilidade elevada a uma subida dos juros, seja por uma redução do apoio do BCE, pela perda do "rating" do único "rating" em grau de investimento ou por dificuldades no sector bancário. ". http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/obrigacoes/detalhe/fmi-lanca-avisos-sobre-riscos-dos-juros-da-divida-sem-o-efeito-bce?ref=HP_Destaquesduasnotícias A interrogação da guest é pertinente. A Inglaterra abandonou a união europeia. Caso Portugal perca acesso aos mercados de Capitais ( O Juro das obrigações a dez aos está em 4% ) ,o que poderá acontecer ? A hipotese do Euro se desfazer continua em cima da mesa. Também eu me debato com essa pergunta. Como colocar as finanças a salvo ? O Barclays desapareceu. Fazer conta em moeda estrangeira salvaria o investidor ? Talvez não porque o Governo poderia obrigar à conversão desses activos em moeda nacional a uma taxa desfavorável. Precisam-se de ideias. Obrigado.
  12. Bom dia venho por este meio pedir ajuda de esclarecimento do que se está a suceder com a minha insolvência . estou insolvente , decretado pelo tribunal desde 20/10/2013 o que se está a passar é que ainda não chegaram a nenhuma conclusão , e ainda por cima o gestor de insolvência desapareceu , não responde a ninguém . é que quero indirectas a minha vida , e não há andamento do processo , visto que já lá vão 3 anos e meio e fui informado que o meu período de insolvencia ainda não está concluído e que os 5 anos ainda não estão a contar . ou seja ainda estou na estaca zero , há algum prazo de prescrição destes processos , é que também não tenho culpa de ainda não terem chegado a um consenso cumprimentos paulo
  13. Também me parece que te quer assustar, mais do que qualquer outra coisa.
  14. Assim que a nova versão do Viventor abriu ao público, despachei os meus 50€ em saldo em empréstimos de consumo, fiz 3 e já acabaram todos, resultado: ganhei mais 0,16€ Isto assim é uma seca :\
  15. Sim. União de FactoLei 7/2001, de 11 de Maio Artigo 3.º Efeitos 1-As pessoas que vivem em união de facto nas condições previstas na presente lei têm direito a: Beneficiar de regime jurídico aplicável a pessoas casadas em matéria de férias, feriados, faltas, licenças e de preferência na colocação dos trabalhadores da administração pública; c) Beneficiar de regime jurídico equiparado ao aplicável a pessoas casadas vinculadas por contrato de trabalho em matéria de férias, feriados e faltas e licenças;
  16. Se é esse que aparece no comunicado . .. As fusões iam dar inicio a 17, se forem ver a cotação do Eurizon está estagnado nessa data, agora é mais uns dias para se concretizar a fusão, os bancos têm de actualizar de acordo com o número de UPs etc de cada um... Eu como vendi jã não o tenho em carteira mas deve estar feito brevemente concerteza.
  17. Podes indicar-nos qual? Cumps.
  18. As dúvidas são mais que muitas, mas não quero chatear. Como já foi dito, não há aqui receitas "directas" do blog. As receitas a existirem seria de publicidade ou de programas de afiliados (exemplo se eu recomendar um livro da amazon através de um link, posso receber 4% da venda de quem carregar e comprar nesse link) E a ideia seria perceber qual a maneira de pagar menos impostos... se recibos verdes; se empresário em nome individual; se abrir mesmo uma empresa.
  19. Obrigada pelo esclarecimento.
  20. Algumas noticias que validam o empenho das pessoas envolvidas: http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/clientes-lesados-da-ptoi-formam-associacao-e-avancam-em-tribunal-contra-bancos https://eco.pt/2017/02/17/lesados-da-ptoi-formam-associacao-e-avancam-em-tribunal-contra-bancos/
  21. Complemento as boas sugestões do colega Eurico com a dica de que, se tiver rendimentos de trabalho modestos, poderá reaver a totalidade ou parte do imposto retido nos juros que irá receber do seu investimento. Deverá para tal declarar na sua declaração de IRS (anexo E) os juros obtidos e respetivo imposto retido, com a indicação de que pretende o seu englobamento. É uma forma de receber mais algum retorno do seu investimento, seja ele um depósito bancário ou um certificado do Estado.
  22. Precisa de saber o valor patrimonial do terreno em 2001, que foi a sua data de aquisição (qual o valor declarado no impresso do imposto de selo?). No fim do ano será publicada uma portaria com os coeficientes de actualização monetária (ex: https://dre.pt/application/file/a/105367261 ). Deve usar o valor para os imóveis adquiridos em 2001. Finalmente, precisa ainda de reunir os comprovativos de encargos que tenha tido com o terreno. Nomeadamente: ou seja, os custos com a escritura na altura da herança, comissão paga à imobiliária que vendeu, etc. Depois: Mais Valia = 30.000€ - "valor em 2001" * "coeficiente de atualização da moeda" - "encargos". O fisco só tributa 50% deste valor (art 43º, nº2). E sobre essa metade aplica depois a taxa especial de 25%, uma vez que não é residente (art. 72º nº 2, alínea b)). E é este valor final que terá de pagar após apresentar a declaração de IRS.
  23. Os meus filhos ofereceram-me o livro "O Jogo do Dinheiro" de Tony Robbins. É um livro interessante, com muitas dicas, apesar de estar pensado para os Estados Unidos. O autor refere a carteira "David Swansen" e tem um capítulo dedicado à carteira "All Season", que foi sugerido pelo Ray Dalio. O "All Season" é um carteira baseada no conceito "Risk Parity", em que as percentagens de cada classe dessa carteira são escolhidas de acordo com o seu risco. O resultado é uma carteira com um peso muito grande em obrigações (de longo prazo e médio prazo). A carteira "All Season" consta no livro "Global Asset Location" do Meb Feber, que listei neste tópico aqui. Uma crítica favorável aqui. Uma crítica desfavorável aqui. Simulação histórica aqui.
  24. O que podes fazer ? Muito pouco, acho que estás "lixado" , desculpa a expressão... só tens três alternativas: tentar a bem que eles "concedam" dar os dados e fazer o contrato legalmente se eles insistirem na atitude, então podes tentar usar ameaças e a força física para expulsa-los, cortar a água, eletricidade e gás ( devem estar em teu nome, não...? ) , contratar uns capangas e ir lá com uma demonstração de força e meter-lhes medo com isso, talvez se amedrontem e cedam se apesar de tudo eles não saírem então arranjar um bom advogado e estar preparado para esperar 3 ou 4 anos pelo tribunal: claro que tens o argumento que eles é que não querem fazer o contrato ( só lá estão à 4 meses e isso joga a teu favor ) e o juiz ponderará isso ( mas tens que ser rápido, não esperes mais 6 meses...) é a vida meu caro...
  25. não. os filhos não são responsáveis pelas dívidas dos pais. isso só aconteceria se houvesse herança para tu lhe deixares ( ou o teu ex-marido, pois a vossa filha é herdeira dos dois ) : neste caso se a herança fosse inferior ao valor da dívida a tua filha teria que entregar tudo, se fosse superior ao valor da divida ela teria que pagar a dívida e ficar com o restante. Mas só neste caso, não havendo herança ela nada tem a ver com as vossas ( neste caso do pai..) dívidas. Seja como fôr eu não sei a tua idade, se és velha ou nova, quero eu dizer que eventualmente essa dívida, da qual também não sei o montante, eventualmente até pode ser paga antes da tua morte ! Mas isso só tu sabes.
  26. Olá. Nunca pague dividas que já estejam com penhora, porque o mesmo bem, pode voltar a ser penhorado. Aconselho a contactar as finanças e saber se a dívida é ao fisco ou se é a um particular. Se for ao fisco tente saber mais pormenores, por exemplo se pode saldar a dívida e mudar o nome em simultâneo. Se for uma dívida a um particular procure saber quem é o agente de execução. Cumprimentos
  27. Nos CTT até 9 março, dias contas de 2016, até ai sempre que houver noticia resultados 2016 será em principio de quebra. Depois todo més março será espera reultados do 1 trimestre de 2017, se os resulados forem abaixo esperado desce mais um pouco, só que duas ou três semanas depois vem o dividendo.....
  1. Carregar mais actividade